História O mistério dos olhos de Sebastian - Capítulo 19


Escrita por: ~ e ~Yana-Cinzano

Postado
Categorias Kuroshitsuji
Personagens Alois Trancy, Ciel Phantomhive, Claude Faustus, Diedrich, Personagens Originais, Sebastian Michaelis, Sr. Tanaka, Undertaker, Vincent Phantomhive
Tags Colegial, Drama, Escolar, Kuroshitsuji, Lemon, Mistério, Professor, Romance, Yaoi
Exibições 54
Palavras 1.557
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Lemon, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Me perdoem.
Eu sei que demorei muittooooo, por isso desculpe.
O que houve foi que, o carregador do meu not queimou ou pifou não sei direito, eu comecei a entrar em desespero por quê eu não sou acostumada com o celular ( pois é, sei mexer direito nisso não) sem falar que tinha as capas dos capítulos.

Sem falar que é horrível digitar em celular, pelo amor.. De 100 palavras q eu escrevia 98 saiam erradas...foi tenso, bem eu ja me acostumei um pouquinho com o celular mas tá indo..

Por isso se tiver alguma coisa errada ou sei la o que, me desculpe mesmo.


E muito obrigada pela paciência de vcs <3 <3 <333

Capítulo 19 - Um passo para o passado


Fanfic / Fanfiction O mistério dos olhos de Sebastian - Capítulo 19 - Um passo para o passado

_Ah? o que?


_Vamos viajar para minha casa.


_Sua casa, mas o que? Porque?


_É uma longa história, te conto no caminho.


Ciel, tinha uma expressão de desentendimento, mas parecia conformado com a ideia.


                                 [...]


Logo já tínhamos arrumado as malas e tudo já estava pronto para partirmos. Mal tínhamos chegados e já estávamos indo novamente. É bom irmos logo, a viagem até minha casa será demorada...


Estava procurando Ciel, para partimos logo. Quando sinto alguém me puxar bruscamente e me prensar forte contra uma parede.


_Hnn, o que??


_Sebastian - Bard, era quem tinha me empurrado para a parede. O olhei surpreso, pois o mesmo nunca tinha feito tal coisa e seu olhar estava assustador.


_Me escute bem Sebastian, nem tudo o que te disseram é verdade.


_Do que?


_Sobre a senhora Rachel, e não havia só o senhor Diedrich, havia outro homem, só que quem se encontrava com esse homem era o conde Phantomhive.


_O que? Como assim?


Não entendo mais nada, quando finalmente pensei que começado a juntar as peças desse quebra-cabeça, me vem novamente novas peças que não se encaixam.


_E também a estranha e misteriosa morte dos pais de Vincent Phantomhive.


_Estranha?


_Você não acha estranho que o pai de Vincent, tenha morrido de infarto, mesmo estando com a saúde ótima e no outro dia a mãe de Vincent comete suicídio?


_Bard, como você sabe de tudo isso?


_Nessa casa os segredos não se escondem por muito tempo. Aqui, esconda isso, e só o abra quando estiver em um lugar seguro - me entregou algo como um pacote lacrado.


Bard, me soltou calmamente e me deu um último sorriso.


_Tome cuidado, ok? Não quero perder meu melhor amigo.


Colocou um dos seus típicos cigarros na boca, e o mesmo se foi naquele imenso corredor. Ainda fiquei alguns minutos naquele corredor encostado na parede. E foi assim que Tanaka, me encontrou.


_Senhor Michaelis, o que faz aqui?


_Ah? nada - escondi rapidamente o pacote que Bard me deu. Não  sei se devo confiar em Tanaka, depois de tudo que Bard me disse.


Tanaka me olhou desconfiado e com um mínimo sorriso em seus lábios.


_Hohoho, então vamos senhor Sebastian, o jovem amo já está na carruagem a sua espera.


Fomos em silencio até a carruagem e Tanaka continuava com o sorriso em seu rosto, como se ele soubesse de alguma coisa. E por incrível, eu também acho, Tanaka, sempre foi esperto e cauteloso, ele com certeza sabe.


_Antes que o senhor vá, quero que saiba de mais uma coisa. O senhor Vincent Phantomhive, tinha um irmão gêmeo.


Meu corpo todo se estremeceu. Vincent nunca me falou de nenhum irmão gêmeo, sempre disse que era filho único. Agora mais nada faz sentido. E logo quando eu achei que estava resolvido...


_Mas o que um irmão gêmeo tem haver com toda essa história?   


_Tem haver com tudo. O senhor acha mesmo que essa história está no fim não é senhor Michaelis? O senhor realmente acha que sabe o que se passa família?


Não respondi nada, até porque não era necessário, já que ele tinha acertado.


_Oh, senhor Sebastian, isso tudo mal começou..


Agora nao sei em quem acreditar, quem está falando a verdade ou não..


_Senhor Sebastian?


_Ha, sim?


_Por favor, só me prometa uma coisa.


_Sim..


_Cuide do jovem mestre, já que eu mesmo não conseguir cuidar do meu..


Olho para Tanaka, e me pergunto se ele está mentindo pra mim, seu olhar angustiado me faz pensar cada vez mais...Mas eu também já fui traído de quem eu menos esperava.


_Eu prometo.


Tanaka, venho em minha direção e me deu um abraço. O olhei assustado, outra vez uma atitude inesperada.


_ Não acredite em ninguém, nem mesmo em mim...  - sussurrou em meu ouvido.


Me soltou rapidamente, e voltou a sua típica posição de mordomo. Fiquei olhando seu rosto sem entender mais nada.


_Boa viagem, senhor Michaelis.


Fui até a carruagem onde ciel já estava sentado. Minhas pernas se moviam sozinha porque meu cérebro já não funciona mais depois de tudo isso. Coloquei um sorriso no rosto. Não quero preocupar Ciel..


_Vamos logo Sebastian.


_Estou indo, estou indo.


Todos estavam lá para se despedir, Bard agia normalmente, ja eu nao sei mais o que fazer.  


                                [...]


Logo já estávamos na estrada em silêncio profundo. Virei meu olhar para Ciel, e vi que o mesmo estava estranho.


_Ciel, que me contar alguma coisa?


Ciel me olhou parecendo que estava criando coragem.


_Eu tive um sonho… - o mesmo parecia sem coragem para me contar.


_Sim? - fui me sentar ao seu lado e segurei sua mão o encorajando a falar.


_Que minha mãe….estava te matando, eu..


Me matando...Será que isso é um sinal, mas Bard me disse...Porém Tanaka também me disse para não confiar em ninguém...


_Sebastian - Ciel me olhou agonizante e foi aí que percebi que estava apertando a mão dele bruscamente.


_Me desculpe - beijei sua mão e acariciei seu rosto de alguma forma de me desculpar.


_Sebastian, você está bem? - Ciel também acariciou meu rosto mas com preocupação.


_Estou sim - lhe dei um beijo na cabeça e o abracei.


                              [...]


Ficamos assim a viajem inteira. Assim que chegamos, vi uma pessoa na frente de casa. Entrei em pânico mas não deixei que Ciel percebesse. De longe não consegui ver mas chegando mais perto vi que era Undertaker.


COMO ELE SABE DESSE LUGAR??


Na hora que a carruagem parou, desci correndo e fui em direção ao mesmo.


_O QUE FAZ AQUI? E COMO SABE DESSE LUGAR?


_Hihihi, calma professor Michaelis. Só vim aqui para marcarmos um dia para nos encontrar. Preciso falar um assunto sério com o senhor. - seu tom de voz foi de animado e risonho para sério, o que fez meu sangue gelar.


Não sei se devo ir, pode ser uma armadilha, Tanaka disse para não confiar em ninguém...Porém, Undertaker, me ajudou desde do momento que chegou na escola, sem falar que o mesmo nunca falou nada do meu relacionamento com Ciel…


_Tudo bem então..


_Hihihi, marcado Michaelis - o mesmo se virou de costa e começou a andar ate que parou de se virou minimamente.


_Ah, mais uma coisa, não deixe Ciel, sozinho e nem acredite em ninguém - fiquei olhando ele se distanciar.


_Então como posso confiar em você?


_Não pode. - foi a unica coisa que ele me disse e voltou a andar em direção a uma carruagem.


Ah, o que eu vou fazer?



Pov Ciel


Fiquei na carruagem vendo Sebastian e Undertaker conversa. Sebastian parece angustiado. Fui até lá quando Undertaker saiu. Sebastian nem sequer viu eu me aproximar.


_Sebastian, o que houve?


O mesmo olhou para mim e sorriu, vi que era um sorriso triste, conheço muito bem esse tipo de sorriso.


_Não se preocupe, tudo vai ficar bem. Agora vamos entrar.



                               [...]


Já era noite quando terminamos, Sebastian parecia mais aliviado. Mas ainda tinha uma expressão esquisita.


_Ciel vá tomar banho. Eu vou fazer a comida  - estava indo para o banheiro quando me lembrei do que aconteceu em sua sala. Agora que estamos aqui nao tem como alguém nos interromper.


_Sebastian, vem tomar banho comigo…


O mesmo me olhou surpreso, não entendi o porque desse olhar.


_O que?? Não não, isso com certeza não será uma boa ideia.


_ Porque? Assim até economiza. Vamo Sebastian - fiz minha típica cara de garotinho chorão.


_ Não e não. Mil vezes não… - o mesmo saio do quarto em uma velocidade fora do comum.


_Sebastian..


                                [...]



Logo após o banho, enquanto jantávamos, tive outra ideia..


_Sebastian, diz, ahhh - abri a boca com o intuito dele fazer o mesmo. Que fez o mesmo olhar incrédulo para mim...


                                [...]


Depois do fracasso no jantar logo fomos nos deitar. Eu queria ter ficado junto com Sebastian, porém ele recusou com todas as forças.


Me levantei e fui até o quarto de Sebastian. Entrei e o mesmo dormia tranquilamente. Me deitei devagar a seu lado e comecei a acariciar seu rosto.


_Hgnn - após ficar um tempo acariciando o mesmo. ele abriu os olhos e ficou me encarando durante algum tempo. Le dei um sorriso, mas isso só o fez me olhar mais profundamente - o que está fazendo? - sua voz saiu baixa e grave, um arrepio percorreu minha espinha, e mesmo colocou sua mão no meu braço.


_Eu queria dormir junto com você Sebastian... - no mesmo momento em que terminei a frase e Sebastian já estava em cima de mim, sua mão que estava em meu braço foi para minha cintura e sua perna bem no meio das minhas.


_ Está tentando me fazer perder o controle Phantomhive? - sussurrou em meu ouvido e friccionou sua perna contra meu membro. Arfei com seu toque..


_Sebastian.. - ele me olhava tão intenso que me fazia estremecer.


_Ciel.. - aproximou novamente seu rosto,virou meu rosto delicadamente e começou a morde desde minha orelha até meu peito ainda coberto pela camisa - você não deveria me provocar vindo até meu quarto a noite a se deitando na minha cama, não tem noção do perigo? Aqui não tem como alguem nos interromper…


Sebastian ficou me olhando durante alguns minutos, até que o mesmo deu um suspiro e se deitou me abraçando.


_Vamos dormi.


_Mas…


_Eu estou me segurando, então é melhor irmos dormir.


Desisti de fazer alguma coisa com Sebastian a noite toda...Mesmo eu querendo...


                               [...]


_El….Ciel…..CIELL - acordei com Alois, em cima de mim, ainda estou na cama do Sebastian, mas cadê ele?


_Hein?? Alois!!?? O que?? cadê o Sebastian??


_Bom dia pra você também, e o Sebastian, está lá fora com o Undertaker.


_Como vocês sabem desse lugar? E o que faz aqui?


_Lonnnga história. Mas, eu vim de falar uma coisa….Você gostaria de saber de todo o passado de Sebastian, Ciel?






Notas Finais


Então...esse capitulo vai deixar muitos confusos e sem entender mais nada.
Buhahahaha ( parei ).

O próximo capitulo ja esta em andamento.

Espero que tenham gostado.

Kiss <33


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...