História O outro lado de Neji Hyuuga. - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Neji Hyuuga
Tags Drama, Naruto, Neji, Romance, Suspense
Visualizações 22
Palavras 1.725
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Desculpe, as coisas não estão indo como o esperado, então eu to me matando de estudar, preciso me manter como a primeira da classe até o final do ano, não quero ficar em segundo (competitiva? Naaaaaoo)
e eu to engordando eu acho ;-;
que cocozineo
mas enfim
ta ai, boa leitura;

Capítulo 21 - Apenas uma gripe


- Neji! Neji! - A menina o chamava correndo com o livro em mãos. Abriu a porta do quarto do garoto e se jogou na cama enquanto ele ainda sonolento bocejava coçando os olhos. - Olha só o que eu descobri! Eu tava lendo o livro e olha só, depois da história toda, o livro recomeça mas de uma forma diferente, como se outra pessoa tivesse escrevendo ele!  - Dizia o cutucando empolgada mostrando o livro em mãos, ele deu um longo suspiro logo pegando o livro, passeou com os olhos pelas paginas e rapidamente a olhou

- São - parou e olhou o relogio ao lado da cama - 4;15 da madrugada, você me acordou para ver páginas em branco? Yuki, agora é sério, você realmente precisa deixar isso de lado, você nem dorme direito, apenas esqueça esse livro um pouco e me prometa que vai descansar. 

- O que? Não, não é verdade, eu li, eu vi, o livro ainda estava um pouco incompleto mas ele era diferente! - Teimava a garota foleando as páginas em branco, no final do livro, ela apenas encontrou um borrão de tinta e em baixo, no fim da folha a palavra 'fim' riscada ao meio.

Yuki saíra do local cabisbaixa e furiosa, Neji estava certo? Ela chegou em casa se jogou na cama derrotada pela exaustão, dormiu. 

Vocês devem estar curiosos, o que raios tinha no livro? 
A verdadeira história....

Ela não tinha um fim, no meio daquele livro horripiante, as paginas simplesmente acabaram, a história 'acabou' com o fim da lenda, e o inicio da história de Yuki, ou melhor, A Princesa (guerreira) Yuki. 
Somente Yuki tinha o poder de acabar com aquela história, acabar com aquela maldição que já causou dores de mais ás pessoas. MAs por que ela? Por que Yuki era a escolhida, era não era fraca, sabia de seus limites mas também sabia como ultrapassa-los, e foi, e será assim que ela vai ganhar essa 'guerra' ah que spoiler leitores...

Bom, se vocês acham que as coisas terminam bem... Podem ou não estar certos, há dois finais para isso, e só vocês podem decidir se foi ou não um final feliz.  E se as coisas dessem certo para Date? Como ficaria Neji e Ikki? E se no final, as coisas ficarem melhores entre neji e yuki? O que seria de Date e Ikki? Ou melhor como eles se sentiriam? Ah mas isso vocês verão agora, sem enrolação, eu vou direto ao ponto. 

Aquele estranho livro estava narrando a história de Yuki, mas não com o nome dela, e sim, como A Guerreira Do Monte Fuji, Todo dia a história era atualizada, contando as aventuras de Yuki. Um exemplo disso foi no ultimo capitulo do livro. 

[...] Mais um dia se passou e a Salvadora ainda não percebeu seu objetivo nesse pais, nem se quer sabe por onde começar, mas creio que ela vai sim atingir os objetivos, curiosa, ela já sabe quase tudo sobre o anel, já sabe tudo sobre o lago, agora só basta que nossa guerreira junte tudo, e finalmente nos liberte dessa prisão, a qual já estamos presos por anos... [...]

[...] Desde o dia em que a guerreira pisou nessas terras, o relógio voltou a funcionar, as colheitas são feitas  no periodo certo, sem atrasos, sem dificuldade,  apesar de que sua relação com seu principe esteja comprometida, tudo anda no caminho certo.[..]

Estão entendendo o que quero dizer? Ah Yuki, você nem sabe o que te aguarda ainda. O livro que agora ela deixou debaixo da cama, esta com uma pagina em branco, esperando seu próximo movimento, para ser registrado nessa história cativante. 

 

 

No lago, Yuki se esforçava para tirar a pedra do lugar. O tempo era seu inimigo agora, a cada segundo que passa, fica ainda mais perto do casamento, e agora, ela tinha todos ao seu ombro, cuidando cada movimento, com Tatsuyo de volta, estava dificil poder ver Neji, e dar sua famosa 'escapada' para o lago. Cada segundo ali era precioso. 

- Fugindo de novo, Yuki? - Perguntou Neji com as costas apoiadas a árvore átras de si, os braços cruzados e o olhar fixo nela. 

- Eu não estou fugindo, estou.... Explorando. - Ele apenas balançou a cabeça negativamente, como se dissesse tanto faz..- Você é chato sabia? 

- Eu? - Disse caminhando em sua direção, - Preciso lembrar quem foi que me acordou de madrugada pra me mostrar paginas em branco de um livro velho? - Ela fez bico emburrada, esperou ele se virar de volta e jogou uma bola de água no garoto. Ele a olhou furioso. - É assim que quer jogar, yuki? Òtimo. - Terminou a frase e ela o molhou novamente, ele saiu correndo atras da menina pelo bosque quando a chuva os pegou. Rindo os dois brincavam como duas crianças em meio a chuva, correndo ela entrou dentro da cabana ao perceber que a chuva ficara mais densa, Neji a seguiu e adentrou o local misteriosamente, com cautela para não deixa-la vê-lo. 
  A mesma estava com uma toalha secando os cabelos, no andar de cima, de costas para a porta do quarto, ele abriu lentamente a porta e ficou parado no batente a observando cantarolar uma musica qualquer distraída. Após ela ter secado todo o corpo, ele chega de mansinho, a levanta e a pôs sentada a sua altura na bancada ali perto, ela assustada corou violentamente, o menino colou seu corpo gélido ao dela, a menina tentou empurrá-lo, fitava o chão corada. 

- E-Ei! - Ela reclamou, o menino gentilmente colocou uma de suas mãos no queixo dela a fazendo olhá-lo, ele a olhava malicioso fitanto os lábios da menina, e ela obviamente fazia o mesmo, imaginava mil e uma coisas com aquele sorriso malicioso que ele esboçava mordendo os lábios. Ele bateu sua testa na dela rindo do nervosismo que ela tinha, achava fofo toda aquela timidez, tinha vontade as vezes de abusar disso.... 

Ao se afastar como se nada tivesse acontecido, ela o segurou de volta, e selou os lábios em um beijo quase que inocente, ao se separar, o abraçou e apoiou a cabeça no peito do garoto.

 

Aquela chuva trouxe consigo um ar gelido de inverno, e uma gripe terrivel a neji, que por mais que não conseguisse, queria disfarçar o nariz escorrendo, a dor na garganta e a famosa 'lingua do b'. 

Yuki fora ajudar o 'irmao mais velho' entrou n sala empurrando a porta com o bumbum, as mãos estavam ocupadas, trazia uma refeição reforçada, dentre outras coisas. Ao chegar na sala nao pode conter a risada, Neji com o cabelo preso em um coque mal feito, espirrava com  a ponta do nariz vermelho, estava com os braços cruzados, ao ver yuki rir revirou os olhos. 

- Meu bebezinho esta doente? - Yuki brincava fazendo voz de bebe. 

- Ah pelo abor de deus Yuki. - Ela gargalhava ainda mais.

- Ah por que eu não tenho nada aqui, pra poder gravar esse momento? - Debochava pegando uma coberta do armário. Ao voltar tapou o garoto, que tanto insistia que não. Era orgulhoso de mais pra isso, Eu? Neji Hyuuga doente? É só uma gripezinha, eu sou muito mais forte que isso! -Pensava convencido. - Agora é a minha vez de cuidar de você! - Disse ela ligando a tv a sua frente. 

- Eu estou bem! Be Sinto ótimo! - Insistia.

- Nem tenta Neji! Agora anda, abra a boquinha! - Disse fazendo voz de bebe novamente. - Olha o aviãozinho! - Brincava com a colher em mãos. Apos tanta relutância ela conseguiu fazê-lo comer. - Que menininho malvado, tem que ser mais obediente! Vou puni-lo depois! - Se prepare para quando eu estar melhro então, vou puni-la da pior (ou melhor) forma que pode imaginar! - Pensou a olhando sério. 

Naquela tarde chuvosa, Yuki aprecisava o som que a água fazia ou bater no telhado, admirava a paisagem linda, que se formara com a chuva. o balde ao lado do poço já transbordava água. As plantações de arroz enrriqueciam, as folhas das árvores ficavam ainda mais pesadas com os pingos de chuva. Ao virar para ver como neji estava, sorriu instantaneamente ao vê-lo dormir no sofá. A mesma se sentou no mesmo sofa, do outro lado e ele se ajeitou em seus braços. com a cabeça apoiada em seu peito, voltou a dormir com as caricias da meinna em seus longos cabelos. 

Tão frágil, Nunca esperaria isso dele, esse outro lado de neji hyuuga, - Pensou ela.

 

[...] 3 dias depois.

Já era 3;00 da madrugada, Yuki estava acordada, vomitava no banheiro do seu quarto. 

- Yuki? Date a chamou a porta de seu quarto, ao ouvi-la entrou rápido a procurando, viu a mesma naquela situação e prontamente foi ajuda-la, segurando os cabelos já grandes da menina, a dizia palavras de conforto. como, 'calma' 'vai ficar tudo bem' 'respira' 

Apos o ocorrido ela se levantada um pouco fraca, murmurando pedidos de desculpas por ter acordado o garoto. 

-Acho que fiquei gripada - Comentou apenas para 'tirar o gelo'

- O tempo mudou rápido né? Do nada essas chuvas trouxeram esse frio. Deve ser isso. 

- È - Concordou lembrando do dia em que se divertiu como nunca ao lado de neji naquela chuva e no lago. 

Date não saiu do lado dela nem mesmo por um minuto, preparu varias coisas, e a deu remédios para que mlhroasse o mais rápido possivel, e ela insistia para que ele não o fisesse, pois ficaria doente também, ele apenas ignorou. Deu um beijo em sua testa, era quase inocente, lhe lembrara algo como um amor fraternal, mal sabia ela que isso podeira ir alem... 

ele acariciou as bochechas da menina e se sentou na cadeira ao lado da cama enquanto jogava conversa fora, a menina corada concordava, e gaguejava ao falar..

 

- Bom Dia hime-sama - Dizia Hamura alegre a menina, a baixinha parou no mesmo momento ao ver Date dormindo com a cabeça apoiada em sua mão,  ela inda estava na cadeira, ali, e a menina dormia segurando a mão livre do menino ao seu lado. Hamura ao ver a cena riu boba,  - Tão fofos, não? - Comentou com Neji que aparecera atras da pequena mulher que admirara a cena sem perceber o timbre sério que neji carregava no olhar. 


Notas Finais


Ta curtinho né? Ah ficou um cocozine pra combianr comigo outro cocozão ;-;
Não revisei, to cansadinha..
até mais ai pessoal, vo cagar.
beijo de purpurina


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...