História O Passado Esquecido - uma história fnaf - Capítulo 12


Escrita por: ~ e ~julinhawlk

Postado
Categorias Five Nights at Freddy's
Personagens Freddy Fazbear, Golden Freddy, Nightmare, Nightmare Freddy, Personagens Originais, Purple Guy, Springtrap
Tags Fnaf, Mistério, Novela, Romance, Suspense
Exibições 22
Palavras 631
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa Leitura e aguardem a contiuação.

Capítulo 12 - O Ataque: O Maior Medo se Torna Realidade


Estávamos todos reunidos,naquela grande mesa e com Eles dançando e cantando,meu coração estava a mil, não sabia pra onde olhar e eu não ficava parado, era sempre vendo, como se eu estivesse esperando que acontecesse, eu era o único que não estava se divertindo, eu realmente queria era acordar e não queria ver aquela cena e faltava pouco para isso. 

 -ei...qual o motivo para você não está alegre-disse edu vindo em minha direção. 

-Bem pode ser pelo fato de você está com outras pessoas em vez de seu melhor amigo- fiz uma cara de mal e triste. 

-rsrsrs...só você mesmo,pensando bem...é verdade o que disse- ficamos nos encarando por um longo tempo e de repente Ana chega falando:

- Nossa edu...é a melhor festa do mundo.

-Eu sei que é mas...poderia ficar melhor não é? - olhou para mim rapidamente e suspeitei- venham vou mostrar algo pra vocês.

    Fomos seguindo ele até o palco e paramos na frente de Freddy, confesso que meu coração quase saiu pela boca.

-Ele é tão bonito,vocês não acham?- bonito é uma frase muito forte para aquele animatronic, fitei ele por um tempo e fiquei esperando ele se mover...mas nem um movimento.

  Estávamos indo em direção ao outros e o pai dele o chama e diz pra nós irmos andando, nos sentamos e ficamos brincando de verdade ou desafio, por um momento vi chica se movimentando de modo estranho porém nada de mais continuamos com a brincadeira e Edu chega bagunçando tudo e acabando com tudo.Olhando novamente para os lados e os convidados alegres meu desespero estava aumentando e a hora do acidente começou. 

    De Repente houve um apagão tudo ficou escuro, algumas crianças começaram a gritar e outros entrar em pânico,peguei nas mãos de Lisa, Leandro ,Ana e Edu e pedi para se acalmarem,Lisa estava em choque não sabia o que fazer, e lágrimas escorrem do meu rosto e barulhos metálicos se iniciaram e os guardas começaram a pedir socorro e tudo ali virou um caos,gritos se misturando com metal e pânico, chamei todos para o meu lado e alguém tropeçou em nós e caímos no chão,perguntei se estavam bem e acenaram com a cabeça um sim, os passo metálicos estavam vindo em nossa direção e quando olhei para cima eu vi...aqueles olhos cinza cintilantes e vi que ali seria o fim...o meu passado...voltou para me assombrar mais uma vez.

     Levantamos depressa e saímos corremos deixando ele para trás e as luzes de emergência acionou e pudemos ver eles...matando crianças, o sangue delas pelo chão com aqueles olhos sedentos de sangue, olhei para eles e em seus rostos estavam sujos por conta do suor e seu semblantes eram de desespero e sabia que não poderia fazer nada...somente observar.

  Nos escondemos em um sala no corredor,mas sabia que ali não estaríamos a salvo. 

   Os passos metálicos foram aumentado enquanto eu fazia elas se acalmarem,estavam agitadas, Lisa e Ana não parava de chorar,Leandro e Edu ficam na porta tentando colocar algo para segurar,porém eu pude ver o quanto estavam em choque.

   O era de todos eles o que estava com mais medo e não era à toa a única coisa que eu queria que acontecesse comigo e meu mundo mais uma vez virou de cabeça para baixo.

 -Teremos...de alguma forma sair daqui-disse Leandro ainda ofegante.

-Mais como? Não Sabemos do que eles vão fazer-disse eu.

-Iremos descobrir...tenho certeza-completou Edu.

-Pode ser que tenhamos uma chance-disse eu novamente. 

-Qual?-perguntou Leandro. 

-A sala do guarda de segurança, enquanto eu estava na casa do meu pai vi as plantas do restaurante, é chamado de sala de câmeras...deve ter um telefone ou algo do tipo.

-Vamos tentar...preparem-se-disse Edu bravamente- e vocês vão com a gente, não vamos deixar vocês. 

-É...bom...mesmo viu-disse Ana ainda em choque.  

   Isso não é nem a metade do que irá acontecer pensei comigo mesmo.



Notas Finais


Continua...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...