História O melhor amigo do meu irmão - Capítulo 33


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 26
Palavras 810
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Famí­lia

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 33 - Um mês depois


Gabriela on

Ja se passou um mês desde que o Henrique apareceu aqui. Já aconteceu o desfile de verão. Já posso me considerar famosa pq todo mundo já me conhece. O Matheus ganhou uma bolsa de estudos na Argentina e foi, achou que o nosso destino sempre vai ser assim eu vou chegar e ele vai sair, conversamos muito no Skype ele está  me acompanhado desde do início. Eu e Ana viramos mais que amiga, viramos irmãs. O Gustavo também se tornou o meu irmão mas as vezes nos pegamos. O Guilherme foi visitar a avó doente e vai chegar amanhã, não vejo Ele a um mês. Gabriel ainda não sabe que a Ana gosta dele mais estamos aí. Virei a popular no colégio tanto por ser modelo tanto por namora o Gustavo. Agora eu vou dormi pq amanhã tenho aula.

Acabei de acordar e tô indo para o colégio hoje tem tudo para ser um ótimo dia. Tomei o cafe e acabei não vendo o Biel. Quando cheguei no colégio tava tudo muito estranho. Todo mundo tava me olhando até que um grupo de meninos falou:

Grupo de meninos: ei Gabi quanto você compra por hora?

Outro menino falou: relaxa Nando ela não compra nada não até porque é uma putinha.

Fiquei quieta até que vi a Ana. Me aproximei dela

Ana: pensei que você não ia com hoje.

Gabriela: pq eu não viria?

Ana:você não viu o vídeo que está em alta no YouTube não né?

Gabriela: não...

Falei ela pegou o celular e colocou num vídeo onde estava o título de : A puta mais gostosa que já comi-participacao Gabriela. 

Não acreditei quando li aquilo. Então era por isso Que tava todo mundo me olhando. Não aguentei ser olhanda daquele jeito é sai correndo até o banheiro ligue para o Biel  para ele ir me buscar e ele disse que já tava a caminho. Quando ele chegou me despiidi de Ana insistindo pra ela fica no colégio. Quando o Biel chegou entrei no carro e ele falou

Biel: já vi o vídeo na real a mentade do mundo já viu, a faculdade já viu....

Abaixei a cabeça e ele continuou

Gabriel: eu tô contigo maninha

Ele me abraçou e fomos para o casa.

Chegando em casa tinha vários repórter na porta começaram a tirar foto do carro e impedindo o Biel a entrar na garagem. Mas mesmo com dificuldade conseguimos entrar. Quando cheguei na sala do app o meu telefone tocou

Telefone on

Gabriela: alô?

Eduardo: você não tinhae dito do vídeo Gabi, vem para cá pra agente conversar...

Gabriela: estou a caminho.

Telefone off.

Entrei tomei banho e pedi para o Gabriel me levar. Quando chegamos no portão não tinha como passar

Gabriel: acho melhor você desce e dar uma satisfação pelo menos para o seu fãs.

Gabriela:cê tá certo.

Abri a porta do carro é sai. Os flashes começaram a começa.

Repórter: Gabi queremos saber do vídeo é o que você tem a falar sobre isso.

Respirei fundo e comecei a falar.

Gabriela: primeiramente peço desculpas para os meus fãs. E tudo que eu tenho a dizer é que...-pensei nas meninas que também já passou por isso.

Repórter: o que você tem a falar do apelido de puta que você ganhou?

Gabriela:Sou puta

Quando uso a boca vermelha

Meu salto agulha

E meu vestido preto.

Sou puta

Mordo no final do beijo

Não fico reprimindo desejo

E nem me escondo na aparência de menina.

Sou uma puta de primeira

Acordo às 6:30

Pego ônibus debaixo de chuva

Não dependo de salário de macho

E compro a pílula no final do mês.

Sou uma puta com P maiúsculo

Dispenso o compromisso

Opto pela independência

Não morro de amor

Acordo sozinha

Cresço sozinha

Vivo na minha

Bebo em um bar de esquina

Vomito no chão da cozinha.

Sou uma putinha

Passo a noite em seus braços

Mas não me prendo no laço

Que você quer me prender.

Sou puta

Você tem o meu corpo

Porque eu quis te dar

E quando essa noite acabar

Eu não vou te pertencer

E se de mim você falar

Eu não vou me importar

Porque um homem que não me faz gozar

Nunca terá meu endereço.

E não é gozo de buceta

É gozo de alma

É gozo de vida

É me fazer sentir amada

Valorizada

E merecida

E se de puta você me chamar

Eu vou agradecer.

Porque a puta aqui foi criada

Por uma puta brasileira

Que ralava pra sustentar os filhos

E sofria de racismo na feira

Foi espancada e desmerecida

E mesmo sofrida

Sorria o dia inteiro

Uma puta mulher ela foi

E puta também eu quero ser.

Porque ser mulher independente

Resolvida

Segura

Divertida

Colorida

E verdadeira

Assusta os homens

E os machos

Faz acontecer um alvoroço.

Onde já se viu mulher com voz?

Tem que ser prendada e educada

E se por acaso for “amada”

Tem direito de ser morta pelo parceiro

Cachorra adestrada pelo povo brasileiro

Sai pelada na revista

Excita

Dança

Bate uma

Cai de boca

Mama ele e os amigos

E depois vai ser encontrada num bueiro

Num beco

Estuprada

Porque tava de batom vermelho

Tava pedindo

Foi merecido

E se foi crime “passional”

Pobre do rapaz

Apaixonado estragou a própria vida.

Por isso que eu sou puta

Porque sou forte

Sou guerreira

Não sou reprimida

Nem calada

Sou feminista

Sou revoltada

Indignada

E sou rotulada assim

Como PUTA!

Então que eu seja puta

E não menos do que isso.-falei e entrei no carro os repórteres deram licença assim partimos para a empresa.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...