História O namorado da minha Mãe - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Yoonmin Jihope Vkook Namjin
Exibições 112
Palavras 1.515
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Colegial, Comédia, Escolar, Esporte, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpa... Só isso a declarar...

Capítulo 4 - Bad day


Fanfic / Fanfiction O namorado da minha Mãe - Capítulo 4 - Bad day

_Min YoonGi, 20 e poucos anos, cursa fotografia na universidade de Seul, hm... Ele é de Daegu, o Tae é de lá também, não tem muita coisa sobre ele... PERA , WOW ele participa de batalhas underground- JungKook disse avaliativo, com os olhos pregados no incrível e nada broxante perfil de Min comedor de mães alheias YoonGi.
_O que é uma batalha underground?- perguntei confuso.
O mais novo me olhou incrédulo.
_Em que mundo cê' vive Hyung? As batalhas underground são competições, de rap, dança e outras coisas e tals- JungKook explicou calmo.
_Hm... E como você sabe disso tudo?- perguntei sério.
JungKook se encolheu do meu lado, aparentemente nervoso.
_Digamos que eu participei de algumas, lembra quando eu tava ganhando um dinheiro? Pois é né?- ele disse nervoso.
Estreitei os olhos em sua direção.
_YAH JEON JUNGKOOK, grande amigo você.
_Foi mal Chim-Hyung , essas batalhas não são muito bem vistas, achei que você poderia não entender e falar pra minha mãe, preocupado e pá.
_Claro que não colega, mas ta de boas.
_Hyung, eu tive uma ideia, que tal se a gente fosse para uma dessas batalhas?- a criança me sugeriu com um sorriso travesso no rosto.
_Você tá louco moleque Kook? Eu não sei nada de rap, sei lá, Eminem, Nick bunda reflexiva Minaj?- disse em protesto à ideia louca do mais novo.
_Mas você sabe dançar né?- ele tinha um sorriso maldoso.
_O quê? Olha pra mim Jeon, eu não tenho cara de bad boy street dancer, eu pareço um riquinho filho de mamãe, e é isso que eu sou, não tenho esse estilo moleque que vocês tem.
_Não tem é? Isso é o que vamos ver, vou tirar esse bad boy Street dancer de dentro de você, mesmo que seja à força- ele disse perversamente.
Ele veio em minha direção, me causando calafrios com sua aura sinistra.
- - -
_Eu não acredito, que você, me fez fazer isso- disse descrente.
Ele rasgou a minha calça jeans, me forçou a colocar uma regata preta e enorme dele, tinha um desenho da medusa na frente(aquela blusa do Danger), coloquei meus velhos tenis de basquete (que JungKook havia catado de mim), eles eram da cor amarela, fazia contraste como a única coisa com cor que eu vestia,meus cabelos haviam sido tingidos, contra a minha vontade, de preto.
_Hyung cê' tá lindo, toma, coloca esse boné pra trás - JungKook disse me ajeitando.
_Hm... Não ta ruim assim- disse sorrindo minimamente com a minha imagem.
_Não ta tão ruim? Você tá puta de um gostoso, to com vontade de te jogar no sofá e fazer "coisinhas" com você - ele disse rindo me deixando envergonhado.
_Olha o respeito moleque - falei com falsa seriedade.
_Nossa, trabalho com verdades, não com respeito.
_HoSeokão vai te quebrar ao meio- disse brincando.
_Uh que medo- JungKook disse botando a mão no peito.
_ _ _
Isso foi, sem dúvida, a pior idéia que o menino Kook já teve, e eu queria mata-lo , agora, bem lenta e dolorosamente.
Aqui estava eu, todo lindo e charmoso, eu vou participar dessa droga de competição de dança, mas quem eu encontro aqui? O lindo e nada discreto Jung HoSeok.
_Que porras você tá fazendo aqui?- HoSeokão perguntou descrente.
Sorri amarelo em sua direção .
E o que veio a seguir foi uma merda sem precedentes.
Acontece que o HoSeok começou a rir de mim,me mandou ir pra casa dormir, falou pra voltar pra minha mãe.
Eu fiquei com muita raiva, foi estranho, eu devolvi as ofensas, vi ele ficar vermelho de raiva, todos em nossa volta começaram a gritar "DANÇA DANÇA" e eu fiz um movimento foda e lacrador de cú, HoSeok ficou espantado e logo começamos a nos enfrentar na dança.
Eca, credo, parece até aqueles filmezinho água com açúcar, aqueles de dança de 1900 sua vó de biquíni.
Acontece é que eu acabei, de certo modo, vencendo, não me pergunte como, só sei que o publico começou a gritar meu nome, não era o meu nome, eles gritavam "Baby J" .
Só sei que HoSeok ficou putão, me arrastou para um cantinho daquele enorme lugar, começou a gritar comigo, me chamou de mentiroso por nunca ter contado pra ele que eu sabia dançar, que ele sempre me contava as coisas e bla bla bla, me senti bem culpado.
Eu já tava chorando, soluçando alto mesmo, HoSeok parecia não ligar, e só gritava mais ainda, e então surgiu meu salvador da noite.
Não, não era Min YoonGi.
Era a pessoa que eu menos esperava da face da terra, a pessoa que eu aprendi a odiar em pouco tempo.
_Para Seokie, ele ta chorando - Kim TaeHyung pediu aflito.
Sim, isso mesmo, Kim TaeHyung, ele se prostrou a minha frente, pena que teve o efeito ao contrario do que gostaria, HoSeok ficou ainda mais irritado.
_O QUE VOCÊ TA FAZENDO AQUI TAEHYUNG? JÁ NÃO BASTA TER ME TRAÍDO, AGORA VOCÊ TA FAZENDO O JIMIN ME TRAIR?
_Por favor Seokie, vamos esquecer isso, você está alterado, vai se arrepender amanhã - TaeHyung pediu de novo sem perder a paciência na voz.
_Já entendi tudo, vocês estão juntos né? No final o Jimin é igual a você né? Uma puta que só liga pra sexo, vocês se merecem - quando ele disse isso, foi o fim, meu coração se despedaçou, eu já não conseguia controlar o choro, caí no chão, só queria um abraço.
TaeHyung pareceu  não demonstrar nada sobre as ofensas, mas eu jurei ter visto seus olhos meio marejados.
_Ele é assim mesmo, diz coisas que machucam, perde a paciência , não é sempre que faz isso, mas é que ele suporta tanto, que as vezes acaba explodindo, não fica com raiva dele Park- TaeHyung disse ajoelhado do meu lado.
Eu permaneci quieto, chorando em silêncio.
_Vem, vamos procurar o JungKook, que ideia idiota dele te trazer aqui- naquele momento eu queria concordar e fazer um comentário bem ácido, daqueles que fazem as pessoas a minha volta rirem, mas eu não conseguia, eu abria minha boca e nada saía, se eu tentasse falar mais alguma coisa, ia cair no choro de novo.
Me desvencilhei de TaeHyung, era orgulhoso de mais para aceitar  ajuda vindo dele.
Entrei na multidão, deixando os protestos e xingamentos de TaeHyung para trás.
Gostaria de dizer que superei, que voltei a dançar e me divertir, não foi bem assim.
_Moço, pode ir pra esse endereço?- disse rouco de tanto chorar.
Entrei dentro do táxi e me acomodei, fiquei a vontade pra liberar as últimas lagrimas, sentia minha garganta seca, queimava e ardia... Assim como o meu coração naquele momento.
_O-oi YoonGi... Sei que é estranho...  Você ta na minha casa?... Eu to bem, você pode me esperar na frente do portão com dinheiro? Chego em 5 minutos... Obrigado - arrependido, guardei o eletrônico no bolso, sentia meu coração mais leve e pesado ao mesmo tempo, é muito confuso.
_Dia ruim filho?- o velho taxista me perguntou.
_Péssimo.
_Garotas?- ele me perguntou simplório.
Ri de leve.
_Quem dera senhor... Quem dera...
Saltei do táxi encontrando YoonGi de pijama, eu jurava que ele estaria no tal de underground, me enganei... Como sempre.
_Obrigado senhor- YoonGi disse ao pagar o velho taxista.
Observei o carro sumir lentamente pelo quarteirão a fora.
Entramos em completo silêncio, não sentia raiva do YoonGi por ele estar na minha casa, usando meu pijama, nem raiva do HoSeok por ser outro babaca, sentia raiva de mim mesmo, por ser um babaca pior que os dois.
Subi rapidamente até meu quarto.
_O que houve com você? E que roupas são essas?  Você chorou ou isso é olho roxo? Você tá sóbrio?- YoonGi começou uma série de perguntas.
_Eu estou bem, não tô bêbado e nem nada... Virou a minha mãe agora?- devolvi impaciente.
_Pirralho... Tsc...- ele antes de virar pra ir embora.
Puxei a mão dele, impedindo-o de se mover.
_O que você pensa que está fazendo Park?- ele disse se aproximando perigosamente de mim.
_H-Hyung, e-eu quero te pedir uma coisa- disse envergonhado olhando pro chão.
_Olhe pra mim e diga- ele disse puxando meu queixo.
_Fica comigo essa noite?- pedi suplicante.
Ele estreitou os olhos e sorriu maliciosamente, senti o ambiente ficar mais quente.
_Tem certeza?- ele disse me empurrando na cama e desabotoando seu pijama.
_T-tenho- deslizei a blusa do pijama pela sua pele branca, passei minhas mãos pelas suas costas desnudas, sua pele era tão quente...
_Ok Chim-Chim... Mas vai ser do meu jeito- ele disse manso, afundando seu rosto no meu pescoço.
"Me joguei em seus braços, me envolvi nos teus abraços, tentando curar meu coração com o teu divino  calor carnal, não foi amor o que fizemos, foi algo maior, a sincronia doas corações, gemidos e arfares, a conexão perfeita da minha mão na sua... E de outras coisas também."
_Eu vou entrar- ele disse rouco.
_E-eu e-estou pronto- disse gemendo.
Joguei minha cabeça para trás e cheguei no céu, senti sua boca sobre a minha, meu coração deu um pulo, ou é apenas impressão minha?
Estou perdido...


Notas Finais


Obg por lerem, e mais uma vez, eu sinto muito...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...