História O Orfanato - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Death Note, Naruto
Personagens Deidara, Kakashi Hatake, L Lawliet, Naruto Uzumaki, Obito Uchiha (Tobi), Sai, Sakura Haruno
Tags Drama, Naruto, Revelaçoes, Romance
Visualizações 26
Palavras 914
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Shounen
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 8 - Sentimentos Reprimidos


Fanfic / Fanfiction O Orfanato - Capítulo 8 - Sentimentos Reprimidos

— Não se faz de besta!

— Não tô me fazendo de besta, Sakura!

Será que a Sakura enlouqueceu? Do que ela tá falando?!

— Tem um garoto aos seus pés, que faz de tudo por você, mas o que você faz? Ignora ele! — Ela diz aumentando o tom de voz, totalmente indignada.

— Hã? Que garoto?

Ela não se pronuncia e fica observando a Vila pela pequena janela do quarto.

— O garoto te carrega quando você não consegue andar, aguenta seus socos e desculpas, e até te convida para regar flores com ele, mas mesmo assim, você faz questão de não enxergar que ele te ama! — Ela diz ainda virada para a janela.

Se ela continuar falando assim, é provável que acabe em agressão. Conheço a Sakura e sei que ela é tão impaciente quanto eu, e isso não é bom...

— E você ainda fica mal quando um cara que nem conhece direito te dá um fora! — Ela afirma, praticamente cuspindo as palavras na minha cara. Eu tento me defender, mas ela continua: — E não venha me falar sobre missão, porque é nítido que você está apaixonada por ele.

Repito mentalmente tudo o que Sakura disse até agora e arregalo os olhos.

Ela está falando do Sai?! 

— Espera... Você tá falando do Sai?

— Claro, cabeção! — ela responde como se fosse óbvio.

— Mas ele age como um amigo, não como namorado! — afirmo, tentando me defender.

— Ah, é?! Então o que foram todas aquelas vezes em que vocês estavam muito próximos e coravam? O que foi aquela vez que você deu um soco nele sem querer e logo depois foi curá-lo? Que olhar foi aquele que vocês trocaram? — Fico calada e ela continua, já impaciente: — Amaya, por favor, não tente me enrolar! Você sente algo por ele também, só não tem coragem de admitir!

Me sento na cama com as mãos sobre o rosto.

— Sakura... — chamo-a, mas não consigo terminar a frase.

É muita informação pra um cérebro só processar! O Sai gosta de mim... Será que ele realmente gosta ou a Sakura está tentando me fazer parar de pensar no Tobi? Ela já fez algo parecido com o Naruto...

Mas não posso negar que também sinto algo pelo Sai. E esse sentimento não é algo novo.

— Você tá falando sério? — pergunto após tirar as mãos do rosto.

— Claro! Por que eu brincaria com uma coisa dessas?

É, ela está realmente falando a verdade. 

— Eu vou resolver isso. Não precisa me dar sermão. — Ela sorri de canto.

— Lembre-se que ele é o único garoto, além do Naruto, que realmente se importa com você.

Concordo com a cabeça e saio do quarto. Tenho que resolver isso o mais rápido possível!
.   .   .

Ryuzaki está com o polegar sobre os lábios, enquanto encara a mesa com seus olhos grandes e fundos. Ele começa a esfregar os pés descalços e eu fico aflita.

— Eu tenho um plano, mas não sei se você vai gostar. — Ele diz na mesma posição, porém agora me observando.

— Pode falar. — Falo com um ar de "tanto faz". Tudo o que eu mais quero é concluir essa missão, não importa como!

— Você vai ter que se infiltrar na Akatsuki. — Antes de eu protestar, ele continua: — Este será o meu último plano maluco. Se falhar, eu mudo meus métodos.

— Promete? — pergunto surpresa.

— Prometo. Posso explicar? — Concordo com a cabeça e ele prossegue: — Você deverá ficar lá até conseguir informações sobre o objetivo e os planos deles. Depois de duas semanas, me mande um pássaro de argila com o relatório na pata dele. Ah, e antes que eu me esqueça, você vai pra lá na sexta.

— O.k. — concordo um pouco relutante. — Ah, Ryuzaki, esqueci de perguntar... Por que a minha professora sabe sobre a missão?

— Qual o nome da sua professora? — Ele pergunta com o polegar sob os lábios.

— Akane Nishimura.

— Ah, este não é o verdadeiro nome dela.

Olho-o surpresa e pergunto:

— Então qual é o nome verdadeiro dela? Quem é ela?

— Seu nome verdadeiro é Naomi Misora e é uma excelente investigadora. Trabalha comigo há anos. Ela está tão atenta à qualquer movimento de Tobi quanto você.

Ela é uma investigadora?! Bom, tenho que admitir que L tem uma inteligência invejável!

Me despeço dele e corro direto para o orfanato pra contar sobre o plano para os meus amigos. Encontro-os no refeitório conversando tranquilamente e vou até eles.

— Tenho uma coisa para contar pra vocês — anuncio não demonstrando muito ânimo.

— O que é? — Ino pergunta.

— Vou me juntar à Akatsuki.

— O quê?! — todos gritam em uníssono.

Ah, sabia que ia acontecer algo assim... Preciso acalmá-los.

— Calma, gente! É por causa da missão! Eu vou voltar. Acredito que em menos de um mês estarei de volta.

Eles ficam mais nervosos ainda e eu os tranquilizo, dizendo que tentarei voltar o mais rápido possível. Sakura, que até então era a mais exaltada, se acalma, enquanto Sai continua com a mesma cara inexpressiva de sempre.

— Eu sei que sou incrível e que vocês não conseguem viver sem mim — falo irônica e eles reviram os olhos logo após eu dizer isso —, mas eu vou voltar. Acreditem.

Eles se acalmam e eu sorrio de canto. Que bom saber que eles se preocupam comigo!

Depois do jantar, subo correndo para o meu quarto e me jogo na cama. Pego meu MP4 e fico ouvindo música.

Será que conseguirei concluir esse plano? Ryuzaki está confiando em mim, não posso falhar! Vou abandonar meus amigos, mas por um bom motivo. Não posso desistir agora! 


Notas Finais


O que acharam do capítulo? Como será o encontro da Amaya e do Sai?
Coitada da Amaya, carregar um peso desses nos ombros não é fácil!
Beijinhos! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...