História O Oitavo Membro - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan, Bts, Hoseok, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Save My Fiction, Taehyung, Yoongi
Visualizações 17
Palavras 1.568
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olar pessoal, voltei com mais um capítulo \o/
Espero que gostem, não esqueçam de comentar sobre o que acharam, isso, realmente, é muuuuito importante...
Peço desculpas por alguns erros no capítulo anterior kkkkkk

Boa Leitura...

Capítulo 2 - Isso não pode ser possível...


— Eu acordei com os sons de batidas na porta,— iniciou Jimin— mas quando a abri não tinha ninguém do lado de fora. Estava a fechando quando olhei para o chão e essa coisinha estava lá. No começo eu não sabia o que era, então só trouxe para dentro, enquanto lia o que estava escrito no papel. Achei melhor chamar o Jungkook para ter certeza de que eu não estava louco, porque estava escrito que o Namjoon hyung era o pai do bebê... Nós decidimos que era melhor acordá-lo para confirmar tudo e quando falamos que a criança era dele ele começou a gritar e bem... deu no que deu. 

Resumiu o garoto sentado no chão, seus ombros curvados para frente, ao mesmo tempo que ele abaixava a cabeça se sentindo um pouco culpado pela confusão causada. Todos ficaram em silêncio por um momento, analisando a situação sem saber o que fazer. Tudo virou um caos em literalmente quinze minutos, aquilo só podia ser loucura, Namjoon era pai e a criança estava bem ali no meio deles, dormindo igual um anjinho depois de tê-los levado ao inferno com o terror de seu choro. 

— Mas isso não pode ser possível, eu nem tenho namorada— o líder começou a se defender, suas mãos esticadas e sendo sacudidas no ar em uma negativa. 

— Ah claro Namjoon, e você só transa se a garota for sua namorada, não é?!— todos ficaram surpresos, esperavam essa resposta do Yoongi, mas quem a tinha tido foi Jin, ele estava de braços cruzados com uma expressão que deixava óbvio que de santo o Bangtan não tinha nada. 

— Cuidado, tem criança no recinto— sussurrou Jimin para os demais. 

— O bebê não entende o que a gente fala— Hoseok disse com um riso baixo, não precisava ser um gênio para saber disso. 

— Mas o Jungkook sim— continuou o garoto. 

— Eu não sou criança— resmungou Jungkook, com suas mãos na cintura e estufando um pouco seu peito, estava tentando parecer mais adulto, mas tudo que conseguiu foi uma versão fofa de um pombo. 

— Quem nasceu primeiro? Isso mesmo, eu! E se eu digo que você é uma criança é porque você é. 

— Jimin-ssi... 

Os ânimos ali estavam aumentando e isso fez com que o bebê, agora de volta a seu cobertor na mesa de centro, soltasse um som semelhante a um resmungo. O que fez com que todos gelassem ali, eles chegaram até a prender a respiração para não correr o risco, porém tudo parecia estar bem e os meninos relaxaram lentamente. 

— Ok, voltando ao assunto importante aqui... Pensa um pouco ai Namjoon, você saiu com alguma garota nos últimos meses?—Yoongi parecia o mais cansado, mas também o que queria resolver aquilo com mais rapidez e objetividade. 

Namjoon parou para pensar por alguns segundos, inclinado sua cabeça para um lado, depois para o outro: — Não me lembro de nada do tipo... Acho que não— ele parou novamente, desta vez colocando a mão no queixo como se estivesse buscando algo no fundo de suas lembranças— Mas mesmo que tivesse saído com alguma garota, eu uso preservativo. 

— Você não seria o primeiro pai na história que engravidou uma mulher mesmo usando camisinha— Yoongi contestou com uma cara de alguém que dizia o óbvio, fazendo os demais meninos concordarem. 

Com isso Namjoon começou a coçar a cabeça, estava tentando se lembrar de algo, mas nada parecia vir a mente. Ele nunca foi de sair muito com garotas, na verdade era bem raro, por isso ele se lembraria se tivesse saído com alguma, contudo ele jurava de pé junto que não se lembrava de nada. 

Estavam todos muito concentrados em tentar resolver a situação, que o silêncio absoluto passou despercebido, até porque naquele horário eles estavam acostumados a isso, nada de barulho. Entretanto Jungkook se afastou um pouco do grupo e foi dar uma olhada no bebê enrolado em seu cobertor azul, ele era bem pequeno, suas bochechas bem rosadas, era fofo, principalmente agora que estava quietinho e dormindo, realmente parecia um anjinho, mas o maknae sabia que aquilo era só um disfarce. Ele fez uma careta com sua boca fazendo bico, estava imitando as expressões da criança, mas de repente ele parou e ficou o encarando, alguma coisa parecia errada. 

—Ãn, pessoal... Eu sei que devíamos estar todos felizes pelo bebê ter parado de chorar e tals, mas assim... Ele tá respirando? 

Ao ouvirem o que Jungkook estava falando todos pararam o que estavam fazendo e correram até a mesa. Eles podiam estar querendo que ele ficasse quieto, porém não estar respirando já era outra coisa, eles não queriam ser acusados de assassinato. 

E mais uma vez a cena se repetia, os sete membros estavam em torno da mesa, enquanto olhavam fixamente para o bebê, nem respirar eles conseguiam de tão aflitos que estavam ao pensar que algo podia estar acontecendo com a criança. Mas por fim eles notaram o calmo movimento do peito subindo de descendo, ao mesmo tempo que a criança soltava pequenos suspiros de seu sono. Ah, que bom, ele estava vivo afinal, instantaneamente Hoseok desferiu um tapa fraco na nuca do mais novo, ele havia deixado todos em pânico atoa. E tudo que o garoto pode fazer foi soltar um resmungo baixinho, ao mesmo momento que massageava com a mão a onde tinha sido atingido. 

— Acho melhor resolvermos isso amanhã. É mais seguro— Jin dizia ao apontar com a cabeça em direção ao bebê. 

Não que eles não quisessem resolver aquilo logo, mas o sacrifício que tiveram para fazer a criança dormir não devia ser em vão, tinham aproveitar a calmaria para descanarem também. Não foi muito difícil todos concordarem com o hyung, logo estavam indo em direção a seus quartos, mas algo incomodou Taehyung, eles estavam esquecendo alguma coisa. Ao se virar ele notou o bebê, ainda dormindo em cima da mesa de centro. 

— Galera, o que vamos fazer? Essa coisinha não pode ficar aqui sozinha. 

— Achei que íamos resolver tudo amanhã— resmungou Yoongi de costas para eles, já estava entrando, quando parou na porta— No meu quarto esse pacotinho não entra. 

Com essas palavras ele sumiu na escuridão do seu lado do cômodo, aquele aviso já era suficiente e significava que Jin também não poderia ficar com a criança, ele até ficou indeciso se mexendo no mesmo lugar, mas por fim pediu desculpas antes de seguir o exemplo de seu colega de quarto e entrar para dormir. 

Namjoon olhou para Hoseok que rapidamente deu alguns passos para trás em sinal de que não contassem com ele para isso. 

— Já fiz minha parte, alimentei ele. 

— Aquilo nem conta como uma alimentação— resmungou o líder. 

— Não interessa, eu fiz o que vocês não fizeram, foi minha cota da noite. Adeus. 

E lá se foi mais um para seu quarto, e muito espertinhos, Jimin e Jungkook, foram atrás dele como se nada estivesse acontecendo, fingindo que não sabiam de nada. 

O mais novo pai do grupo resmungou ao ver que todos estavam indo embora  o deixando ali e então, mais depressa que um raio ele se virou para Taehyung, com uma expressão fofa na esperança de amolecer o coração do garoto que em resposta sorriu de modo infantil, mas que logo em seguida mudou seu rosto para algo mais sério. 

— Hyung, posso até ajudá-lo a levar para o quarto, mas na minha cama ele não vai poder ficar. 

— E por que não? 

— Esqueceu que eu tenho costume de me abraçar nos travesseiros e me mexer na cama?! E se algo acontecer com o bebê?— ele não estava tirando o corpo fora, ele estava era usando uma boa justificativa, e aquilo deixou Rap Monter sem muitas alternativas. 

— Eu confio em você...— ele começou, porém Taehyung tocou seu ombro direito levemente. 

— Hyung, como diz no bilhete, está na hora de assumir suas responsabilidades. Você é papai agora, parabéns. 

A frase não foi muito atrativa. Entendam, não é que Namjoon não gostasse de crianças ou que não quisesse ter filhos, mas para tudo tinha o momento certo, e naquele momento específico ter um bebê não era a melhor hora, não mesmo. 

Mesmo assim Taehyung ajudou a levar a criança para o quarto, com cuidado para que ela não acordasse, ele chegou a ficar com medo porque estava tudo dando certo, até demais, ele já tinha chego no quarto e colocado o embrulho na cama do líder. Ok, o bebê estava dormindo tranquilamente e sem problemas, todos já estavam em seus cômodos também, parecia um sonho. Menos para Namjoon, que estava parado em pé ao lado da cama, pensando em como deitaria sem acordar ou esmagar o bebê. Como puderam confiar nele para cuida de uma coisa tão pequena? Logo ele, o deus da destruição! Ele se sentiu traído pelos demais membros, mas eles iam pagar, ele os faria sentir a vingança nua e crua na hora certa. 

A imagem era cômica, um homem com 1,81 de altura todo contorcido ao lado de uma bolinha azul toda pequena e delicada. Chegava a ser fofo, como um futuro que parecia tão distante agora estava acontecendo de modo tão súbito. 

É, estava tudo tranquilo novamente... Até demais. E o universo não seria tão legal com o papai de primeira viagem, pelo menos não agora... Não fazia nem cerca de vinte minutos que eles haviam dormido quando um choro incessante começou novamente, um choro angustiante e desesperador. Pois é, a noite parecia que ia ser longa.


Notas Finais


E ai pessoas, o que acharam desse capítulo?!
Namjoon tem muito o que aprender ainda, e não só ele, né?! kkkkkk
Bom, espero que tenham gostado, até o próximo capítulo \o/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...