História O melhor amigo do meu primo - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Naruto Uzumaki, Personagens Originais
Tags Naruhina, Revoluçãonaruhina
Exibições 280
Palavras 2.353
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá meus queridos!

Bom hoje temos muitas revelações neste capitulo, vamos no aventurar no passado de Sasusaku.

Sakura fica sabendo sobre o caso Naruhina.

E uma conversa de pai e filho espero que gostem.

Boa leitura.

Capítulo 11 - Conversas


Fanfic / Fanfiction O melhor amigo do meu primo - Capítulo 11 - Conversas

Oh oh, oh oh, oh oh. Foi muito para o meu final feliz

Oh oh, oh oh
Foi muito para o meu final feliz
Oh oh, oh oh, oh oh

Vamos falar sobre isso
Não é como se estivéssemos mortos
Foi algo que eu fiz?
Foi algo que você disse?

Não me deixe presa
Em uma cidade tão morta
Presa no alto
Em um fio tão quebradiço

Você foi tudo aquilo que eu pensei que conhecia
E eu pensei que poderíamos ter sido

Você foi todas as coisas, todas as coisas que eu queria
Nós éramos feitos para ser, deveríamos ser
Mas nós perdemos isso
E todas as nossas lembranças tão próximas de mim
Simplesmente somem
Todo esse tempo você esteve fingindo
Muito para o meu final feliz
Oh oh, oh oh, oh oh
Muito para o meu final feliz
Oh oh, oh oh, oh oh
Oh oh, oh oh, oh oh

Você tem seus amigos idiotas
Eu sei o que eles falam
Dizem que sou difícil
Mas eles também são
Mas eles não me conhecem
Ao menos conhecem você? (ao menos conhecem você?)
Todas as coisas que você esconde de mim
Toda a merda que você faz

Você foi tudo aquilo que eu pensei que conhecia
E eu pensei que poderíamos ter sido

Você era todas as coisas, todas as coisas que eu queria
Nós éramos feitos para ser, deveríamos ser
Mas nós perdemos isso
E todas as nossas lembranças tão próximas de mim
Simplesmente somem
Todo esse tempo você esteve fingindo
Muito para o meu final feliz

É ótimo saber que você estava lá
Obrigada por agir como se importasse
E me fazer sentir como se eu fosse a única
É legal saber que nós tivemos tudo isso
Obrigada por assistir minha queda
E me deixar saber que nossa história acabou

Ele era todas as coisas, todas as coisas que eu queria
Nós éramos feitos para ser, deveríamos ser
Mas nós perdemos isso
E todas as nossas lembranças tão próximas de mim
Simplesmente sumiram
Todo esse tempo você esteve fingindo
Muito para o meu final feliz

Você era todas as coisas, todas as coisas que eu queria
Nós éramos feitos para ser, deveríamos ser
Mas nós perdemos isso
E todas as nossas lembranças tão próximas de mim
Simplesmente somem
Todo esse tempo você esteve fingindo
Muito para o meu final feliz
Oh oh, oh oh, oh oh

Muito para o meu final feliz
Oh oh, oh oh, oh oh

Muito para o meu final feliz
Oh oh, oh oh, oh oh

Assim que a música se acaba, Sakura olha mais uma vez para a amiga preocupada, fazia algumas semanas que ela estava triste e desolada. Mal conversava com as meninas, suas roupas largas e óculos de grau tinham voltado e o sorriso tinha desparecido de vez.

Ino: Foi, ótimo meninas! O que acham de a gente ir para o shopping agora?

Disse toda anima, mais uma vez fingindo que a Hyuuga não existia, se não podia se livrar dela poderia ignora-la por completo.

Hinata: Eu não estou com vontade, podem ir vocês.

Disse ao se sentar no palco, mas logo e rodeada pelas amigas preocupadas.

Temari: Mas, semana passada você, não quis ir ao cinema e na outra não quis ir comer lanche com a gente, o que está acontecendo amiga?

Hinata apenas desvia o olhar, estava muito triste com o que Naruto tinha feito. Não só estava com outra garota, mas, fingiu que não a conhecia para se dar bem com ela e o pior é que agiu como se não tivesse beijado ela, como se aquilo não passasse de nada.

Desde então ela simplesmente ignora o loiro e se afunda em livros e filmes antigos para tentar curar o seu coração ferido, mas sem sorte.

Hinata: Não é nada, só estou indisposta.

Ino: Tudo bem, sobra mais compras para mim.

Disse fria e insensível, todas a olham com cara feia até a Karin.

Tenten: Ino! Isso não é coisa para se falar!

Ino: bom que seja! Vamos Karin, meninas vocês veem ou não?

Disse ao dar os ombros, a rosada se senta ao lado de Hinata no palco, de uma forma ou de outra iria descobrir o que afligia a sua amiga.

Sakura: Eu também não estou com vontade, podem ir eu e Hinata vamos ficar vendo algumas notas de música.

Karin: Ok, então vamos garotas, elas precisam ficar sozinhas.

Disse, sabendo que a rosada iria tentar ajudar Hinata, assim que todas saem, a sala fica em silencio, Hinata olhando para o chão e Sakura pensando no que iria dizer para ela.

Sakura: Eu, já te falei por que eu e Sasuke rompemos?

Hinata fica na mesma posição, não estava com vontade de falar nada com ninguém.

Sakura: Eu e ele nos conhecemos no jardim de infância junto com Naruto, éramos um trio infalível.

Disse ao dar um sorriso nostálgico.

Sakura: A família de Sasuke são as mais poderosas de toda Tóquio no começo eles até gostavam de mim. Até que eu e Sasuke começamos a namorar, fui ameaçada, humilhada e subornada por eles, para que eu sumisse da vida do Sasuke, mas eu não obedecia por que eu o amava muito...

Ela vira o rosto tentando conter as lagrimas.

Sakura: Um dia eu e minha família estávamos voltando de viagem, vimos nossa casa pegar fogo. A policia disse que foi acidental, mas eu sabia que não era. Uns dias depois Itachi irmão de Sasuke, apareceu na minha casa desesperado, dizendo que tinha ouvido uma conversa de seus pais, falando que preferiam Sasuke morto do que com uma pobre como eu. Ele disse para me afastar do Sasuke por um tempo senão, nos dois seriamos mortos. Eles incendiaram a minha casa e colocaram em risco a minha vida e a do próprio filho, para manter a linhagem deles intacta.

Hinata encara Sakura vendo em seus olhos que era verdade, e não conseguia acreditar o quão frios os Uchihas eram, tudo isso para manter as aparências.

Sakura: Eu fiquei com medo por Sasuke e para salvar a sua vida e a minha, tive que terminar com ele, mas, eu nunca contei o motivo pois Itachi tinha pedido, para que a vida do irmão fosse salva.

Depois daquilo, Hinata não resiste as lagrimas e elas caem como uma cachoeira, ela abraça a amiga forte. Sakura retribui o abraço com um sorriso triste.

Sakura: Eu confiei a você o meu maior segredo, sabe que eu posso fazer o mesmo, será que eu posso ter este privilegio?

Depois de uma meia hora de choro, Hinata consegue se recompor, e derrotada conta tudo para a amiga. Que Naruto tinha pedido a sua ajuda para os estudos e deu tudo de si para ele, contou da amizade que nasceu e dos beijos e como ele a machucou.

Hinata: Então foi isso.

Sakura fica surpresa, tudo bem que Naruto era um malandro, mas ser tão baixo a ponte de brincar com os sentimentos de uma moça tão pura como Hinata? Não isso era horrível!

Sakura: Você não sabe o quanto eu lamento Hinata...Mas isso não fica assim, aquele palhaço vai pagar por tudo o que fez!

Hinata: Não Sakura! Eu não quero mais problemas com ele.

Sakura: Eu não quis dizer que vou dar uma surra nele, se bem que merece. Mas vamos fazer com que ele se arrependa de ter te subestimado, eu vou fazer com que fique a garota mais linda deste colégio e deixar ele babando por você.

Hinata: Eu não sei...

A rosada a cala com os dedos, e a levanta do palco com as mãos.

Sakura: Não! Nada de “eu não sei...” Você vai ficar mais linda do que já é, vamos virar o jogo, está bem?

A azulada pensa, e sabia que não tinha nada a perder e poderia ser divertido.

Hinata: Está bem.

                                ~~NH~~

Enquanto isso, na mansão dos Uzumaki. Kushiha andava de um lado para o outro, extremamente preocupada com o seu filho. Fazia dias quase semanas, que ele chegava em casa da escola e se trancava no quarto e saia só no dia seguinte.

E o pior era que ele não contava nada para ela, não importa o que fizesse, Naruto não se animava, e quando abria a porta sem ele perceber o flagrava chorando, chorando de verdade, isso a deixou com o coração partido, o ele está acontecendo com o seu filho querido?

...: Cheguei!

Assim que Kushiha ouve a voz de seu marido chegando de viagem, fica mais aliviada, talvez ele pudesse ajudar.

Kushiha: Bem-vindo de volta, meu amor.

Disse ao do um abraço e um beijo, logo o marido percebe que alguma coisa estava errada. A ruiva costumava ser mais animada quando voltava de suas viagens de trabalho.

Minato: Aconteceu alguma coisa, querida?

Kushiha: Sim, lamento querido, eu não queria te preocupar assim que você chegasse em casa, mas temos um problema com o Naruto.

Logo o loiro se senta no sofá, com a esposa.

Minato: Ele aprontou de novo?

Kushiha: Não é isso, ultimamente ele está muito triste, não come direito e não sai do quarto, está assim a dias e eu não sei mais o que fazer.

O loiro ficar de boca aberta, Naruto? Seu filho, estava deprimido? Isso não é o seu feitio, ele sempre foi muito imperativo.

Minato: Não se preocupe, eu vou falar com ele.

O Namikaze dá um beijo na testa da esposa e sobe para cima, para tentar descobrir o que afligia seu filho.

Lá em cima, Naruto estava sentado olhando para os livros de Jiraiya, completamente derrotado. Estava muito arrependido do que fez com Hinata, tinha humilhado ela só por uma transa que no final nem aconteceu.

Sim, quando chegaram na sala, Suno fez de tudo para “animar” Naruto, mas em vão, era como se estivesse paralisado ou perdesse a capacidade de sentir qualquer coisa. A moça ficou mais do que furiosa e saiu da sala xingando e dizendo que nunca mais queria ver a cara dele.

Desde então, era do quarto para e escola e da escola para o quarto, estava triste, arrependido e com saudades, sim estava morrendo de saudades de Hinata.

Saudades de quando estudavam no jardim, saudade de seu rosto corado, saudade de seu riso, saudade de seus abraços e beijos, saudade dos lanches que trazia para ele e os peixinhos, mas, enfim tudo isso acabou por e tudo por culpa dele. Naruto sente as lagrimas rolarem, droga de vida!

...: Você está muito deprimido para alguém que se safou da escola militar.

Ele percebe o seu pai na porta se apoiando nela com os braços cruzados.

Naruto: Pai, eu não vi, você chegar.

Disse ao tentar esconder as lagrimas. O loiro mais velho, apenas entra no quarto e senta ao seu lado, com o seu sorriso tranquilizante.

Minato: Ei! Me diz o que está acontecendo, eu e sua mãe estamos preocupados com você?

Naruto volta a encarar o livro, não sabia como começar a conversa.

Naruto: Já, fez uma coisa que sabia que não tinham volta?

Minato: O tempo todo, mas, o que isso tem haver?

Naruto: Eu fiz uma besteira tão grande pai!

 

Minato: É, sobre a Hyuuga?

O loiro encara o pai, como sabia? Bom não importa, já era hora de alguém saber o que tinha feito.

Naruto: Sim, Hinata estava me ajudando nos estudos, ela é incrível pai! Inteligente, bonita, pura e nunca desistiu de mim, mesmo sabendo que eu era um burro. Mas eu estreguei tudo a machuquei e humilhei tudo por uma coisa que nem aconteceu, eu sou um idiota mesmo!

Disse ao sentir as lagrimas molharem o eu rosto, Minato presta a atenção em cada palavra e percebe que Naruto finalmente está vendo as consequências de seus atos. Ele enxuga as lagrimas do filho carinhosamente.

Minato: Você não é um idiota Naruto, suas decisões são idiotas, mas, neste caso tudo o que tem a fazer é se desculpar e esperar pelo melhor.

Naruto: Eu não sou muito bom para pedir desculpas e depois que eu pedisse, o que aconteceria? Eu e ela somos muito diferentes. Já gostou de alguém que é o oposto de você?

Minato: Acorda sou casado sua mãe!

Os dois dão uma risada, o casal de Uzumaki sempre foram muito diferentes, mas se amavam muito para se importar com isso.

Minato: Filho não há nada de errado, se desculpar com uma garota, ou ficar com ela mesmo que seja diferente de você.

Naruto: Mas, você nunca teve vontade de ficar com outras garotas? Mesmo antes de se casar com a mamãe?

Minato e Kushiha se amavam desde o colegial foi e primeira dele e vice-versa, e mesmo com as tentações sempre foram fieis um ao outro.

Minato: Claro que já tive e sua mãe também, mas quando eu chego em casa e vejo o que eu e ela construímos juntos, isso logo passa. E se você está sofrendo por ter magoado ela, sinal que sente alguma coisa, tente mostrar isso.

Naruto: Como?

Minato: Bem, pode começar por pensar antes de agir e dar o seu melhor para fazer o que é certo, não só na frente dela como no dia-dia, isso é um passo para melhorar as coisas entre vocês.

Naruto pensa nos conselhos do patriarca, estava feliz em ter um pai como ele, concluiu que não é tão ruim assim se apaixonar pela mesmo pessoa por quase 20 anos.

Naruto: Está bem.

Minato: Ótimo, agora chega dessa tristeza, tome um banho e desça para o jantar, sua mãe precisa ver que está melhor ou ela não vai largar do meu pé.

Mais uma vez eles riem, mas antes do seu pai cruzar a porta, Naruto se levanta.

Naruto: Pai?

Minato: Sim?

Naruto: Desculpe por ter gritado com você e mamãe, quando falaram sobre a escola militar.

Minato dá um sorrio para o filho ao ver a sua primeira decisão certa em ação.

Minato: Desculpas aceitas, vem cá, eu amo você.

Naruto: Também te amo pai.

Os dois dão um abraço forte, pela primeira vez em semanas Naruto estava animado, iria fazer as coisas certas dessa vez e iria começar por Hinata.

 


Notas Finais


O vcs acham?
Será que esse arrependimento do Naruto é sincero?
O que vai dar nessa transformacao?
A Itachi, sera que esta do lado do casal Sasusaku ou da familia Uchiha?


Logo vamos saber!

Bjs ate logo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...