História O outro lado do Satsui no Hadou - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Street Fighter
Tags Chun-li, Dark Hadou, Evil Ryu, Hentai, Ryu, Satsui No Hadou, Sexo, Street Fighter
Exibições 52
Palavras 1.183
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Ecchi, Ficção, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


A fic chegou ao fim. Finalmente a conclusão do único assunto que ficou pendente entre ambos.

Aconselho que, antes de ler, joguem, ou assistam no Youtube, o modo história de Street Fighter V "A Shadow Falls", pois terão spoilers dos acontecimentos mostrados ali nesse último capítulo.

Capítulo 10 - Epílogo


Fanfic / Fanfiction O outro lado do Satsui no Hadou - Capítulo 10 - Epílogo

Chun-Li estava ajudando Li Fen com a sua pequena mala. A jovem garotinha estava feliz, pois iria viajar por uns dois dias com uma coleguinha da escola, que é filha de um amigo de Chun-Li, dos tempos que ela tinha acabado de entrar na polícia, e que também era um lutador. Enquanto Chun-Li estava verificando se Li Fen não estava se esquecendo de nada, a garota acabou de terminar um desenho.

- Chun-Li, será que o senhor Ryu vai gostar? Não sei desenhar muito bem, mas foi a maneira que encontrei de agradecê-lo por ter nos salvado, naquele dia. - disse Li Fen, com seu jeito meio tímido.

Chun-Li olhou o desenho. Com traços simples, bem infantis e sem nenhum tipo de técnica, Ryu estava dando o seu Hadouken, com uma expressão feliz.

- Claro que ele vai gostar Li. Agora vai para sala e leve a sua mala. Lembre-se que não apenas Ryu, como também Hon irá passar aqui para te pegar.

- Espero que o senhor Ryu chegue primeiro. Assim poderei entregar o desenho pessoalmente.

Enquanto Li Fen foi para a sala, Chun-Li aproveitou para se arrumar. Trocou sua roupa e colocou uma camiseta branca, uma calça comprida preta, um par de tênis vermelhos e um colete.

Desde o dia que eles invadiram a base da Shadaloo, que ela não via Ryu. Estava ansiosa para encontrá-lo. Naqueles dias caóticos, muito mal, conseguiram dar duas escapadas, uma antes de ir até a base e a outra depois, na casa de Karin.

Ao acabar de se arrumar e ir para a sala, a campainha toca. Chun-Li vai até o portão de sua casa, atender. Era Ryu. Ele estava com seu traje de luta e sua sacola de viagem nas costas.

- Olá, quanto tempo, meu lutador favorito! Eu e Li Fen estávamos te esperando.

- Oi Chun-Li. Vim o mais rápido que pude, ainda mais depois que você disse que ela iria viajar. Queria saber como ela está.

- Vamos, entre, Ela está na sala.  

Ao entrar na sala, Li Fen, deu um sorriso meio tímido e foi até ele. Ryu se agachou e disse:

- E aí, como essa pequena guerreira está?

- Muito bem, senhor Ryu. Ah, ainda não sou uma guerreira… Mas Chun-Li tem me ensinado a lutar! E eu estou muito feliz que o senhor tenha chegado. Eu fiz esse desenho para agradecer o que o senhor fez naquele dia. Espero que goste!

Ryu pega o desenho e sorri. Ele dando Hadouken com um sorriso no rosto.

- Ah, então Chun-Li tem te ensinado uns movimentos? Então terei certeza de que você se tornará uma ótima lutadora! Um dia vou querer ver os seus movimentos! Ah, e irei aceitar sim o seu presente, mas com uma condição: que você pare de me chamar de senhor e me chame de Ryu ou, até mesmo de tio Ryu. - dando um sorriso gentil.

- Ok, irei fazer isso… Tio Ryu! - disse Li Fen sorrindo.

- Melhor assim! Pode deixar que guardarei o seu desenho com muito carinho. Está muito bonito! - respondeu Ryu, levantando em seguida.

Chun-Li olhava aquela cena, encostada na porta, rindo. Por alguns instantes, lembrou de quando era apenas uma criança junto de seu pai.

Enquanto observava Ryu brincar com Li Fen, a campainha toca novamente. Então ela deixa ambos brincando na sala e vai até o portão de sua casa. Era Hon Fu e sua família que tinham acabado de chegar, para pegar Li Fen.

- Como estão as coisas Chun-Li?

- Tranquilas até. Depois de tanta tempestade, finalmente uma calmaria. Olá Brenda, olá Mei! - diz acenando para a esposa e a filha de Hon Fu que estavam no carro - Vocês querem entrar e tomar um chá antes de ir?

- Não precisa Chun-Li, estamos com o horário meio apertado. A gente espera aqui no portão. - respondeu Hon Fu.

Chun-Li foi até a sala chamar Li Fen.

- Vamos, Hon Fu, Brenda e Mei chegaram, Li. Eles estão te esperando no portão.

- Bem, tio Ryu, tenho que ir agora. Quando der, venha me visitar de novo.

- Irei fazer isso Li Fen. Faça uma boa viagem e se comporte menina.

- Pode deixar!

Chun-Li levou Li Fen até o portão e se despediu da garota. Assim que ela entrou no carro, ela fechou o portão e foi para a sala, onde Ryu a aguardava.

- Você está se saindo uma boa mãe. - disse Ryu sorrindo.

- Ah, Ryu… - falou Chun-Li, um tanto sem graça.

- Agora que Li Fen se foi, a gente pode conversar. - disse Ryu olhando sério para Chun-Li. E continuou - Conversei com meu mestre sobre o ritual de purificação. Ele me disse que, já que despertei o poder do nada, fica bem mais fácil de fazer. Se você quiser, podemos começar agora.

- É isso que você quer Ryu?

Ao ouvir isso de Chun-Li, Ryu ficou com uma expressão surpresa.

- Sabe, naquele dia, na base da Shadaloo, quando você nos salvou… Senti algo muito bom naquele momento...Aquele seu Hadouken… Parecia estar carregado de um sentimento bem forte. Até Li Fen notou isso. Quando ela, aos poucos foi se abrindo comigo, falou “acho que o senhor Ryu gosta muito de você”.

Ryu, ao ouvir isso, ficou ligeiramente corado. A menina tinha razão, apesar de nunca ter explicado direito para Chun-Li o que ele sentia, desde que começaram a ter um caso, após o incidente com o Satsui no Hadou.  

- Ela tem razão… Eu gosto muito de você, sabe. E é por isso que queria fazer o ritual… Não quero que você continue comigo por causa de uma bobagem feita no passado.

- E quem disse que eu estou contigo unicamente por causa disso? Se fosse unicamente por causa daquilo, eu já teria lhe dito. Fui bem clara naquele dia que conversamos, lembra?  Sabe, o que eu sinto por você também não é apenas amizade, tesão e admiração. Parece que tanto eu como você terminamos, no fim, guardando o que sentimos realmente…

- Eu não me acho homem para você. Você tem uma carreira, acabou de adotar uma menina e ainda tem um lugar fixo. Eu sou um andarilho, que segue o caminho da luta, procurando sempre se aperfeiçoar como guerreiro...

- E quem disse que devemos seguir a tradição? Podemos continuar desse jeito. Nos vendo sempre que possível, curtindo nossos momentos juntos e, porque não, sendo o tio Ryu e indo passear e brincar com Li Fen quando ela estiver aqui.

Ryu olha para os fundos dos olhos dela, um tanto surpreso e também feliz, dizendo:

- É isso mesmo que você quer?

- Vamos fazer assim… No dia que um de nós perceber que acabou, iremos fazer esse ritual. Até lá continuaremos do jeito que estamos. - disse Chun-Li, dando um doce sorriso.

Ao terminar de dizer isso, Chun-Li abraçou Ryu. Ambos se olharam e deram um beijo bem longo. E a única preocupação deles, era apenas fazer aqueles dois dias que cada um seria exclusivo um do outro, durarem o máximo possível.


Notas Finais


Agradeço quem leu até o último capítulo. Muito obrigada.

Algumas coisas que a fic mostrou me baseei em detalhes presentes ou informações divulgadas do jogo Street Fighter (o doce favorito de Ryu, a admiração que Chun-Li sente por ele, o fato das pernas dela o surpreender na luta, etc). Sim eu fiz um trabalho de pesquisa. Por mais louca que a fic tenha ficado, procurei manter algumas características originais. E só para deixar claro, Ryu e Chun-Li é um dos shipps que mais gosto.

O leitor gamer mais atento, deve ter sacado quem eram Hon Fu e Brenda. Hon Fu é originário da série Fatal Fury da SNK e Brenda é o nome de sua namorada (já Mei é invenção minha mesmo). A participação dele nesse fic é fazendo referência ao pre-bout especial de Chun-Li contra Ryuji Yamazaki em Capcom vs SNK 2, onde Hon Fu aparece ao lado dela. Por conta disso coloquei os dois como amigos.

Mais uma vez, muito obrigada e até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...