História O ninja que virou mais ou menos um herói... - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 3
Palavras 2.445
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Saga, Sci-Fi, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Antes das perguntas a aparência de Eiji está na capa!
bom o capítulo e longo mais acreditem não é uma one shot!
só queria deixar bem claro...


tenham uma boa leitura ^w^

Capítulo 1 - Eu apenas estava com fome...


Fanfic / Fanfiction O ninja que virou mais ou menos um herói... - Capítulo 1 - Eu apenas estava com fome...

No lado leste da cidade, onde crianças se aventuravam em prédios e casas abandonadas, onde malfeitores poderiam fazer o que quiser que a polícia e políticos não davam a mínima, estava acontecendo o ato de terrorismo, um grande antigo lutador de boxe, havia se tornado num vilão que estava destruindo as lojas e casas sem misericórdia se divertindo ate que...

 

*****Eiji POV ON*****

-Que isso? Por acaso tamo em estado de emergência é nem Deus me aviso? Disgaça da pesti... - coço o queixo enquanto refletia, vendo o troglodita andando calmamente em minha direção –Tu tem 2 ou 3 metros de altura, o calção rosa da sorte ?- desvio por reflexo do soco que ele quase acerta –Você foi capaz de ver meu movimento como ?!- ele diz perplexo me encarando de lado –Eu treinei tanto meu reflexo que eu desvio no automático, agora responda minha pergunta você mede quantos me- ele avança novamente tentando me acertar –Deixa-me termina o mongoloide...- digo me desviando -2 metros!- ele me responde –too com pressa quer parar com isso?- digo enquanto ele cessava o bombardeio de golpes -você não cansou ?!- ele diz ofegante logo viro seguindo em frente –ei me responda!- sinto o vento bater em minhas costas, ele tá correndo –agora eu acerto!- me inclino para a esquerda seguindo a esquina –desviou de sorte seu...- ele calou a boca algo errado aconteceu por acaso ? Ergo a cabeça me virando para trás, ele tá olhando para cima da minha direção com os olhos arregalados. Que treco o deixou assim? Quando me viro para ver vejo uma abominação. Uma criatura de 5 metros de pele cinzenta que repelia qualquer golpe físico me afasto devagar, sem fazer barulho. Já que esse bicho sente a vibração dos movimentos... Pensei que já tinham exterminado essas pragas desse lugar. Voltei para trás no moonwalk, olho na cara do lutador me olhando de lado. Faço sinal com a cabeça para irmos para a direita –melhor ir devagar se tu morrer a culpa será só sua!- sussurro para ele. Andamos lentamente, olhando sempre para trás...

 

Minutos depois...

-huh essa foi por pouco, né?- digo para o mesmo –qual seu nome?- ele me olha de cima (odeio quem é maior que eu) -meu nome agora e Heavy Punch- agora?? Ele tem um nome mais... sei lá...realista? –diga o seu!- ele diz como se fosse avançar para cima –Eiji...- digo calmo, vejo o mesmo se desanimar –heeh? Você não é nenhum vilão ou algo parecido?- ele diz me encarando – você anda com uma mascara de medico tem cabelo branco... não parece alguém bonzinho. Quer aprender as artes de um senhor da maldade garoto?- enquanto ele falava eu seguia em frente –NÃO ME IGNORE MALDITO!!- ele grita –não quero saber de ser vilão, to muito bem assim!- digo seguindo em frente logo ele para na minha frente –então me ensine, esse seu reflexo perfeito rapaz!- ele diz com um sorriso no rosto -eu nasci com isso. E impossível ensinar algo que veio por conta dos pais- vejo o sorriso na cara dele se desfazer –já que é assim então... Morra!- ele direciona um soco na minha direção paro o soco dele com o dedo indicador. Até que o soco dele não é pesado... –OQUE?!- ele diz chocado –esse é o motivo que torna impossível de ensinar, eu tenho o poder das cineses, ou seja controlo um poder que poucos seres têm, no nosso caso estou usando a Geokinesis para me proteger do seu golpe. Acredite eu também não preciso usar nenhuma dessas habilidades- velozmente paro atrás dele –como você foi parar ai?!- ele pergunta com a voz timbre –é por que sou um ninja também...- o respondo logo nocauteando ele com um golpe no pescoço...

Ando um pouco mais com a esperança de que eu encontre alguma mercearia. Afinal o calção rosa estava destruindo essa parte da cidade (apesar de não estar tão pior do que já é!) -droga aquele maldito...- escuto um homem de avental resmungar na frente de uma pequena padaria. Aproximo-me vendo que a construção está quase desabando –que azar você teve de morar nessa parte...- digo vendo ele se virar –hunf! Você então não viveu no norte para saber se aqui é pior ou não!- ele me responde furioso (até eu ia ficar aqui se destruíssem minha casa) olho ao redor para ver se tinha alguma outra loja naquele lugar –ele realmente destruiu todas as lojas dessa rua?- pergunto –sim! Aquele maldito fez pouco de nossos mercados! Tomara que Zero chegue logo, para mandar ele para a cadeia!- zero? Quem será esse? –me diga quem é esse tal de Zero?- logo ele faz uma cara de surpresa  –VOCÊ NÃO SABE QUEM É ZERO!?!- ele grita. O que acaba chamando a atenção dos outros moradores –acha imagina se eu to perguntando é porque eu sei! Não... obvio que eu não sei!- ele aponta para trás de mim. “Viro-me para ver era um cara vestindo uma roupa heroica amarela e preta com um” Z’’ no peito –oque ? que isso por acaso é um super man reverso ou algo do tipo ?- digo encarando a cara dele –e por cima tem uma mascara bem clichê de Robin...- o cara fantasiado faz uma pose superior (oque eu odeio mais que gente maior que eu é quem se acha superior!) –pelo visto você não me conhece. Sou Zero- putz, nem percebi que se tratava do moço que eu queria saber quem era. Que estranho...ele exala uma pequena aura estranha que não consigo identificar a cor –Zero!- escuto uma voz feminina vindo da direita. Dessa vez era uma garota loira com a mesma roupa do zero (só que vermelha) ela tem uma aura maior que a do Zero é um azul bem claro, chega parecer apenas branco –huh quem é esse ?- ela diz me encarando –bem... eu também não perguntei. Qual seu nome?-  Zero me encara –Eiji. aproposito você domina eletricidade garota?- pergunto. Como eu sei que ela domina eletricidade? É que esse azul e claro demais para ser água ou algo parecido. Tanto ela quanto Zero me encaram surpreendidos  –como você sabe?- eles perguntam ao mesmo tempo (eu sei sou incrível sei de tudo ou quase, vocês entenderam) –bem sua aura entrega isso. Agora acho que você também pode se apresentar, para ser mais justo comigo- logo ela faz uma postura cheia de ar e marra (serio ? esses heróis tem demência ou oque ? aff) –me chame de Speed, prazer!-( que nome criativo. UAU! Vou vomitar arco-íris!) olho bem mais ela tem um “S” estampado na fantasia igual do Zero –bem, bem, bem. Agora que tal você dizer como você adivinhou o poder dela em um lugar bem mais...particular- disse Zero me encarado sério. Só que é impossível levar alguém que usa uma mascara igual do Robin a sério...

 

Felizmente aquele troglodita não destruiu todos os lugares que vendiam comida... quer dizer, comprei uns espetinhos de carne de um carrinho mais nada demais! –estamos chegando na sua casa ou não?- perguntou Zero –olha ela ai- digo parando na frente de um prédio abandonado –bora entrar...- digo subindo os degraus até a porta  –sério?! Aonde isso pode ser chamado de casa? Melhor dizer como você sabia qual era meu poder aqui fora...- ela diz séria –tsk, eu sei muito bem quando alguém ta com medo garota. Não se preocupe, nenhum bicho vai sair daqui arrancar seu coração e comer numa bacia Tupperware!- digo a vendo hesitar mais ainda –chega de frescura e melhor assim, afinal não quero ninguém vendo do que sou capaz. Principalmente em publico- digo chutando a porta e adentrando. Já escuto os passos deles atrás de mim...

Após chegar ao topo vejo já eles meio cansados pela altura –não esperava que você vivesse no maior prédio dessa cidade...- disse Zero recuperando seu folego –bem sem mais enrolações vou explicar o motivo- digo normalmente e então blá blá blá... Eles ficam me encarado surpresos –então você domina as cineses, tipo...todas??- Speed pergunta –domino o básico, já que na verdade fui mais treinado para ser um ninja do que um psicocinetico...- vejo os olhos de Speed brilhar de excitação –Serio? Você foi treinado aonde? Com quem?- ela me metralha com perguntas “como se joga uma shuriken?” pior pergunta –eu sou filho do falecido mestre do clã das laminas lunar, que em si foi dizimado a uns 5 anos atrás...- digo calmo –ehh, quantos anos você tem então ? Não consigo perceber muito vendo você de mascara é esse capuz...- Speed pergunta –tenho 16- digo vendo eles chocados –com essa voz e esse olhar você 16?! Não brinca!– ela continua –acabo de ser chamado de velho por alguém mais velho que eu. Sinto-me bem- digo fingindo estar calmo (queria jogar ela desse prédio) - velha não, eu tenho 21! E o Zero 22!- sim são velhos que não admitem ser velhos –como você soube que podia dominar as cineses?- Zero perguntou –foi aos 5 anos basicamente eu estava brincando na sala em cima do tapete e pensei que era um tapete magico que voava e adivinha ele levitou. Meus pais tinham pensado que haviam me amaldiçoado e tals...- eles ficam até surpresos com o que eu disse –Speed. Provavelmente você domina a Electrokinesis, ou seja, eletricidade que você mesmo sabe claro- Zero da um passo a frente de Speed –o que você acha que eu domino...- ele fez uma pergunta que equivale a um soco na boca do meu pâncreas –sua aura é pequena e tem varias cores, não sei ao certo...- tem muitas cores tipo...o branco... –luminokinese...isso?- pergunto o vendo sorrir –eu já sabia sobre a luminokinese, mais agora do jeito que você falou, parece difícil de identificar um usuário desse poder- entendo por isso a aura dele tem varias cores –realmente é difícil de reconhecer alguém assim. Já que a Luminokinese se baseia em criar até mesmo ilusões chega a ser complicado...-

5 horas depois...

Eu havia feito uma pequena fogueira com os restos das mobílias que tinham naquele prédio e assado alguns espetinhos...só que os” heroizinhos” ainda estão aqui treinando suas visão para conseguir ver a aura de poder de cada –isso da dor de cabeça!- resmunga Speed –eu já me acostumei com a sensação- disse Zero –significa que você tem o QI e elevado, não que você seja superiormente mais inteligente que a Speed mais que seu cérebro trabalha mais rápido que o dela isso sim.- digo tirando um espeto de cima do fogo –entendo. Quanto maior o QI e a corrente sanguínea, mais fácil fica usar essa habilidade...- eu não disse isso mais tudo bem. Tiro a mascara para comer o espetinho, depois de umas duas mordidas vejo Speed me encarando –se quiserem um espetinho é só tirar do fogo!- digo dando mais uma mordida na carne –já que está oferecendo...- Zero se aproximou da fogueira e pegou um espeto, logo logo comendo. Mais a Speed não parava de me encarar... –que foi? Apaixonou?- digo já confuso com o olhar dela. Há mesma ficou rubra quando chamei sua atenção e virou o rosto –bem... É que seu rosto é bonitinho...- whaat? Como assim bonitinho?! Como ela é ousada! Eu sou “bonito”! Não bonitinho! Aff –por que está bufando Eiji?- escuto Zero –por que eu queria comer algo melhor!- dou essa desculpa ao mesmo –isso! Eiji que tal, como forma de agradecimento lhe dar algo gostoso?- Speed diz –que acha Zero ?- ela vira o rosto animada para o amigo –hmm...eu estava pensando em deixar ele morar no nosso esconderijo...- ele acha que sou um sem teto?! –eu não sou morador de rua para escutar algo assim...- digo me levantando –ei! Eu não disse isso!- tarde de mais cara –mais isso e fato Eiji, algum dia vão derrubar aqui, você sabe que não vai ter outro local certo?- ele diz serio –é melhor morar em algum lugar que pertença ao nome de alguém do que ficar aqui ate ser vendido para qualquer pessoa...que isso?!?- ele diz surpreso escutando o estrondo que acabou de acontecer –O chão esta tremendo!- diz Speed –se segurem em mim!- digo já sentindo os dois colocarem a mão em meus ombros. Junto às mãos como em um jutsu... É logo me tele transporto para a rua na frente do prédio –suas habilidades de ninja permitem isso?- pergunta Speed –não. Mais as cineses sim- digo olhando o prédio e vendo o Heavy Punch dando outro soco que tirou o prédio do lugar –hora seu maldito!- agora to furioso como ele pode achar que pode fazer isso?! –então eu acertei. Eu apenas pensei que talvez você ficasse nesse prédio mais mesmo se eu tivesse errado, eu apenas teria que derrubar outro- esse maldito...-seu miserável!- gritou Zero dando um passo a frente –se fosse um prédio cheio de pessoas você simplesmente não ligaria? Deixe-me lhe mostrar... Do que um herói é capaz!- a aura de Zero aumenta vejo que em si o Heavy Punch continua sem mudar sua postura. Logo estampa um sorriso no rosto –qualquer um que me humilhar deve pagar com a morte!- ele direciona seu punho como em um soco lançando uma onde de ar que passa no lado de Zero, destruindo a parede da casa que estava atrás dele –Zero deixe comigo é ele quem ele quer derrotar!- grito para ele –não posso deixar que você se arrisque assim!- ele responde. Putz esses heróis amam ter a cena só para eles... –tanto faz! Ele não te acertou aquele golpe por sorte! Eu consigo ver as ondas de ar que ele cria melhor que você então, sai dai!- digo já passando a frente dele –venha Eiji!- o Heavy Punch disse já preparando para me receber com um soco, o mesmo emana outra onda de ar eu a dissipo com a mão –impossível!- ele diz espantado –você deveria saber que ter vindo aqui é suicídio...- digo o irritando –isso só pode ser um pesadelo!- ele diz mandando vários outros socos eu continuo repelindo cada um. Tsk já cansei! –hora de acabar com isso, com o mesmo golpe melhorado!- digo fazendo uma esfera de ar com a mão direita –você também...- ele diz falhando –é obvio que consigo! É de preferencia...bem mais forte!- digo aumentando o tamanho da esfera –agora... caia e não levante!- arremesso a bola acertando o bem na cara o impacto foi forte o suficiente para fazê-lo sair voando dali –nã...não acredito...- escuto Zero chegando ao meu lado –você tem tanto poder...bem...eu o agradeço por ter feito o meu “serviço”- ele diz meio desanimado no final –Zero...- o encaro –o que foi?- ele pergunta –onde eu tenho que assinar para ser um herói?-

 

*****EIJI POV OFF*****

 


Notas Finais


espero mesmo que tenham gostado

bye-bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...