História O nosso começo. - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Big Bang Theory
Tags Drama, Jim, Majim, Mayim, Romance
Exibições 36
Palavras 3.905
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Mais uma vez amores desculpe pela demora, eu vou dar um jeito de ir atualizando a fanfic sempre que der.
obs: eu e a The Shamy escrevemos uma one juntas que está MARAVILHOSA corram lá para ler.
Segundo as coisas estão fluindo da maneira que tem que ser.
Boa leitura amores <3

Capítulo 12 - Tudo fora de controle part.2


Fanfic / Fanfiction O nosso começo. - Capítulo 12 - Tudo fora de controle part.2

Tudo fora de controle part.2

 

-Flash Back ON-

-Uma semana antes do acampamento-

 

Melissa- Estavamos comprando as barracas quando um rosto familiar apareceu de longe dando um leve sorriso para mim e Kayle nós nos aproximamos dele mantendo o mesmo sorriso leve no rosto.

 -Olá, quanto tempo.. é Todd não?

 -Oi meninas, isso mesmo Todd como vocês estão ?

 -Bem obrigada, vamos comprar umas barracas para acamparmos no fim de semana.

 -Hum, acampamento eu amo a natureza. Posso dá algumas opiniões de lugares fantásticos mais me falem, para onde estão indo?

 -Estamos indo para o leste de L.A, um bom lugar para um fim de semana perto de S.M há umas horas daqui.

 -Acho que sei onde fica quem sabe passo por lá esse fim de semana eu ia visitar minha mãe, gostaria de ver amigos antigos o Jim provavelmente vai não é mesmo?

 -Sim ele vai, ele e a May. Bom Todd foi bom revê-lo. Beijos!

 -Beijos meninas, adorei ver vocês.

Foi um longo tempo sem ver o Todd e agora acho que dei informação de mais sobre todos nós, mais vou dar de ombros não me parece nada importante, olho em volta e a Kayle já tinha saído do lugar de onde nos encontrávamos a segundos, sai do corredor e fui em direção aos frios.

 

-Flash Back OFF-

 

Mayim- Minha respiração estava pesada diante da situação que nós nos encontrávamos eu dei um verdadeiro pulo de cima do Jim, voltando meus braços para meu roupão e indo em direção a porta para saber quem estava sendo o autor dos gritos ao nome do Jim, quando abri o zíper da “porta” da barraca dei de cara com o.. Todd? Não sei ainda os motivos dele ter aparecido aqui mais com certeza um motivo deve existir, em um piscar de olhos fui retirada a força de dentro da barraca enquanto os gritos continuavam e cada vez mais alto.

 -JIM, COMO VOCÊ OUSA ME  TRAIR? EU DEI TUDO PRA VOCÊ E VOCÊ ME TRAI –Todd gritava sem parar enquanto eu ficava intercalando os olhos entre ele e o Jim que estava de pé em frente a barraca.

 -O quê você ta fazendo Todd? Do que está falando? –Jim falava em tom rígido com os olhos forçados.

 -Isso que você ouviu, eu sou louco por você e me parece que você já esqueceu de toda as coisas que vivemos juntos. Jim por não para de teatro e fala logo pra todos e principalmente para esse pobre coitada que estamos juntos? Oque falta? –Todd falava de forma normal sem alterar a voz mais olhando diretamente para mim.

 -Para com isso, vai embora agora Todd eu nunca tive e não tenho nada com você. Para de ser paranóico nós só saímos uma única vez que para ser sincero me arrependo até hoje.  –Jim falava exalando um pouco de fúria na voz.

 -Jim, meu querido Jim eu posso até ir embora mais você sabe que tem um laço eterno comigo.  –Depois dessas palavras o Todd se virou para mim com ódio e saindo em seguida.

 -Vai para o inferno Todd e mais uma vez me deixa em paz, ok? –Jim olhava dentro dos olhos do Todd em seguida olhando pra mim.

Depois que o Todd entrou no carro dele e saiu eu olhei para a terceira pessoa que estava em pé bem atrás de mim, era o Kunal eu olhei para ele que apenas abriu os braços e me segurou em um forte abraço entrando comigo dentro de sua barraca, eu não agüentei mais nem por um segundo segurar as lágrimas que caiam sem parar.

Escutei a voz do Jim me chamando do lado de fora e apenas balancei a cabeça que não para o Kunal que saiu em seguida, acho que para conversar com o Jim sobre toda essa situação horrível que acabará de ocorrer, parece que nunca iria dá certo eu e o Jim juntos mais mesmo diante de toda a decepção o meu coração ainda batia por aquele completo idiota cheio de problemas. Aquela noite eu dormir na barraca do Kunal o lugar menos improvável do mundo que eu estaria .

 

Jim- Os gritos continuavam do lado de fora até eu me tocar de que era o meu nome que estavam chamando, a Mayim saiu rapidamente de cima de mim mais uma vez meus planos foram por água abaixo mais as coisas não pararam por ai tudo piorou quando ela abriu a barraca e deu de cara com quem eu menos esperava , o Todd estava em pé do lado de fora com os braços cruzados quando em um piscar de olhos saiu levando a Mayim para o lado de fora, eu saltei de onde estava caso ele tentasse fazer algo contra ela eu o quebraria lá mesmo, mais uma vez fui enganado ele saiu gritando e cuspindo palavras que nunca fez e nunca faria sentido para mim.

 -JIM COMO VOCE OUSA ME TRAIR? EU DEI TUDO PRA VOCÊ E VOCÊ ME TRAI. –Todd não fazia questão de baixar seu tom de voz em nenhum momento.

 -O quê você está fazendo Todd? Do que está falando? –Eu não tinha noção do que aquele louco estava fazendo ou falando mais uma ira subiu em mim de repente.

Depois que perguntei isso me arrependi profundamente o Todd saiu gritando falando o quanto era louco e apaixonado por mim, me fazendo lembrar da noite aquela que eu tenho nojo e uma raiva profunda átona na frente da Mayim e do Kunal que saiu da sua barraca ficando atrás da Mayim, o Todd teve a coragem de dizer aquelas coisas na frente da Mayim como se ela fosse uma.. amante talvez!? Minha fúria e meu ódio veio de imediato mandando ele ir embora e ir para o inferno enquanto meus olhos só enxergavam os olhos dela que estavam arregalados e cheios de lágrimas, eu queria sair socando e chutando o Todd naquele momento mais antes de ter uma ação qualquer ele saiu dizendo apenas um:

“-Jim, meu querido Jim eu posso até ir embora mais você sabe que tem um laço eterno comigo”.

Eu não fazia idéia do que aquele louco estava falando mais nada me importava o que tinha toda minha concentração naquele momento era a Mayim que virou as costa pra mim e sem dizer nada entrou na barraca do.. Kunal? Ela ia dormir lá? Eu fiquei de pé olhando ela entrar na barraca do meu melhor amigo sem olhar pra mim nem se quer um segundo, quando chamei seu nome pela ultima vez vi o Kunal saindo com a expressão séria eu sabia que já era e o momento de desespero me bateu.

 

Kunal- Eu estava acordado lendo um dos meus quadrinhos quando um barulho de carro chamou minha atenção, fiquei sentado com a lanterna na mão esperando a pessoa sair para ver de quem se tratava, era um homem familiar estava puxando na memória quem era aquele rosto que não me era estranho até que me lembrei era um amigo do Jim, bem eu pensei que era amigo dele até o rapaz sair gritando e falando coisas como o Jim tinha traído ele fiquei sem reação sai da barraca um pouco assustado pela pequena confusão que se sucedeu quando a Mayim apareceu e ficou de costas para a barraca que eu estava apenas com um roupão a envolvendo, eu fiquei tão mal por ela ter que ouvir certas coisas que até me assustava, o Jim realmente teve algo com aquele cara? Quando ele ia contar pra gente? Tudo bem, que era algo particular dele mais foi vacilo. Não estou julgando, nunca faria isso mais o Jim ser bi-sexual era novidade, até por que ele sempre saiu com várias garotas e ultimamente só sabia falar da Mayim, era estranho..  depois que o tal do Todd saiu a Mayim se virou e deu de cara comigo que assistia a toda confusão sem piscar, ela virou tão paralisada que eu apenas por instinto não sei a abracei tão forte como se fosse proteger ela de todo mal, a Mayim era boa demais para ter que passar por toda essa situação.

Espera ela saiu do meu abraço e entrou na minha barraca? Okay, essa noite teve muitas surpresas mais essa era até demais pra mim, entrei logo em seguida e me ajoelhei na frente dela, o Jim a chamou mais uma vez.

 -Você não quer ir lá com ele, tentar conversar? –Falei de maneira mansa, enquanto ela apenas balançou a cabeça de forma negativa.

Assenti e sai eu precisava falar com o meu amigo também e arranjar um novo lugar pra ficar já que estava mais do que na cara de que ela não ia sair tão cedo de lá.

 -Oi amigo, ela não quer sair. –Falei enquanto o Jim me olhava de forma assustada e arrependida.

 -Eu sei que não Kunal, ela nunca mais vai olhar na minha cara. –Disse já sentindo as lágrimas caindo.

 -Calma Jim amanhã quem sabe ela acorde melhor e queira falar com você. –Estava tentando fazer o papel de um melhor amigo mais estava quase impossível.

 -É, quem sabe Kunal, agora.. quer dizer v-você vai dormir lá? Com ela? –Perguntei com a voz embargada e uma pontada de ciúmes.

 -Não, claro que não Jim eu vou dormir aqui com você. –Ok, isso soou estranho.

 -Tudo bem amigo, preferia ela mais não temos muitas opções por aqui. –Falei dando um leve riso para amenizar as coisas.

 -Okay Jim, me dá as coisas dela que eu levo. –Jim continuava sem se mover olhando para a minha barraca.

 -Tá, vou pegar. Kunal qualquer coisa que ela quiser me avisa. –Estava quase implorando para o Kunal eu queria saber qualquer coisa sobre ela.

 -Ok, Jim. –Eu virei as coisas indo em direção a minha barraca.

O Jim não tirava os olhos de cada movimento que eu fazia, quando abrir a barraca a mayim estava deitada lá no fundo toda encolhida com os olhos e o nariz avermelhados, ela estava chorando e aquilo cortou meu coração.

 -May, trouxe suas coisas pra cá achei que precisava ficar sozinha.

 -Ok, obrigada kunal. Será que de manhã você podia me levar embora?

 -Oque ? não May, fica por favor vai ser bom eu espero que você ouça o Jim ele está triste May.

 -Não tanto quanto eu Kunal, ele me enganou mesmo eu querendo a verdade.

 -Eu não acho que ele te enganou May.. quer dizer ele nunca citou nada sobre o Todd pra nenhum de nós.

 -Hum, tudo bem Kunal vamos ver sobre tudo pela manhã.

Peguei minhas coisas e depois de um breve diálogo com a Mayim olhei para o colchão inflável e ela tinha adormecido, ainda podia ver as pequenas gotas de lágrimas nos cantos de seus olhos, fiquei olhando-a ainda um breve segundo quando sai com todas as minhas coisas.

É Jim você tem sorte, espero que ela te escute, falei para ninguém mais há não ser eu mesmo.

 

Jim- Depois que o Kunal entrou para a barraca dele para deixar as coisas da Mayim e pegar as suas fiquei esperando ele, mais os segundos e minutos iam se passando a nada eu estava ficando preocupado e se.. não, isso nunca aconteceria ele é o meu melhor amigo e Mayim, bom ela ainda não é minha namorada mais logo logo vai ser em questão de dias, eu já tinha preparado tudo para fazer o pedido no domingo mais como sempre algo deu errado e dessa vez, foi muito pior.

O Kunal saiu da barraca com um olhar meio suspeito, será que? Não isso não, ele tava tirando uma com a minha cara.

 -Por que demorou tanto? –Perguntei de forma nervosa e rígida, o Kunal sorriu o que me deixou ainda mais raiva.

 -Estava consolando minha amiga. –Queria saber a reação do Jim após ouvir minhas palavras.

 -Você oque? Kunal para tu sabe que levo essas coisas a sério. –Tentei forçar meu melhor sorriso.

 -Ei amigo calma, demorei por que fui catar todas as minhas coisas e ainda fiquei falando com a Mayim antes de ela pegar no sono. –O Jim continuou me olhando sério depois dessas palavras.

Depois de ouvir o Kunal entramos de uma vez na barraca fizemos como se o colchão virasse em dois para poder dar eu e ele, eu queria ver a Mayim, falar com ela sentir a pele dela sob a minha mais uma vez, nem que fosse a ultima vez , mais nada nada saiu como o planejado eu me virei a noite toda com o desejo de transforma aquela madrugada em dia e ir correndo ver ela e tentar mais uma vez conversar com ela.

O tempo tinha parado naquelas horas, parecia que estava rodando em câmera lenta os segundos não passavam, foi uma longa noite até o ponto que eu não consegui mais agüentar e acabei pegando no sono.

 

 Mayim-  Depois de chorar um bom tempo me virei e vi que estava na barraca do Kunal, nem pedi a ele se podia ou não ficar ali mais eu precisava, depois de um tempo o Kunal entrou recolhendo seus pertences tivemos uma breve conversa, eu queria sair daquele lugar mais antes precisava conversar com o Jim eu não podia sair como uma “fugitiva”, mais a vontade de ir embora era maior, o choro voltou mais o cansaço me venceu em questão de segundos eu tinha apagado totalmente.

“Hum, Jim não para continua por favor, oh meu Deus... continua mais baixo,

Isso aí mesmo, Jim eu não vou agüentar mais.. oh My god . Não me deixa sozinha, por favor eu preciso de você, preciso do seu toque.

A mão dele percorria meu corpo inteiro agarrando meus seios com força enquanto eu saboreava cada toque seu ainda de olhos fechados, eu não tinha a mínima condição de abrir os olhos naquele momento, ele continuava explorando meu corpo sua respiração pesada perto do meu pescoço subindo e mordiscando minha orelha, enquanto sua outra mão ia se fundindo cada vez mais baixo  passando pela minha barriga chegando a barra do meu short de dormir de ceda, colocando sua mão dentro da minha roupa intima da cor branca de renda onde eu já estava pronta e sentia seus leves dedos indo passear mais baixo na minha entrada, eu segurei sua mão quase implorando para que aquilo não acabasse nunca, oh meu Deus..”

O que estava acontecendo? Era apenas um sonho, sonho esse que eu implorava internamente para que fosse real, eu precisava urgentemente viver aquilo, os meus nervos estavam a flor da pele, eu estava suada e ofegante a luz batia forte sobre o meu rosto quando finalmente consegui abrir meus olhos, já era dia e a lembrança da noite passada veio como um soco na boca do meu estômago, eu tinha que enfrentar as coisas e especialmente tinha que enfrentar o  Jim , ia ser um longo dia ou melhor longo dois dias ainda presa nesse acampamento.

 

Jim- O sono conseguiu me derrubar a noite foi longa mais quando me virei senti uma lasca de luz ultrapassar a barraca dando direto nos meus olhos, já era dia e provavelmente era umas 7Hrs, me enrolei  no meu roupão e sai da barraca para preparar um chá de hortelã quando sai dei de cara com aquela silhueta familiar os cabelos longos de cor castanho claros ela se virou pra mim segurando sua xícara branca com um desenho de gato na frente, seus olhos ainda eram fundos e sua feições baixam meu coração parou naquele instante que olhei dentro dos seus olhos cor de esmeralda  que me fazia me perder dentro deles.

 -Ah, oi Mayim bom dia.

 -Oi, bom dia.

Nossa ela falou comigo da forma mais fria possível cortou meu coração em mil pedaços, eu preciso resolver as coisas ou melhor tentar mudar um pouco dessa situação em que estamos, só tenho mas esse dia pois de domingo não passa o meu pedido de namoro pra ela.

 -Nós precisamos conversar, acho que eu mereço uma chance de me defender. –Estava suplicando com os olhos para que ela concordasse.

 -Tudo bem, explica. –Ela continuava firma e fria.

 -Bom pra começar eu nunca tive nada com aquele louco do Todd, tudo o que aconteceu eu contei pra você May, eu nunca escondi nada de você eu nunca sai com mais ninguém depois que sai com você naquele jantar, é cedo eu sei mais Mayim você mexe comigo de uma forma que não consigo explicar, se você não acreditar em mim tudo bem eu vou entender não vai ser fácil fazer isso por desde o primeiro momento que eu coloquei os olhos em você eu senti oque nunca senti por ninguém antes, Mayim, eu sinto amor, sinto meu coração acelerar tenho varias emoções e tudo por você e para você.. eu te amo May, essa é a real verdade sobre tudo. –Eu não queria dizer isso ainda mais era como uma necessidade botar para fora.

  -E-eu, ok é muita coisa ,mais.. não é diferente pra mim Jim eu  morro de ciúmes de você e posso te dizer isso sem esconder nada de você, eu sou apaixonada por você Jim e nunca quero que isso mude, mais saber que você teve uma  noite com outro homem.. nossa é difícil de aceitar, espero que entenda minhas reservas .. –Ela falava pausadamente cada letra  como se estivesse escolhendo bem oque falar.

 -Eu não tiro sua razão, mais eu quero que saiba que tudo oque eu disse aqui e agora saiu da forma mais natural e verdadeira pra você. –eu não tinha certeza do que iria acontecer daqui pra frente mais eu esperava que houvesse alguma melhora.

 -Eu sei seu idiota e eu odeio admitir isso, mais Jim de todas as coisas que já me aconteceram desde que cheguei aqui é que uma delas é o meu amor por você, por que Jim eu te amo mais do que possa imaginar. –Ela disse que me amava? Não eu to sonhando só pode, não é real acorda Jim.

Mais não era real sim, ela estava de pé na minha frente quase colando seu corpo sobre o meu quando eu cheguei perto dela e a abracei com força, querendo mostrar a ela o quanto a distância e a ausência dela me deixavam mal ,ela retribuiu meu abraço deixando sua xícara de lado e aprofundando seu rosto no meu ombro, oh senhor como era bom sentir o abraço dela o cheiro dela o carinho dela novamente.

 

Mayim- Eu sai da barraca para tomar um copo de água precisava depois do sonho erótico que eu tive com o Jim, resolvi que iria tomar um chá de camomila também para aliviar a tensão eu só não esperava que depois do meu primeiro gole o cheiro do Jim fosse tomar conta do lugar me virei lentamente e dei de cara com ele que como parecia estava um tempo me observando, é agora ou nunca a conversa começou mais depois de ouvir cada palavra atentamente dele eu não tinha mais dúvidas, eu tinha caído no amor com o Jim e pra sair dele era quase impossível ou sai os dois de uma vez para dá certo ou se um saísse abriria uma cratera onde os dois iriam cair e nunca mais levantar, eu tinha certeza de todas as coisas que eu queria na minha vida mais uma delas era a mais certa de todas eu amava o Jim e isso ninguém conseguia mudar.

Quando me dei de conta já estávamos abraçados um ao outro gritando internamente vários “eu te amo”, sem precisar usar essas palavras pois nossos olhares já diziam por nossa boca e voz. Eu amava o Jim mais do que pensei e a idéia de não ter ele por perto me dava uma angustia e um certo medo, mais no momento espero deixar as coisas como estão, já nos acertamos a base de conversa e se isso fosse adiante eu sabia que iria rolar brigas, desentendimentos mais a conversa e o diálogo iria salvar nosso relacionamento..

-Narrador ON-

A manhã de sábado fora tranqüila o grupo passou o dia pescando, conversando e ninguém se atreveu a falar sobre o incidente da noite passada, a tarde chegou e os meninos foram pegar mais lenha para a grande fogueira que iriam fazer essa noite com direito a duetos.

As meninas usavam roupas de moletom e seguravam os cobertores esperando a volta dos rapazes que fizeram um grande circulo e uma fogueira que aconchegava a todos, as conversas iam e vinham de forma aleatória quando o sol estava se pondo é a Mayim sentou perto de uma grande árvore apreciando a vista, como judia ela era encantada pela natureza e ficar perto dela era como um ritual.

  -Mayim? O que foi ? –Jim a chamava.

 -Oi, nada na verdade só queria apreciar um pouco da vista. –Ela falava sem tirar os olhos do local.

 -Hum, qualquer coisa pode me contar você sabe, eu sei que não estamos 100% mais eu faço tudo por você. –Jim falava com a voz extremamente apaixonada.

 -Eu sei, e.. eu já disse que está tudo bem. –Ela continuava olhando pra frente.

Jim se aproximou sentando ao seu lado pegando a mão dela na sua de forma carinhosa, Mayim saiu de seus pensamentos e ficou observando cada gesto que o Jim tinha o que chamou mais sua atenção foi a forma como ele apaixonadamente beijou o topo de sua mão ganhando um grande sorriso dela, ele sabia que tinha feito algo certo pelos sorrisos que ela dava, o favorito dele era o que ela estava usando agora, o seu sorrido largo, natural com paixão nos olhos.

Eles voltaram para a roda quando chegou sua vez de cantar Mayim começou e por sinal a música traduzia exatamente tudo oque tinham passado.

Stay

 

All along it was a fever

A cold sweat hot-headed believer

I threw my hands in the air I said show me something

He said, if you dare come a little closer

 

Round and around and around and around we go

Ohh now tell me now tell me now tell me now you know

 

Not really sure how to feel about it

Something in the way you move

Makes me feel like I can't live without you

It takes me all the way

I want you to stay

 

It's not much of a life you're living

It's not just something you take, it's given

Round and around and around and around we go

Ohh now tell me now tell me now tell me now you know

 

Not really sure how to feel about it

Something in the way you move

Makes me feel like I can't live without you

It takes me all the way

I want you to stay

 

Ohh the reason I hold on

Ohh 'cause I need this hole gone

Funny you're the broken one

But I'm the only one who needed saving

'Cause when you never see the lights

It's hard to know which one of us is caving...

Jim cantava também de forma robótica ele não esperava ouvir essa letra, todos ao redor estavam surpreso de como o casal estava em sintonia, era uma das cenas mais lindas que todos viram, a noite caiu e cada um fora para seu local de dormir, Mayim não voltou para dividir a barraca com o Jim ela dormiu mais essa noite sozinha mais no domingo não tinha idéia do que a esperava.

-Narrador OFF-

 

-continua-


Notas Finais


Desculpem qualquer erro amores as vezes passa muito despercebido aos nossos olhos, cada capítulo tem algo intimo meu principalmente se eu colocar algumas frases no inicio ou musicas no meio do capitulo, é algo tão pessoal meu que gosto de dividir em forma de escrever. enfim odeio fazer textão nas notas.. Desculpem..


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...