História O Nerd da Escola - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Clichê Amorzinho, Sasusaku
Visualizações 162
Palavras 2.002
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 10 - Dez


Fanfic / Fanfiction O Nerd da Escola - Capítulo 10 - Dez

Já nos corredores principais, Sakura pisava duro enquanto ia em direção a seu armário. Quem aquela sem estilo pensava que era para fazer aquilo com ela? Desafiá-la na maior cara de pau, assim do nada.

 

A, mas ela iria pagar.

 

Sakura nem sabia o motivo de tanto ódio naquele momento, ela não queria falar com ele, quer dizer, queria sim, mas para falar poucas e boas para Sasuke, então porque ela estava querendo disputar a atenção do Uchiha assim do nada? Aliás, Yuno estava muito perto dele para falar a verdade, logo Sakura parou de súbito, lembrando que já a tinha visto beijar Sasuke naqueles corredores.

 

No momento em que lembrou, seu coração disparou, algo em seu peito queria sair, morreu de inveja naquele instante, Yuno tinha tocado naqueles lábios que ela queria ter tocado na noite passada. Não? Aquilo só poderia ser brincadeira.

 

— Amiga? — Sakura piscou algumas vezes, e enxergou Ino a sua frente. — Você está bem?

 

— Claro. — Sakura sorriu de orelha a orelha. — Porque não estaria?

 

Tornou a caminhar chegando ao seu armário, se deparando com Naruto e Hinata aos beijos, ela sorriu abrindo seu armário.

 

— Qual é gente, aqui não é lugar para isso. — Ino puxou Hinata para seu lado. — Vejo que vocês passaram a noite juntos, não foi? Hinata corou mais depois encarou Naruto que lhe sorriu, arrancando-a dos braços de Ino e lhe beijou antes de ir embora.

 

Ela caiu na gargalhada junto à loira, depois que Naruto se foi. Ino logo avisou que havia passado a noite com Gaara também. Sakura dissipou seus pensamentos e prestou atenção na conversa das amigas falando de suas noites incríveis.

 

Sakura sentiu inveja daquela felicidade, ambas tinham namorados que passavam mais tempos com elas, do que os próprios familiares. Ouvir Ino dizer que Gaara era um romântico que lhe trouxe flores um dia desses era doloroso. E Hinata falar o quanto Naruto é observador e a elogia todos os dias, ele é companheiro e um noivo maravilhoso, fazia o coração de Sakura doer.

 

— Ei — Sakura se assustou quando sentiu um hálito quente em seu pescoço, virou-se na mesma hora vendo Sasori parado atrás de si. — Quero falar com você.

 

Ele disse logo em seguida pegando-a pelo braço, Sakura não teve tempo de falar nada, ou muito menos fazer alguma coisa, fora arrastada para fora do corredor, deixando as amigas confusas. Certo que queria Sasori perto de si, mas não daquele jeito.

 

Queria ele carinhoso, que chegasse e lhe desse um abraço, ou um simples beijo no rosto. Que elogiasse o vestido novo dela, ou o corte de cabelo, seus olhos sem maquiagem, qualquer coisa, qualquer coisa já seria bom.

 

.

.

 

Sasori a levou para uma sala escura, chegando lá fechou a porta atrás de si, e puxou-a de encontro ao seu corpo, e a beijou com vontade. Sakura não estava entendo as atitudes daquele homem, mas não questionou. Agarrou-se a ele como se sua vida dependesse daquilo e se colocou no lugar certo para beijar a boca de seu namorado. Sasori puxou seus cabelos fazendo-há abaixar um pouco a cabeça, ele devorou seus lábios com certa fúria.

 

Sakura mal acompanhava aquele ato, o ruivo sempre a beijara assim; com vontade, com ferocidade, quase engolindo os lábios dela. As mãos dele desceram de sua cintura para sua bunda e a puxou de encontro ao seu colo. Sakura se assustou de imediato e tentou se soltar, ele a puxou para mais perto, impedido-a de parar o beijo.

 

— Sasori...? — Resmungou entre um espaço pequeno do beijo, e voltou a beijá-lo, passou as mãos pelo pescoço do homem em questão e sentiu sua língua ser sugada por ele, Sakura gemeu em seu colo. E se arrependeu.

 

Sasori e colocou em cima da mesa da sala, passou as mãos por debaixo do vestido florido que ela usava alcançando a calcinha de renda, Sakura se assustou ainda mais e bateu em sua mão empurrando-o.

 

— Sasori... — Ela lhe olhava ofegante e ele dá mesma forma — Eu não posso.

 

— Por quê? Você não é a minha namorada? Tem que me satisfazer como eu quiser. — Brigou se aproximando dela, ela curvou as pernas subindo na mesa, e se afastou saindo pelo outro lado. — O que você tá fazendo?

 

— Eu não posso fazer isso agora?

 

— Por quê? Não tem ninguém aqui. — Se aproximou ela se afastou mais.

 

— Não quero perde minha virgindade dentro de uma sala escura.

 

— Então você quer que seja romântico? — Ele sorriu de canto, e Sakura balançou a cabeça confirmando. — Pensei que você me amasse do jeito que eu sou.

 

— Eu amo voc...

 

— Então deveria saber que eu não sou romântico, e quero transar agora. Você é minha namorada, só posso esperar isso de você, Sakura.

 

— Transar... — Sakura não esperava aquelas palavras... — Eu não posso fazer isso com você.

 

— A, então com outro pode? Tudo bem, fica com seu outro. — Ele virou as costas.

 

— Não Sasori você entendeu errado, eu não posso transar contigo. — Ela o seguiu. — Eu queria... Fazer amor com você quando tivesse pronta. Entendeu?

 

— Aff! — Ele sorriu. — Fazer amor... — Ele riu mais. — Que patético, não seja criança Sakura, eu vou te esperar...

 

— Obrigada...

 

— Até o final do mês. — Completou. Sakura o olhou assustada. — Ou transar comigo, ou a gente acaba tudo. — Sakura botou as mãos na boca. — Se me ama tanto assim, me prova.

 

Terminou seu discurso e sorriu com a expressão da menina, virou as costas batendo a porta em seguida, olhou para as pessoas paradas ali, e gargalharam.

 

— Virgindade é uma coisa seria para sua garota. — Um dos amigos disse simplesmente. — Acho que ela vai amar ter um vídeo para a vida toda. — Sasori começou a rir junto ao outro. E foram embora.

 

.

.

 

Sakura voltou para sala sentindo-se destruída, o que estava acontecendo? Sasori seu namorado que sempre fora normal, estava louco. Ele prometeu esperá-la quando iniciaram o namoro, e agora, tudo estava indo por água abaixo.

 

Ela não podia mesmo fazer aquilo com Sasori, queria segurança, queria amor, e acima de tudo, queria ser amada, por quem ela amava, e Sasori não era essa pessoa. Quando sentou em sua cadeira, ela pensou nas palavras deles, em tudo o que tinha absorvido, ele tinha falado palavras que odiou, mas ainda assim, ela gostava dele. Quando ele apareceu na sala com seus amigos, Sakura corou, desviou o olhar logo sem seguida, não queria encará-lo, e muito menos falar com ele no momento. Seu coração estava a mil.

 

Arriscando uma olhada para a porta, ela viu Yuno entrar com Sasuke, seu coração que antes estava angustiado, agora se preencheu de raiva, o olhar do moreno cruzou com o seu, ela não viu o mesmo brilho da noite passada, porque ele usava os malditos óculos. Mas ainda assim, sua beleza era bem visível naquele dia por ela.

 

Mas sua beleza diminuiu assim que viu Yuno novamente pendurada em seu braço, ela corou de raiva. Yuno estava a desafiando, e como se não bastasse, o olhar da morena encontrou o da rosada, ambas se comeram vivas naquele momento.

 

.

.

 

Na nova aula daquele dia, Sasuke estava meio inseguro, as palavras da noite passada que dissera a Sakura ainda estavam em sua cabeça, e sabia que ela estava furiosa, com certeza ela iria matá-lo com o primeiro com o olhar.

 

— Você está nervoso? — Yuno perguntou, estava sentada a sua frente, e Sasuke confirmou com a cabeça. — A qual é?  O máximo que ela pode fazer e dizer que não quer mais ter aulas com você. – Yuno disse calma, mas querendo que aquelas palavras se tornassem realidade.

 

— Aí eu vou perder a melhor chance de me aproximar dela. — Sasuke passou as mãos pelos cabelos. — Eu gosto de estar com ela aqui, mesmo ela não me enxergando, eu me sinto feliz, também queria fazê-la feliz, só não sei como.

 

— E-elogia ela. — Yuno virou a cara. — As meninas gostam sabe. — Yuno disse olhando-o nos olhos, disse aquelas palavras para ele falar para si, mas sabia que isso nunca iria acontecer.

 

Já Sasuke admirou o rosto da menina por um momento e depois tudo o que pode ver até a mesa cobrir, ele sorriu de canto. Yuno era uma garota linda, e vestia sempre azul. Cor do quarto daquele traste que vivia em sua casa de vez enquanto que ele conhecia como irmão.

 

— Yuno. Sua cor preferida é azul, né? — Ela parou o rosto se olhando. — Você sempre usa azul, é uma cor bonita, e combina com você. — Ele sorriu meio corado, e limpou a garganta.

 

— Obrigada — Yuno tocou em sua mão em cima mesa, ambos sorriram de canto.

 

De longe, Sakura anilou aquela situação, sua raiva era tanta que ela queria sair dali e grita para todos ouvir, não intendia o porquê dessa raiva toda de Sasuke, e daquela garota, e a raiva cresceu ainda mais quando Yuno tocou na mão dele.

 

Porque Sasuke estava deixando ela o tocar? A Haruno cruzou os braços, mas logo inspirou o ar do ambiente, não tinha motivos para ficar com raiva dele, e muito menos dela, afinal, eles não tinham nada, e ela não gostava de Sasuke, e nem de Yuno.

 

Assim que esse pensamento pousou em sua cabeça, ela sentiu a eletricidade que percorreu seu corpo ao tocar na mão dele para sair do carro, tinha sido algo fora do normal, e o brilho no olhar dele...? Perguntou-se se agora, enquanto aquela sem jeito pegava na mão dele, sentia a mesma coisa que ele passou para ela na noite anterior.

 

Por Kami-Sama, porque agora tudo Parecia Diferente?

 

Olhar para Sasuke com Yuno, passou a ser um incomodo, dês do momento, em que Sakura enxergou além do que Sasuke mostrava em seus olhos negros naquela noite.

 

De repente, viu Yuno se levantar, e antes de ir, dá um beijo no rosto do Uchiha, beirando seus lábios, Sasuke não fez nada para impedir e, Sakura se perguntou por que ele não se afastou dela? E agora? Yuno estava vindo em sua direção, Sakura se recompôs e botou seu olhar de superioridade no rosto, ambas se encontraram Yuno deu um sorrisinho “Amigável” ajeitando os óculos no rosto, e seguiu seu caminho.

 

Sakura bufou vendo-a sair da biblioteca, olhou para frente, e seguiu a diante. Parando em frente à mesa em que Sasuke estava sentado, ela jogou a bolsa em cima de seus cadernos e sentou, chamando sua atenção.

 

Apoiou seu rosto nas costas das mãos apoiadas pelos cotovelos e encarou o Uchiha. Sasuke a olhou sem intender o motivo dela atrapalha sua leitura, mas não se importou muito, Sakura estava sentada a sua frente, sorrindo, lhe olhando com raiva.

 

Estava curiosa para saber sobre Yuno, mesmo não querendo admitir, Sasuke e a morena estavam tão juntos que isso estava a irritando. Sem motivos. Ela mordeu os lábios reprimindo a vontade de lhe perguntar.

 

— Oi — Ele sussurrou Sakura estreitou os olhos — Que foi?

 

— O que você a Yuno tem? Estão namorando? — Ela perguntou sem antes pensar.

 

Logo ela se tocou das perguntas, e virou o rosto em seguida, corando. Sasuke quase geme ao vê-la corar daquela forma, tão linda, nem se lembrou das perguntas. Enquanto Sakura estava esperando as respostas. Certo que ela não queria fazer, mas já que tinha feito, queria as respostas.

 

— Você me ouviu? — Ela perguntou impaciente, e Sasuke pareceu despertar. — Você e a Yuno namoram?

 

— Hã? — Ele acordou com a palavra “namoram”. E pensou em o que dizer, quer dizer... — Não, não namoramos. — Ele abaixou o olhar.

 

Sakura suspirou, parecia que tinha tirando um peso de suas costas agora que sabia aquela resposta. Algo lá dentro de seu peito, tinha se aliviado, mas ainda sentia incomodar. Ela pegou sua bolsa e tirou de lá seus cadernos, ainda olhando para Sasuke notou que ele olhava para baixo, rabiscando um papel meio tímido e triste, Sakura revirou os olhos, e por algum motivo notou que ele escondia algo, e ela temia ser um amor secreto por Yuno...

 

— O que? — Sussurrou em voz alta, aqueles pensamentos não poderia passar em sua cabeça, ela não tinha nada a ver com ele.

 

Né?

 


Notas Finais


Curtam Minha Página no Facebook: https://www.facebook.com/YuAmae/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...