História O peso do destino - Jeff The Killer - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lendas Urbanas
Visualizações 22
Palavras 887
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Capítulo 21 - V- Nicole Alba


*Nicole*

Ao olhar para a linda adaga me senti hipnotizada. Sua lâmina era limpa e bem polida, Samantha sorria maldosamente olhando para mim como se fosse me possuir com ela e realmente era, tentei pegar de sua mão sem nem mesmo sentir.

-Pegue, ela não morde -seus olhos verdes se tornaram mais intensos acompanhado por um sorriso indecifrável.

Resolvi pegar de uma vez.

-Obrigada -agradeci ainda facinio pela adaga.

-Você é terrível Alba -disse o homem que lhe acompanha este tempo todo.

-Terrível? Eu sou um amor -ela riu de uma maneira fofa e ele apenas entrou na casa. Neste momento pude ver o rosto do homen melhor. Completamente lindo. Foi o que passou em minha mente. Meu Deus, como alguém pode ser tão bonito? -Gostou do que viu jovem Nicole? -ela perguntou com um sorriso malicioso.

-Eu... - não consegui responder apenas corando e ela gargalhou.

-Você é uma graça -ainda rindo ela se levantou e chamou minha mãe.

-Alba, o que pensa que está fazendo com minha filha? -minha mãe perguntou muito na defensiva.

-Ela não fez nada mãe -respondi indo em sua direção.

-Marie, não acha que está na hora de ensinar sua filha a usar os poderes ? -Samantha perguntou amarrando seu longo cabelo.

-Dons! -minha mãe exclamou irritada -Mas sim, acho que você tem razão Alba, esta na hora da Nicole aprender, se bem que vai ser difícil, já que você está bem mais velha.

-Como assim? O que tem haver com a idade? - perguntei.

-O dom da crença -disse o homem saindo de dentro da casa me fazendo dar um pulo por conta do susto, ao ver minha reação ele sorriu maldosamente e encostou em meu ouvido -Calma criança, não irei te devorar, você é nova para isso...

-Q-que...? -gaguejei.

-O que pensa que está fazendo? -minha mãe perguntou e a Samantha o olhou com reprovação.

-Pedófilo ontem? Pedófilo sempre! -ela disse baixo e virou totalmente para minha mãe, ele deu uma risada e balançou a cabeça em negação.

-Sempre tão meiga não é meu amor? - ele foi até ela e a abraçou pelas costas a fazendo revirar os olhos novamente.

-Vamos, começar o treinamento com ela? -ela perguntou para minha mãe que por sua vez afirmou.

-Nicole sei que você não acredita em magia, mas tente colocar na sua cabeça que ela existe -disse minha avó saindo de dentro da casa também.

-Certo - confirmei e o homem se sentou no banco junto a Samantha que voltou a usar o cachimbo estranho.

*Marie*

Deus! Como alguém pode ser tão descrente neste mundo? Não importa como falamos ou mostramos para ela, seu corpo e sua mente não sincroniza com a magia, repetimos o básico diversas vezes e tanto eu quanto minha mãe a mostramos diversas coisas, mas não adianta. Como isso é possível?

-Vai chover -minha mãe falou olhando para o céu nublado - É melhor entrarmos.

-Também acho mãe -respondi soltando um leve suspiro e nos viramos para entrar, quando Alba bateu o kiseru sobre o branco e se pronunciou.

-Melissa, Marie e Riin. Vocês podem entrar. Essa pirralha inútil ficará aqui até aprender.

- Oi? Mas vai chover, e soube que a chuva daqui é realmente forte -disse a Nicole com preocupação no olhar.

- Realmente Alba! Aqui não é um lugar para se ficar na chuva -disse.

-Este não é um lugar para brincar também. Jeff sabe muito bem se locomover por qualquer situação, acha que ele iria parar por causa de uma chuvinha? -Alba falou entregando o kiseru ao homem que finalmente descobri seu nome.

-Tem razão -disse Nicole levantando o olhar com um brilho estranho  -Eu irei aprender de qualquer forma!

Riin e minha mãe entraram e eu permaneci com elas duas.

-Sente-se Marie -me sentei e fiquei as observando -Primeiramente Nicole, olhe no fundo dos meus olhos.

Elas ficaram paradas se olhando por um certo tempo enquanto a chuva quase torrencial caia sobre ambas e do nada Nicole caiu sobre os próprios joelhos com ambas as mão sobre sua cabeça.

*Nicole*

Assim como Samantha disse, olhe no fundo de seus olhos e senti meu corpo ficar dormente.

-Nicole, você odeia seu pai? -ela me perguntou e tudo ficou escuro, a única coisa que via era ela.

-Eu... não sei...-respondi sinceramente.

-Seu pai é um terrível assassino -ela apontou para o lado e imagens com meu pai arrancando a cabeça de um homem e a jogando do lado, foram lançadas na minha cabeça.

-N-não é-é verdade -tentei negar com lágrimas nos olhos e a agora uma imagem dele esfaqueando uma mulher apareceu. Fechei meus olhos com força e cai sobre meus joelhos apertando minha cabeça tentando livrar-me daquela cena - Para!! Por favor...

-Não fuja da verdade Nicole! Ou você será uma mulher morta amanhã! -ela me levantou pela gola da minha camisa -Eu não sou muito sua fã, mas adoro a sua mãe e seu verdadeiro pai era um grande amigo, então por motivos egoístas eu lhe ajudo, mas se você realmente quiser MORRER eu lhe ajudo agora.

-Eu... eu não quero morrer, é só que foi ele quem me criou, a única família que tive a vida toda... mesmo nunca sendo um bom pai ele...-ela me soltou e riu um pouco.

-Sentimentalista estúpida...! Pois bem. Ensinarei você usar poder e não "dons"...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...