História O medalhão e o gênio. - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Medalhão, O Gênio
Visualizações 2
Palavras 1.659
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Aventura, Fantasia, Magia, Mistério, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 9 - Mistérios parte 1.


Fanfic / Fanfiction O medalhão e o gênio. - Capítulo 9 - Mistérios parte 1.

O medalhão e o gênio.

Cap.9: Mistérios parte 1.

No mundo dos sonhos, vivemos nossas maiores fantasias, desejos, medos, ou simplesmente algo que desconhecemos, Mia havia sido levada por Riza para algum lugar estranho, a garota que antes estava inconsciente, desperta atordoada numa sala meio escura e quase vazia, no chão haviam várias almofadas, que de tão macias era difícil de andar. Mia se levanta cambaleando, sua visão ainda era turva o que dificultava ainda mais a caminhada, se apoiava nas paredes tentando achar uma porta ou janela.

-Mas que raios aconteceu? Será que tem como esse dia piorar? – Ela tropeça e cai. – Que boca... Mas isso não é uma almofada...

Apesar da pouca luz, a menina percebe que era um corpo, apesar do susto aquilo ainda tinha vida, mesmo com o susto Mia tenta acordar a pessoa, e qual foi sua surpresa quando o ser em questão era Adam, não o fantoche de Riza mas o Adam que sempre conheceu.

-Mia?! Onde estamos? Ou melhor como viemos parar aqui?

-Não se lembra?

-Lembrar? Deixa ver.... Estava em casa, falei com o Pierre ... Desculpa não me recordo de muita coisa...

-Estranho... Do seu aniversário lembra de algo?

- Agora que mencionou...Não lembro de nada até eu acordar no jardim com o Salomon.

-AI graças a Deus não era mesmo você! - Mia suspira aliviada.

- Que? Do que está falando? – Adam olha para ela confuso.

-É meio complicado... – Ela se levanta depois estende a mão para Adam se levantar. – Me ajude a achar uma saída e te conto tudo.

No final da sala havia uma porta de madeira grossa que por sorte estava destrancada, enquanto o casal andava pelo corredor de pedra frio, Mia contava a história do medalhão para Adam, que estava achando aquilo tudo muito estranho.

-Um segundo, se ele é mesmo um gênio, e agora recuperou seus poderes não era para que eu lembrasse dele não?

Mia permanece calada, com um olhar deprimido, não desejava contar a Adam que ele havia se tornado um fantoche...

-Mia! Pode por favor me responder? Mia! Ei está... – Ao encontrarem a saída a dupla se depara com um cenário estranho. – Mas... Outra vez onde estamos?

Não dava para dizer se era dia ou noite, pois tanto a lua quanto sol estavam visíveis no céu estrelado, a saída do cativeiro dava exatamente no castelo de Salomon, apesar de ter certo alivio Mia recordava que fora sequestrada por Riza, que havia possuído o corpo de Adam, o que significava que ela estava armando alguma coisa, mas qual o motivo de estarem ali? Será que Salomon estava ali?

-Mia pode me dizer que lugar é esse? – Adam encarava Mia.

- Aqui é a casa do Salomon... Por que estamos aqui?

- Mia... – Adam segura a mão da garota suavemente. – Você quer resposta tanto quanto eu... Vamos entrar e obtê-las!

O olhar gentil do rapaz acalma Mia, e ainda segurando a mão dele o casal entram no castelo. Em Marselha, Antônio procurava pela prima, Mari havia ligado para ele pois não conseguia falar com a amiga, o rapaz estava entrando em colapso, primeiro o desaparecimento de Adam, agora o de Mia.

-Jasmim, ache Salomon! – O tom de voz mostrava seu medo o que lhe fez usar sua gênia.

-Como desejar! -Ao não encontrar nem sinal do irmão Jasmim se desespera. – Sal... Onde você está?

A jovem gênia retorna ao seu mestre com a infeliz notícia, sua magia não encontrava nenhum rasto de seu irmão, ao retornar para Antônio lhe conta que existe sinal de seu irmão ou de Mia nesse mundo, o que levou imediatamente o homem a pensar no mundo dos sonhos.

-Jasmim sei que ainda é difícil, mas você precisa abrir uma passagem para o mundo dos sonhos, pode usar minha mente para isso!

- Mestre, sei o que planeja, mas dessa forma será difícil... até por que somente sua mente estaria lá e mesmo que pareça real será apenas um sonho...

-Explique isso melhor!

- Quando entra no mundo dos sonhos adormecido, somente sua mente e espirito entram, mas se quiser mesmo ir até lá para pôr um fim nisso tudo precisa ir de corpo inteiro algo que requer mais ajuda...

- Entendi, então prepare tudo nós vamos atrás deles!

Enquanto isso no castelo de Salomon, Mia e Adam entravam em as salas a procura do gênio, mas não havia nenhum sinal dele, “a sala do trono” pensou a moça “O último cômodo que falta...” para chegar a sala do trono tiveram que passar pelo corredor dos quadros e assim como na primeira vez a cortina carmim chama a atenção da moça.

-Mia? O que foi? – Adam olha preocupado para ela.

-Adam preciso fazer algo! – Caminhando rapidamente até aquela cortina Mia sem pensar duas vezes abre com força, a camada de poeira que ali havia levantado fazendo o casal tossir muito assim que conseguiu recuperar o folego Mia põe os olhos no que havia atrás das cortinas. – Uma pintura! De uma mulher..., mas essa é....

-Sheba! – Adam diz em voz alta assustando a garota.

-Você a conhece?

- De certa forma... meu avô me contava histórias de um rei que possuía uma linda filha ele desejava que as melhores coisas do mundo fossem dela então conseguiu para ela não um mais dois gênios especiais...

-Salomon e Jasmim... – diz Mia em voz baixa enquanto Adam se aproximava do quadro.

-Sabe meu avô contava essa história, por causa de um pergaminho antigo que ele conseguiu em um leilão, a princesa retratada era idêntica a ela... Mia isso tudo tem ligação?

- Sim... essa é mesmo a Sheba a princesa que foi a primeira mestra de Salomon e que infelizmente foi morta por Riza...

- Entendo...

-Adam se lembra de mais alguma coisa da história?

-Você disse Riza... se não me engano essa era a gênia que enlouqueceu, no final o pergaminho estava falho mas dava para ler alguma coisa... Todos os gênios foram declarados como ameaça e por ordem do rei todos foram trancados em suas joias, mas a princesa desconfiou da prisão fácil que os gênios tiveram e descobriu que eles realmente queriam ser aprisionados...

-Eu sei disso Salomon me contou, eles achavam que se ficassem presos Riza Iria desistir...

-Infelizmente estavam errados, a princesa percebeu logo que aquilo não era o suficiente para deter Riza então procurou saber porque a gênia tinha tanto ódio, por fim para proteger seus entes queridos a princesa se sacrificou para prender Riza... havia mais coisas, no entanto era impossível de ler...

- Não precisa contar mais, num sonho me encontrei com Sheba ela se sacrificou não para prender a Riza mas para liberta o coração amargo dela ela queria curar sua dor, mas não conseguiu ao invés disso Riza a mandou junto com seu coração para uma floresta...

- Mia... – Adam sente em seu coração que deveria fazer algo. – Bem vá procurar o Salomon e tome cuidado.

-Espera onde você vai? Adam é perigoso não sai por ai sozinho!

-Está preocupada comigo?

-Claro que sim, que pergunta cretina!

- Fico feliz que goste de mim, bem se algo acontecer pelo menos terá valido a pena...

Adam agarra Mia pela cintura e antes mesmo que ela pudesse reagir ele sela um beijo suave nos lábios da garota, e diferente do que houve no dia de seu aniversário Mia sento seu coração aquecer com aquele beijo gentil e amoroso.  Adam solta os lábios e se afasta, ele segue para fora rapidamente passando pelo jardim e seguindo adiante, Mia por sua vez fecha as cortinas cobrindo novamente o quadro “Lhe prometo Sheba vou pôr um fim nisso...”. Em sua casa Antônio espera por Jasmim e seu plano, mais uma vez ele via a arvore genealógica de sua família, as perguntas e respostas vinham imediatamente a sua mente não era necessário ser um super. gênio para entender do por que tudo está acontecendo tanto com Mia quanto com ele próprio mas Adam era um caso a aparte.

- Mestre tudo pronto! – Jasmim entra na sala sorrindo.

-O que era necessário?

- Um círculo de amigos para servirem de portal...

-Opá! Você chamou eles aqui?

- Sim, novos e antigos, mas todos amigos com laços fortes vai ser o suficiente para que o portal seja aberto.

Ao final da fala da gênia a campainha toca, o rapaz atende a porta e vê todos seus amigos ali, Pierre, Thierry, Marie e Catarina assim como Jasmim havia dito novos e antigos amigos juntos.

- Ei qual foi dessas mensagens assustadoras? – Pergunta Thierry mostrando o celular.

Antônio sente um calafrio correr pela espinha, pega o celular do amigo e lê rapidamente a mensagem, como num click uma vaga ideia passa por sua mente então percebe que algo estava mais estranho que o normal, mas não era o momento para aquilo, engole então seus medos deixando os amigos entrarem.

-Qual é Antônio deixa de fazer suspense... Oi quem é você?

-Sou a Jasmim não vão se lembrar de mim, mas já nos conhecemos.

- Eu lembraria de uma linda garota. – Não tem jeito a fala de Pierre para com garotas é no automático.

- Pessoal não tenho tempo para explicar. – Diz Antônio apressado. – Por favor apenas confiem em mim e façam o que ela pedir, a vida de Mia e Adam dependem disso.

-Adam?! Você descobriu onde ele está? – Pierre se afoba.

-A Mia está bem? O que houve? – Mari se preocupa.

-Como disse não temos tempo para explicar só façam o que é necessário...

-É assustador... – Thierry respira fundo. – Mas confio em você, então o que é preciso fazer fofinha?

- Sentem-se aqui em círculo. – Jasmim indica o tapete no chão. – Deem as mãos e pensem somente em seus amigos, aproposito eles estão em apuros então melhor se concentrarem bem!

Mesmo assustados e desconfiados, todos estavam preocupados com seus amigos, então agiram conforme as ordens, mas Antônio tinha boas razões para crê que algo estava além do estranho rotineiro que tinha...

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...