História O melhor amigo - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amigo, Amor, Friendzone
Exibições 51
Palavras 1.367
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oi gente! Consegui vencer a porcaria de física e estou postando o cap. Estou muito feliz mesmo com os 54 favoritos mas estou sentindo falta da quantidade de comentários que tínhamos. Algo está errado? Se tiver POR FAVOR me falem.
Mas tá ai. Cap na visão da ruiva mais linda desse meu Brasil espero que gostem!! Boa Leitura e beijinhos.

Capítulo 30 - Melhor que qualquer coisa


Fanfic / Fanfiction O melhor amigo - Capítulo 30 - Melhor que qualquer coisa

Como alguém se apaixona? Às vezes é pelo carinho, outras pela atenção e ate mesmo por uma besteira.

Eu não acredito que me encaixo na terceira opção. Eu, Morgana Almeida estava perdidamente apaixonada. Droga.  A louca que dizia que nunca iria se apaixonar está se arrumando pra poder ir atrás dele.

O cara que rouba o meu sono, o dono de um dos sorrisos mais lindos, o cunhado da minha irmã. João Lucas Barcellos. Como isso foi acontecer?

Estava naquela bendita festa do Henrique, Lu e Kelvin tinham acabado de sair, eu realmente estava feliz por aqueles dois, mas eu tava sozinha. Amanda encontrou Gustavo e foi pra puta que pariu. Tinha desistido de dançar estava alterada de mais e provavelmente iria fazer alguma besteira. Até ele se aproximou  e droga o cheiro era tão bom que eu fiquei arrepiada quando sentir sua respiração perto do meu ouvido

- Sozinha Morgana?

- Hein? Quem... João?

- Quanto tempo ruiva.

E fazia realmente muitos anos, a ultima vez que o vi foi quando ele e tia Juliana foram visitar a Lu quando os pais dela morreram mas como ela não quis descer nós acabamos ficando conversando.

- Mas diz aí como tá vida!

- Vai indo e a sua?

- Vai indo- disse imitando sua voz- Quer dançar?

- Com você? Adoraria

Começou a tocar uma leve sofrência e realmente era engraçado  ver o povo dançando agarradinhos a suas bebidas.  Eu estava dançando como se fosse a musica mais romântica do mundo com o João, tudo estava sob controle, batimentos normais respiração compassada. Aí ele me girou e colou nossos corpos, estávamos perto de mais, bêbados de mais. Acabamos nos beijando e porra que beijo bom.

É, e na hora que eu te beijei
Foi melhor do que eu imaginei
Se eu soubesse tinha feito antes
No fundo sempre fomos bons amantes.

E faz mais ou menos um mês que estamos saindo. Não contei pra ninguém nem mesmo pra Luisa, ela já tem coisas de mais pra se preocupar alem do mais está chegando o dia da minha viagem pra NY. Consegui um estagio como design gráfica iria ficar mais ou menos três meses e se tudo desse certo eu iria me mudar para lá.

- Você tem mesmo que ir para NY?- perguntou João enquanto estávamos deitados em sua cama, naquele dia Kelvin saiu com a Lu na esperança de conquista-la novamente. Espero que eles se acertem de vez- Eu vou sentir sua falta.

- Eu também vou meu amor- disse depositando em seus lábios um longo selinho- Você podia ir comigo. O que acha? Aposto que tem empresas de advocacia nos EUA. 

-  É uma ótima ideia valente. Vou conversar com o meu pai e te dou a resposta amanha.

- Espero que seja um sim porque eu não vou aceitar outra coisa.- disse me levantando

- Aonde você vai?

- Tomar meu banho e voltar para a minha casa.

- Por quê?

- A última coisa que eu quero é ouvir o seu irmão transando com a minha irmã.

Ele iria comigo. Eu estava tão feliz, mas com o coração na mão por deixar minha irmã sozinha no jeito que ela esta.

- Eu não vou mais- disse segurando seus cabelos para que ela pudesse vomitar- não vou te deixar assim

- Mas é claro que você vai. Eu vou- ela vomitou- ficar bem- disse num longo suspiro.

- Eu sei que vai só que me dói o coração te ver assim, você é tudo o que eu tenho

- Sabe o que eu acho meu amor- disse sentando na tampa do vaso, neguei com a cabeça- de um namorado. Está muito carente

- A senhorita também e eu não estou te julgando.

- Eu tenho Kelvin e você? Apesar de que eu não seria a única tia de 50 anos cheia de cachorros quero que você encontre alguém e seja muito feliz assim como eu sou com o...

- Kelvin?

- Eu ia dizer com o meu cachorro, mas o Kelvin também serve.

Só a Lu mesmo, morrendo de passar mal e fazendo gracinha.

- Não me deixe Lu- disse bem baixinho

- Falo comigo?

- Não só pensei alto.

Finalmente havia chegado a véspera da minha partida iria ter uma festa mas a pessoa que eu mais queria não poderia vir. Ainda não tínhamos falado que estávamos juntos por isso me arrumei e foi a casa do meu querido amigo Kelvin. Eu, Amanda e Lu tínhamos a chave reserva assim como ele tinha a chave reserva de nossa casa.

Subi e parei no batente da porta aberta dele, ele tava escrevendo uma carta?

- O que esta escrevendo Kelvin?- disse entrando de supetão no seu quarto

- Caralho! Vai me matar do coração? – ele disse com a mão no peito

- Calma é que você tava tão concentrado e eu não queria atrapalhar, mas diz ai o que você tava escrevendo- disse indo tentando pegar o papel da mão dele.

- Nada- disse levantando o braço ficando de pé e mais alto que eu- eu não estava escrevendo nada e não adianta tentar pular você não vai alcançar.

- Tá seu chato- disse desistindo de pular- não vai se despedir de mim não?

- Claro que eu vou, mas só mais tarde né? Esqueceu a festa?

- Não mesmo por isso estou aqui. Vim te lembrar e dizer que você não  pode levar alguma piranhazinha

- Morgana Almeida faz mais de meses que eu não saio com uma “piranhazinha”- disse imitando mina voz- então não se preocupe.

- Ainda bem! Por que a Lu...- MERDA MORGANA. - nada esquece até mais tarde- disse correndo para a porta

- Como assim? O que tem a Lu?- disse segurando seu braço

- Nada já disse tô indo.

Sério isso? Você tinha que abrir a boca grande?

- Valente?- disse João abrindo a porta do seu quarto

- Shiiu- Dei um beijo rápido e sussurrei em seu ouvido- me busca mais tarde ok?

- Pode deixar- disse piscando

Fui para minha casa, Lu estava  no banho quando eu ia deitar algum serumaninho começa a quase derrubar a porta da minha casa

- Já vai!- gritei do corredor

Meu coração deu uma leve palpitada pensando que seria ele mas no final era só  Kelvin.

- Oi Morg!

- Chegou cedo tudo isso pra não ficar com saudade de mim né?

- é claro- disse coçando a nuca involuntariamente

- Ela tá lá em cima. Não façam muito barulho estou cansada.

Fui à cozinha e ouvi uns gritos da Lu. Ele deve ter sido expulso do quarto porque quando eu fui para o meu ele estava do lado de fora bastante corando e sorrindo bobo.

Deve ter visto mais do que deveria pensei.

- HUMMMMM- disse e o mesmo me olhou

Depois de um tempo eles saíram e eu sabia que eles não iriam voltar tão cedo então por que ficar sozinha?

Eu: Hey! Pode vim, Lu saiu com o seu irmão.

Banguela: Já  já to ai.

Sorri boba comigo mesma quando vi seu carro estacionando pela minha janela eu havia acabado de sair do banho, desci de toalha mesmo e vi o meu lindo com um belo sorriso nos lábios carnudos.

- Você por aqui?- disse sorrindo

- Eu sou o único que vem aqui- disse beijando meu pescoço.

- Desse jeito minha toalha vai cair e aquele cara- disse apontando pro moço da minha idade olhando pra dentro de casa- vai me ver nua afinal o senhor aqui não fecho a porta

- ESSA TEM DONO- gritou João e fechou a porta.

Nem preciso comentar o que acabou acontecendo

- Eu te amo ruiva- disse enquanto acariciava meu rosto suado

- Eu também te amo

- Vamos se arrumar?

- Pra que?

- Sua festa uai?

- Ah! Deixa que eu resolvo.

Estiquei-me e peguei meu celular e mandei uma mensagem para todos

Eu: Festa cancelada sai com o boy e não sei quando eu volto. Beijos..

Ficar ali deitada em seu colo com ele acariciando meus cabelos era melhor do que qualquer festa.

Aprendi a amar com você, por favor, não me ensine a sofrer.

 

 

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...