História O Ômega e o Alfa! - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens Jackson, Jimin, Jungkook, Youngjae
Tags Bts, Jikook, Shoujo
Visualizações 471
Palavras 1.897
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Ecchi, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


FINALMENTE ACABEI HAHAHAHAHA (endoidou)
Mas falando sério ainda bem que consegui terminar. Aproveitem e Boa Leitura<3

Capítulo 3 - Cap. III


                Autora on

                               Uma semana depois...

- JUNGKOOK... – Jimin gritava a plenos pulmões enquanto Jungkook rosnava e o destruía com estocadas incrivelmente fortes e rápidas.

Quando o cio de Jimin tinha acabado Jungkook teve o seu, ele havia esquecido completamente que seu cio era uma semana depois do acontecimento com Jackson.

- M-Mais... Jungkook, mais rápido. – disse Jimin, e atendendo ao seu pedido Jungkook começou a exagerar mais ainda na força e rapidez. Com toda a certeza, todos do prédio já sabiam quem era Jungkook, de que apartamento pertencia e que era muito bom na cama.

- J-Jimin... – era a única coisa que Jungkook conseguia dizer.

- Kookie... – gemeu Jimin sentindo um pouco de dor em sua entrada, pois estavam naquilo a um bom tempo e Jungkook já havia tido seu orgasmo três vezes, essa era já a quarta rodada.

- Aguente mais um pouco Jimin... – disse Jungkook com certa dificuldade. Jimin concordou e empinou um pouco mais sua bunda facilitando para Jungkook.

Depois de mais cinco minutos abusando de Jimin, Jungkook finalmente chegou ao seu tão esperado orgasmo preenchendo o pequeno gatinho embaixo de si. Jungkook adorava dominar, era como se fosse um fetiche. O mais novo beijou a marca no pescoço de Jimin e caiu deitado na cama de casal.

Jimin continuou de quatro, ofegante e com os olhos marejados. Aquilo foi incrivelmente delicioso na opinião dele, agora entendia como a namorada Alfa de Jungkook se sentiu no primeiro cio do rapaz. Ele tinha o levado aos céus.

Jimin sentiu sua cintura ser puxada até ele estar deitado e acolhido nos braços de seu “Dono”. Ambos nus e exaustos, mas o gatinho estava meio dolorido. Foi uma semana de puro sexo selvagem, Jungkook exagerou muito. Mais quem disse que Jimin não gostou? Usaram todas as posições possíveis, todos os tipos de brinquedos sexuais que Jungkook tinha e como se não bastasse, fizeram amor por praticamente todo o apartamento. Sim, amor, pois mesmo que fizessem de maneira violenta, sempre havia carinho e paixão.

Claro que a mãe de Jimin ligou preocupada para Jungkook querendo saber onde o filho estava já que não dera notícias. Jungkook (que havia conseguido uma pausa de cinco minutos), disse tudo o que havia ocorrido, e que ajudou e marcou o Híbrido no cio, a mãe de Jimin no começo ficou brava. Mas, ao Jungkook dizer que amava Jimin, ela não teve de o que se queixar.

- Kookie... – chamou Jimin manhoso. Jungkook resmungou como um pedido para seu Hyung continuar. – Você quase me rasgou ao meio. O que deu em você? Tudo bem que Alfas Lúpus ficam bastante violentos durante o cio... Mais eu mal sinto minhas pernas agora. – choramingou.

- Perdão amor. – disse Jungkook o virando para si. – Mais sabendo que é você... A pessoa que eu mais queria na minha vida... Me da vontade de deixar minha marca pelo o seu corpo todo, garantindo que mais ninguém se aproxime do que é meu. Você me deixa fora de controle, insaciável, louco.

- Eu causo tudo isso em você? – Jimin perguntou e o Alfa assentiu. – Nossa... E eu achando que era apenas um ciúme de amigo. – Jungkook riu.

- Pode acreditar. Você é uma das maravilhas do mundo, que agora está sobre minha propriedade. – disse Jungkook dando beijos pelo rosto e pescoço do Híbrido que se encolhia rindo. Foi quando Jimin sentiu algo duro roçar em sua perna. – Droga... – Jungkook se praguejou. Jungkook nunca tinha ficado com tanta vontade de transar em um cio quanto estava agora. Jimin vendo que Jungkook estava ficando quente de novo resolveu dar a iniciativa e com um pouco de dificuldade, se sentou no colo de seu maknae.  -Jimin, não v-você está muito dolorido.

- Mas você é que está no cio. – disse Jimin. – É o dever de um Ômega satisfazer o seu Alfa.

- Pode até ser. – disse Jungkook fazendo Jimin para de rebolar e o sentar no colchão. O Alfa se colocou na frente de Jimin e passou as costas da mão pelo rosto delicado do Híbrido. – Mais isso não quer dizer que eu vou deixar você se machucar apenas para satisfazer os meus desejos sexuais. – Jungkook sentiu uma fisgada mais forte no seu membro.

- Como eu vou poder te ajudar então? – perguntou Jimin beijando o pescoço de Jungkook.

- Tive uma ideia. – disse Jungkook. – Nós não fizemos isso no seu cio por que nunca dava tempo... Mais você pode fazer uma oral em mim. Já seria o suficiente.

- E-Está bem... – disse Jimin meio apreensivo, não queria cometer um erro e acabar mordendo o namorado. Jungkook abriu um pouco as pernas para Jimin ter mais livre acesso, o ruivo se abaixou até ficar de frente para o membro do moreno. O segurou pela base escutando um arfar de Jungkook e abriu um pouco a boca para por o membro ereto na mesma.

Jimin ainda se perguntava como aquilo havia conseguido entrar em si. Era muito grosso e grande, chegava até a assustar.

Aos poucos Jimin foi pondo tudo o que conseguia na boca, o que não cabia ele bombeava com as duas mãos. Jungkook deixou Jimin comandar, enquanto apreciava o carinho que recebia. De vagar Jimin foi começando a chupar o membro de Jungkook com força. O Alfa se sentia no céu, a boquinha pequena e aveludada era incrivelmente gostosa, quente e molhada. O Alfa se cansou dos movimentos lentos e agarrou as mechas alaranjadas fazendo Jimin engolir bem mais do membro do Alfa, e começou a estocar a boca do Ômega que derramava lágrimas de prazer. Podia estar engasgando mais era boa a sensação. Jungkook foi aumentando a velocidade até chegar ao seu orgasmo gemendo alto e sujando a boca e o lado direito do rosto do ruivinho que engoliu todo o sêmen que tinha em sua boca.

- Desculpe. – disse Jungkook meio acanhado. – Eu estou muito selvagem ultimamente.

- T-Tudo bem... – disse Jimin limpando o rosto igual a um gatinho. – E-Eu gosto... – desviou o olhar envergonhado. Jungkook riu, a pesar de ter perdido a pureza, Jimin continuava sendo o seu gatinho inocente e fofo.

- Vem. – disse já pegando Jimin no colo. – Vamos tomar um banho. – o levou até o banheiro e tratou Jimin como uma verdadeira princesa.

                - Mais uma semana depois... -

- Olha só quem está de volta... – disse Youngjae se aproximando de Jimin. – Sabia que o meu irmão foi parar no hospital por culpa do seu amiguinho? – Jimin ficou quieto e recuou. – Mais tanto faz... Você está lindo em? O que acha de ir até minha casa hoje à noite pra ver um filme? – Youngjae foi se aproximando cada vez mais de Jimin que estava encolhido. Até que sentiu uma mão em seu peito o parando e se pondo entre o valentão e Jimin.

- Fica longe do meu Ômega. – disse Jungkook com os olhos alaranjados.

- Seu? – foi quando Youngjae notou uma marca de ligação no pescoço de Jungkook e olhou Jimin encontrando também outra perto do ombro do mesmo. Olhou Jungkook com ódio. – Maldito... ESSE ÔMEGA DEVERIA SER MEU. – berrou chamando a atenção de todos que estavam por perto. – COMO VOCÊ PODE MARCAR ELE JUNGKOOK? VOCÊ O OBRIGOU NÃO FOI? VOCÊ ABUSOU DELE NÃO É? VAMOS, FALE A VERDADE.

- O Kookie não me obrigou a nada. – gritou Jimin. – E-Ele me marcou por que me ama. – Jimin tentava soar firme mais só conseguiu ficar mais fofo ainda.

- FALA SÉRIO VOCÊ ACREDITOU MESMO NISSO JIMIN? ME DIGA UMA GAROTA QUE VOCÊ CONHEÇA DESSA ESCOLA QUE O JUNGKOOK PELO MENOS NÃO BEIJOU? – Jimin foi praticamente desarmado. – EXATO A MAIOR PARTE ELE JÁ BEIJOU. ELE ESTA MENTINDO PRA VOCÊ, ELE SÓ PENSA EM PRAZER PRÓPR... – Youngjae foi interrompido por um tapa que Jimin deu em seu rosto com suas unhas afiadas. Aquilo surpreendeu a todos, inclusive a Jungkook.

- CALA A BOCA. – gritou Jimin chorando muito. – Você nunca amou na vida nunca gostou de ninguém de verdade. Nem com seu próprio irmão que está no hospital você se preocupa... Jungkookie pode ter seus defeitos mais é um Alfa tão bom quanto qualquer pessoa que eu possa ter conhecido na vida. Ele sempre me protegeu e sempre vai me proteger, posso ser um Ômega fraco mais não sou burro a ponto de não notar que a única pessoa que me faria mal aqui seria você. Você é o único que me machucaria e me usaria. Não ouse nunca mais falar assim dele na minha frente.

Dito isso Jimin saiu correndo e chorando com Jungkook atrás de si. O Alfa tentava inutilmente sentir o cheiro de seu Ômega, mas o cheiro forte de produtos de limpeza confundia o olfato de Jungkook. Pela marca de ligação ele podia sentir que Jimin estava muito abalado, muito triste. Tinha que encontrar de pressa o seu gatinho.

Ao chegar no jardim da escola encontrou Jimin chorado sentado na fonte, estava todo encolhido, com o rabinho entre as pernas e as orelhas baixadas. De longe se podia ouvir os fungados do Felino.

- Jimin. – Jungkook o chamou fazendo se assustar e olhar em direção ao seu Alfa. – Venha. – disse abrindo os braços. Jimin se levantou e correu para Jungkook que o abraçou com ternura.

- Jungkook. – chamou Jimin. – Você me ama mesmo? – Jungkook arregalou os olhos. Podia sentir que Jimin estava confuso, mais nunca imaginou que ele perguntaria algo assim.

- O que deu em você? É lógico que sim. Eu te amo com a minha vida. – disse Jungkook afastando Jimin e segurando em seus ombros. – Nunca mais repita isso. Você é meu sol. Minha vida. Sem você eu nem sei o que faria. – Jimin abaixou a cabeça e voltou a chorar.

- Me desculpe. – pois as mãos no rosto. – Perdão... Me perdoe por isso Kookie... – Jimin estava muito frágil. Jungkook pegou em suas coxas e o fez entrelaçar as mesmas em sua cintura. O segurou firme com uma mão e com a outra ergueu a cabeça do Ômega.

- Não tem que me pedir perdão, você não fez nada. – Jungkook o deu um selinho. – Jimin, eu te amo tanto... – Com carinho Jungkook trouxe Jimin para perto de si e o beijou com todo o seu amor.

- Promete que vai me amar pra sempre? – disse Jimin.

- Prometo. – Jungkook o deu mais um selinho.

- E promete que mesmo que eu não fique mais bonito nem fofo você vai me desejar mesmo assim? – disse Jimin.

- Jimin... Mesmo que você não fique mais com esse lindo corpo eu vou continuar te desejando. Sabe por quê? – o Ômega fez não. – Por que pra mim você sempre vai ser lindo, sempre vai ser perfeito. Eu nunca te quis só pelo seu corpo, eu amo o seu sorriso, seus olhos, seus dentes tortinhos, suas mão fofas e gordinhas, sua pele macia e branquinha, a forma com você dorme e acorda, o seu rostinho bravo, a sua voz doce, sua inocência... Tudo em você é especial e único pra mim. Eu nunca vou encontrar ninguém que eu ame tanto quanto você na minha vida.

- No futuro certeza que você vai dizer isso para outra. – disse Jimin triste.

- Vou mesmo. – disse Jungkook e Jimin sentiu sua visão embaçar por causa das lágrimas. – E ela vai te chamar de Omma. – Jimin o olhou surpreso e o beijou.

- SEU IDIOTA. – disse Jimin sorrindo e empurrando Jungkook fazendo os dois caírem na grama rindo e trocando beijos. 


Notas Finais


Espero que tenham gostado. Deixem a opinião de vocês sobre a história. Digam o que quiserem, fiquem a vontade pra dizer se está um lixo ou se de fato agradou vocês. Quanto mais criticas melhor. Bjs <3

Leiam também o meu imagine.

Minha Nova Vida!: https://spiritfanfics.com/historia/minha-nova-vida-6774385


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...