História O Novo Mundo - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Tudo
Visualizações 6
Palavras 1.338
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Festa, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 5 - 1277261


Uma placa?,é sério?eu fiz tudo isso por uma placa?que merda!

Na placa estava escrito

"1277261"

-mas que bosta é essa?

Cibele-posso ver?

-pode ficar com essa porcaria!-eu joguei a placa nas mãos dela

Cibele-oh, obrigado,eu acho...

-ainda estou interessado em como você abriu essa caixa

Cibele-eu já disse,essa chave foi fabricada nos estados unidos,e lá tem coisas de todo tipo

Faz sentido isso ter aberto a caixa,mas ainda estou suspeitando

-ok,pode se retirar e voltar ao trabalho

Cibele-sim senhor

=Cibe=

Na verdade nem eu sei como essa chave abriu aquilo,mas eu gostei dessa placa,posso queimar ela e fazer alguma coisa e depois vender,boa ideia!

Percebi que acabou meu horário,uffa!

Manuela- Cibele!já vai?-ela estava carregando várias caixas na mão,elas estavam quase caindo

-sim acabou meu horário

Manuela- você pode só me ajudar com essas caixas?

-claro-eu ajudei ela,levei as caixas até o local necessário

Manuela-obrigado,vou ali pegar um negócio,já pode ir embora, tchau!

-tchau-ela foi lá, percebi que ela deixou o cartão de acesso junto com as caixas,como alí não tem vigilância das câmeras eu peguei o cartão,vou usá-lo depois...

Em casa

Eu estava fazendo comida, até que me descuido e queimo uma pequena parte do meu braço

-AAAAAHH-eu gritei de dor, não foi tão alto mas foi melhor que meu tom de voz normal, aquilo doia

Eu rapidamente desliguei o fogão

Quando eu olhei vi que estava mostrando meu osso,mas não doia como se tivesse acontecido aquilo,bom isso nunca aconteceu comigo mas eu imagino que seja mais dor...

Eu cheguei mais perto pra ver o osso,e percebi que...aquilo não era um osso,mas sim uma espécie de metal

-OQUE?!!-falei surpresa,dei um pulo pra trás e acabei caindo no chão

Será que é bom ir no médico?eles podem achar estranho e me fazer milhares de perguntas,acho melhor chamar a Sheila ela quer ser médica e a medicina aqui é bem avançada,ela deve saber oque fazer

...

DING DONG

Eu fui atender,era a Sheila,ela trouxe uma maletinha,mas conhecendo ela deve ter mil coisas ali dentro...

Sheila-vamos ver isso agora!-ela entrou e sentou no sofá,eu sentei do lado dela,ela começou a examinar meu braço

Sheila-doi?

-não

Sheila-olha eu sou especialista em medicina, não em robótica,o Caio que sabe dessas coisas

-ok

Sheila-vamos tirar um raio-x só pra confirmar?

-tem uma máquina de raio x aí dentro?!

Sheila-sim,mas é pequena,amo a tecnologia daqui,é tudo tão prático! Fique em pé ali com os braços abertos-eu fiz oque ele disse,ela pegou uma parelho semelhante a um tablet e mirou para mim,depois de alguns segundos ela me mandou sentar denovo

Sheila-pelo oque eu vejo... você não tem ossos no corpo, só no crânio-ela virou a máquina pra mim possibilitando que eu veja o raio-x,eu realmente não tinha ossos, só...metal... além disso sua pele é bem mais fina e fácil de cortar do que a de pessoas normais

...

Sheila pegou um microscópio e foi olhar dentro da minha pele queimada,onde estava o metal

Sheila-tem um número aqui!

-fale ele

Sheila-1277261-esse é o número da placa!,eu saí do sofá e peguei a placa

Sheila-ei!oque é isso?

Eu expliquei toda história da caixa e da chave

Sheila-cibele... você é um robô?

-oque? Não pode ser...eu me recuso a acreditar nisso!conserta meu braço por favor

Sheila-eu vou colocar ataduras e bandagens aí,mas vai ficar um buraco por dentro...

...

Ela fez isso,eu conseguia mecher o braço normalmente, só tinha uma parte com bandagens dentro

-ta muito estranho?

Sheila-da pra perceber que as bandagens estão dentro da sua pele,mas se perguntarem você fala que se queimou e teve que fazer isso,a medicina pode ser fácil mas é complicada pra quem não estudou essa área,eles devem entender,tenta usar blusas de manga comprida também

-ok, Sheila muito obrigado!eu não sei oque eu faria sem você!mas por favor não conta pra ninguém-eu abracei ela

Sheila-é pra isso que servem os amigos!,pode deixar-ela retribuiu o abraço

Sheila-eu tenho que ir agora, tchau,melhoras!

-tchau-ela se dirigiu até a porta de entrada e saiu

É muita coisa pra pensar!tem a formatura,o trabalho,o plano,essa coisa de robô!agora que eu tenho o cartão de entrada para todas as portas eu posso saber um pouco mais sobre essa treta do Carlos Clainford,mas agora eu mereço dormir!

No outro dia

A escola mandou um e-mail falando que a formatura será semana que vem e eu tenho que ir lá tirar as medidas pra roupa,eu liguei pra cede e falei diretamente com o Carlos,ele disse que está tudo bem e que eu posso ir lá e faltar no trabalho, só hoje

Eu fui me arrumar pra ir tirar as medidas,coloquei uma blusa de manga longa pra ninguém perceber que eu me "queimei"

...

Eu acabei de tirar as medidas encontrei muita gente lá,inclusive meus amigos,a gente aproveitou a folga e foi sair um pouco juntos

Sheila-cibele,tá melhor?

-sim

Caio-do que vocês estão falando?

-nada,ontem eu tava com dor de cabeça e tive que tomar uns remédios,mas eu tô bem

Caio-atah,ainda bem,diz aí você não tá com calor?

- não

Caio- você tá suando

-deixa...

Caio-ta bom então,a vida é sua

Sheila-eu vou ficar de vela aqui?

Catarina- nós vamos!

Meu celular tocou

Ligação on

Carlos-cibele vem aqui agora,e trás o resto dos novatos

-oque mas porque?

Carlos-SO FAZ OQUE EU TÔ FALANDO!

-ok,ok

Carlos-ja tirou as medidas?

-ja

Carlos-otimo!vem aqui!!!

Ligação off

Eu avisei o pessoal e fui até lá

...

Carlos- ainda bem que vocês chegaram, Darwin, Catarina e Karina venham comigo, Cibele e Augusto...depois eu falo com vocês

Os quatro forma correndo pra algum lugar,eu e o Augusto ficamos explorando tudo por aí

Augusto- você pegou o cartão da Manuela né,agora podemos ir em todos os lugares!vamos explorar mais

-claro!

...

Nós vimos muitas salas,mas nada fora do padrão, só faltava 2 salas para ver

Augusto-essa sala é estranha-quando entrei completamente vi que a sala estava quase vazia

Só tinha uma maleta encima de uma mesa,mas aquilo era muito complexo de abrir então fomos para outra sala

...

-essa não quer abrir

Augusto-talvez esse cartão não abra essa porta

-é pode ser,isso quer dizer que o Carlos deixa algo muito bem guardado aqui,um segredo

Augusto- não podemos fazer nada por agora,vamos voltar-ele foi voltando pra sala principal,mas eu queria ficar ali pra saber oque realmente está acontecendo

Sem que ninguém percebesse eu secretamente dei uma checada pra ver oque eu precisava para abrir aquela porta,o cartão não era,tinha uma caixinha de metal no meio da porta,um maçarico pode cortar isso,dentro deve ter alguma coisa para abrir

Eu vou falar com a Catarina pra ver se não tem câmeras ali dentro

Eu voltei pra sala principal,bem na hora!segundos depois Carlos veio chamar a gente pra fazer alguma coisa

Carlos-Cibele, você tem pelo menos algum conhecimento com máquinas, computadores,ou coisas assim?!

-eu sei algumas coisas,na escola a gente é obrigado a pelo menos saber um pouco de cada coisa

Carlos-eu sei,eu que fiz essa regra!agora veja isso-ele mostrou uma caixinha,dentro dela tinha uma espécie de chip

- vocês podem sair da sala,eu preciso me concentrar nisso

Carlos-saiam todos! vá logo Cibele,a vida de alguém depende de você -depois disso ele também saiu e fechou a porta

Eu liguei pro Caio

Ligação on

Caio-oi amor, algum problema no trabalho

-caio,eu preciso da sua ajuda,tem uma espécie de chip para alguma coisa, provavelmente para uma porta ou um robô ajudante daqueles bem fofos, Carlos me mandou consertar o chip mas eu não sei fazer isso

Caio-e seus superiores, não sabem?

-a maioria foi demitido,oque sobrou são da área de computadores e outras coisas, não posso falar tudo é secreto

Caio-qual o número do chip?

-1344901

Caio-é de um robô-dava pra ouvir ele digitando alguma coisa no computador e quanto falava comigo

-e então,oque eu faço?

Caio-pegue uma pinça e ligue o pequeno quadrado ao fio azul e aí foi amarelo, depois verifique o produto,se ainda não estiver funcionando vou ter que pesquisar mais-eu fiz oque ele disse, não deu certo

-caio, não deu certo

Caio-merda,vou desligar e pesquisar mais alguma coisa,vai tentando alguma coisa aí

-ok,tchau

Ligação off

...

Eu fui tentando várias coisas,percebi que enquanto eu mechia o braço a bandagem saia

-ai, caralho,fica aí!-eu coloquei ela pra dentro denovo,mas antes de colocar, percebi que o número estava brilhando e saindo um pouco de um líquido azul bem claro de lá,sem querer uma hora do líquido pingou no chip,eu arrumei as bandagens e quando fui ver o chip estava brilhando

Ouvi a porta se abrir

Carlos-conseguiu?!-ele veio pra perto de mim e viu o chip brilhando

Carlos- você conseguiu!era isso mesmo que era pra acontecer,obrigado Cibele-ele me abraçou,foi um abraço bem forte

Carlos-ééé,desculpa,eu não devia ter feito isso-ele parecia envergonhado com a própria atitude, depois disso ele foi embora

Augusto- conseguiu?

-eu acho que sim-do nada eu me senti meio tonta

-eu tô meio tonta, Augusto,e-eu acho que vou desmaiar...-e então eu desmaiei 


Notas Finais


Obg por ler ❤ e desculpa algum erro de português 😉


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...