História O Melhor Amigo Do Meu Namorado - Capítulo 43


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Adolescente, Bangtan Boys, Bts, Bts Antes Da Fama, Drama, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Namjon, Romance, Suga, Traição, Vhope
Exibições 178
Palavras 1.080
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 43 - Mia?


***: Mia... Então você escolheu ele? Você esqueceu completamente de mim? Isso não é justo- ouço uma voz que eu conheço muito bem.

Eu: Jimin? É você?- está tudo escuro, eu não vejo nada.

De repente uma luz se acende como em um teatro e mostra uma maca. Ando em direção a ela e não demora muito para eu ver o rosto do Jimin.

Jimin: Mia...- sua voz está baixa e rouca- volte por favor. Eu preciso de você- ele está machucado e com curativos.

Eu: Eu não posso... Não agora... Me desculpe...- pisco duas vezes.

O local se tornou totalmente um quarto de hospital. Olho para trás e vejo os meninos, os pais do Jimin e a Sook, todos chorando.

O que...?

Sook: Onde a Mia está?- ela fala entre soluços.

O que está acontecendo?

Me viro para maca novamente e vejo o Jimin de olhos fechados.

Eu: Jimin?- toco seu rosto.

Ele nem se mexe.

Eu: Pelo amor de Deus Jimin! Não faz isso comigo! Não me dei...

Eu não posso pedir isso, se eu o deixei...

***: É culpa sua pirralha- ouço uma voz feminina e o local se torna escuro novamente.

Algo puxa a minha blusa e me arrasta pelo chão.

Eu: Meu solta!- tudo acende novamente.

***: Você o matou. Não acha que deveria morrer também?

Me vejo no terraço de um prédio. A um passo de cair de cima dele.

***: Vamos! Não vai pular?

Eu o matei? Eu o deixei! Ele cuidou de mim e me protegeu todo esse tempo. Como eu pude simplesmente deixa-lo? Eu sou um monstro!

Meu corpo desce em uma queda sem fim. Mas algo me segura e vejo eu ser levada voando para longe do prédio.

***: Quem você pensa que é? Devolve ela agora! Estava tudo dando certo!- ouço a voz feminina lá atrás.

***: Eu não vou deixar você fazer isso. Você já o deixou, vai cometer o mesmo erro e me deixar? Eu prometi te abraçar e nunca te soltar. Não irá conseguir fugir de mim- ouço uma voz masculina a cima de mim.

Levanto minha cabeça e vejo um garoto com asas negras me segurar. Suas asas são ridiculamente lindas, elas brilham e são bastante negras, mas por algum motivo não passam obscuridade como o preto costuma passar.

***: Eu não vou deixar!- uma mulher com a mesma voz que ouvi antes e asas brancas  reluzentes, voa em nossa direção- vocês nunca ficarão juntos! Nunca!

Acabo acordando na cama ao lado do Jungkook. Olho para todos os lados do quarto.

Nada de asas, nada de hospital, nada de maca. Jimin não está morto...

Sinto um alívio em meu peito. Mas lágrimas descem pelo meu rosto sem que eu possa evita-las

Foi só um sonho. Mas o que eu estou fazendo? E se ele... Eu o deixei?

Me levanto da cama e coloco à blusa do Jungkook.

Calma Mia! Foi só um sonho! Você prometeu para si mesma que esqueceria isso por um tempo! Que esqueceria de tudo. Eu não poderei seguir em frente se continuar lembrando dele...

Saio do quarto e vou para a cozinha. Ao passar pela sala, vejo todos jogados do mesmo jeito que haviam ficado, da última vez que os vi. Pego um copo no armário, vou até a geladeira e pego uma das jarras de água. Sinto um frio na espinha e uma brisa gelada passar pelo meu corpo. Olho para trás e vejo a porta do fundos entre aberta e a sua cortina voar com o vento.

Alguém entrou na casa?

Acendo a luz da cozinha e olho para todos os lados. Coloco a jarra em cima da pia e pego uma faca na gaveta.

As crianças...

Penso em correr até o quarto, mas alguém segura a minha garganta com uma mão e tapa a minha boca com a outra, me puxando para trás. Finco a faca em um de seus braços e a pessoa solta o meu pescoço. Ela continua a me puxar com a outra mão e não demora muito para envolver a minha barriga com a que sangrava. Em uma das tentativas de me segurar, acabo derrubando a jarra de água, que se despedaça ao tocar o chão.

Jack: MIA!- vejo ele se levantar do chão e gritar ao me ver ser arrastada.

Sinto uma dor na nuca e minha visão escurece.

O que essa pessoa quer comigo? Ela tem algo a ver com a Lisa? Já que tudo na minha vida agora tem ligação com ela...

...

Jungkook on

Eu: Jack?- corro de dentro do quarto ao ouvir o seu grito.

Quando chego a sala vejo ele de pé encarando à porta dos fundos, que batia com a força do vento.

Eu: Jack o que aconteceu?- tento parecer calmo, para mante-lo de maneira que consiga falar- Cadê a Mia?

Vejo o Lucca e a Emma se levantarem preguiçosamente sem saber o que estava acontecendo. O Jack aponta para a porta.

Jack: Levaram a Mia!

Corro até a porta e não vejo nenhum movimento na rua.

Jack: As crianças!- ele corre para o corredor dos quartos.

Eu: Lucca!

Lucca: Já vou- ele diz já sabendo o que eu queria que ele fizesse e a Emma o segue.

Saio pela porta e vasculho cada centímetro da rua com os meus olhos.

Eles não podem levar ela! Eu não vou deixar!

Logo os dois aparecerem com o carro do Lucca.

Lucca: Coloca isso- ele joga uma camisa na minha cara assim que eu entro no carro.

O carro acelera e nós passamos por vários quarteirões.

Isso não vai adiantar nada... Eles com certeza não vieram para pegar ela com um carro qualquer. Já devem estar longe.

Jungkook: Droga!- minha mão vai de encontro à porta do carro- Filhos da pu...

Lucca: Calma cara! Xingar, destruir o meu carro e gritar não vai fazer a Mia voltar!- ele fala parando o carro.

Abro a porta e saio.

Eu: Ahh! Eu vou matar a Lisa nem que seja a última coisa que eu faça na minha vida!

Lucca: Todos nós queremos mata-la- ele sai do carro e pega o celular- Amor? As crianças estão bem?

Ouço a Emma chorar e a vejo sentar na beira da estrada. Vou até ela e a abraço.

Emma: Já é difícil para mim ficar perto dela e não dizer a verdade. Perder ela de novo é mais doloroso ainda. Eu quero a Mia de volta Jungkook!

Eu: Nós vamos encontra-la. Eu prometo.

Eu prometo...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...