História My past haunts me even in the future (Kim Taehyung) - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~DinahDinahjae

Postado
Categorias AOA, Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Baekhyun, BamBam, Chanmi, Chanyeol, Chen, Choa, D.O, Hyejeong, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jimin, Jin, Jinyoung, Jungkook, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Mark, Mina, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Seolhyun, Suga, Suho, Tao, V, Xiumin, Youkyung, Youngjae, Yugyeom, Yuna
Tags Bts Got7
Visualizações 10
Palavras 1.719
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpa a demora para postar.
Boa leitura 😀

Capítulo 3 - Night without nightmares


Fanfic / Fanfiction My past haunts me even in the future (Kim Taehyung) - Capítulo 3 - Night without nightmares

Vou até o Baek e toco em seu ombro.

- oi Baek,oi Giih.-digo sorrindo.-porque meus amigos vem para cá e nem me avisam- digo fazendo bico.

os dois me abraçam - bom dia James -diz o Baek,e eu começo a rir.

- James?bom dia Dih.-diz a Gih

- piada interna,nem tenta entender.-diz Baek mostrando a língua para a menor a sua frente.

Eu começo a rir.- para que isso Baek?-diz rindo.

- cade as meninas?-pergunto.

-devem estar no quarto da sua Vó.-diz.

- Dih,não vai dar para mim ficar eu estou de passagem.-diz.

-tudo bem.-dou um abraço na mesma, realmente hoje não estava bem,nem insisti para que ficasse.

Saio andando e vou para o meu quarto,entro e coloco o caderno no móvel,me deito na cama e fico pensando.

Pov Taehyung

Saio da praça e vejo minha madrasta não queria que a mesma me visse, andei até uma rua pouco movimentada e vejo a mesma mulher de hoje,ela estava conversando com um homem grande de quase dois metros de altura.

- aonde ela está?- diz o homem. 

- ela estava com alguém.- diz.

- PORQUÊ VOCÊ NÃO O MATOU?não sei como conseguiu me ajudar a matar a Milene.- diz bravo.

- se você sabe tanto,porque não foi você?- diz.

Não consigo mais ouvir porque passa uma ambulância, saio de lá o mais rápido possível,mais acabo dando de cara com minha madrasta.

- Taehyung? Taehyung?- ela me olha surpresa.

Pov Dinah

Acabo de tomar meu banho e coloco uma lingerie uma calça jeans preta uma blusa de manga comprida branca e uma jaqueta,guardo minha roupa de treino que é um short colado uma regata branca.

Saio do hotel e vou até a academia que eu perguntei para algumas pessoas,entro na mesma.

- olá eu sou a Dinah,fiz que pagou mês passado.-digo.

-ah sim,a que veio de outro país?-pergunta se levantando.

-sim.-digo meio baixo.

-me siga.-diz sorrindo.

A mesma me leva até os equipamentos e aonde tem o tatame.

- obrigada.-digo a mesma que logo sai.

Vou até o trocador e coloco minha roupa de treino,vou até o saco de pancadas.

- vamos lá.- pego minha bandagem branca,coloco a mesma e começo a me alongar.

Começo a socar o saco de pancadas lembrando de hoje,oque eu deveria fazer com ela,mais minha covardia me impede,paro de socar olho minha mão que já está machucada.

- acho que a bandagem não ajudou muito.- digo baixo.

- ou você que passa seu limite.- ouço.

- talvez so talvez.- diz outra pessoa.

Olho para trás rapidamente,e vejo meus amigos que não os via a muito tempo.

- JIMIN! JUNGKOOK!- digo alto,e vou abraça-los.

- Oi baixinha!- diz o Jimin.

- fica quieto,porque você não é tão grande.-digo fazendo bico e cruzando os braços.

- mais eu ainda sou maior que você,mais você sabe que te amo né?- diz rindo e colocando a buchecha em meu bico,e começo a rir.

- oi maninha.- diz o Jung.

- viu Minnie ele,não fala que sou baixinha,oii kookie.- digo rindo.

- suas mãos sua loca!porque faz isso?- diz pegando minha mão e tirando a bandagem.

- você sabe que eu não sinto quando vou treinar,eu não fasso porque eu quero,só... que eu fico socando e esqueço da dor e nem percebo que começo a me ferir.- abaixo a cabeça.

Jimin me abraça.- vamos lá para o tatame,eu vou ganhar feio de você.- diz me puxando.

- besta.-dou um tapa em seu braço.

- antes vamos cuidar de seus machucados.- diz o Jung indo pegar a caixa de primeiros socorros.

- não é para tanto kookie.- digo.

- senta aí.- diz Jimin.

Me sento e o kookie chega com a caixa,ele se abaixa a minha frente,ega o algodão e o álcool.

- kookie álcool não,arde.-falo manhosa.

- isso que dá viver no mundo da lua.- diz me encarando e eu mostro a língua para o mesmo.

Ele passa o algodão com o álcool.

- aii seu anta!- digo tirando a mão,ela pega minha mão novamente e começou a limpar.

Depois de muito sofrer ele acaba,me levanto e vou para o tatame.

Pov Taehyung

- Anne parabéns! Conseguiu terminar de fuder minha vida.- digo

- porque? porque estava ouvido a conversa da minha irmã?- diz encarando o local de onde eu saí, irmã?

- irmã?-perguntei.

-ela me disse que você a impediu de matar uma garota.- me encara.- você nunca impediu,porque agora?

- irmã.- digo como se tivesse em um transe.

- você não conseguiu impedir de matarmos uma mulher agora vamos matar outra,e agora você também será um alvo.- diz sorrindo sadica.

Saio correndo em direção ao hotel da Dinah,chego la e vejo a mesma com mais duas pessoas,olho para traz e vejo, minha madrasta, sua irmã é o homem que a mesma conversava.

- DINAH! -grito ela olha em minha direção e logo acena sorrindo,mais ela olha para além de mim e seu sorriso e trocado por uma espreção de raiva,paro uma minuto e um homem me agarra,dou uma cotovelada no mesmo que cai segurando o nariz,corro até Dinah a abraço coloco a mão perto de sua bunda para pegar a faca da mesma já tinha percebido que a mesma sempre andava com uma,me viro e atiro a faca em direção a um adolescente que também ajudou no assassinato da moça.

Os dois garotos não tinham reação o mais baixinho estava segurando Dinah, enquanto o moreno tinha a atenção focada em mim.

- temos que entrar.- digo simples.

Dinah se solta.

Entramos no hotel,e fomos até um quarto,a mesma abre a porta e vemos muitas pessoas três meninos três meninas é uma senhora.

Pov Dinah

Não acreditava no que tinha acontecido,estava triste brava uma mistura de sensações.

Entro no quarto de minha avó e vejo todos lá.

- oi, esse é Jimin, jungkook e Taehyung,meus amigos melhores amigos, e gente esses são minha família.- digo seca sem expressão.

- olá.- disseram e uníssono.

Me sento na cama e fico olhando o chão.

- porquê está assim?- pergunta o Taehyung.

- aquela era minha faca preferida.- digo fazendo bico para tentar deixar o clima menos tenso.

-...- o mesmo sorri.

Ele olhou para baixo,oque...como... porquê...ele conhecia eles?

- gente vamos viajar para conhecer mais,arrumem suas coisas, Jimin, jungkook vocês também vão, Taehyung vou lhe acompanhar para pegar suas coisas,irá também.- digo firme e todos me encaram.

-porque está assim você não leva nada a sério e até estranho te ver tão firme- diz a Mels, Joy e Kau

- verdade.- dizem os meninos.

- até parece uma fuga.- diz o Baek.

Minha avó estava quieta.

- você está bem vó?-perguntei.

- eu não vou viu voltar para o Brasil eu sei Dinah,e não se preocupem.-diz.

Saio com a companhia do Kim.

- vou arrumar minhas coisas e já vamos.- digo.

Entramos no quarto e comecei a arrumar minhas roupas.

Ele pega minhas mãos.- suas mãos Dinah,oque aconteceu?- pergunta preocupado.

- só a luta.- digo simples.- você sabe dirigir?- pergunto.

- sim,podemos ir em uns chalés longe da cidade,eu tenho uns.- diz.

- ótimo.

- vou alugar mais alguns carros,um carro só não vai dar e tem muitas roupas.-diz.

- tudo bem.

Depois que terminei de arrumar as coisas fomos para a casa do Kim o mesmo arrumou suas coisas e voltamos ao hotel,os carros já tinham chego,decidimos ficar em duplas,expliquei tudo é pensamos em deixar as meninas com alguém, Joy e Jimin, Vini e a Jimin prima mais nova do Kim estava indo com agente pois ela era alvo da madrasta só oque ele me disse, Baek e Kau,Mels e jungkook, Rafa em uma moto sozinho e eu e Taehyung.

Saímos e pegamos a estrada para irmos ao chalé,estava cada carro com um oque toque.

- Kim..-ele me corta.- pode me chamar de tae.- diz sem tirar a atenção da estrada.

- você...conhecia o homem...o homem que estava com a sua madrasta?- pergunto.

- não, mais sei que o conhece.- diz.

Coloco a cabeça no vidro do carro e acabo pegando no sono.

Acordei e vi que Tae ainda estava dirigindo.

- vamos parar em algum posto para dormimos.-digo.

- glória!!- diz a kau.

- amém.- dizem os outros.

- acabou de acordar e já quer dormir denovo.- diz Tae rindo.

- não estou falando por mim e sim por vocês,ali tem um posto vamos parar.- digo.

Paramos falamos com os outros,fui até o porta malas e peguei duas cobertas e travesseiros,volto para o carro é o Tae estava quase dormindo.

- Tae... Tae - o mesmo me olha com os olhos quase fechando.

- levanta a cabeça.- o mesmo faz oque eu pedi,coloco o travesseiro e cubro o mesmo.

Fasso o mesmo comigo,e durmo novamente.

- agora você vai ter oque merece.- sussurros.

- você não vai ter ajuda.- mais um.

vejo minha mãe rindo cheia de machucados, arregalo os olhos.

- nos vemos no inferno novamente, anjo da morte.- diz rindo psicopata.

Acordo com o Tae me chamando.

- Dinah, você está bem?- olho para o relógio só tinha passado duas horas de quando fui dormir.

- sim,estou com frio.- digo vendo que não adiantou a coberta que eu peguei.

ele começa a me cobrir com a sua coberta.- não você vai ficar doente.- digo tentando devolver mais o mêsmo não aceitou.

- não, não quero que fique doente Dinah.- diz me encarando.

- então se você não quer que eu fique mal e eu também não quero que você fique doente,dorme comigo?- digo e sinto que estou vermelha.

-esse e um plano para que eu deite com você?- diz rindo.

dou um tapa em seu braço.- não!- digo rindo.

- tudo bem,vamos para o banco de trás.- diz o mesmo.

Pulo para trás e vejo o mesmo vindo também,ele deita e eu deito ao seu lado de conchinha e nos cubro,meu viro e o encaro enquanto o mesmo abraça minha cintura,e eu acariciava seu ombro. Começo a me afogar naquelas íris.

-porque me olha tanto?-diz apertando minha cintura de leve.

- não sei.- tiro a mão de seu ombro e passo pelo seu rosto até chegar em seu cabelo,e deixo um carinho singelo lá,o mesmo fecha os olhos.

- assim eu vou dormir.- diz sorrindo.

- essa é a intensão.- digo colocando a mão em seu rosto e fazendo um carinho ali.

- com você a minha frente não quero.- diz. Ele olha para minha boca e eu fasso o mesmo já estamos bem próximos ele chega mais perto até que nossas testado estejam coladas,ele estava quase me beijando quando ouço o oque toque,me afasto rapidamente.

- eu vou comer seu Rin Joy.- diz o Rafa.

- porque loco?- diz a mesma.

- para de fazer barulho aí,além de eu não ser surdo o meu carro está do lado do seu.- diz bravo.

- não é seu e meu, você está de moto.- ouço a kau dizer no fundo.olho para o Tae e começamos a rir,desligo o oque toque,o mesmo me dá um beijo na bochecha eu viro e viro,e pego no sono.

O único dia que não tive pesadelos em anos.


Notas Finais


Até o próximo capítulo 😊😍.
Sei que esse cap foi meio chato mais o próximo será melhor.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...