História O outro lado do Satsui no Hadou - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Street Fighter
Tags Chun-li, Evil Ryu, Ryu, Satsui No Hadou, Street Fighter
Exibições 50
Palavras 622
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Ecchi, Ficção, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Capítulo atualizado.

Capítulo 2 - A visita de uma amiga


Fanfic / Fanfiction O outro lado do Satsui no Hadou - Capítulo 2 - A visita de uma amiga

Ryu está sentado na porta do dojo de seu mestre. Era um dia quente de primavera. O calor era tanto que estava lembrando o da próxima estação, o verão. Usando uma velha bermuda ele curte a brisa, enquanto espera a visita de sua amiga Chun-Li.

Como raramente pára em casa, Ryu fica bastante feliz quando coincidências como essa acontecem. Chun-Li estava numa investigação para a Interpol no Japão e, como o caso terminou mais cedo que o previsto, entrou em contato para saber se poderia fazer uma visita e, também, caso fosse possível, passar o restante dos dias de folga.

“Ah, Chun-Li…”, pensa Ryu, controlando o que vem em sua mente. A lutadora chinesa mexe profundamente com ele. Porém, a promessa que ele fez no passado, aliado a sua ambição de querer se tornar um mestre e conseguir controlar o Satsui no Hadou, não permite que ele possa sequer cogitar alguma coisa com ela.

Todavia, ele se permite sonhar, mesmo que seja um pouco. Das vezes que se encontravam, ele notava que ela, de vez em quando, o olhava de uma maneira diferente. Sempre que percebia isso, Ryu dizia a si mesmo que era apenas coisa da imaginação dele. Porém, várias vezes ele já se pegou pensando na bela lutadora e até mesmo, tendo algum sonho molhado com ela.

— Uma mulher como aquela, não iria se interessar por um louco como eu. - disse, baixinho, com tristeza na voz.

Logo após ele ter dito isso, ele escuta um barulho no portão. Era Chun-Li, que tinha acabado de chegar.

Ryu veste uma regata e vai atender o portão.

— Ryu, quanto tempo! - disse Chun-Li enquanto o batia seu punho direito com o dele.

— Verdade. Pode entrar, a casa é sua.

Chun-Li vestia um vestido leve, simples, de cor amarela e usava uma sandália preta. Carregava consigo uma pequena bolsa de viagem azul e duas sacolas de compras. Seus cabelos estavam presos num rabo de cavalo, o que a deixava ainda mais bela. Ryu, discretamente, olhou para as suas coxas e pernas trabalhadas, enquanto ela passava pelo portão.

— Fazia muito tempo que a gente não se via, né? E olha só pra você. Parece que andou pelas praias brasileiras, de tão queimado de sol.  

— Fazer o quê, eu pego cor facilmente. E você, raramente te vi sem seus famosos coques.

— É bom variar de vez em quando. Olha eu trouxe umas coisas pra você, como não sabia como estaria a sua despensa. Ah, e comprei mizuyokan, pois lembrei que você gosta!

— Nossa, obrigado. Vamos até a cozinha guardar essas coisas e depois descansar. Da cidade até aqui é meio longe. - disse Ryu, que pensou em seguida: “Ela lembrou que eu gosto desse doce…”

Ambos foram até a cozinha guardar as compras que Chun-Li tinha feito. Logo após, Ryu a levou para um dos aposentos do dojo. O quarto era simples, ao estilo japonês, com uma cômoda e alguns livros.

— Você pode deixar as suas coisas aqui e descansar.

— Obrigada. Depois, quando o sol baixar um pouco, vamos treinar? Faz tempo que não luto contigo…

— Claro. Será que suas pernas vão me surpreender como sempre?

— Pode ter certeza que sim!

Então Ryu saiu do quarto para deixá-la à vontade. Chun-Li deixou sua mala num canto e deitou-se um pouco. Estava um pouco cansada, e o caso que tinha pego, era extremamente estressante, envolvendo a Shadaloo. De certa forma, ali a jovem poderia se esquecer dos seus problemas, e apenas tentar relaxar um pouco com seu amigo.

— Ryu… - disse baixinho, dando um suspiro.

Não era de hoje que ela se sentia atraída por ele. E estar sozinha com Ryu, dividindo o mesmo teto, mesmo que por alguns dias, trazia-lhe desejos que dificilmente seriam alcançados.


Notas Finais


Mizuyokan - doce japonês feito de feijão azuki, ágar-ágar e açúcar.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...