História O meu amor é tão doce! - Capítulo 47


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Bia, Castiel, Charlotte, Dajan, Dakota, Debrah, Dimitry, Iris, Jade, Kentin, Kim, Li, Lysandre, Melody, Nina, Peggy, Personagens Originais, Professor Faraize, Rosalya, Viktor Chavalier, Violette
Tags Alexyxkentin, Amor Doce, Docete
Exibições 13
Palavras 1.556
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Harem, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Survival, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 47 - Time rival


-Nós temos exatamente seis meses para treinar – yuki colocou as mãos na cintura em forma de auto confiança – Não precisamos nos preocupar

-É três meses, minha linda e não seis – lysandre sorriu de deboche

-Três?! – yuki se espantou – Então né, viktor e castiel, já vão treinando aí e daqui a três meses a gente se vê – yuki fez sim com o polegar

-E você? – castiel ergueu a sobrancelha – Ta achando que vai escapar? Também tem que treinar

-Como assim treinar? – uma pequena ponta de desespero nasceu no coração de yuki – Eu não vou competir então, não preciso treinar. Eu sou pequena e pessoas pequenas não participam dessas coisas porque não tem coisas do nosso tamanho

-Ta querendo filosofar, minha querida? – lysandre ergueu a sobrancelha – Não vai por esse rumo não que só vai ter desespero

-Olha aqui rei do gelo – yuki se aproximou para encarar o lysandre – Ta de tpm ou o que?

-Eu não estou de tpm – lysandre cruzou os braços – E além do mais.... Como está o tempo aí em baixo? Porque aqui é cima ta muito calor – surgiu um sorriso sarcástico nos lábios do platinado

-Eu não sei como está o tempo aqui em baixo, mas eu já to ouvindo aquele som que tanto amo

-Qual? – lysandre perguntou curioso

-O da minha mão estalando na tua cara, garoto – yuki deu um sorriso maquiavélico

-Já chega vocês dois! – a diretora falou – Todos os alunos irão treinar

-Bateu uma preguiça agora.. – armim dizia passando a mão pela barriga

-E quando isso não acontece, armim? – alexy revirou os olhos


* O sino da próxima aula tocou *


-O sinal tocou e o que vocês ainda fazem aqui? – a diretora perguntou – Vão! Vão! Vão!


Todos os alunos saíram que nem cego no tiroteio para fora da sala e depois seguiram que nem pilotos de formula um para as suas respectivas salas.


* No banheiro feminino *

 

-Vista isso aqui – melody entrega uma calça azul rasgada, uma blusa branca com alguns detalhes e um sapata alto preto

-Eu to indo estudar ou indo para uma festa? – mikaella dizia recebendo as roupas

-Até na escola temos que ficar bonita – melody sorriu – E aí coube? – ela perguntou do lado de fora do box

-Sim – saiu do box

-Está ótimo em você!

-Obrigado – mikaella dizia indo até o espelho para se ver melhor

-Quem diria que você teria um corpo tão esbelto. Não dava para ver nada com aquelas roupas que você usava

-Obrigado pelo elogio, eu acho...

-É melhor nós irmos porque o sinal já tocou – melody dizia abrindo a porta do banheiro

-Okay

(...)
 
-Bem vindos alunos a aula de português – a professora disse

-Oi armim – íris que estava sentada atrás do garoto sussurrava para não ser descoberta pela professora

-Oi íris – armim sussurrou sem olhar para atrás

-Tudo bem?

-Sim e com você?

-Estou bem..

-Ah meu deus, não acredito que ela ta fazendo isso aqui – rosa que estava sentada na fileira ao lado da de íris pensou enquanto via a cena

-Algum problema? – armim sussurrou

-N-não.... Eu acho.. – íris falou

-Tem certeza?

-N- na verdade.... – íris começou a brincar com os próprios dedos enquanto falava – É-é que...

-O que foi íris? – armim perguntou sussurrado

-Desembucha menina! – violette sussurrou

-Algum problema aí atrás? – a professora perguntou

-Nenhum problema professora – armim respondeu

-Tudo bem então – ela voltou a explicar

-Vai logo ao assunto íris, para de enrolar – alexy sussurrou para a amiga

-Mais o que, que é isso? Ta todo mundo aprestando atenção na nossa conversa agora? – armim sussurrou sem virar para trás

-Isso é uma conversa? – rosa ergueu a sobrancelha – Jurava que era um pedido de ajuda

-Por que achou isso? – armim sussurrou

-É só vê o jeito que ela gagueja, ta bem claro que é um S.O.S

-Eu não sou todo mundo – yuki que estava sentada na frente de armim também se intrometeu – Mas confesso que estava interessada no rumo desses sussurros aí

-Isso é uma conversa de duas pessoas e não de seis! – armim sussurrou

-É isso que dá ter amigos curiosos – armim sussurrou sorrindo

-Isso aqui ta quase virando novela mexicana isso sim – violette falou

-Não escute eles íris, o que você queria me dizer? – armim sussurrou

-Vai fazer alguma coisa amanhã?

-Não que eu sabia, por que?

-Hmmmm – alexy sorriu

-Quer sair comigo? –Íris perguntou

-Claro

-Isso aí amiga, vai fundo! – violette sorriu

-O que eles tanto cochicham ali? – lysandre perguntou sussurrando

-Sei lá, com certeza deve ser nada que preste – castiel sussurrou 

-Ultimamente andei percebendo que as minhas aulas estão ficando um pouco monótonas então, resolvi fazer alguma coisa diferente dessa vez – a professora falou arrecadando a atenção de todos os alunos – Irei montar dois grupos de nove pessoas e esses grupos montará uma página no youtube e darei exatamente uma semana e no final quem tiver o maior numero de inscritos na pagina ganhará. E todos aqueles alunos que não estarão em um dos grupos deverá escolher um lado e os ajudar no que for possível

-Agora falou a minha língua professora! – armim falou empolgado

-Todos estão de acordo?

-Sim! – todos os alunos responderão

-Irei escolher os alunos que mais falam nessa sala – a professora olhou especificamente para o castiel e a yuki – Irei fazer um sorteio – ela botou o nome dos alunos que mais falavam em um papel e foi tirando nome por nome até formar os grupos – Pronto

 

  Primeiro grupo:                          

Lysandre                                                                             
Armim                                              
Violette                                             
Yuki                                                  
Melody                                             
Robert                                                 
Ambre                                               
mikaella                                              
Carl                                                 

 

  Segundo grupo:
             
  viktor                                  
  peggy
  alexy
   rosa
  kentin
    lili
  castiel
     íris
nathaniel

 

 


-Só pode estar de brincadeira – ambre falou vendo o seu nome no quadro

-Tinha que ter eu nessa desgraça – castiel bufou

-Por que meu nome ta ali? – lysandre arregalou os olhos

-Quem é carl? – yuki perguntou

-Sou eu – um menino de cabelos loiros e de olhos da cor de mel que estava sentado ao seu lado respondeu

-Ah, você é aquele garoto que tava batendo boca com a professora a uma horas atrás, não é?

-Sou eu sim – ele sorriu

-E quem é robert?

-Sou eu – um menino de olhos com cabelos verdes e olhos castanhos que estava sentado atrás de carl falou

-Aaaaah ... – yuki sorriu – Prazer 

-O prazer é todo nosso – Carl sorriu e olhou para o amigo – Não é, robert?

-Com certeza – o amigo respondeu

-Esses são os grupos – a professora falou – Eu não irei mudar então, nem tentem


* O sinal tocou *


-Estão dispensados! – a professora falou – Não se esqueçam, uma semana!
 
-Que tal todos irmos para a minha casa? – armim perguntou
 
-Eu adoraria ir a sua casa, armim! – íris sorriu

-Hã... Eu tava falando do meu grupo, íris...

-Ah... – a animação da íris foi por água a baixo depois desse fora

-Na nossa casa armim?! – alexy se aproximou do grupo – E eu? Vou ter que ficar agüentando o grupo rival na minha própria casa?!

-O nosso grupo pode se reunir lá na minha casa se quiserem – peggy falou

-Ir na sua casa? – castiel ergueu a sobrancelha – Só se eu morrer primeiro!

-Eu tenho os equipamentos certos no meu quarto, podemos fazer dar certo

-Eu não vejo problema nenhum nisso – lili falou

-Só tem peça com a gente! Ah, eu mereço! – castiel cruzou os braços 
 
-Lili, troca de grupo comigo – ambre olhou para a amiga

-Não, não e não – viktor se intrometeu na conversa – A professora deixou bem claro, nada de mudanças

-Não se mete viktor!

-Eu me meto onde eu quiser – ele cruzou os braços

-Vamos lili, troque comigo! – ambre ordenou a amiga

-Eu já disse que ela não vai! – viktor puxou a lili para trás dele

-Lili! Me dar ela agora viktor!

-Nunca! – viktor pegou a coitada da lili e fugiu correndo para algum lugar

-Volta aqui viktor! – ambre saiu correndo atrás do rapaz

-Isso é o amor – violette soltou uma gargalhada

-Será que podemos ir na sua casa amanhã, armim? É que eu preciso ajudar a minha mãe hoje – yuki falou

-Tudo então, a gente pode deixar pra manhã, mas não se esqueçam

-Pode deixar! – o grupo do armim respondeu

-Eu vou arrumar as minhas coisas hoje e amanhã iremos a minha casa – peggy falou

-Okay! – o grupo da peggy respondeu

-Devolve ela agora viktor! – ambre dizia em frente a porta do banheiro masculino

-Ué, por que parou minha linda? – viktor sorriu de dentro do banheiro masculino

-Isso é o banheiro masculino!

-Será que eu posso.... – lili tentou falar

-Não! – viktor e ambre falam ao mesmo tempo

-Me devolve ela! – ambre exclamou

-Vem pegar! – viktor desafiou a menina 


Ambre olhou para os lados para verificar se não tinha ninguém vindo em sua direção e depois adentrou o banheiro masculino. Viktor estava no final do banheiro, ela pegou a lili e saiu correndo para fora, mas viktor foi mais rápido e apenas deixou lili passar depois fechando e trancando a porta do banheiro com ele e ambre lá dentro

-Ambre! – lili gritava do lado de fora

-Abre agora essa porta viktor! – ambre olhava o garoto apoiando as suas costas na porta

-Hmmm sei não .... Não estou com vontade – ele deu um sorriso sarcástico

-O que você acha que vai ganhar me trancando aqui nesse banheiro?! – ambre esbravejou – Abre já essa porta!

-E se eu não abrir? – ele ergueu a sobrancelha

-Você sofrerá as conseqüências – ela cruzou os braços

-Que conseqüências? Não se esqueça que eu sou mais forte que você – ele sorriu

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...