História O Mistério de Anastasia - Capítulo 78


Escrita por: ~

Postado
Categorias Anastasia, Harry Potter
Personagens Aberforth Dumbledore, Abraxas Malfoy, Alastor Moody, Alecto Carrow, Alice Longbottom, Alvo Dumbledore, Amycus Carrow, Anastasia, Andromeda Tonks, Angelina Johnson, Antonin Dolohov, Argo Filch, Arthur Weasley, Astoria Greengrass, Augustus Rookwood, Bartok, Bellatrix Lestrange, Blásio Zabini, Carlinhos Weasley, Cedrico Diggory, Cho Chang, Colin Creevey, Córmaco Mclaggen, Cornélio Fudge, Daphne Greengrass, Dimitri, Dino Thomas, Dobby, Dolores Umbridge, Draco Malfoy, Duda Dursley, Fenrir Greyback, Fílio Flitwick, Fleur Delacour, Fred Weasley, Gellert Grindelwald, Gilderoy Lockhart, Gina Weasley, Gregory Goyle, Grigori Rasputin, Gui Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Horácio Slughorn, Jorge Weasley, Katie Bell, Kingsley Shacklebolt, Lilá Brown, Lílian Evans, Lino Jordan, Lord Voldemort, Lucius Malfoy, Luna Lovegood, Maria Feodorovna, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Mulciber, Murta Que Geme, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Nymphadora Tonks, Padma Patil, Pansy Parkinson, Parvati Patil, Pedro Pettigrew, Percy Weasley, Personagens Originais, Petunia Dursley, Pomona Sprout, Poppy Pomfrey (Madame Pomfrey), Quirinus Quirrell, Rabastan Lestrange, Remo Lupin, Rita Skeeter, Rodolfo Lestrange, Rolanda Hooch, Ronald Weasley, Rúbeo Hagrid, Severo Snape, Sibila Trelawney, Simas Finnigan, Sirius Black, Theodore Nott, Thorfinn Rowle, Tom Riddle Jr., Valter Dursley, Viktor Krum, Vincent Crabbe, Walburga Black, Walden Macnair, Yaxley
Tags Anastásia, Anastom, Czar, Czarina, Harry Potter, Maldição, Princesa, Romanov, Rússia
Exibições 81
Palavras 1.465
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 78 - Estavam a contemplar


Insana 

    Sim,Insana ! Dolores Umbridge so podia estar insana,mas ao olhar o olhar da garota sobre si ela ja estava pensando em voltar atras mas para o assombro dela a sua Lady começara a rir sim rim ! Dolores pensara que ela podia ter diversas reaçoes mas um ataque de risos era a ultima coisa que lhe passara pela cabeça,ainda rindo a loira puxa a varinha de suas vestes e joga na direçao de Umbridge que mesmo atrapalhadamente pega a varinha e sem dizer nenhuma palavra e ainda rindo a loira abandona a sala sem dizer uma palavra sequer apenas deixando para tras um curioso Alvo Dumbledore e uma espantada e receosa Dolores Umbridge.

    Anastasia para de andar ao virar o primeiro corredor ela podia ir embora mas tinha um plano em mente e logo o colocaria em pratica...

-Nao acredito que entregou mesmo sua varinha !-dizia Iris espantada sem conseguir acreditar no que havia presenciado 

-Oh Iris ! voce nao acha mesmo que eu deixarei barato esta afronta nao e mesmo ?-perguntava a loira com um sorriso maligno 

-Oque pretende fazer ?-pergunta curiosa

-Dar uma liçao a Umbridge da qual ela jamais se esquecera !-diz com um brilho assasino no olhar 

    Nao demora muito e uma avoada Umbridge vira o corredor e tem um grito contido ao ser agarrada e ter sua boca tapada por uma mao,dali as duas aparatam ate a sala da mulher na onde teriam privacidade.

Agora sim a tortura ia começar......

    Ao chegar la Anastasia joga a mulher violentamente no chao ela mantinha no rosto um sorriso de canto enquanto a outra tinha o terror estampando sua face

-Mi..Mila..milady eu ju..juro e.e..eu.--mas ela e interrompida de sua crise de gaguejeira por Anastasia que ordena que ela pare eguendo a mao 

-Em primeiro de tudo Umbridge eu devo lhe devolver suas memorias !-ela diz e sem pronunciar as memorias da mulher do dia da Detençao voltam e no momento seguinte que ela processou tudo que viveu o terror aumenta tanto internamente quanto externamente.-admita foi divertido !-diz a loira com um sorriso de deboche 

-Perdoe-me po...por favor eu devol..devol....-ela e novamente interrompida 

-Nao ! preciso manter as aparencias mas voce nao escapara de sua puniçao !-diz sombriamente e logo ela libera Iris.-suponho.-começa sem olhar a mulher acariciando a cabeça da cobra.-que se lembre de Iris !-diz e ela e a cobra trocam um sorriso cumplice 

-Ela vai me matar ?-pergunta ainda mais nervosa 

-Oh Dolores !-diz se fingindo de ofendida.-como pode pensar isso de mim ? eu nao vou mata-la !-ao ouvir aquilo um pouco de alivio atinge a mulher mas o terror volta dobrado assim que a loira continua.-mas a apresentarei o inferno em poucas..horas !-diz aquilo significava que a coisinha teria uma puniçao lenta mas principalmente dolorosa

-Pie...piedade !-diz com a voz falha mas...........

-Crucio !-diz levemente com prazer ao ver a mulher gritando e se contorcendo loucamente aquela maldiçao continuou por muito tempo muito mesmo ! realmente Anastasia estava pegando leve,por que se ussase a maldiçao pra valer Umbridge ja estaria morta no primeiro momento,oque para Anastasia passou-se como segundos,para a realidade Horas,para a mulher torturada em uma agora poça de sangue passava-se Milenios ! tamanha a intesidade e odio que Anastasia colocava na maldiçao ate que ela cessa mas e claro que ela nao ia parar.

-Destruccio !-ela pronuncia o feitiço e logo Umbridge grita ainda mais ao ter seu nariz uma perna e um de seus braços quebrados 

(Destruccio:Faz com que quebre o nariz da vitima,bruxos mais experientes,como os aurores conseguem usar o feitiço para quebrar um braço ou perna)

    A mulher gritava a plenos pulmoes,ou seja,o maximo que conseguiu mal conseguia respirar por causa das maldiçoes da loira 

   Depois de mais algumas horas de tortura,Anastasia finalmente se cansa,na verdade se ela nao parasse ia matar a outra,ela bufa em frustaçao e em alguns segundos a sala ja estava impecavelmente arrumada e a enorme poça de sangue ja estava limpa e os ferimentos de Umbridge,ja nao existiam resquisios deles como se nunca tivessem existido,a mulher agora apenas respirava pesadamente no chao,Anastasia se ajoelha ao lado da mulher com um falso sorriso.

-Que isso sirva de liçao ! aprenda jamais ouse enfrentar a Lady das Trevas,por que se nao.-ela se aproxima do ouvido da mulher.-as consequencias serao irreversiveis !-a loira ameaça por ultimo e calmamente com sua fiel cobra abandona a sala com um enorme e interno sorriso sadico.

Dois dias depois.....

   Para Anastasia aqueles dois dias sem a varinha eram iguais a nada,afinal ela podia fazer tudo sem a varinha ela estava de otimo humor fazia dois dias que nao tinha noticias de seu "amado" marido e esperava que isso se prolongasse ate depois de sua morte...

   Era a hora do almoço e o Salao Principal estava lotado ! todos os alunos e professores estavam presentes (sem exçeoes),Anastasia conversava com Maria ao seu lado,Anastasia apenas queria desfrutar de pouco tempo de paz mas ela logo acabaria e se transformaria totalmente.derrepente um morcego albino entra pelas portas atraindo as atençoes de todos menos de Anastasia o morcego que carregava uma carta chega proximo a Anastasia mas como era medroso mantinha uma distancia segura,Anastasia ao virar o olhar para ele abre um sorriso desdenhoso com a loucura contida.

-Ola Bartok !-diz agarrando o morcego e uma velocidade invejavel o morcego se encolhera na mao da garota 

-A..Anastasia Romanov !-gagueja a criatura 

(Anastasia entendia oque o morcego falava,mas as pessoas nao ouviam nada)

-Humm deixe-me adivinhar,veio a mando de Rasputin ! estou certa ou estou certa ?-pergunta agora sim com o sorriso sadico 

-Car..carta !-dizia com dificuldade por conta da força que a loira o apertava ela entao o solta levemente e puxa a carta e volta a apertar o morcego que nao conseguia se soltar,ela abre a carta ao olhar atento dos curiosos.

Cara princesinha 

   Lhe espero sabe aonde ! 

Prove a sua coragem e venha ao meu encontro 

Venha ao seu fim !

Atenciosamente Grigori Rasputin o maior mistico de toda a Russia Imperial 

-Puff !-zomba a garota com deboche ela lança a carta ao fogo ainda aos olhares dos curiosos,ou seja,de todos ela se levanta calmamente de seu lugar e estende a mao e pronuncia.-Accio !-logo sua varinha sai de dentro da bolsa de Dolores Umbridge e chega a sua dona que empunhava a varinha na mao direita e o morcego albino na esquerda com um forte agarre,ela da as costas e ali no meio do salao ela segue ate o primeiro corredor e ao vira-lo ela desaparata.

   Ao desaparatar ela estava com um longo vestido preto e com seus cabelos presos como sempre,ela entao solta o morcego que vai rapidamente de encontro a seu mestre que estava a pelo menos um metro e meio da Lady.

-Ai esta o seu servo !-diz com deboche 

-Oh princesa Anastasia,ainda guarda ressentimentos ? e logo de mim ?-pergunta o saco de ossos se fingindo de ofendido 

-Voce matou a minha familia !-diz mortalmente apertando a varinha com força 

-Eu  nao os matei foram os Bolcheviques !-diz dramaticamente 

-Voce lançou a maldiçao causando o odio e a revolta no povo ! e assim criou a sentelha da infelicidade no nosso pais que em pouco tempo destruiu as nossas vidas para sempre !-diz em odio 

-E eu me arrependo tanto !-diz com sarcasmo e aquilo faz o sangue de Anastasia esquentar como o puro fogo do inferno e seus olhos se tornarem tao frios e vermelhos quanto um rubi.-mas paremos de inrolaçao vamos ao que interresa.....a morte do ultimo Romanov !-Anastasia queria rir da cara daquele iludido como era tolo ate daria pena se ele nao fosse quem ele era ! e entao o antigo confidente de Nicolau II e conselheiro de sua esposa Alexandra desaparata da frente da quarta filha do antigo casal imperial,Anastasia nem ao menos se preocupou apenas deu um sorriso de canto ela ao se virar recebe um forte tapa que a faz virar a cara mas em uma fraçao de segundos o tapa e devolvido com forte intensidade.

-Hora de Brincar !-diz com uma voz infantil e sadica 

    E naquele momento o odio e repulsa de tantos anos foi demonstrado das piores formas.................

No dia seguinte...........

    Era a hora do almoço e estava sendo um momento tenso afinal a fria e distante Anastasia Petrov ainda nao havia voltado trazendo preocupaçao e angustia em alguns e alivio em outros.

-Por favor esteja bem !-suplicava silenciosamente o mestre de poçoes encarando fixamente a porta 

-Eu peço que quem teja qualquer informaçao sobre o paradeiro da senhorita.Petrov que o revelasse e......-o comunicado do diretor era sobre a loira mas as palavras dele morrem ao ver Anastasia na porta,no mesmo momento todas as cabeças se viram para a garota e eles nao podiam acreditar no que estavam a contemplar......

 

Continua................



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...