História O Mistério da Caixa de Música/ Imagine Sobrenatural Jungkook - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 74
Palavras 1.438
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Luta, Mistério, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiin gente, espero que gostem do novo capítulo e que tenham uma ótima leitura.

Capítulo 17 - Agora é o bem contra o mal


Fanfic / Fanfiction O Mistério da Caixa de Música/ Imagine Sobrenatural Jungkook - Capítulo 17 - Agora é o bem contra o mal

Ela então procurou por algo que ajudasse ela a enfrentar tudo aquilo, achou o lugar onde Lisa estava enterrada, não era muito longe dali, foi andando mesmo, pegou uma pá que ali estava jogada e começou a cavar o túmulo de Lisa, abriu seu caixão, pegou ela pelos braços e a saiu puxando pela calçada até chegar na casa, era de madrugada então ninguém testemunhou aquilo.

Entrou na casa com o corpo de Lisa, colocou ela no centro da sala, puxou todos os moveis sentou do lado do corpo e abriu aquela maldita caixa novamente, um grande frio percorreu seu corpo todo a música ecoava por toda a casa, mas dessa vez ela não caiu num sono profundo, pois tinha tapado seus ouvidos, ela então esperou até que viu três sombras saírem da caixa, era Lisa, Yoongi e Namjoon, então ela disse:

(S/n)- Olha só se não é a Lisa... Reconhece esse lugar? Reconhece esse corpo?

Lisa- O que eu faço aqui?

(S/n)- Dessa vez meu amor, você está no meu pior pesadelo, eu espero que goste!

Lisa- Por que você me trouxe até aqui?

(S/n)- Quero te mostrar umas coisinhas... Mas antes, pode possuir seu corpo novamente.

Então subiu as escadas foi até o quarto de dona Lúcia, pegou suas coisas e voltou para sala com um monte de papeis, vídeos, fotos Lisa tinha possuído seu corpo físico e ela começou a falar.

(S/n)- Olha só vamos começar a nossa festinha...

Lisa- O que você quer comigo?

(S/n)- Quero te mostrar e te contar sobre a vida que você tinha...

Lisa- Você não sabe nada sobre mim!

(S/n)- Isso é o que você pensa...

Começou a abrir envelopes, colocar vídeos para passar, musicas para tocar e foi falando.

(S/n)- Vamos começar pelo ano de 1994... Mas precisamente 18 de Fevereiro de 1994, lembra-se desse dia? O dia que uma menininha linda nasceu e deram o nome dela de Lisa... Você lembra não? O jeito que sua mãe te olhava que te abraçava, que cuidada de você.

Lisa- Onde você quer chegar com isso?

(S/n)- Prosseguindo... Anos mais tarde essa mesma menininha entrou para a escolinha... Mas a mãe dela sentia medo de deixar aquela linda menininha na escola tão nova....

Lisa- Por que você está fazendo isso?

(S/n)- Cala a boca e ouça! Seu pai então não queria que ela fosse, mas decidiu que pro bem dela seria melhor... Só que conforme ela foi crescendo foi sofrendo rejeição de todos na tal escola, foi sendo excluída por todos, ninguém a amava, exceto seus pais...

Lisa- Para com isso... Chega!

(S/n)- Já mandei você calar a boca e ouvir... Anos mais tarde ela conheceu um garoto que se chamava Robert, foi amor a primeira vista, mas sua mãe o odiava e seu pai não fazia a mínima questão desse namoro pois não queria perder seu único bem precioso...

Lisa- Para... Para... Para...

(S/n)- Ela então decidiu fugir com esse menino, não é Lisa? Seus pais descobriram e seu pai ficou muito decepcionado com você não foi? Ficou tão decepcionado que adoeceu, teve parada cardíaca não resistiu até chegar a ambulância e morreu ali mesmo...

Lisa- POR QUÊ VOCÊ ESTÁ FAZENDO ISSO COMIGO? POR QUÊ? PARA POR TUDO QUE HÁ DE MAIS PRECIOSO... EU TE PEÇO.

(S/n) então viu que estava tocando nas feridas de Lisa, viu que ela naquele momento era mais forte que todos ali naquela sala, seus anjos chegaram viram toda aquela cena e ficaram ali esperando para ver se algo acontecia (S/n) então continuou queria ver até onde Lisa suportava e assim fez.

(S/n)- Não foi você que me disse que eu teria o mesmo fim que você? Eu ainda não acabei de contar a sua história minha cara Lisa... Então naquele mesmo dia enquanto você transava com seu amado Robert, seu pai estava aqui nessa sala morto nos braços de sua mãe.

Lisa então não tinha mais forças para nada, caiu de joelhos no chão chorando muito, lembrando-se de tudo que tinha acontecido na sua vida, estava pálida, gelada, pegou a foto de seu falecido pai que estava no chão e a cada olhada um sentimento de tristeza tomava conta dela, (S/n) não mediu esforços e continuou aquela humilhação.

(S/n)- Como você teve a cara de pau de fugir de casa Lisa? Como você pode fazer isso com seu velho pai? Não foi sua mãe que o matou... FOI POR DESGOSTO DE VOCE... E você ainda teve a cara de pau de colocar a culpa na sua mãe? Na mulher que fez tudo por você.

Lisa- Eu estou pedindo pra você parar com isso... Por favor...

(S/n)- Eu ainda não terminei... Aquela menininha depois que descobriu que seu pai morreu entrou numa tristeza profunda... Não amava mais ninguém, se distanciou de seu único e louco amor, passou a desprezar a própria mãe a colocar a culpa nela por todos os seus problemas não é Lisa? Até o dia que não aguentou mais e tirou a própria vida... E o que você ganhou com isso? Me diz!

Lisa naquele momento depois de ouvir tudo aquilo começou a sentir um ódio enorme crescendo dentro dela, seus olhos foram ficando vermelhos como sangue, uma raiva incontrolável tomava conta de seu corpo ela então olhou para Lisa e disse:

Lisa- Quer mesmo saber o que eu ganhei com isso? Ganhei a sua família perfeitinha... Seu papai amoroso que te dava tudo e sua mamãe que ia te acordar todo dia de manha com biscoitinhos...

(S/n)- Mas sabe o que você não tem deles e nem de ninguém ao teu redor? AMOR...

Lisa- EU VOU ACABAR COM VOCÊ (S/N)!

(S/n)- Era isso que eu estava esperando...

Lisa então num ato enfurecido foi com tudo para cima de (S/n), nenhuma das duas estavam vendo nada em sua frente apenas travaram uma luta ali no meio daquela sala, tanto os anjos de (S/n) e os demônios de Lisa viam toda aquela cena com caras assustadas, no meio daquela briga as fotos de Lisa com seus pais iam voando, moveis iam se quebrando com a força que ambas jogavam a outra contra a parede, aquela casa tremia, rebocos se soltavam das paredes, lâmpadas se quebravam até que Lisa ordena.

Lisa- Namjoon, Yoongi... Acabem com esses anjinhos...

Eles então fizeram o que ela mandou, foram pra cima dos anjos com tudo, naquele momento aquela casa se tornou um verdadeiro ringue, era sangue pra todo lado Taehyung que não era bobo nem nada não iria perder a oportunidade de destruir com os anjos, apareceu como suporte para aquela luta, naquele momento era as trevas contra a luz, o bem contra o mal, parecia que aquilo não iria mais ter fim.

Aquela casa realmente estava vindo a baixo parecia até o próprio apocalipse até que Jimin mostrou pra que veio e mostrou sua verdadeira face, seus olhos ardiam em fogo e pareciam relâmpagos ele naquele momento queria acabar com tudo aquilo então num ato de salvar todos ali bateu suas asas de uma única vez, (S/n) naquele momento se jogou em cima de Lisa enquanto tudo e todos voavam, depois que aquilo acabou Jin condenou Namjoon, Yoongi e Taehyung, Hobi os levou para as profundezas de onde nunca deveriam ter saído e Jimin foi procurar (S/n) e Lisa no meio dos escombros.

Tanto (S/n) quanto Lisa estavam desacordadas, Jimin ainda não tinha certeza se estavam vivas, então pediu permissão para o superior para ser humano por um dia só para ajudar aquelas meninas, então chamou uma ambulância que não demorou muito para chegar ambas foram encaminhadas para efetuarem cirurgias de risco, mas estavam em coma profundo, ambas desenganadas pelos médicos talvez não sobreviveriam aquela semana, mas em algum lugar profundo em si ou em outro plano elas se encontraram, então Lisa perguntou.

Lisa- Por que você me salvou depois de tudo que fiz pra você?

(S/n)- Lisa... Eu queria te mostrar uma coisa que talvez você acha que não tenha mais dentro de você... O perdão,  o amor...

Lisa- Eu sou um monstro... Não deveria ter feito nada daquilo com a minha família muito menos com você... Eu invejada a sua vida... Eu sinto muito.

(S/n)- Lisa, eu te perdoo se era isso que você queria de mim... Eu te perdoo, se você quiser ir eu vou entender.

Lisa- Eu preciso ir (S/n) e obrigada por tudo o que você me mostrou... Eu vou, mas você vai ganhar um presente de mim... Até algum dia.

(S/n)- Até Lisa... Vá pela luz.

Naquele momento o aparelho de Lisa parou e ela veio a óbito, depois de dois minutos que foi dada a sua morte (S/n) acorda do coma, os médicos olhavam assustados, como ela poderia ter sobrevivido a isso, então deram a notícia, ela já conformada não esboçou nenhuma reação apenas olhou para Lisa e disse:

(S/n)- Espero que você encontre seu pai onde quer que ele esteja...


Notas Finais


Oiin gente, espero que tenham gostado do novo capítulo, me desculpem os erros e até o próximo, Beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...