História O outro lado do amor - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, TenTen Mitsashi
Tags Naruhina, Narusaku, Naruto, Nejihina, Nejiten, Sakura, Sasosaku, Sasusaku
Exibições 245
Palavras 1.479
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Harem, Hentai, Josei, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Visual Novel
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Aqui estou! ><
Um capitulinho quente SasuSaku! Adoro essa praia.. kkkk E as musicas também! <3
Sobre as músicas, como no outro também deixarei o link as notas finais.
oOo
Bem já aviso que o próximo capitulo será em torno do Neji e a família (treta) o que leva a Hinatinha, só digo uma coisa fiquei até com pena dele... também faz parte do enredo gente não é só um capitulo... sei lá normal.. bem.. todos os capítulos tem coisas importantes que serão usadas depois.. mas em fim..

Espero que gostem! ><

Beijos! <3<3<3<3

Capítulo 11 - "Sequestrada"


Fanfic / Fanfiction O outro lado do amor - Capítulo 11 - "Sequestrada"

 

 

Sasuke está em pé do meu lado e eu me assusto. A janela. Penso, só pode ter entrado por lá.

_Por onde entrou?

_Janela. –Bingo!

Ele se senta na minha cama e olha pro not, sorri ao ouvir a música.

_Se arruma. –Disse já sério.

_Por que?

Ele olha meu corpo e ai me lembro. Estou apenas de blusão cavado estilo skatista e calcinha. Me cubro e ele sorri de lado.

_Se quiser pode ficar assim. Mas vamos logo!

_Quem você pensa que é pra invadir meu quarto pela janela e querer do nada mandar em mim? Onde estava?

_O Sasuke Uchiha. No meu outro mundo.—Diz e foi ai que percebi.

Me levanto e fico de frente pra ele.

_Furou a língua?

_Chega de perguntas e vamos logo.

_Grosso! Eu não vou! –Me sento.

Não sei o que é mais estranho ele furar a lingua ou não me perguntar nada sobre o dia em que ajudou.

_Larga de ser irritante e vamos logo porra!

_Você chega no meu quarto, me assusta, quer mandar em mim e agora me xinga. Vai se foder.

Não sei da onde veio esse atrevimento meu, mas quando o assunto é Sasuke eu mudo.

Escuto estala a língua e quando percebo estou com a cara nas suas costas, olho pra baixo e vejo meus cabelos batendo próximo ao seu joelho ou mais abaixo, ele se abaixa desligando o not e saindo do quarto batendo a porta.

_Me coloca no chão! –Grito e ele da um tapa na minha bunda chamando atenção de todos que estavam no corredor. Minha bunda... Choramingo mentalmente, aquilo doeu.

_Que foi? –Se exalta falando com umas garotas que olhavam pra gente.

_S-Sasuke.. Me põe no chão.

_Cala a boca! Eu disse pra se trocar e você não fez isso. Só me irritou mais do que já estava.

Ele puxava meu blusão com a mão pra tampar minha bunda. Logo estamos no estacionamento, me joga no banco do carona e entra dando partida no Mustang.

 

_Para o carro! –Digo. _Sasuke para a droga do carro!

Quando ele para, ai que percebo, estamos em uma estrada deserta, a mesma que pegamos pra ir à praia.

_Você quer descer, então desce. –Diz debochando.

_Mas.... –Olho ao redor.

_Medrosa. Fica quieta um pouco.

_Por que está fazendo isso. Você some durante uma semana e quando volta me sequestra.

_Você tá me excitando. –Diz olhando pro meu blusão. Porra tô sem sutiã, tinha como ficar pior.

Percebe minha vergonha e começa a sorri.

_V-Você não presta! –Grito com raiva.

_Agora que percebeu. –Ele acelera o carro e dentro de cinco minutos já estávamos na mesma praia de antes.

 

_Vai ficar ai?

Diz do lado de fora, abre o porta malas e tira algumas coisas de lá.

Saio do carro e piso direto na areia. Até descalça eu tô. Ando mais a frente e sinto a brisa bater no meu corpo, hoje tem algumas estrelas e a lua está linda.

O som que saia do Mustang foi capaz de tirar toda raiva que sentia, me preenchendo com uma adrenalina incomparável. Viro-me de frente pro Sasuke que se encontrava sentado em cima de um lençol na areia, seu sorriso era lindo, muito lindo mesmo!

_Nossas músicas.

_Nossas? –Pergunto.

_Sim. Até hoje nunca achei alguém que gostasse desse tipo de musica. Então é nossa.

_Somos estranhos.

Digo e ele ri concordando.

A música acaba, dando inicio a outra e eu o olho com as mãos no rosto.

_Não acredito. –Digo e ele se assusta não entendendo.

Mas assim que a música começa a tocar ele sorrir.

_I want you by my side

So that I never feel alone again

They've always been so kind

But now they've brought you away from me

I hope they didn't get your mind.

Canta e eu balançava de um lado pro outro curtindo o som que saia do carro, com certeza a NOSSA pasta combina com esse lugar.

Começo a dançar que nem uma louca pela areia, ele apenas ria balançando a cabeça e mexendo os ombros. Não me importa se meu blusão está subindo ou se o vento está bagunçando meu cabelo. A música do Milky Chance – Stolen Dance, tocava e eu queria dançar, bem, eu dava pulinhos mexendo o corpo e rebolando um pouco em uma dança estranha.

_And I want you

We can bring it on the floor

You've never danced like this before

But we don't talk about it

Dancin' on

Doin' the boogie all night long

Stoned in paradise

Shouldn't talk about it.

 

Logo que ela acabou sou puxada por ele que ainda sorria, começamos a dançar de um lado pro outro de acordo com a nova música que tocava. Breezeblocks – Alt-J.

Ele olhava diretamente nos meus olhos e eu não desviei em nenhum momento, o vento batia em nossos corpos, mas nem isso era capaz de quebrar o nosso olhar.

Seus lábios, a única coisa que eu queria nesse momento. E pelo jeito, ele também. Sua boca roça contra a minha que se abria de vagar esperando sua língua que logo adentrou me fazendo chupa-la, o novo metal no local era estranho, mas ainda assim gostoso, ele morde meu lábio inferior e cola meu corpo ainda mais no seu.

Sua mão descia até minha cintura apertando de vagar, seus toques faziam meu corpo todo arrepiar, o que era estranho para mim. Quando percebo já estou deitada em baixo dele como da ultima vez, seus beijos estavam mais selvagens, ele sobe meu blusão até a altura dos seios e eu me encolho.

Depois de ter visto aquilo e me ajudado, me sinto envergonhada.

_Ei... O que foi? –Pergunta.

_É que.. depois de tudo, você sumiu, eu achei que tinha nojo de mim ou algo assim. –digo virando o rosto e cobrindo tanto meus seios como a cicatriz.

_Eu só tive que... Fazer uns lances. –Dis desviando dos meus olhos pra um ponto do meu lado.

_Mas..

_Você é linda, e se eu não achasse isso nunca que estaria tão excitado como estou. –Diz sorrindo e eu coro olhando pro volume no meio das suas pernas.

Sinto sua língua na minha orelha e logo uma mordida no lóbulo me fazendo gemer baixinho.

Me beija novamente e desce mordendo meu pescoço e logo abocanha meu seio direito sugando e mordendo o bico, eu me remexo em baixo dele, massageia o outro um pouco mais forte que a ultima vez o que me faz gemer ainda mais.

Meu subconsciente me manda para-lo e ir embora, mas meu corpo discordava, aquilo era delicioso. Sinto-o descer os beijos pela minha barriga até chegar na minha calcinha preta. Antes que ele possa tira-la seguro sua mão.

_Você tá.. Tremendo, tá tudo bem?

_Eu... Tenho medo. –Digo e ele sente meu nervosismo.

Ele ergue o corpo encarando meus olhos.

_Você é... Virgem?

Balanço a cabeça negando.

_E então do que tem medo?

_É complicado...

Ele me beija novamente.

_Não vou machucar você. –Diz passando confiança e eu balanço a cabeça concordando.

Ele volta descendo os beijos a partir dos meus seios, puxa minha calcinha de vagar até que ela está nos meus pés. Beija meu joelho subindo até minha virilha e logo solto um gemido sentindo sua respiração lá.

_S-Sasu...aaah

Passa a língua por todo o local e logo para mordendo meu clitóris, seus toques eram calmos e precisos, ele suga meus lábios e pincela a língua pela minha entrada, eu gemia cada vez mais alto, agradeci mentalmente por ter aqueles piercings o metal gelado contra minha intimidade me dava ainda mais prazer.

O céu estava lindo e o vento frio batia em meu corpo descoberto de tal maneira que só aumentava minha excitação. Escuto um sorriso vindo dele e logo outra sugada, eu mexia meu quadril procurando por mais e ele me segura forçando minha parada.

Passa minhas perna pelo seu ombro me deixando totalmente exposta à ele. Sua mão sobe em direção ao meu seio direito e o aperta.

_Geme pra mim Chiclete.

Eu simplesmente obedeci, aquilo era delicioso, MUITO delicioso. Não me importava com mais nada, a única coisa que queria era gozar.

_Sasuke... Eu...

Sinto meu corpo se contrair e ele desce a mão apertando uma de minhas coxas. Escuto ele gemer rouco e depois me penetra com a língua, volta a morde minha carne pulsante, e me derramo na sua boca.

_Deliciosa Sakura. –Diz subindo até meu rosto e deposita um beijo na minha bochecha.

Não consigo dizer nada, apenas me concertava em respirar.  

Ele se deita do meu lado e percebo que seu volume não estava mais lá e sua bermuda estava aberta e abaixada.

_A culpa é sua por ficar excitada só ouvindo aquela música.

Diz se referindo ao momento dentro do quarto, suspiro sentindo meu olhos finalmente pesarem.

_Descansa, vou ficar aqui te olhando. –Me puxa pra cima do seu peito e descendo meu blusão.

Continua......


Notas Finais


O link das músicas:
Milky Chance - Stolen Dance :

https://www.youtube.com/watch?v=iX-QaNzd-0Y


Alt-J (∆) - Breezeblocks :

https://www.youtube.com/watch?v=rVeMiVU77wo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...