História O passado sempre volta - Capítulo 8


Escrita por: ~

Visualizações 14
Palavras 434
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Mutilação, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Depois de tanto tempo, a fanfic voltou, espero que gostem!

Capítulo 8 - O pesadelo não acaba


Fanfic / Fanfiction O passado sempre volta - Capítulo 8 - O pesadelo não acaba

Jake agarra Maya e a leva até a entrada da casa, corre para um beco onde deixou estacionado seu carro e a tranca dentro do carro. Ela começa a se debater, até que ele acerta ela no rosto

-"CALA BOCA". diz Jake revoltado com a atitude desesperada de Maya

-SE VOCÊ ABRIR O BICO EU TE MATO MENINA

Jake tapa a boca de Maya com uma fita que estava guardada dentro do porta luvas, começa a tirar a calça mostrando um grande volume de baixo de sua cueca. Sorri para Maya como um pervertido, e rasga toda a roupa da menina, com presa, tira as roupas intimas da garota, cospe na mão e começa a se masturbar. Maya passa a ficar sonolenta até que desmaia.

Enquanto isso na festa. . .

- Oi Primo!

- Oi Al!

- Você viu a Maya por aqui? Não vejo ela faz um tempo aqui na festa!

-Maya esta aqui? NOSSA! Faz muito tempo que não vejo ela!

Só essa pergunta já respondia tudo, infelizmente ele não fazia ideia de onde Maya poderia estar. Alice sai a procura da menina por toda a casa, olha no banheiro, nos quartos, tenta ligar para ela e nada de Maya. Alice decide por si só ir até a frente da casa, com a esperança de à encontrar.

Começa a andar pela calçada e vê apenas os carros parados.

Barulho de telefone tocando...

-Alice onde você está?

-Mãe ? Já estou indo, desculpa o atraso.

-Venha já pra casa.

-Ok.

Alice fica desesperada por não ter achado a amiga. Maya nunca vai embora sem avisa-la.  Tenta ligar mais uma vez em seu celular, mas fica sem respostas, então resolve ir embora para casa mesmo apreensiva com a situação.

. . .

-Acorda VAGABUNDA!

Jake começa a tirar sua roupa, e por mais que Maya gritasse ninguém a ouvia, o inferno nunca poderia ser tão silencioso.  Jake puxava seus cabelos, e quanto mais Maya gritava, mais ele batia e penetrava seu pênis para dentro dela. Jake balançava o quadril pra frente e pra trás, as pernas de Maya tremiam o tempo inteiro, sentia uma dor insuportável, parecia que ele tinha a rasgado ao meio, Jake tinha um membro grande e grosso. Maya sabia que a primeira vez não seria tão incrível, aliás nunca é, mas, não tinha ideia de que seria tão traumatizante. Jake fica cansado até que adormece.

Pensamento Maya:

-Ahh Meu Deus! Que nojo de mim!

Maya joga Jake para o lado, abre a porta, e corre o mais rápido que ela consegue!

-Que zumbido é esse?

Tudo escuro. . .

 


Notas Finais


vou tentar postar mais um capitulo ainda hoje, então, fiquem ligados até 19;30 da noite terei postado algo a mais
blz? ; )


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...