História O Par(k) Perfeito – Jikook ABO - Capítulo 10


Escrita por: ~ e ~Jikookwriters

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Abo, Abo Universe, Jikook, Jikookwriters, Jimin Ômega, Jungkook Alfa, Universo A/b/o
Visualizações 1.705
Palavras 1.323
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Festa, Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hi, my babies!
Obrg aos 697 fav! Wow, nunca pensei que essa fic iria crescer tanto, então muito obrg sjdnsndnd
O cap tá pequeno e todos vão passar a ser assim por conta da minha falta de tempo, então espero que entendam... BESOS

Capítulo 10 - Romantismo


Fanfic / Fanfiction O Par(k) Perfeito – Jikook ABO - Capítulo 10 - Romantismo

A semana passou voando e quando eu vi, já estava conversando com Jeon sobre as novidades. Foram muitas, desde boas até as piores possíveis. Poderia enunerar cada uma delas e ficaria envergonhado por conta de algumas. 


Na terça Jeon mandou-me uma carta, sua letra estava brilhando em caneta azul com glitter, fazendo meu coração falhar uma batida e meus lábios curvarem-se em um sorriso sincero. Nela estava escrito que precisaria encontrá-lo embaixo da sacada da quadra de esportes, onde a macieira crescia e nos dava a visão de belas maçãs, vermelhas e suculentas. Comecei a pensar que Jeon gostava de árvores frutíferas e naquele dia ensolarado, eu vi pela primeira vez o meu amado subir aquela árvore como um menino sapeca. Colocava os pés nos galhos, meu peito apertava com medo dele cair, mas logo ele estava no chão, entregando-me uma maçã verde e uma vermelha. 


– Coma... – ele disse e eu passei a casca verde por cima do meu uniforme, limpando algumas impurezas, o que não adiantaria muita coisa. 

 

Mordi um pequeno pedaço da fruta e não pude evitar uma careta por conta do gosto azedo, o que fez Jungkook rir. Ele me entregou a vermelha e mais uma vez, eu mordi, dessa vez o gosto era doce e suave, lembrava os lábios de Jeon. 


– Prefiro a vermelha... – informei e ele sorriu. 


– As vezes o amor é como uma maçã verde, azedo, mas também pode ser como uma maçã vermelha, muito doce. Depende de nós. – disse e eu gelei, era quase uma declaração de que era uma escolha nossa levar aquilo à frente. 


Então ele me beijou e mais uma novidade surgiu: A ansiedade, a espera inesgotável pelo futuro, onde eu teria o meu "final feliz". 


Mas tudo que é bom, pode acabar no segundo seguinte, ou – como aconteceu no meu caso – na manhã seguinte. 


Na quarta ele me encontrou na cantina com Jin e Namjoon e abraçou-me por trás. Foi inevitável não sorrir ao sentir seu cheiro convidativo, estava mesmo habituado com aquilo, mas não imaginava que ele decidiria virar-me e beijar meus lábios com tanta rapidez e vontade, introduzindo sua língua em minha boca sem ao menos me deixar respirar ou pensar. Para a nossa infelicidade, eu havia acabado de comer uma carne muito suculenta, com molho de churrasco e... Senti muito por Jeon ter me beijado com aquele gosto na boca. 


Ele ficou envergonhado, mas não falou nada, apenas me ofereceu uma bala de cereja e acenou ao ir embora. Namjoon ria da minha desgraça e Jin-Hyung apenas fazia carinho nos meus cabelos. 


Nesse dia, eu aprendi que toda maçã vermelha tem um gostinho azedo no final, pois cada coisa é imperfeita na sua perfeição. Novidade do dia: O gosto da sua boca pode não estar agradável, mas amigos sempre vão lhe apoiar, mesmo que seja à base de risadas e brincadeiras. 


Na quinta ele não beijou-me de suspresa, pediu permissão para tal e assim eu conheci o cavalheirismo mais de perto. Ele sorriu e tomou meu corpo para si, demonstrando carinho e uma certa diferença em seu olhar. Jeon parecia mais radiante e animado, sorria atoa... Conheci também o início da paixão recíproca. 


Na sexta à noite eu estava no meu quarto, já havia conversado com ele e começara a trabalhar no fim do aplicativo, estava fazendo alguns ajustes e anotando algumas coisas quando a porta foi aberta, ocasionando um rangido que ecoou por todo o quarto, indo até os meus ouvidos, fazendo-me virar para ver o que estava acontecendo, afinal, minha mãe sempre batia antes de entrar.  


– De novo nesse computador? – a voz mansa, porém falsa, soou – Tudo isso por conta do tal site?  


– O tal site é meu trabalho, Yoongi-ah e eu acabei criando um carinho muito grande por ele. – respondi, voltando-me para a tela, onde programava a extensão da plataforma. 


– Tudo isso por conta daquele alfa? – o cheiro de tranquilidade cessou, agora o ambiente cheirava a tensão e eu não gostava daquele aroma.  


Ouvi a mola da cama se contorcer e presumi que meu primo havia sentado na mesma, seu cheiro ficaria ali e aquilo me incomodava demais! 


– Saia do meu quarto, por favor! – eu disse e ele deu de ombros. 


– Por que? Tem medo de falar sobre o Jeon? – questionou e eu desviei o olhar do computador para ele. 


– Não, eu não tenho medo. Jeon é muito especial para mim, eu acabei nutrindo uma paixão que tornou-se amor e espero que, em breve, tudo isso seja recíproco. Eu confio nele. 


– Seu romance não dará certo, Jimin-ssi. 


Engoli em seco. Não queria que Yoongi estivesse certo, afinal, eu amava Jeon Jungkook. Tanto tempo o observando me fez querer provar de cada pedaço seu e nada poderia tirar esse direito que eu tinha, de sonhar, de tentar algo com a pessoa que eu amava. Yoongi notou que eu estava abalado, mas não voltou atrás, ele continuou relutante em sua hipótese de que tudo aquilo era inútil e que eu estava perdendo o meu tempo. Dias antes ele riu ao saber das "novidades" e naquele momento eu lembrara que sua expressão de escárnio ainda fora menos dolorosa que aquelas palavras.  


Um suspiro alto foi dado por mim, estava me controlando para não chorar. Não queria demonstrar fraqueza na frente dele, não na frente de Min Yoongi. Seria muita estupidez da minha parte se ele soubesse que suas palavras eram cortantes e que faziam meu coração sangrar.  


Eu sempre fui um menino frágil, gostava de sonhar com um conto de fadas ou de viver numa realidade só minha. Não me importava se tudo desse errado, mas não deixava de chorar antes de dormir, de deixar o travesseiro ser meu maior confidente em noites tão frias. Quando Yoongi foi embora eu chorei por um mês inteiro, sentia tanta falta da sua presença, mas não imaginava que anos depois eu estivesse com tanta vontade de que ele fosse embora e me deixasse em paz. Eu só queria ser deixado em paz, apenas isso. 


– Meu romance não é da sua conta! 

– Sim, isso é verdade. – ele riu sarcástico e se levantou, colocando as mãos dentro dos bolsos de sua calça, olhou-me por um momento e mais uma vez fez aquela expressão de escárnio – Deixarei você se iludir por si só, não irei intervir nisso de forma direta, apenas mostrarei para você que está errado em escolher um alfa como ele. 


Desta vez eu soltei uma risada irônica, não pude me segurar diante de sua afirmação.  


– O que é errado? Acreditar em amor verdadeiro? O chato desse mundo é ter pessoas tão descrentes quanto você! Sabe o motivo de você não acreditar no meu amor? Porque você é um seco, frio, sem coração! Que se exploda o que você acha sobre o Jeon e sobre mim, sobre o site ou qualquer coisa que envolva o que eu sinto por ele! – suspirei fundo e o empurrei até a porta – Eu não preciso de bunda, peito, coxas, um corpo padronizado, cabelos sedosos e rosto impecável para ser perfeito, eu posso ser perfeito dentro das minhas imperfeições e NADA vai mudar isso e quer saber? Fico muito feliz! O Jeon gosta de mim assim e eu não pretendo mudar. Eu serei o Park perfeito, você querendo ou não, Min Yoongi!  


– Vai se arrepender por querer tanto alguém que não tem certeza que gosta de você, deixando para trás sentimentos verdadeiros! – ele bufou e eu acabei recuando minimamente. 


– Não, eu não vou me arrepender de nada e olha, tenho uma novidade para você! O amor é barreira contra energias ruins que podem chegar de surpresa para incomodar e, enquanto eu amá-lo, o mundo pode desmoronar, mas sei que vou reconstruir cada pedacinho com muito carinho, na esperança de ver tudo lindo outra vez. AGORA SAI DO MEU QUARTO! 


Ele me olhou com desgosto e saiu do lugar batendo a porta. Tudo estava bem, tirando aquela frase que latejava em minha mente: 


"Seu romance não dará certo, Jimin-ssi."


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...