História O novo começo eterno - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gustavo Stockler (Nomegusta), Kéfera Buchmann, Once Upon a Time
Personagens Albert Spencer (Rei George), Alice, August Wayne Booth (Pinóquio), Capitão Killian "Gancho" Jones, Cora (Mills), David Nolan (Príncipe Encantado), Dr. Whale (Dr. Victor Frankenstein), Elsa, Emma Swan, Gustavo Stockler, Kéfera Buchmann, Malévola, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Peter Pan, Princesa Aurora, Príncipe James, Regina Mills (Rainha Malvada), Wendy Darling, Xerife Graham Humbert (Caçador), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Escola, Família, Once Upon A Time
Exibições 10
Palavras 608
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Não sei se eu ja contei, mas tudo nessa história é baseada em fatos reais mas é claro que eu irei acrecentar algumas coisinhas pra ficar perfeito.
Bjs da tia nay

Capítulo 4 - Como é bom sentir-se criança


Fanfic / Fanfiction O novo começo eterno - Capítulo 4 - Como é bom sentir-se criança

POV EMMA ON

Desde que eu o conheci eu já via tudo diferente, mas não sabia decifrar o que era, o que eu realmente sentia. Era amor? Ou talvez uma paixão de adolescente? Mas em minha cabeça eu nunca admitiria uma coisa dessas, talvez por medo, medo de ainda ser a única BV da turma. Sim eu nunca havia beijado alguém na vida. Era tudo muito novo diante de mim, eu, eu era tecnicamente excluida de todos ali, tinha meus amigos, é claro, mas isso não mudava o fato de eu ser "diferentona". Meus amigos sabiam o que era, pois eu não conseguia esconder nada deles, mesmo eu tentando  esconder, mesmo eu não admitindo nunca. Eles realmente me conheciam, E eu, eu realmente quero tentar, não sei o que vai acontecer mas eu quero tentar, não tem nada na vida que seja impossível, nada que eu seria incapaz de conseguir. E eu vou conseguir.

POV EMMA OFF

- Bom diaaaaaa. Diz Killian todo feliz.
- Nossa filho que alegria é essa?
- Não sei, estou contente.
- Ta apaixonado é?
- Talvez sim, talvez não.
- Conheceu alguém?
- Sim, a menina mas linda e especial que eu poderia conhecer...
- Filho, você sabe que eu vou estar aqui sempre que precisar mas, não quero que você machuque essa menina "especial", ok?
- Ok mãe
- Vem aqui me dar um abraço. Dito isso eles se abraçam.

POV KILLIAN ON

Será que eu estou apaixonado? Eu nunca me apaixonei antes. Eu to querendo descobrir, será que ainda é possível acreditar no amor nos tempos de hoje onde as pessoas simplesmente "ficam uma vez" e acabou, nunca mais se olham. Chega a ser nojento isso tudo, como as pessoas podem se relacionar só por uma noite sem nem se conhecer, sem nem ao menos terem se falado antes.
É talvez eu não esteja agindo da mesma forma que estou pensando, pois, eu faço tudo o que eu mesmo detesto nos outros. Fico com qualquer uma, eu ja tenho 13 anos e perdi minha virgindade com 12 e é incrédula a capacidade de haver tanto machismo em uma só pessoa, no caso eu, eu chego a ser irracional e incapacitado de pensar na possibilidade de tentar mudar, é talvez eu realmente precise de ajuda de um psicólogo ou até mesmo um psiquiatra, eu estou ficando louco e essa loucura estae corroendo a cada dia que passa, não sei mais o que fazer.
Só tem um jeito de eu tentar mudar e eu vou correr atrás dele.

POV KILLIAN OFF

NARRADOR ON

Esses dois são tão diferentes, mal sabem eles que um é a solução dos problemas do outro. Parece patético dois adolescentes serem capazes de terem muitos problemas.
Ela se intriga quando ve ele cabisbaixo e ele se intriga quando não sente a presença de "sua amada" pois é eles em tão pouco tempo de convivência ja sentem a falta um do outro, ja notam as diferenças, eles em tão pouco tempo ja são completamente apaixonados.
Eles sentem quando um precisa do outro ou quando só querem não sentir falta.

NARRADOR OFF

-Oi Killian.
-Oi Emma.
-Tudo bem?
-Mais o menos.
-Bom não sou a pessoa mais indicada mas se você quiser podemos conversar.
-E eu quero.
-Bom se você quiser me contar o que esta acontecendo.
-Eu tava lembrando de como é bom sentir-se criança novamente e isso me intrigou de uma forma, e.. eu joguei minha infância com mala e tudo no lixo. Diz tentando não chorar
-Bom talvez essa tua saudade seja uma lição inestimável por conta de você não saber esperar o tempo certo das coisas.


Notas Finais


Desculpa a demora eu tava esse tempo todo escrevendo esse cap.
Se vcs costarem favoritem por favor.
Para ou continua?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...