História O Menino Que Desenhava Monstros - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 12
Palavras 1.008
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Survival, Suspense, Terror e Horror, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


"Young Forever"
KKKKKKKKK sorry, não consigo ver epilogue sem "Young Forever"

Capítulo 13 - Epilogue


Era realmente uma pena, mas não surpreendente que tudo acabasse desse jeito.

Para Yoongi, parecia o único final que a história dele com Kook poderia ter. Sendo sincero consigo mesmo, ele sabia que nunca daria certo. Não com os monstros por perto, espreitando e o puxando pouco a pouco para longe, levando sua sanidade, sua saúde, sua capacidade de ser alguém que estaria ao lado de Kook.

Mesmo assim, não podia lamentar os momentos perdidos, tantas coisas que queria fazer com o mais novo e não poderia

Queria ter superado tudo isso com ele, queria ter assumido o namoro para os amigos de Kook e seus pais, esses que provavelmente ficariam muito felizes por oficialmente Kook entrar para a a família, já sendo considerado como um filho por eles a tantos anos.

Queria segurar forte a mão de Kook, que impediria a sua de tremer, não se importando o tanto que ela suava quando finalmente conseguisse sair de casa pela primeira vez, queria sentir o calor do sol em seu rosto, quase tão brilhante quanto o sorriso que o mais novo lhe ofereceria, feliz pela conquista.

Queria rir com ele e seus amigos quando saíssem todos juntos, queria poder passar a considerar eles como seus amigos também, se sentir incluído, ter amigos pela primeira vez na vida e não estar mais solitário.

Queria beijar e beijar os lábios tão bonitos e vermelhos de seu dongsaeng, queria explorar seu corpo e permitir que explorasse o seu também. Queria sentir seu peito explodir em nervosismo em ansiedade quando tivessem sua primeira vez, queria sentir a felicidade e o amor quando se olhassem, queria ouvir as três palavras que tanto o alegraram uma vez e queria dizê-las todos os momentos do dia.

Queria olhar para Kook e ver seu amor crescer a cada dia, queria poder decidir que era com ele que queria passar o resto de seus dias e que o mais novo também pensasse o mesmo. Queria o ver envelhecer e pensar o quanto só ficava mais bonito, perceber o quanto não perdia o seu sorriso de criança travessa, mesmo quando já estivesse em seus momentos finais.

Mas não podia ter nenhum desses momentos.

Xxxx

Jungkook estava com medo.

Como seria a sensação de estar morto?

Ele teria seu hyung com ele mesmo após a vida? Ou seriam separados para sempre?

Respirou fundo, tentando se acalmar, estava com medo por Yoongi também, que mantia um olhar triste no rosto manchado de lágrimas, mas mesmo assim, lhe direcionava um sorriso amoroso, tranquilizador, tentando confortar o mais novo.

Jungkook levou sua mão trêmula ao rosto do mais velho, que fechou os olhos um segundo pelo toque e deitou o rosto em sua mão. Tudo parecia mais lento nesses momentos finais, como se o universo estivesse lhes dando um último momento juntos e Jungkook queria aproveitar, por isso, aproximou seu rosto do mais velho e o beijou uma última vez.

Quis transmitir tudo, seu amor, seu medo, suas desculpas. Quis confortar o mais velho enquanto tentava confortar a si mesmo.

Sim, Jungkook estava com medo.

Mas achava que tudo poderia ficar bem se seu hyung estivesse ao seu lado.

Xxxx

Quando os pais dos meninos e seus amigos chegaram a casa, ela já tinha sido consumida pelo fogo.

Tudo que se ouvia eram os choros inconsoláveis, gritos angustiados e bombeiros tentando conter pessoas de entrarem na casa. Não era racional, claro. As chamas já tinham queimado tudo, era impossível que alguém ainda estivesse vivo ali. Mas quando você está prestes a perder pela segunda vez seu único filho, perder um filho que você sempre brigava para afastar, perder seu maknae tanto amado ou um amigo em potencial, não tem espaço para a racionalidade.

Passariam-se anos e mais anos, mas a perda de Yoongi e Jungkook não seria totalmente superada. Mas eles seguiriam em frente.

Jimin choraria por meses. Se sentiria culpado por ter deixado o mais novo sair naquela manhã, se sentiria culpado por desejar que Yoongi tivesse ido sozinho, acharia que nunca mais amaria alguém. Mas Taehyung estaria sempre ao seu lado, o consolando e escutando sua dor em silêncio. Assim, com o tempo, eles perceberiam que ali existia um amor além do de melhores amigos e perceberiam que seu verdadeiro amor sempre esteve ao seu lado. 

Não que Jimin esqueceria Jungkook, ele sempre seria seu primeiro amor que estaria guardado em seu coração, Taehyung entenderia isso, que os amores eram diferentes e que seu Jimin não o amaria menos por ter amado Jungkook. Eles seriam felizes juntos.

Hoseok realmente tinha uma pequena queda por Yoongi, se sentirá cativado por Yoongi nas vezes que forá visitar ele, mas havia visto que seu dongsaeng era apaixonado pelo mais velho e não fez nada para conquistar Yoongi. Mesmo assim, ficaria triste por perder ele sem que pudesse ter tentado e visto o que aconteceria.

Mas mesmo que tivesse tentando, sabemos que seria em vão, pois no coração do Min só cabia seu dongsaeng com sorriso de coelho.

Os pais dos meninos? Bem, eles sempre carregariam a cicatriz que todo pai tem quando seus filhos morrem antes deles. É algo que parece antinatural, enterrar seus filhos, ainda mais quando eram tão novos. Mas eles superariam, pois tinham sempre um ao outro, um outro casal que conhecia sua dor.

Agora, Jungkook e Yoongi se reencontrariam depois de mortos? 

Acho que é algo que nunca saberemos, pode ser que sim, pode ser que não. Depende da sua crença.

Mas eu, particularmente, gosto de imaginar que não há Yoongi sem Jungkook ou Jungkook sem Yoongi. Então, se eles estão em algum lugar por ai, estarão juntos e sorrindo. Torcendo por Taehyung e Jimin (Yoongi provavelmente diria que sempre suspeitou que os dois acabariam juntos), assim como também por Nam e Jin, ririam das confusões que Hoseok causaria (mesmo que Jungkook ainda fizesse careta todas às vezes Hoseok fizesse alguma referência em sua queda por Yoongi, o que faria o mais velho rir e apertar sua bochecha, dizendo o quanto era fofo com ciúmes) e, claro, cuidariam de seus pais, felizes por ver que os dois casais ainda se manteria amigos.

E assim, de uma forma inteiramente deles, Jungkook e Yoongi teriam seu "felizes para sempre".


Notas Finais


O que se é normal dizer em notas finais? Eu realmente não faço idéia, mas vou tentar.
Eu demorei semanas pensando em como terminar a história, procurando uma saída para os dois, até que percebi que não havia uma.
Yoongi nunca estaria a salvo. Mesmo que tivesse Jungkook do lado, dar tanto poder a um de seus desenhos o deixaria mais fraco e ele realmente acabaria sugado
Jungkook, com seu tão forte instinto de proteção, não poderia deixar isso acontecer, nem Yoongi o deixaria morrer sozinho. Assim, a melhor saída, seria a morte.
Foi doloroso escrever isso, me senti tentada a salvar eles do incêndio nesse epílogo, mas apenas começaria tudo de novo e andaria em círculos ao deixar um desenho vivo, a ânsia de Yoongi por desenhar não acabaria e eles estariam em problemas de novo.
Anyway, sinto muito se foi decepcionante, eu me lembro do quanto fico frustada com finais assim e me sinto um pouco hipócrita por fazer um KKK
Enfim, obrigado por ler, realmente espero que tenham gostado S2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...