História O Pequeno Chanyeol - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO, F(x), Girls' Generation, Kris Wu
Personagens Amber Liu, Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kris Wu, Krystal Jung, Sehun, Taeyeon
Tags Chanyeol, Exobabys!, Exokids!, Krisoo, Semana Exokids
Exibições 108
Palavras 1.085
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Crossover, Universo Alternativo
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oooooi aqui estou de volta!
Essa história é baseada em fatos reais.
Eu ouvi em uma palestra de psicologia e fiquei muito emocionada.
Espero que vcs gostem!

Capítulo 1 - Lápis e tintas


Fanfic / Fanfiction O Pequeno Chanyeol - Capítulo 1 - Lápis e tintas

Chanyeol mexia o joelho de maneira nervosa, mordendo o lábio com força. Ele quase podia sentir o sangue em sua boca, mas não se importava. Hoje, ele e várias outras crianças receberiam a visita de alguns professores especiais e que eles iriam brincar juntos. Pelo menos era isso que a tia Social – como ele a chamava carinhosamente – havia dito. Sentado na van, ele grudou o rosto no vidro da janela, observando a paisagem passar rapidamente, como se o mundo girasse sem se importar com mais nada – pobre criança, e era isso mesmo querido.

Quando chegaram no prédio do abrigo, as crianças saíram correndo do veículo animadas, ignorando os gritos do motorista e da tia social que os acompanhava. Chanyeol entrou em “casa” e subiu até seu quarto com rapidez, jogando a mochila na cama e pegando sua toalha como um foguete. O banho foi de gato, de tão ansioso que estava, e com as madeixas escuras despenteadas ele seguiu com os colegas até a sala espera para receber os novos amigos adultos.

A sala era muito bonita cheia de prateleiras, com tintas e pincéis por todos os lados. Haviam mesas espalhadas com lápis de cor e folhas de papel A4. No meio da sala estavam três garotas, uma delas de cabelo curto, e quatro rapazes de cabelos coloridos. Eles se vestiam normalmente e tinham sorrisos carinhosos no rosto, também já haviam manchas coloridas em seus dedos.

Chanyeol sorriu o perceber que um deles tinha um sorriso arteiro enquanto encara discretamente um dos mais baixinhos do grupo. Esse provavelmente gostava de aprontar tanto quanto ele.

- Olá crianças! – O mais animado dos rapazes começou. – Eu sou o Baekhyun, e esse anão aqui é o Kyungsoo.

- Você é só um centímetro mais alto, Hyung! – O de cabelos coloridos gracejou.

- Esse é o nosso Maknae Sehun, cara de porta! – Falou depois dar um peteleco na testa do garoto que apenas resmungou – Essa é a Amber. - apontou a garota de cabelo curto que tinha um sorriso arteiro, animando Chanyeol, e deu um jóinha – Essa é a Kristal, - Ela era muito bonita e mandou um beijinho para a turma deixado alguns meninos já apaixonados – E essa é a nossa diva Taeyeon! – A garota era muito fofa e deu um thauzinho tímido para os pequenos que sorriram embasbacados para ela.

- E Essa é a nossa querida girafa Yifan, mas podem chamar ele de Kris. – O gigante deu um sorriso para os meninos, deslizando os olhos pelas crianças até encontrar Chanyeol no meio delas mexendo as mãos com impaciência, como se não gostasse de ficar muito tempo parado. Ele curvou a cabeça para sussurrar algo a Kyungsoo enquanto Baekhyun continuava com seu discurso para as crianças que pareciam hipnotizadas pela energia vinda dele.

Kyungsoo também passou a fitar Chanyeol e deu uma piscadela ao garoto que apenas sorriu voltando a tentar prestar atenção em Baekhyun.

- Ahjussi! – Uma menina levantou a mão animada – Não vai nos dizer seus segundos nomes? – Amber sorriu e tomou a frente se agachando a altura dela.

- Somos todos amigos aqui querida, não precisamos disso – ela bagunça os cabelos da garota - chamamos vocês pelos nomes assim como vocês podem chamar a gente pelo primeiro nome também.

As crianças sorriram e com a ordenação dos professores, foram se espalhando pelo ambiente, se apoiando nas mesas, nas cadeiras ou até mesmo no chão para desenhar. As gargalhadas encheram o local e cada um dos adultos estava rodeado por um grupo de crianças. Perto de Kris estavam Chanyeol, mais dois meninos e uma menina. O grupo se divertia comparando os desenhos e trocando lápis de cor, quando Kris procurou pelo rosto de seu novo amiguinho orelhudo e ele não estava ali. Virou a cabeça para todos os lados procurando o garoto, quando ouviu um estalo.

- Meu Deus! Chanyeol! – Kyungsoo correu até as prateleiras onde ele se pendurava para tentar pegar as tintas no alto. Pegou o menino no colo, ignorando o sorriso matreiro dele e bufando ao observar as tintas caídas no chão. – O que você queria ali em cima, Chanyeol?

- Eu queria pintar com tintas guache, um dragão para o Kris Hyung! – Ele se contorceu para ser colocado no chão. – Ele disse que gosta de dragões.

- Sim, eu gosto de dragões, mas eu lhe disse que o dia de tinta guache seria outro, Channy. – Kris chamou a atenção do garoto de maneira branda, mas ele parecia não escutar nada do que seu Hyung dizia. Logo Chanyeol estava correndo pela sala, pulando de grupo em grupo, deixando Kris quase de cabelos brancos por não conseguir acompanhar o pique do garoto.

Foi assim todos os dias em que o grupo de estudantes foi visitar as crianças. Chanyeol inicialmente tentava controlar sua vontade de se mexer, mas era simplesmente impossível! Ele deixava os meninos loucos de preocupação, pensando que ele poderia se machucar nessas brincadeiras perigosas que ele inventava do nada, tramando maquinalmente pelas costas de Yifan. No fim da tarde, Kris sempre o pegava no colo a bagunçava seus cabelos ralhando, dizendo que devia ser mais comportado. Chanyeol sorria e se inclinava para beijar a bochecha do Kyungsoo Hyung, que estava ao lado de Kris e se despedia.

- Até mais, Hyungs! – Dava um thauzinho e ia andando saltitante para o jantar. Os dois rapazes sempre ficavam para trás com, suspirando cansados, mas felizes por ver seu Dongsaeng tão alegre.

 

 

- Hyung?

- Sim, Chany. – Kyungsoo respondeu, ajudando a passar cola nas imagens que usariam para fazer murais coloridos por toda a sala.

- Sabia que eu já fui adotado?

- É mesmo?

- Sim. Várias vezes.

- E porque você acha que trouxeram você de volta?

- Deve ser porque eu sou muito bagunceiro. – Deu de ombros como se não fosse nada.

Kyungsoo franziu o cenho.

- Mas criança faz bagunça mesmo, não é?

Chanyeol ergueu seus olhinhos de filhote brilhando para Kyungsoo e um sorriso fofo nos lábios.

- Você é muito legal, Soo Hyung!

- E eu? – Kris se fez de indignado sentando junto aos dois.

- Você também Kris Hyung. – Ele abraçou o gigante de lado e voltou a ajudar Kyungsoo.

- Se eu tiver sorte, quero ter pais como o Soo Hyung e o Kris Hyung! – Exclamou animado.

Na mesma hora, Kris e Kyungsoo se entreolharam emocionados. O rosto de cada um mostrava um sentimento recíproco e discretamente Kris segurou os dedos de Kyungsoo, passando conforto.

“Se fosse possível, nós também gostaríamos de ser seus pais, Chanyeol”


Notas Finais


Algumas explicações. O Kyungsoo, o Kris e o resto do grupo são Psicólogos e Pedagogos que fazem parte de um projeto de pesquisa que interage e observa crianças para aprender sua história do ponto de vista delas mesmas. Desenhar junto e outras atividades são formas de se aproximar para que as crianças se abram com os adultos. É um projeto que realmente existe em São Paulo e me inspirou a escrever essa história.
Quando eles dizem que se pudessem, adotariam o Chanyeol, kris e Kyungsoo expressão o quão impotentes se sentem por isso ser realmente mais complicado na Coréia para um casal Homosexual.
Sim, infelizmente eles não podem adota-lo. (╯︵╰,)
Quem sabe no futuro, assim como no Brasil as coisas melhorem por lá? Eu espero que sim!

Pra quem leu até agora, dois cheiros e um beijo!
By by


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...