História O melhor amigo da noiva - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Seleção
Personagens America Singer, Aspen Leger, Celeste Newsome, Kriss Ambers, Marlee Tames, Maxon Calix Schreave, May Singer, Personagens Originais, Princesa Nicoletta, Rainha Amberly, Rei Clarkson
Visualizações 256
Palavras 2.080
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oioi gente , espero que aproveitem o cap meio arrasador de coração mas a gente supera

Capítulo 17 - Capitulo 14


No capítulo anterior 


—Max ?- o chamei ainda sem olhar pra cima 
—Oi linda - sorri com esse apelido 
—Diz que me ama - falei e não obtive resposta então olhei pra cima pra me certificar de que ele estava acordado e ele estava e ainda por cima com os olhos arregalados 
—Diz que me ama que quer que eu fique com você que eu acabo com tudo com Aspen e fico com você , eu amo você - falei com lágrimas nos olhos mas então o celular dele começou a tocar 



Capitulo 



O celular dele começou a tocar e ele se esticou para pegar mas eu fui mais rápida , peguei o celular e vi o nome Dafne brilhando na tela do celular mais lágrimas vieram aos meus olhos mas agora era lágrimas de ódio e de tristeza mas principalmente de ódio 
—Seu miserável - gritei tacando o celular na cama e me levantando com raiva pegando minhas roupas do chão e começando a vesti-las 
—Eu não acredito que cai nessa , eu não acredito em você , não acredito como fui idiota em achar que você me quisesse como algo a mais do que alguém pra levar pra cama , é uma amizade colorida que você quer é isso ?- gritei olhando pra ele que começava a se levantar e a se trocar para vir atrás de mim eu acho 
—Não ames , não é nada disso que eu quero 
—A não então você só queria mesmo dizer que levou sua melhor amiga pra cama pros seus amiguinhos , você só queria se gabar que era tão bom que conseguiu enganar e levar pra cama todas até sua melhor amiga ? Quer saber Maxon não responda , não responda se não é capaz de eu ter matar agora mesmo com o tamanho da raiva que eu estou de você nesse momento , eu estou com tanta mais tanta raiva e o pior é que a raiva não é nem de você e sim de mim , eu tenho um noivo que me ama e que foi capaz de vir pra cá só pra não me deixar vir sozinha e se afastar de mim mas eu joguei tudo isso fora por causa de uma paixão idiota que eu tenho por você , creio eu que você nunca se importou de verdade comigo e que todos esses anos você só ficou sendo meu "amigo " porque eu era a mulher mais difícil que você já achou pra levar pra cama , eu fui alguma aposta por acaso ?- perguntei e ele permaneceu quieto acho que em choque por eu ter descoberto tudo 
—Responde porra - grito 
—Não , você não foi nenhuma aposta minha quer......
—Pare , você não tem mais o direito de me chamar assim , então se eu não fui uma aposta foi só divertido pra você tudo isso ? Foi só divertido me fazer apaixonar por você e depois me levar pra cama , depois disso o que você ia fazer se tivesse sido antes ? Teria simplesmente me ignorado e nunca mais aparecido fingido que eu não existia mais ? Pois então pode levar esse seu plano adiante e finja que eu nunca existi pois é isso que eu vou fazer fingir que você nunca existiu - gritei e sai batendo os pés pra fora daquele quarto e quando estou pegando minha bolsa no sofá só escuto seus passos vindo atrás de mim , aperto o passo correndo para a fora e para a minha sorte a porta do elevador tinha acabado de abrir entrei apressada e apertei o botão pra fechar , só pude ver Maxon saindo do apartamento e gritando pelo meu nome , lágrimas escorriam grossamente pelo meu rosto , sai apressada do prédio e vi um táxi passando na frente 
—TÁXI - gritei levantando a mão e ele parou , entrei no carro e olhei pra trás vendo Maxon sair correndo do prédio 
—Pra onde senhorita 
—Só saia daqui o mais rápido possível já lhe dou o endereço - falei e ele assentiu e começou a dirigir 
—América !!!!!- escutei Maxon gritando e sinto ele conseguindo bater no carro , olho pra trás e vejo ele parado no meio da rua olhando o taxi ir embora 
—A senhorita está bem ? Quer que eu volte ? 
—Eu estou ótima - falei limpando as lágrimas do meu rosto 
—Quer que eu volte ? 
—Vá para a rua ***********, número *** por favor - falei ignorando a pergunta dele 
—Sim senhorita - ele falou e continuou dirigindo , começo a olhar pela janela e todas as recordações com Maxon começam a passar pela minha cabeça e eu começo a chorar pensando que tudo aquilo não passou de uma mentira , uma mentira que me machucou muito 
—Chegamos senhorita - o motorista falou e então percebi que o taxi estava parado , abri minha bolsa e peguei minha carteira mas quando abri ela só tinha dois dólares , eu esperava que Maxon me trouxesse pra casa e por isso nem peguei dinheiro para a volta 
—Er .....eu estou sem dinheiro no momento , eu achava que meu amigo viria me buscar mas se o senhor esperar eu posso .....
—É de graça 
—O que ? - pergunto surpresa olhando para o taxista 
—Está na cara que você não está tendo um bom dia e isso é o mínimo que eu possa fazer , posso cobrar mais caro de muitos riquinhos esnobes 
—Eu insisto em pegar o dinheiro no meu apartamento e depois voltar e lhe pagar 
—Eu já não vou mais estar aqui só para lhe impedir de fazer isso , eu insisto 
—Já que é assim muito obrigada ....
—Tony 
—América - falei estendendo minha mão pra ele 
—Muito prazer senhorita América e espero que seu dia melhore 
—Eu acho que não vai melhorar tão cedo mas mesmo assim obrigada - falei e sai do taxi , subi até meu apartamento e assim que entrei avistei Aspen de pé na minha frente com duas taças de vinho 
—Aspen ? O que você faz aqui ? Pensei que voltasse só amanhã de manhã 
—E eu voltava mas consegui adiantar as coisas e resolvi fazer uma surpresa está feliz ?- ele falou olhando pra mim 
—Você estava chorando ? Onde você estava ? - ele falou colocando as taças e vindo até mim segurando em meus braços mas me soltei e olhei pra baixo 
—Precisamos conversar - falei 
—Claro , o que houve ? - ele falou colocando a mão na minha bochecha mas eu tirei meu rosto de sua mão 
—É melhor nos sentarmos - falei e ele assentiu e foi até o sofá se sentando e eu me sentei na poltrona na sua frente  o que fez ele estranhar 
—Você está estranha , o que houve ? 
—Eu não posso mais me casar com você Aspen 
—O que ? Mais por que ?- ele perguntou se levantando e vindo até mim , ele se abaixou na minha altura e segurou em minhas mãos 
—Eu te amo , não tem por que nãos nos casarmos , se for pela rapidez que tudo aconteceu eu sei que é rápido mais se você quiser nós adiamos um pouco 
—Eu não mereço você Aspen 
—Meu amor é lógico que merece , você é doce , carinhosa , gentil , talentosa , incrível e ......
—E eu não te amo - interrompi ele olhando em seus olhos 
—Do que você está falando ? 
—Eu não te amo , eu aceitei me casar com você pois você era tudo o que eu sempre sonhei em um homem e o homem que eu amo não vai me corresponder nunca e eu pensei que pudesse me apaixonar por você com o tempo 
—E o que mudou ? Você ainda pode se apaixonar por mim , eu não me importo se ainda houver uma chance de você me amar 
—Esse é o problema Aspen , não existe mais essa chance 
—O que mudou pra não existir mais ? 
—Eu te trai Aspen - falei me levantando e me afastando para não olhá-lo 
—Quem foi ? É por isso que você estava chorando ?- ele perguntou depois de um tempo de silêncio 
—Foi o Maxon 
—Você me enganou ? Você me disse que ele era só seu amigo , seu amigo de faculdade 
—Eu nunca te enganei , ele era meu amigo mas hoje eu fui lá pra ajudá-lo a montar as coisas pro chá de panela e tomamos muito vinho e então tudo aconteceu 
—É ele o homem que você ama ?- ele perguntou e a essa hora eu já olhava pra ele 
—Sim - murmurei 
—E agora você vai ficar com ele ? 
—Não 
—Mas vocês ....você sabe e agora você está terminando comigo 
—Estou terminando com você pois não acho justo te enganar e ele .... Isso não vem ao caso agora 
—Isso vem sim ao caso agora 
—Ele me usou está bem ? Satisfeito ? Eu te amo Aspen mas como um irmão e eu sinto muito - falei e tirei minha aliança indo até ele depositei o anel na sua mão e dei um beijo na bochecha dele 
—América .....
—Não torne tudo ainda mais difícil Aspen , por favor , eu vou pra casa da minha mãe passar alguns dias lá , você pode ficar aqui até conseguir outro voo ou eu não sei , se você quiser fale pra sua família que você terminou comigo , pode falar qualquer coisa que quiser 
—Eu te perdoo 
—Mas eu não me perdoo 
—Você pode ficar aqui eu consigo um voo pra hoje mesmo só vou pegar minhas coisas - ele falou e eu concordei , ele me deu um beijo doloroso na testa e saiu indo pegar suas coisas depois foi embora , fui até meu piano e comecei a dedilhar a primeira coisa que me veio à cabeça e com isso voltei a chorar ainda mais liberando tudo o que estava preso dentro de mim 


Prov Maxon 


Cheguei no prédio dela , eu precisava falar com ela , precisava falar que eu fiquei em choque quando ela disse que me amava e por isso eu não falei que a amava também , quando cheguei vi Aspen entrando no taxi cheio de malas , ele estava com lágrimas nos olhos , ela havia contado a ele o que aconteceu , esperei ele ir embora e fui para a recepção 
—Desculpe senhor Schreave mas a senhorita Singer não está atendendo , eu não posso liberar sua entrada 
—Tudo bem - falei e fingi sair mas quando ele se distraiu eu entrei no elevador subindo quando ia bater na porta escuto o triste som do piano fiquei um tempo lá e então escutei algo se quebrando e ela gritando , quase arrombei aquela porta mas então escutei outra coisa se quebrando 
—Idiota 
—Idiota , como você é idiota América Singer , onde você estava com a cabeça sua idiota - escutava ela gritar , bato na porta 
—Quem é ?- escuto sua voz chorosa de lá de dentro 
—Sou eu , Maxon 
—Vá embora , Aspen irá chegar a qualquer minuto - ela mente 
—Eu vi ele indo embora cheio de malas 
—O que você quer aqui Maxon ? 
—Me deixe entrar 
—Pra você rir da minha cara ? Rir da minha disgraça ?  Não muito obrigada só vá embora 
—Eu não vou rir de você , eu prometo 
—Só que tem uma coisa , eu não acredito mais na sua palavra , nas suas promessas agora vá embora senhor Schreave 
—Não me chame assim minha querida 
—Vá embora ou irei chamar o segurança do prédio pra te levar a força 
—Você não pode se esconder de mim pra sempre 
—Não só posso como vou e eu estou pegando o interfone para ligar e pedir para te tirarem daqui 
—Não vai precisar disso , eu estou indo embora - falei e então quando estava indo embora escuto ela se entregando ao choro , suspirei e fui embora 
Por que eu não disse que a amava ? Por que ? Como eu fui idiota , ela estava em meus braços era só eu ter dito em voz alta que a amava que agora nada disso estaria acontecendo mas como sou uma besta ambulante eu não consegui dizer as palavras em voz alta 
Fui pra minha casa e me afoguei na bebida 
 


Notas Finais


Eai gostaram ? Espero que sim então por favor comentem e favoritem , só vou postar o próximo cap quando esse alcançar 10 comentes então nós vemos depois kisses kisses e até mais


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...