História O médico da próstata - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan, Bts, Jihope, Lemon, Namkook, Vmin, Yaoi
Visualizações 49
Palavras 1.084
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie...
Acho que se devem estar a perguntar o que raio eles compraram na sex-shop mas ainda não será agora que saberemos...muito em breve alguém será vitima da própria armadilha...
E como esta fic é cheia de tretas e de um Jimin muito confuso... Fiquem por aí...

Capítulo 15 - Uns cocktails...


 

- O que achas que eles estão a fazer para ainda não terem voltado? – perguntei ao Kook que fazia zapping.

-Sei lá – ele encolheu os ombros

Tínhamos voltado para o hotel e já tinha anoitecido. O NamJoon e o Taehyung pareciam ter desaparecido do mapa, já que não davam notícias desde manhã.

-Acho que breve temos dois galhos a sair-nos da testa – comentei fazendo o Kook rir mas mesmo assim coçar a testa

-Eles não fariam isso… - pouco tempo depois pousou o controlo da televisão – fariam?

Encolhi os ombros e deitei na cama.

Nós tínhamos almoçado e lanchado sem a presença deles. É certo que fizemos loucuras também. Ainda sinto a minha cara a ferver ao me lembrar da cara da idosa que encontramos no elevador. Ela olhou para as sacas que carregávamos de uma forma que só deus sabe.

Rodei na cama mais uma vez e encarei o Kook.

-Se eles o fizessem ficavam sem tomates!

-Tanto tempo calado para dizer essa merda, Jimin?

Ouvimos a porta do quarto abrir e eu levantei-me curioso. O Taehyung entrou no quarto todo sorridente, nem parecia que tinha passado tanto tempo longe de mim..

-Deve ter valido a pena sair com o NamJoon… - comentei irritado

-Desculpa amor, - caminhou na minha direção e beijou a minha testa – nós estivemos a falar de coisas importantes e perdemos noção do tempo.

-Sei… - fiz um beicinho do qual ele se aproveitou no mesmo segundo

-Aposto que também aproveitaste com o Kook. Não ficaram aqui enfiados, ficaram?

-E se tivéssemos ficado? – cruzei os braços

-Oh – a expressão do Tae mudou – serio? Não saíram?

-Não! – disse antes que o Kook estragasse tudo

-Vamos sair agora então! – ele continuou – eu e o Nam passamos na praia e vimos que vai ter uma festa.

-Não sei se quero! – às vezes a minha criança interior, que faz birra, é mais forte que eu .

-Eu vou ter com o NamJoon – o Kook pronunciou-se – encontrámo-nos depois então!

O Tae sentou do meu lado e acariciou a minha bochecha. Ouvimos a porta e percebemos que o Kook tinha acabado de sair. Acabamos por olhar nos olhos um do outro..

-Não estás chateado comigo pois não? - perguntou

-Não – dei-lhe um selinho

-Mas a sério Jimin, vocês não saíram?

-Não.

Eu sou tão mau a mentir, que devia ser fácil para ele perceber que eu o estava a fazer. Eu até desviei o olhar.

-Vamos ter com o Nam. Ele mandou mensagem – o Tae disse antes de deixar um beijo na minha bochecha

Saímos e encontramos o outro casalito maravilha na receção. Caminhamos até à praia que não era muito longe e eu fiquei surpreso. Por acaso a decoração que apareceu ali, em poucas horas, deixou tudo muito bonito.

O bar de praia parecia mais iluminado e mais animado. A música também era bastante agradável. Na entrada, cederam-nos máscaras douradas tipo máscara veneziana que apenas tapava os olhos e avisaram que não podíamos circular sem elas. Concordamos sorrindo. Era uma experiência nova.

Sentamos numa mesa para 4 e logo um garçom veio ter connosco. Pedimos cocktails e voltamos à conversa. O Kook queria saber tudo o que o Nam e o Tae tinham feito mas não estava a ter muito sucesso. Acho que eles tiveram algum tipo de conversa entre semes ou algo do tipo. Eles estavam envergonhados de falar sobre o assunto. Às tantas estiveram a falar de fetiches como eu e o Kook.

 O jantar, embora leve, foi acompanhado de bastante bebida. Os cocktails eram tão saborosos que eu quase esqueci que eles continham álcool. Também perdi a conta de quantos eu bebi. E estava a perder a noção de muita coisa.

A música mudou e eu fiquei com muita vontade de dançar. Estiquei a mão para o Tae

-Vamos dançar – pedi com um beicinho

-Vamos todos – o Nam disse enquanto levantava e puxava o JungKook

Andamos em direção à pista e os nossos corpos entraram no ritmo. Não demorou muito para estarmos a dançar bem animados. E  acho que estava mais animado que eles porque parecia que tudo estava a andar a roda, mas eu continuei a dançar.

Rebolei até ao chão e senti-me realmente gay. Eu estava com os olhos fechados enquanto sentia a música. Levantei os braços e puxei o Tae contra mim. Abracei o pescoço do Tae e colei os nossos lábios. O beijo tornou-se intenso e era como se a língua dele explorasse pela primeira vez a minha boca. O sabor dele também estava diferente e eu fiquei com vontade de experimentar o cocktail que ele tinha bebido. Era muito doce. Separei-me dos lábios dele puxando o lábio inferior e voltei a atacá-lo.

Senti o meu braço ser puxado e fui arrastado para a fora do bar. Tentei focar a pessoa e vi o Kook na minha frente.

-Yah! Eu estava a dançar!

-E a fazer merda não é!?

-Para de ser chato – tentei soltar-me dele – Estava bem bom sabias!?

-E se o Tae via? – pergunto voltando a puxar o meu pulso

-Se o Tae via o que? – questionei ainda mais confuso

-Tu a beijares um qualquer!

Os meus olhos piscaram algumas vezes e eu segurei a minha cabeça. Senti a minha cabeça rodar e comecei a ficar com sono.

-Aish. Tu estás tão bêbado Jimin!

-E NÃO!

Ouvi o Kook gargalhar. Ele segurou o meu ombro e fez-me sentar na areia da praia.

-Não saias daí! Eu vou procura-los para ir embora!

Abanei a cabeça positivamente

-Não saias daí! – gritou enquanto se afastava de mim

Deitei as costas na areia enquanto sentia a brisa contra a minha pele. Deixei a palma da mão sobre a testa e fechei os olhos. Passei a língua pelos lábios sentindo ainda o doce que estava sobre eles. O meu corpo começou a ficar mais leve, quase como se flutuasse.

Ouvi vozes a aproximar-se e percebi algumas coisas.

-Ele precisa de um banho frio e dormir – parecia a voz do Kook

-Vamos embora – distingui a voz do NamJoon

Senti tocarem o meu corpo mas acabei por adormecer.

Acordei ao sentir água gelada contra a minha pele.

-Ai… está fria!!! – queixei-me

-É para ver se aprendes

Levantei o rosto vendo o Kook com o chuveiro na minha direção.

-O Taehyung foi comprar remedio. Depois tomas o remedio e dormes! Amanhã falamos sobre a merda que fizeste!

-Aish, pareces a minha mãe! Chato!

 

Não me lembro de muito mais do que aconteceu apenas que senti os braços do Taehyung aconchegarem-me de forma calorosa.


 


Notas Finais


Já sabem que podem falar comigo sempre que quiserem
Kissus


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...