História O Nerd da Escola - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Clichê Amorzinho, Sasusaku
Visualizações 143
Palavras 2.264
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Cinco


Fanfic / Fanfiction O Nerd da Escola - Capítulo 5 - Cinco

Do outro lado do colégio, Sakura almoçava com as amigas, mas enquanto elas sorriam sem parar, algo na cabeça da rosada não se encaixava. Sem ela perceber, estava pensando no casal de mais cedo. E se perguntava como Sasuke, conseguia namorar uma garota daquelas?

 

Não julgava o jeito dele, e sim o de Yuno. Não dava defeitos para ele, mas sim para Yuno, somente para a Yuno, não sabia por que, mas havia criando certa raiva da morena, uma raiva sem motivos. Certo?

 

— Sakura, esta ouvindo? — Ino perguntou chamando atenção da rosada, ela olhou a amiga e sorriu — Você está tão distraída, menina, o que aconteceu?

 

— Nada. — Respondeu desviando o olhar.

 

— Como nada? — a loira continuou — Soube que Sasori andou saindo com outra garota — Sakura a olhou.

 

— Soube? Como assim soube? — Sakura perguntou alterada, olhando-a com raiva.

 

— Sakura, eu sempre disse para você que Sasori não prestava. — Dessa vez fora Hinata quem comentou — Não sei por que ainda está com ele.

 

— Não mintam pra mim. — A rosada riu — Liguei ontem para ele, por alguns minutos, ele não me atendeu, então liguei para Naruto. — Hinata franziu as sobrancelhas. — E, ele disse que Sasori estava em um treinamento extra — Avisou sorridente, Ino e Hinata se entreolharam. — Eu sei que vocês querem o Sasori, mas ele é somente meu. — Disse animada pegando suas coisas. — Eu vou indo. Até mais queridas. — Foi embora, deixando as duas meninas confusas.

 

— Pobre menina — Disse Ino tomando seu gelado suco de morangos.

 

— Naruto... — Hinata sussurrou seu nome, então a ligação era de Sakura, e ele mentiu para si.

 

— O que foi? — Ino perguntou vendo as mãos de Hinata apertando o banco em que estavam sentadas.

 

— Não é nada. — Ela levantou. — Preciso ir, até mais tarde.

 

.

.

 

    Sakura estava com muitas duvidas na cabeça. O motivo das amigas não gostarem de Sasori, o fato desse treino não ter sido lembrado pelo treinador quando ela foras perguntar se teria outro naquela tarde. E também, o fato de Sasuke namorar uma garota como aquela não ajudava.

 

Ela parou no corredor, porque mesmo estava pensando em Sasuke naquele momento? E em Yuno também. Apesar de saber que nada batia ali, aqueles dois não combinavam, de forma alguma. Bom talvez Sasuke não combinasse com nenhuma outra garota. Um estranho Nerd não combinava com ninguém mesmo.

 

Por falar nele, Sakura lembro-se das aulas, mesmo não querendo sentar em sua frente e o ouvir explicar uma coisa que ela não conseguia entender, ela tinha que está lá para. E naquela tarde ela lhe obrigaria a tentar entender, pois queria ganhar o concurso do meio do ano, queria ser a rainha da primavera e ia ser. Colocou um olhar determinado e virou no correr, ia em direção à biblioteca.

 

Quando virou outro. Seu olhar enxergou algo que ela nunca iria acreditar se alguém contasse. Sabia sim, que ele a traía, pois ele procurava uma coisa, que Sakura não podia oferecer a ele, então estava na cara que ele ia atrás de outro. Porém, ela acredita que realmente Sasori não fosse atrás de nenhuma, não queria ver aquilo, para não ter certeza.

 

Mas diante dos seus olhos, estava Sasori com uma mulher desconhecida por ela.

 

Talvez ela chegasse entre os dois falando poucas de boas para ambos, mas ela não queria Amava Sasori, e sabia que uma discussão acabaria com o relacionamento de anos deles.  O amava demais para deixar tudo acabar. Mesmo sendo traída, era ela quem Sasori confirmava ser sua namorada, então, pra que se preocupar com as outras que ele agarrava? Sakura tentou bota isso na cabeça. Deu meia volta e foi em direção à biblioteca.

 

Entrou na mesma em busca de algo e, logo avistou Sasuke e queria muito começar a aula. Queria ocupar sua mente com qualquer coisa, nem que fosse com os números que ela não gostava. Iria se ocupar, queria esquecer a cena que vira. Ela tinha que esquecer. De longe, ela viu a mesa em que Sasuke estava sentado, ele lia um livro o qual ela não via a capa, estava com um sobretudo fechado, e uma calça igualmente negra, e estava sem óculos.

 

Caminhou lentamente até lá e sentou a sua frente, não fazendo nenhum comentário sobre seu penteado fora de moda, ou o sobretudo ultrapassado.

 

— Oi — Cumprimentou ele tímido, Porém confiante. Ela acenou com a cabeça e desviou o olhar. — Tá tudo bem com você? — Perguntou.

 

Ela encarou o moreno, e só naquele momento, ela reparou de perto o rosto maravilhoso do Uchiha, ela levantou uma sobrancelha, pela primeira vez vendo o rosto do garoto sem óculos, deixando sem proteção os olhos negros maravilhosos que ele tinha.

 

O penteado fora de moda, o deixava totalmente sexy, e o, sobretudo ultrapassado o deixava com ar de misterioso, tão lindo quanto qualquer homem presente naquela escola. Ou... Eram seus olhos cheios de lagrimas que estava enxergando tudo errado?

 

— Sakura... O que ouve? — Ele perguntou mais preocupado, as lágrimas delas começaram a rolar pelo rosto lindo, Sasuke se desesperou. Vê-la chorar. Doeu no peito dele. Seu anjo estava chorando. Maldito seja.

 

Ela limpou as lagrimas que caíram, e respirou profundamente para poder ter forças para falar, saber sobre Sasori era doloroso, ela estava totalmente... Machucada.

 

— Eu estou bem — Mentiu. Ela estava péssima.

 

Sasuke suspirou deixando de lado o livro. Levantou de sua cadeira, e deu a volta na mesa, estendeu a mão dele para ela, que olhou sem entender nada.

 

— O que você quer? — Perguntou autoritária. Sasuke suspirou e segurou o braço dela, forçando-a fica de pé — O que você ta fazendo...?

 

Antes de ela tentar dizer mais alguma coisa, Sasuke a abraçou. Abraçou-a com força. Sakura arregalou os olhos não entendo nada. Mas no mesmo momento seguinte, a vontade chorar fora avassaladora, e ela se deixou levar o abraçando de volta e, deixou que as lágrimas caíssem sem sessar.

 

— Eu sei o que você viu...

 

Resmungou, fazendo-a arregalar os olhos, mas ela nada disse, seus braços rodearam as costas do Uchiha, e o abraçou ainda mais forte.

 

.

.

    Enquanto Sakura era abraçada por Sasuke, ela sentia uma sensação de segurança toma conta de seu corpo. Um carinho confortante, carinho aquele que ela nunca recebeu. Ela estava adorando aquilo. Quanto mais abraçava Sasuke, mas sua dor parecia se dissipar.

 

Já Sasuke entendia a dor de Sakura, entendia perfeitamente e, sabia exatamente que naquele momento, ela só precisava de um abraço. E se ele realmente queria conquistar o coração da garota que amava. Ele tornar-se-ia melhor amigo dela, e depois conquistaria seu coração ferido por Sasori. Depois disso nunca em sua vida a deixaria sozinha, ou ao menos triste, faria de seus dias os melhores. Isso com certeza.

Sakura apertou ainda mais os braços em volta de Sasuke e deitou sua cabeça no peito dele, estava de olhos fechando respirando com dificuldade. Coma cabeça colada no peito dele, Sakura pode sentir um cheiro delicioso, um cheiro viciante que ela nunca havia experimentado. Era algum que ele nunca usaria, mas tinha amando o cheiro. O cheiro dele.

 

Absorvida pelo aroma que ele exalava, percebeu minutos depois as mãos dele subindo e descendo em seus cabelos, a respiração dele estava ofegante. O corpo dele tremia. Ela sorriu em meio às lágrimas, e finalmente descolou seu corpo de dele. Limpando seu rosto, ela olhou para Sasuke intensamente, se perdendo na escuridão de seus olhos, como eram lindos. E como ela ainda não havia reparado naquilo. Talvez suas amigas estivessem certas, quanto à beleza dele. Mas só talvez.

 

Ele sorriu carinhoso, e Sakura ficou seria lembrando-se que ele a havia tocado, um nerd sem jeito, e desconhecido tinha a tocado. Sem pensar direito. A Haruno se aproximou dele, ficando rente ao seu rosto.

 

— Quem você pensa que é para me abraçar assim? — Cruzou os braços. Sasuke franziu as sobrancelhas, tentando ao máximo se manter longe daqueles olhos ameaçadores.

 

— Achei que... Pre...

 

— Você achou errado. — Reclamou de novo. — Eu estou ótima.

 

Sentou-se em seguida, cruzando os braços, e virou o rosto. Mesmo adorando aquele abraço carinho e terno, ela não demonstraria aquilo. Afinal, aquele nerd sem jeito e feio, como ela pensava, havia presenciado um momento de fraqueza sua, e Haruno Sakura. Não era fraca.

 

— Me abrace de novo, e eu conto para Sasori que você me agarrou.

 

— Como se ele fosse se importa. — Sussurrou voltando ao seu lugar. Sakura o olhou raivosa e quando ia dizer algo. — Portanto. Só vou abraçar-te quando você pedir, de hoje em diante.

 

— Porque eu pediria um abraço seu? Eu tenho Sasori.

 

— Claro que tem. — Disse com certa ironia, Sakura ficou mais furiosa. – Então, quer começa com o que hoje?

 

Perguntou sorrindo, Sakura mordeu os lábios, porque aquele garoto estava mexendo com ela? Porque ele a fazia fica com raiva e irritada rapidamente? Fazendo o bico tamanho do mundo, Sakura pegou seus livros, e começou a fazer suas tarefas supervisionadas por Sasuke.

 

.

.

 

    Enquanto isso lá fora, Hinata estava sentada com uma cara não muito boa, queria pergunta diretamente para seu namorado do porque mentir para Sakura, e depois para si. Porque não disse á ela que o Sasori estava com outra garota numa lanchonete. Perderam uma grande oportunidade de Sakura ver que aquele homem não a merecia que deveria termina e não confiar naquela cafajeste.

 

Quando viu o treinador apitar avisando que teriam um intervalo, ela riu levantando-se da arquibancada, Ino se levantou praticamente correndo para acolher seu namorado. Naruto se aproximou cautelosamente, de longe ele percebeu os olhares da namorada. Enquanto corria para lá e para cá, pensava em alguma coisa que tivesse feito para chateá-la, mas nada vinha em sua mente. Pensou ser coisa da sua cabeça, mas quando foi em direção, ele parou de correr, caminhando lentamente até lá.

 

Hinata segurou as grades e esperou ele se aproximar, mesmo querendo bater nele por ter mentido, ela queria o agarrar de todas as formas, Naruto suado e sujo com um sorriso forçado no rosto continuava tão lindo que seu coração batia forte como se fosse a primeira vez que o tivesse visto.

 

— Amor? — Ele encostou na grade segurando as mãos dela que soltou-se rapidamente cruzando os braços. — O que houve?

 

— Porque você mentiu? — Perguntou séria. Naruto ergueu uma sobrancelha parecendo confuso, Hinata revirou os olhos. — Pra Sakura, e depois para mim.

 

Naruto arregalou os olhos e olhou para os lados. Não queria que ninguém ouvisse nada, e muito menos Sasori, isso poderia destroçá-lo, Sasori era perigoso.

 

— Podemos falar disso depois? — Perguntou. Hinata suspirou e se aproximou segurando as mãos dele.

 

— Você me paga. — Naruto suou frio. — Você sabe que eu odeio mentiras, mesmo que seja uma besteirinha. — Ele concordou suspirando. — E vai ficar alguns dias sem sexo. — Ele arregalou os olhos. Hinata virou as costas caminhando pelas laterais, Naruto a seguiu.

 

— Dias? — Perguntou a seguindo, ela nem o olhou. — Hinata.

 

— Se reclamar, vai ser semanas?

 

— Semanas? — Ela parou e o olhou.

 

— Se falar mais alguma coisa será um mês inteiro. — Ela virou as costas subindo as escadas para ir embora. Ele suspirou batendo sua testa na grade.

 

.

.

 

    Sakura ainda olhava aquele caderno cheio de números e letras, nunca conseguiria entender o propositor de haver letras na matemática, sempre iria achar que matemática, era matemática, nada de letras. Horas.

Porém, Sakura estava por admirar Sasuke por sabe ensiná-la corretamente, ela mesma sabia que, tirava qualquer um do sério, e percebia pelas expressões que Sasuke fazia que a qualquer momento, ele iria gritar com ela, e jogar tudo pelos ares, chamá-la de burra, que se fosse o caso Sakura o enforcaria.

 

Mas nada disso ele fazia. Muito pelo contrário, Sasuke respirava fundo e continuava a ensinar gentilmente, e isso deixaria Sakura admirada, derretida por dentro, á deixava impressionada, totalmente. Mas o que a intrigava, era porque um homem como ele, estava namorando uma garota como aquela, sim, com Yuno, por quê?

 

— E então, é só achar o valor de x. — Novamente ele explicou calmo, e orgulho de si próprio, porém Sakura continuava sem entender. Mas encarava o Uchiha mais novo com os olhos diferente.

 

Ela mordeu a ponta do lápis, olhou para a folha de papel, e tentou fazer a próxima conta que ele tinha feito para ela, jogou os cabelos para o lado, deixando seu ombro exposto. Sasuke mordeu os lábios, logo depois ela, fazendo o moreno ir à loucura, ela era sexy sem querer. Sasuke até tentou ignorar aquele ato, mas não conseguia.

 

— Por que isso é tão difícil? – Perguntou e o encarou, ele abaixou a cabeça na mesma hora, ela sorriu, sabia que o deixava sem jeito, claro, sua superioridade, não á permitia se misturar com meninos daquele jeito.

 

Mas ainda assim, se pós a observá-lo, e mesmo não querendo, concordou com as amigas, ele era um nerd bonitinho, fofo e atraente, quer dizer...?

 

— Sasuke, já acabou a aula? Eu preciso ir. — Falou subitamente, não queria pensar na possibilidade de achar aquele garoto bonito, não?
 

— Claro — Disse meio triste, mas quem era ele para prendê-la ali? Ele a viu levanta-se e se arrumar sem tirar os olhos dele ela ajeitou suas coisas com maestria e elegância, botou a bolsa no ombro ainda sem tirar os olhos dele, Sasuke corou e se levantou ficando um pouco maior que ela. — O que foi? — Ele perguntou sorridente.

 

— Não é nada. — Ela mordeu a língua, uma vontade repentina passou pela sua cabeça de lhe perguntar sobre Yuno, mas ela não queria saber mesmo, afinal, ele não era ninguém importante.
 

— Até amanhã — Afirmou virando as costas e saiu.

 

Sasuke voltou a senta-se a acompanhou com os olhos até ela sair da biblioteca, bagunçou os cabelos, e debruçou-se sobre a mesa.

 


Notas Finais


Deem uma olhada em minha outra fanfics, tema de corrida, carros, Sasuke e Sakura que se odeiam, mas se amam, um romance bem amorzinho https://spiritfanfics.com/historia/ela-e-perfeita-9744859


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...