História O Novo Império - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diego Luna, Katy Perry
Personagens Diego Luna, Katy Perry, Personagens Originais
Tags Castelo, Caveira Mexicana, Cinema, Dia De Los Muertos, Dia Dos Mortos, Diegoluna, Gael, Imperador, Imperatriz, Império, Katyperry, Mexicano, México, Monarquia, Muertos, Novela, Reino, Romance, Trump
Visualizações 4
Palavras 1.484
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Alerta de spoiler? kkkk Não,mentira, bem que a Carol quer saber sobre o novo filme da Disney,que o Gael dubla,mas,ele só cantou uma musica pra ela.. Vocês vão amar demais quando assistirem Coco no cinema,eu chorei de emocão as três vezes que assisti <3 Pena que aqui no BR,só em janeiro.
Enjoy ao aniversario do Gael
Espero que estejam curtindo <3 Escutem as musicas do capitulo!

Michael Bublé - Felling Good - Carol dana com Gael
https://www.youtube.com/watch?v=Edwsf-8F3sI

Un Poco Loco - Soundtrack Coco - Gael cantando
https://www.youtube.com/watch?v=vXpoRRiD7RY

Capítulo 11 - Onze


Fanfic / Fanfiction O Novo Império - Capítulo 11 - Onze

Dia 23 de novembro,começou a divulgação do Rogue One,o filme da franquia Star Wars em que Diego havia participado. O primeiro lugar em que os atores se reuniram foi a Cidade do México, houve conferências de imprensa,festas,exibições e logo Diego viajaria para a divulgação internacional. Carolina viu tudo,sentada nos cantos do estúdio,em que Diego não estava.

  A primeira viagem foi rápida,dia 29 de novembro,ele voltou três dias depois,mas os trabalhos para o Ilusionista não paravam e Gael e Guillermo produziam dia e noite.

Carolina era mesmo muito diferente. Na manhã do dia 30 de novembro,ela chegou no estúdio bem cedo carregando um buquê de flores e algumas sacolas misteriosas. Arrumou as coisas que trouxera e quando Gael chegou,fez uma surpresa.

- Feliz aniversário Gaelito!!

Todos os colegas no estúdio gritaram e bateram palmas para Gael.

- Carol,gente... Que coisa linda. - Ele se deteve por um minuto olhando a mesa que Carol havia preparado e a abraçou quando ela prendeu uma das flores no bolso do seu blazer - Você é mesmo incrível. Eu não queria comemorar porque tenho me sentido um velho de quase quarenta,mas como dizer não a Carolina Agah? 

- Nunca diga não pras coisas que eu inventar, Gael. Eu faço questão de comemorar a sua vida,que é tão importante pra mim.

 Eles foram interrompidos por um celular insistente. Era Diego que ligava pra avisar que não voltaria a noite pois chovia muito em Miami,pedia desculpa ao amigo e desejava feliz aniversário. Mais tarde,ele postou no Instagram um vídeo de uma propaganda do seriado Mozart In The Jungle que Gael protagonizava que estava num painel nas ruas e Diego achou que mostrar a ele seria legal.******

A noite, o aniversariante decidiu comemorar e alguns dos colegas do set do estúdio foram com ele,Carolina e Angélica até um bar. Pediram  alguns drinks e foram dançar, até que Angélica voltou pra mesa.

- O que foi Angie, sapato machucando? - Carolina se preocupou.

- Não, não, está tudo bem. Eu só não sei porque foi que vim aqui.

- Pra comemorar o aniversário de um amigo, não estou entendendo essa sua cara Angélica, você parecia feliz há uns minutos atrás.

Angélica estava aflita,olhava Gael sorrindo com carinho,mas tinha uma expressão de tristeza.

- Qual é o problema? Não me diga quê não é nada porque eu já conheço você. - Carolina levantou uma sobrancelha.

- Um dia eu te conto. Otto vem me buscar.

- Você vai chamar seu marido pra tomar um drinque quando ele chegar. Se tem alguma coisa esquisita que eu ainda não entendi,vai ficar pior se você fugir.

O bolo veio com velas acesas e todo o bar parou para cantar as felicitações a Gael.

"Faça um desejo",gritou um dos amigos quando ele assoprou as velas. "Eu já tenho quase tudo o que sempre quis",foi a resposta inaudível de Gael.

Quando Otto chegou, Carolina o fez ficar um pouquinho,ele bebeu uma batida sem álcool e abraçou o aniversariante. Angélica teve o sangue frio de permanecer ali mesmo querendo fugir. Carolina percebeu que essa agitação era voltada a Gael,mas não pode imaginar o porquê. Quando ela foi embora com o marido,ele virou uma nova dose de tequila e chamou Carol pra dançar. Gael amava salsa.Tiveram um tempo muito divertido na pista.

O pessoal do estúdio,um a um,foi indo embora, até que sobraram apenas os dois.

- Gaelito, você não quer comer alguma coisa?

 - Não, assim corta o efeito do álcool!

- É justamente essa a idéia, acho que você está bêbado o suficiente. - Carol ficou um pouco preocupada.

- Eu não quero fazer aniversário. Não quero chegar nos quarentena. - Gael disse,desanimado.

- Você já fez aniversário mas ainda não chegou nos quarenta. Vem,quem vai te levar pra casa hoje sou eu.

 Carolina chamou um táxi na porta do bar e deu o endereço do apartamento de Gael. Tentou fazer com que ele atendesse uma ligação da mãe mas ele simplesmente não quis. Chegaram no prédio e ela subiu com ele.

- Agora não morra no chuveiro que eu vou preparar algo pra você comer,ok? - Ela tirou o blazer dele e foi para a cozinha.

Gael demorou no banho,mas quando sentiu o cheiro do café,voltou. Carolina estava sem os saltos,dançando um jazz que tocava no celular e mexendo a panela.

- Parece que a festa não terminou! - ele a surpreendeu.

- Há quanto tempo está aí? 

- O suficiente pra ver você dançar. Nina Simone na voz de Michael Bublé, i'm felling good,é muito sexy.

Ele ainda estava alto,o álcool corria veloz por suas veias quando ele se aproximou dela e a puxou. Gael sempre gostou de se gabar que a melhor coisa que fazia na música,era dançar,ele colocou a mão na nuca dela,prendendo os dedos nos cabelos soltos e dançaram com os corpos colados aquela melodia sensual e envolvente,carregada de segundas intenções.

A cada giro,Gael tocava o corpo de Carolina,ele começou a se sentir quente e desejou livrá-la do vestido de seda fria que lhe provocava arrepios quando o pano da saia roçava sua pele. Embalado pela música e pelos movimentos,ele duvidou da sanidade, “o que estou prestes a fazer não pode acontecer” foi seu ultimo pensamento,antes que ela desse um grito e voltasse para o fogão.

- Tá quase queimando!!

Gael se escondeu atrás da ilha porque percebeu que estava excitado. Colocou a mão no abdome pois sentia que suas entranhas reviravam. Ajeitou o calção enquanto ela colocava os ovos no prato.

Gael respirou fundo e se recompôs.

- Eu não sabia que você cozinhava também.

 Carolina deu uma gargalhada. 

- Vem logo, são quatro da manhã mas você vai comer tudo o que preparei. – Ela desligou o celular e se sentou no banco da ilha.

 Haviam ovos,bacon, café fresco, além das coisas que ela encontrou na geladeira dele.

- Café de verdade! Que delícia! - Gael elogiou.

- Mas o que você bebe todo dia é o que?

- Café de máquina, não é a mesma coisa. Ainda mais preparado com tanto carinho.Obrigado pela noite Carol,eu sempre amei aniversários mas estou começando a odiar,eu não quero envelhecer. Só que essa noite,você fez ser mais especial que todos os aniversários que eu já tive.

 Quando Gael largou a xícara e segurou a mão dela, Carolina teve um pensamento estranho,mas não medo. Ela nunca havia pensado em como Gael era bonito,claro,fora do óbvio e dos holofotes,ela nunca havia pensado nele como homem,apenas como um grande amigo. Ele a olhava com carinho e sorria,até começar a cantar.

-“Chiflado tú me vuelves Y eso está un poco loco 
Tu mente que despega,Tú siempre con ideas, Con mi cabeza juegas 
Todo es un poco loco... Un poquitititi titi titi titi tititito loco!”

-É sério que você vai fazer suspense com essa música? – Carol estava chateada.

-Eu não posso contar,mas eu tenho certeza de que você vai amar.

- Ah qual é? Eu adoro um spoiler! Me conta sobre o Coco,to louca pra saber do filme!

-Só ano que vem Carol! – Gael se divertia.

-Você não se sente mal por guardar algo assim? Eu ia querer gritar pro mundo todo ouvir!!

  Ele riu da ansiedade dela em saber sobre o filme novo dele,uma animação da Disney sobre o dia dos mortos,mas era segredo de estado,ele realmente não podia falar nada.

- Não posso contar,você nem me ouviu cantando!! Eu só quis dizer que você me deixa louco!!

- Ah Gael!!

- Eu sei que você quer ir embora,mas senta aqui,vem ver esse dia terminar comigo. – Gael a puxou pro sofá depois de comerem.

- Tecnicamente,seu aniversário terminou a meia noite de ontem. Hoje já é dezembro, há quase cinco horas já é dezembro.

- E agora começa o mês dele. Olha só o que tem aqui, Liberdad deixou dessa vez.

Gael viu uma boneca da filha e Carol sentou-se ao lado dele.

- Já estou com saudades das crianças. - Carol passou a mão no cabelo da boneca e ajeitou a roupinha.

- Daqui duas semanas vão voltar,eu também morro de saudade daqueles bagunceiros.

 Houve um momento de silêncio em que os dois olharam alguns raios de sol no horizonte até que Carolina colocou as pernas no sofá e se deitou no peito de Gael,ele a abraçou.

- Eu te amo. Obrigado por ter seguido seus sonhos malucos e ter chegado aqui. - ele suspirou.

- Era o destino, Gael,eu tinha que vir. Eu te amo também.

- Eu já sabia que você viria, você não entende,mas eu sabia, você não faz idéia da sua importância. Obrigado por ter vindo de verdade. Obrigado por estar aqui hoje, você significa muito Carol.

 Ela percebeu que ele tinha lágrimas nos olhos e decidiu ficar quieta, provavelmente ele ainda estava bêbado. Logo,os dois adormeceram.

 Carolina acordou pouco tempo depois, sentindo as pernas dormentes e uma falta de ar terrível. Ela deixou a boneca de Liberdad no colo de Gael e foi embora. 


Notas Finais


We are one,we are muses <3
O Novo Império é escrito por ~Calypso


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...