História O meu colega de estante (JB) - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, G-Dragon, Got7
Personagens BamBam, G-Dragon, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jinyoung, Jungkook, Lisa, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V, Youngjae, Yugyeom
Tags Bts, G. Dragon, Got7
Visualizações 10
Palavras 804
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá gente! Aqui estou eu de novo. Muitas ideias mesmo. Ando a pensar muito nesta fic e da minha outra fic. A minha mãe diz que já cheira a queimado.

Capítulo 7 - Reencontro


*Autora on*

Depois do concerto final, Maju e JB nunca mais se viram. Jackson e Mark vivem agora juntos, Youngjae é um cantor pop conhecido, Yugyeom e Jinyoung assumiram a sua homossexualidade e namoram. Lisa e Suga estiveram juntos por 1 ano mas terminaram porque Suga ia trabalhar para a Europa e Lisa não queria uma relação à distância. BamBam e Lisa vão-se casar em apenas 2 meses. Maju e Jungkook casaram e tiveram uma filha, Luísa, de agora 11 meses. De JB ninguém ouviu falar mais até BamBam o ter contactado para o convidar para o casamento e tocar na cerimónia.

Passados 5 anos...

Maju on

O Jungkook e eu estamos casados vai fazer 2 anos. Há 11 meses nasceu a Luísa, o que veio alegrar as nossas vidas. Somos pais muito babados. O Jungkook, sempre que chega do trabalho, brinca durante cerca de meia hora com a Luísa. Quando ela acorda de noite, é ele que a vai buscar ao quarto onde a nossa história começou, no quarto quando tinha 16 anos ele pegou em mim e transamos. Sim, nós vivemos em casa do meu irmão. Ele já casou há alguns anos e vive com a mulher, deixando-me a casa.

Já eram 8 horas. O Jungkook estava atrasado. Levei-o de carro até à universidade, aproveitei e levei a Luísa num passeio à cidade.

Estava no supermercado. Muita coisa mesmo faltava lá em casa. Após pôr tudo no carrinho fui à área das bolachas. Necessitava bastante de açúcar. Dirigi-me à prateleira dos brownies. Peguei na última caixa de bons brownies que havia mas outra mão também pegava nela. Olhei e fiquei incrédula.

- JB?!

- Olá, Maria Júlia.

- Quanto tempo!

- Quem é essa riqueza aí?- perguntou ele, fazendo uma carícia no nariz da Luísa.

- Essa é a Luísa. Queres pegar nela?

- Pode ser- entreguei-lhe a criança no colo- Olá! Eu sou o tio JB. Ah, Maju, a chucha caiu-lhe.

- Põe-lha ou ela começa a chorar.

- Já está, Luísa.- ele ficou a contemplá-la- É do Jungkook, não é?

- Sim. O que fazes da vida?

- Bem, eu toco num quarteto de cordas. Ganho uns troquitos mas não é suficiente. Também toco em casamentos e isso ajuda um bocado. E tu?

- Eu dou aulas de violino numa escola de música. Recusei-me a dar aulas aos mais novos porque, bem, tu sabes como é difícil. Primeiro que eles ponham o violino direito no ombro... Dou aulas aos secundários. Levo a Luísa e ela gosta. Às vezes ela também vai com o pai.

- Não estás a trabalhar?

- Eu só tenho 10 alunos. Basicamente passo o meu tempo em casa.

Ele encarava-me com um sorriso no rosto.

- Lembrei-me agora. Tu também vais ao casamento. Podias tocar comigo.

- É melhor não. Se a Luísa tem fome o Jungkook não lhe pode a mama.

- É verdade- ele começou-se a rir com aquela sua risada gostosa e contagiosa.

- Estou para aqui a pensar. Não queres ir almoçar hoje lá a casa?

- Por mim tudo bem. Mas o Jungkook não se importará de eu ir lá uma vez que nós... tu sabes.

- Claro que não. Ainda noutro estivemos a conversar e ele disse que gostava de te ver.

- Sendo assim...

Pagamos as compras e ainda  estivemos a passear pelo parque um pouco. Ao meio-dia fui buscar o Jungkook. Ele ficou surpreendido ao ver o JB.

- JB!

- Olá, professor.

- Qual professor qual quê? Por acaso ainda és aluno na universidade? Não. Por isso é Jungkook, caralho!

Dirigi até casa. O Jungkook ainda me ajudou a preparar o almoço. O JB ficou com a bebé a brincar.

Após o almoço, o Jungkook apanhou boleia com o Jimin, como fazia todos os dias, deixando-me sozinha com o JB e a minha filha.

- Olha, Maju, eu sei que já toquei neste assunto muitas vezes mas desculpa aquilo que fiz quando andavamos na faculdade. O Youngjae chamou-me virgem e desafiou-me a dormir contigo. Inicialmente só o fiz para provar que não era nenhum virgem e pelo dinheiro mas depois arrependi-me por te ter partido o coração por dinheiro. Éramos jovens de 23 anos completamente loucos e sem responsabilidades...

- Isso já são águas passadas. Eu perdoo-te. Eu também fiz muitas coisas más esse ano. Eu e o Jungkook estavamo-nos a comer uma vez e entrou lá dentro o Rap Monster. Eu acho que nunca tive tanta vergonha na minha vida! Eu estava sem camisola, assim como o Jungkook!

- Isso é mau, muito mau mesmo. Mas sabes uma coisa? Eu nunca deixei de gostar de ti, mesmo depois de tu te reconciliares com o Jungkook.

- A sério? Mesmo depois de eu te deixar pendurado?

- Sim. Eu nunca te esqueci e ainda gosto de ti, mesmo muito.

Ele tentou aproximar-se para um beijo. Desviei a cara e ele nem notou que estava a beijar a minha bochecha.

- Vá lá, controla-te! Eu sou casada e sou mãe!

- Desculpa. Adeus, Maju. Vêmo-nos no dia do casamento.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...