História O namorado da minha irmã - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Gaaino, Gaara, Haruno, Ino, Itachi, Naruhina, Naruto, Neji, Nejiten, Romance, Sakura, Sasuke, Sasusaku, Shikatema, Tenten, Uchiha
Exibições 176
Palavras 647
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OIIIII! Gente, perdão, perdão, perdão! Eu já tinha escrito toda a FIC. TODINHA! Mas eu resetei meu celular e acabou excluindo tudo, fiquei cabisbaixa e sem vontade de escrever nada! :( mas aqui estou eu de volta. Eu posso demorar um pouco pra postar de novo, mas não vou abandonar. Estou estudando demais e não tenho tempo pra quase nada!!

Feliz dia das crianças, amores!!

Capítulo 15 - Um dia


Eu estava sozinha em casa, Sasuke tinha saído com Sayuri e minha mãe e meu pai estavam trabalhando. Fazia bastante tempo que eu não ia pra piscina, então coloquei um biquíni e sai. Coloquei um som alto. 

Apesar de não ir para a piscina com muita frequência, eu andava muito bem. 

– Tem alguém aqui?! 

Peguei o controle do som e abaixei. Era a voz do Sasuke. A última pessoa que eu queria ver no momento.

– Sou eu. - Eu disse, quando ele entrou na área da piscina. 

– Ah. - Ele colocou as mãos no bolso. 

– Onde está a Sayuri? 

– Eu deixei ela no médico com uma amiga e vim para cá. Logo ela vai chegar. 

– Hum, ok. Quer entrar? 

Idiota, idiota, idiota, mil vezes idiota! Eu não devia tê-lo chamado. O motivo deu ter ido para piscina era descansar, relaxar, esquecer os problemas. Ter Sasuke ao meu lado tornaria fazer tudo isso impossível. Muito pelo contrário, aliás. 

– Hum, claro. 

Ele tirou a blusa e se jogou apenas de short. Um jato de água voou em meu rosto. 

– ARGH, idiota! - Eu falei, passando a mão pelo rosto para poder enxergar. 

Ele riu e jogou mais água em mim. 

– Para, Sasuke! - Eu disse, jogando mais água nele. 

Travamos uma guerra de água. E quando percebemos, estávamos rindo juntos, como não fazíamos faz um tempo. Estávamos próximos demais. 

Pigarreei. Ele se afastou um pouco. 

– Que tal uma corrida? 

– Você vai perder feio, minha flor. 

– Não me chama assim! 

Fomos para a beira da piscina e eu contei até três, e começamos a nadar. 

Sasuke era bom, mas eu era melhor ainda! Cheguei 3 segundos mais rápido que ele. 

– Ha! Parece que eu ganhei, meu querido. 

– Eu deixei você ganhar. 

Revirei os olhos e ele sorriu.  

– Por que paramos de nos falar mesmo? - Ele disse, olhando fundo em meus olhos. 

Minha expressão ficou séria. 

– Não servimos para ser amigos. Não importa o quanto a gente se dá bem em um momento, quando menos percebemos estamos brigando e magoando um ao outro. Se for para ser assim, é melhor nem nos falarmos, Sasuke. 

Ele se aproximou de mim. Muito, aliás. 

– Então servimos para ser o que? - Ele disse, bem próximo de mim, com uma voz rouca que me fez estremecer. 

– Servimos para ser nada. Eu sou sua cunhada, e você é meu cunhado, servimos apenas para ser isso. 

Ele colocou meu cabelo molhado para trás. 

– Bom, minha flor, eu discordo totalmente. 

Ele segurou meu rosto e me beijou. Eu tentei afastá-lo no começo, mas meu desejo era mais forte que minha razão. Nossas línguas dançavam em um ritmo perfeito. Puxei seu rosto para mais perto de mim. Estava com tanta saudade dele, de seu beijo, de seu cheiro, de sua sensação. Como consegui ficar tanto tempo sem isso? 

Nos separamos. 

– Por que você fez isso? - Eu disse, ofegante. Eu queria me separar dele, mas meus braços continuavam entrelaçados ao seu pescoço. 

– Eu não sei.

E então me beijou novamente. 

– Sasuke!! 

Nos soltamos bruscamente. Era Sayuri, era a voz dela. Nadei até a beira e subi, peguei uma toalha e comecei a secar meu cabelo. 

Ele passou por mim e nós nos encaramos. 

Caramba, o que eu fiz?! Eu trai a minha irmã! Eu sou um lixo, desprezível, vadia! 

Ah meu Deus. O que diabos nós fizemos? 

Entrei na sala de toalha e Sayuri falava freneticamente. 

– Sakura, ótima notícia! Vou poder sair da cadeira em breve! 

Eu sorri. 

– Que maravilha! - Dei um abraço nela. 

Kami, sou uma traidora. 

– Eu vou pro quarto me secar. Tchau. 

Sai sem nem ao menos olhar para Sasuke. Ele também não se deu ao trabalho de olhar para mim.

••• 

Eu estava me sentindo péssima e mexendo no facebook, quando Sayuri entrou no quarto, chorando. 

– Ei, o que aconteceu? - Eu disse, me levantando para ajudá-la. 

– Ele terminou comigo, Sakura. 

– O QUÊ?


Notas Finais


Tá pequeno, mas espero que gostem. Amo vocês, beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...