História O ódio que virou amor... - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Tags Luna, Lutteo, Matteo, Ruggarol, Sou Luna
Visualizações 63
Palavras 1.369
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi amores, como vcs estão?
Mais uma vez, eu queria agradecer pelo apoio e comentários que vocês estão me dando, Obg ♥♥♥♥♥
E o cap de hoje, eu gostaria de dedicar a uma leitora que sempre está aqui comigo nessa história e que sempre me deixa um comentário também kkk ♡♡♡♡
Sophiavalente, essa é pra você ♥♥♥
Bjs e até mais.
Boa leitura amores.

Capítulo 8 - O jantar


                       Por Matteo

Faltava pouco para eu,Luna, Nina e Gaston nos encontrarmos, então, logo desço do meu quarto e vou em direção ao meu carro.

Era a primeira vez que eu ia em um lugar com uma roupa tão formal, então tive que pegar roupas emprestadas do meu pai, então acho que por isso, devo ter exagerado um pouco no visual. 

Entrei no meu carro e dirigi até o restaurante. Ainda faltava 10 minutos para o pessoal chegar, ou seja, a mesa que reservamos ainda estava vazia. Vou em direção a mesa e me sento, e apenas espero alguém chegar.

3 minutos depois

Já havia se passado três minutos e nada deles chegarem. Quanto mais o tempo passava, mais o tédio tomava conta de mim, então logo decido tirar meu MP3 e meu fone do bolso e coloco uma música bem alta para esquecer de todos que estavam ao meu redor. 

A música ecoava perfeitamente nos meus ouvidos, até que fui interrompido por uma voz feminina, que não me era estranha. 

-Não acho muito apropriado escutar música nesse tipo de ambiente - ela diz chegando por trás e colocando a mão no meu ombro. 

- Desculpa, eu já vou tirar e... - eu falei me virando pra trás e me surpreendi com o que vi - Luna?

- Achou que fosse quem?

- Qualquer pessoa, menos você.

- Acho que tínhamos combinado de nos encontrarmos às 20:00, não? - ela diz rodeando a mesa e se sentando do outro lado

-Sim, mas achei que só eu tinha o costume de chegar nos lugares alguns minutinhos mais cedo.

- Na verdade esse é um costume que Nina costuma odiar em mim - ela disse e ambos rimos - Mas me diz, você ia mesmo tirar os fontes?

-Quer a verdade? - eu pergunto e ela assenti com a cabeça - Se fosse uma garçonete ou o gerente daqui, eu até tiraria, mas como é você... - eu digo sorrindo fraco e ela ri também.

- Então quer dizer que você não me leva a sério Matteo Balsano? - ela diz com um tom de brincadeira

- Não coloque palavras na minha boca senhorita Luna Valente - eu digo no mesmo e ambos caímos na gargalhada.

- Mas agora falando sério, acho que já deu 20:00 e até agora Nina e Gaston não chegaram.

- Será? - eu falo pegando meu celular do bolso e olho a hora - É mesmo, já são 20:10.

- Será que aconteceu alguma coisa? - Luna diz franzindo a testa indicando preocupação.

-Não, acho que não. É vamos combinar que vocês mulheres um costume Não se arrumam num segundo, principalmente você e Nina.

-Eu vou fingir que não ouvi isso mauricinho - ela diz em um tom sério

5 minutos depois

- Estou começando a me preocupar - Luna diz roendo as unhas

- Dessa vez eu vou ter que concordar com você. Eles estão demorando mais do que o normal - eu falo mas logo me arrependo, pois Luna acabara de seu preocupar mais ainda, e dessa vez, por culpa minha.

- Essa era a única frase que eu não queria ouvir, Matteo - raramente Luna me chamava pelo meu nome, só quando ela falava de uma coisa realmente seria ou quando ela estava extremamente preocupada

- Acho melhor eu ligar pro Gaston, ou ver se ele me mandou alguma mensagem me explicando se aconteceu alguma coisa - eu digo pegando o celular da bolsa e desbloqueando a tela do celular, e então logo me deparo com a mensagem de Gaston

 

Mensagem on

Oi Matteo, cara, nem eu nem a Nina vamos poder ir no jantar. 

Ela está naqueles dias e falou que não vai aguentar sair de casa porque está com muita cólica. Eu vim pra casa dela pra ficar com ela, ok? 

Tchau cara, boa sorte e manda um beijo pra Luna.

Mensagem off

- É, dessa vez acho que seremos só eu e você - eu digo bloqueando a tela do celular e dando um suspiro pesado.

- Que? Como assim? Aconteceu alguma coisa?  

- A Nina está com muita cólica e não vai dar pra ela vir e o Gaston foi ficar com ela.

-Sério? - ela faz uma cara de assustada e triste ao mesmo tempo

- Não fica assim Luna, a gente pode combinar outro dia. - eu tento anima lá - Mas agora, o que você acha de pedirmos alguma coisa para comer? Não é por nada não, mas esperar tanto me deu uma fome - eu tento fazer Luna rir

- Ok - ela sorri fraca e aquele pequeno sorriso já foi motivo para alegrar minha noite

Depois do jantar

- Acho melhor eu ir andando, já está ficando tarde.  - Luna diz se levantando da cadeira e me fazendo ver o quanto ela estava linda

- Acha mesmo que eu vou te deixar ir embora sozinha? - eu pergunto e suas bochechas logo ganham cor - Então o que você acha de tomarmos só mais uma taça de vinho e depois vamos embora? 

- Promete? 

- Prometo - eu respondo e ela logo se senta.

Tomamos o vinho e logo nos dirigimos até o estacionamento

- Não sabia que você dirigia - ela diz entrando no carro

- Nem eu - Também entro no carro

- Que? - ela diz assustada

- O que eu quis dizer é que eu dirijo só a três dias - eu falo colocando e ela faz o mesmo

- Isso quer dizer que eu não devo confiar em você plenamente? - ela diz em um tom de brincadeira

- Se eu disser que não você vai descer do carro e sair gritando igual uma doida - eu pergunto no mesmo tom de brincadeira e ela assenti com a cabeça e logo caímos na gargalhada

5 minutos depois

-Chegamos - ela diz tirando o cinto e eu faço o mesmo - Obrigada pela carona mauricinho 

- Não precisa me agradecer, e também, amigos são pra essas coisas - eu digo sorrindo fraco 

- Bom, mas agora eu acho melhor eu ir, porque já está tarde e também eu também já estou morrendo de sono - ela sorri fraco 

- Então acho que não posso te segurar por mais tempo - eu falo e ambos rimos - Então.... Até amanhã?

- Até - ela abre a porta do carro, mas quando ia sair eu a chamo

-Luna - ela se vira rapidamente - Você está esquecendo seu anel

- Que anel?

- Aquele que você tirou porque estava machucando seu dedo

- Ah é mesmo - ela fecha a porta do carro -Você viu onde eu coloquei ele?

-Não - eu respondo e logo nossos olhares rodeiam o carro em busca do objeto - Achei

-  Onde?

- Caiu no chão - eu digo e então eu e Luna nos abaixamos ao mesmo tempo para pegar o objeto e logo nossas cabeças se chocam nos fazendo levantar ao mesmo tempo e perceber o quão perto estávamos mais uma vez. 

- Desculpa....eu....-Luna começa a dizer mas as palavras fogem

O silêncio pairou no ar e eu e Luna estávamos sem reação. Estava acontecendo tudo de novo, assim como aconteceu na sorveteria,mas a única diferença é que agora não tinha ninguém para atrapalhar

Luna e eu nos aproximamos mais e então eu apenas fechei os olhos e esperei aqueles pequenos lábios tocarem os meus, e não demorou muito pra isso acontecer

Nossas bocas se uniram como ímãs perdidos que se procuravam a anos. Era um beijo calmo e cheio de ternura, sua língua explorava cada espaço da minha boca e eu fazia o mesmo. Era como se elas dançassem uma valsa perfeitamente coreografada.

O ar se fez necessário e então Luna eu nos separamos lentamente

- Eu tenho que ir - ela disse abrindo a porta do carro rapidamente e desceu sem me olhazar no rosto. 

Luna saiu e eu a acompanhei com o olhar até ela entrar, e assim que ela entrou, apoiei meu braço no volante e logo um sorriso bobo se formou em meus lábios manchados de batom vermelho. 

E então finalmente eu pude perceber...

Estava realmente apaixonado por Luna Valente 

 


Notas Finais


Foi isso amores, espero que tenham gostado.
E finalmente tivemos o nosso primeiro beijo lutteo *palmas e gritos de alegria*
Mas seguram os corações que nem tudo vai ser flores como no cap de hoje, mas por favor, peço que não me odeiem por isso kkkk.
Bjsssssss e até o próximo capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...