História O poder da amizade. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Exibições 33
Palavras 2.114
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


O torneio começara, depois da temp passada Gildarts e Gray montaram um time para deter os 7 híbridos, conflitos e situações pesadas vão ocorrer durante as lutas.

Capítulo 1 - O Torneio começa! Dragão de Aço VS. GodSlayer


Fanfic / Fanfiction O poder da amizade. - Capítulo 1 - O Torneio começa! Dragão de Aço VS. GodSlayer

Todos os 7 estavam prontos, aviam feito tudo para ficarem mais fortes, jamais perderiam, não podiam, tudo o que fizeram até agora deixou o mundo em paz então era dever deles restaurar a paz que veio com o caos de Mestre Makarov e seus seguidores...

A cidade estava um tumulto, na verdade todo o continente, ao invés de jogos mágicos teriam uma guerra dos 14 mais fortes de todo o continente, nunca ouve algo do gênero, as pessoas estavam receosas em colocarem seu futuro nas mãos da guilda, na verdade na mão de qualquer um eles estariam correndo perigo então, se não pudessem detê-los ninguém mais poderia.

-Olá a todos! – Disse o narrador. – Hoje teremos um confronto final, sete membros da nova dark guild estão desafiando a Fairy Tail e seus membros, eles se denominam os 7 pecados capitais e os grandes membros da guilda considerada a mais forte em todos os continentes, nunca antes desafiados tão abertamente e ainda mais para uma guerra, pois bem teremos uma luta por dia, durante sete dias, no fim, Fairy Tail decidira nosso futuro... Este confronto já está preparado e o primeiro a lutar é: Gajeel! O Grande Dragão de Aço, um dos mais poderosos membros da nossa amada guilda – O narrador anunciava enquanto Gajeel entrava na arena -, ele enfrentara Zancrow, O God Slayer de Fogo, foi morto em combate e agora de volta a nosso mundo como um temível hibrido de deus e demônio, vamos à luta! – Ele falou e o público gritou seu nome.

-O que acha senhor Yajima, pensa que ele terá dificuldades? – Ele pergunta ao velho que sentava ao seu lado.

-Acho que será uma luta muito interessante, Gajeel sempre se demonstrou muito frio em situações desesperadoras e sabe muito bem como colocar um deus em seu lugar. – Ele falou relembrando que o grande dragão de aço ajudou na batalha contra Ankhseram.

-Muito bem... – O juiz dizia. – Comecem!

Luta:

-Hahahaha. – Zancrow ria vendo o quão sério Gajeel estava. – Acha que pode vencer um deus demoníaco? – Ele pergunta com escarnio. – Seu amiguinho tomou uma surra de mim e agora que estou de volta vou extinguir os dragões da nossa era... Sim a era dos híbridos! – Ele gritou avançando.

No momento em que ele tentou desferir um soco no rosto de Gajeel o mesmo segurou seu punho. – Jura? Eu não teria tanta certeza! – Ele gritou levando sua mão livre ao estomago do loiro. – Você é só um inseto miserável, cruel e tudo de ruim que existe... – Ele falou dando vários e vários socos no rosto de Zancrow.

O matador de deuses segurou os dois punhos e ambos ficaram se empurrando e fazendo força para ver qual iria ceder primeiro. – É mesmo? Pelo que soube você não era muito diferente! – Ele falou se soltando e acertando uma joelhada no estomago de Gajeel. – Você era cruel, – Ele dizia uma frase e dava um golpe. – egoísta, – Mais um soco. – frio - Outro soco. – e acima de tudo! – Um chute no rosto. – Era dissimulado e odiava as pessoas! – Ele falou tentando dar outro soco que foi segurado pelo dragão.

-É... tem razão! – Ele falou acertando um poderoso soco no rosto de Zancrow. – Eu era assim... tudo isso que falou é a mais pura verdade... mas a guilda se tornou o meu lar, uma certa baixinha me fez mudar e eu aprendi o que é ter um lar... se sentir amado... ser respeitado pelo que eu sou... e acima de tudo eu aprendi o que é amar! – Ele falou correndo em direção a Zancrow. – Destructive Metalized Punch of The Great Dragon of Steel! (Soco Destrutivo Metalizado do Grande Dragão de Aço!) – Ele falou acertando um soco com a mão brilhante transformada em metal, Zancrow pode ver sua própria face reluzente no punho de seu adversário, não daria tempo para desviar ou se quer pensar em um contra-ataque.

Ele recebeu o soco e seu rosto amaçou, sentiu um ou dois dentes se quebrando e uma dor sem igual vinda de sua face, foi arremessado com uma força descomunal em direção ao muro que separava a arquibancada e a arena.

“Acabou!” Pensava Gajeel vendo a poeira se levantar.

Ele estava saindo quando escutou algo que odiaria receber.

-Breath of the Demonic God! (Rugido do Deus Demoníaco!) – Um rugido com a cor rosada e negra estava vindo em direção a Gajeel, quando ele ia esquivar acabou sendo pego pela poderosa rajada de fogo... Só coube a ele ser consumido pelas chamas...

“Paaaai! Gajeeeel!” Apenas pode escutar Faaram e Levy gritando por ele...

-Hahahahahahaha! – O Deus gargalhava. – Que irônico, um dragão sendo reduzido a cinzas... Achou mesmo que um golpe de quinta desses acabaria comigo? Você é mais idiota do que pensei... Mas devo parabeniza-lo, está doendo até agora... Hahahahaha – Ele ria enquanto o sangue escorria pelo canto de sua boca. Gajeel estava ainda sendo queimado pelas chamas... mas ainda estava de pé.

-Sério cara, eu tenho uma risada medonha mas você... Tem que se tratar! – O dragão disse se revelando, o fogo foi dissipado e ele estava coberto por metal, aço para ser mais exato, ele olhou debochado para o loiro que estava o olhando com ódio. – Gehe! – Ele riu e logo se pôs em guarda.

“ARRRRGGG” Berrava o deus partindo para cima de Gajeel, que só esperava pelo momento certo, Zancrow estendeu o punho coberto em chamas e o dragão colocou o antebraço na frente do golpe, a pressão foi tão grande que o vento se dissipou pela arena chegando até a afastar o público.

-Quanto poder! Acho que Gajeel realmente se esforçou para poder acabar com esses malditos... O que acha senhor Yajima? – Ele perguntava vendo a cena impressionado.

-Acho que Gajeel-San está muito além deste deus, mas há formas de provar que estou errado, mesmo assim ainda aposto no grande dragão de aço. – Falou o velho dando seu veredito.

-De fato todos queremos ver um combate épico mas ainda estamos todos torcendo para Gajeel-San! – Falava o narrador e a multidão esperava para ver qual seria o movimento dos grandes lutadores.

De volta a luta:

Gajeel apenas estendeu o punho numa velocidade absurda, Zancrow só pode sentir o impacto em seu estomago. O loiro cuspiu saliva enquanto recebia o golpe em cheio.

-Acha que eu vim aqui despreparado? Sem saber do que você era capaz? Gehe! – Ele falou enquanto fazia mais força em seu golpe o mandando para longe.

O deus estava tentando se recuperar do forte impacto mas estava difícil. O ar de seus pulmões estava fugindo e ele não conseguia respirar direito.

-Eu treinei duro com o Salamander sua besta! Não vou deixar o mundo na mão de seres desprezíveis como você. – Ele falou correndo em direção a Zancrow e desferindo uma grande sequência de socos da cintura para cima, a cada golpe o loiro recuava e ficava sem reação... a sua coordenação motora estava falhando.

Terminou acertando outro soco no rosto que fez o deus se sentir impotente.

-Este é o gosto de metal seu inseto, se acostume pois tudo o que vai receber agora é uma avalanche de golpes com esse mesmo gosto! – Ele gritou acertando um chute giratório no rosto de Zancrow.

O loiro voava girando, logo estava com a cabeça enfiada em concreto sem reação alguma.

-O que foi seu verme? Está com medo? Ótimo, vou fazer você provar do mesmo veneno que deu ao Salamander! – Ele falou irado.

Enquanto o deus do fogo se levantava, viu que Gajeel estava assustador, apenas metade de seu corpo era visível e o metal refletia em seus olhos, a Iris dele brilhava enquanto a sombra cobria seu corpo, algumas partes queimadas de leve e o Dragon Slayer simplesmente o olhava com uma feição de ódio que estava gelando a espinha de Zancrow.

-Gehe! – Ele riu o segurando pelo cabelo e o aproximou dando um sorriso psicótico...

-Vou acabar com você Rapunzel! – Ele gritou o arremessando longe.

Algum tempo estático no chão partido em uma cratera e o loiro se levantou, fraco, mas dava conta de levantar, ele cerrou os punhos com ódio...

-Deuses são perfeitos! Acha que estaria com medo de um réptil tão inútil quanto um dragão? Deuses são a imagem da sabedoria e perfei—Foi interrompido quando Gajeel desapareceu, se moveu tão ou mais rápido que o som o acertando um golpe fortíssimo no seu rosto, e mais uma vez ele voava em direção a parede, a quebrando.

-Foi mal! Você estava com a guarda baixa, agora... venha senhor deus, me mostre seu poder! – Ele disse em tom de deboche.

Zancrow se levantou rapidamente lançando uma rajada de fogo por sua boca e quando Gajeel pulou para desviar, o deus fez uso de fogo em suas pernas se lançando como um míssil em direção ao dragão que só teve tempo de colocar os antebraços na frente em forma de X... O dragão de aço voou em direção aos céus...

Lá no alto Gajeel retomou o controle sobre seu corpo e pousou suave.

-Por essa eu não esperava! – Ele disse sério mas logo riu... – Se você não durar mais vou ter que me arrepender de ter escolhido você! – O dragão rugiu correndo rapidamente em direção a Zancrow que fazia o mesmo.

Ambos correram e quando iam bater de frente estenderam seus punhos, se acertaram na mesma hora, cada um forçava na direção oposta, o metal de Gajeel estava derretendo...

-Está vendo! – Zancrow disse desviando o rosto e forçando seu punho fazendo o dragão se afastar voando mas logo pousou e o deus correu em direção ao mesmo.

-Os deuses são muito superiores! – Ele falou desferindo um soco fortíssimo em chamas no rosto de Gajeel, logo depois iniciou uma sequência de golpes e a armadura de Gajeel estava derretendo.

-Somos a imagem da perfeição e poder, um ser tão insignificante - Falava dando socos e mais socos. – como você jamais me derrotaria! – Ele tentou dar outro mas o dragão o bloqueou, ainda que sua armadura estivesse derretendo pela proximidade das chamas que estavam sendo seguradas pela sua mão.

(Imaginem com a trilha sonora de Fairy Tail, Aquela que toca em momentos fodas, que tem direito a guitarra e tudo mais.)

 

 

-Não me importo se você é um deus... – Ele falou acertando um chute poderosíssimo (Tipo aquele que o Vegeta da no Bills quando se transforma em SSJ 2 lá no filme Battle of Gods) que o fez recuar uns 5 metros mas ele avia se fixado no chão e saiu deixando uma trilha que seus pés formaram enquanto eram arrastados.

-Eu não dou a mínima pra isso! Deus ou Dragão... Humano ou Demônio... Não importa o que você é! Não vou deixar que você se proclame rei do mundo! O que te dá o direito de simplesmente dizer que os humanos são fracos ou mesmo que dragões são inferiores as pessoas? Acha que tudo se resume a poder!? Eu não ligo se as pessoas ao meu redor são só humanos que de nada sabem! Eu ainda as considero mais! Eu as considero meus companheiros! Meus amigos e tenho orgulho disso... -Ele falava estendendo o punho apontando para Zancrow. - Jamais diga que deuses são superiores se você nunca se importou em ter a amizade de um humano! Você não faz ideia do quanto os humanos podem evoluir e melhorar! Poder não é só o fato de conseguir destruir montanhas! É a capacidade de lutar por aqueles que se ama não importando as consequências e mesmo que você não tenha força pra isso... O poder que conta está aqui! – Ele falou apontando para seu coração.

Gajeel correu desferindo uma sequência de socos completamente insana, acertou um gancho e outro soco no estomago o mandando para cima...

-“ARRRGGGGG!” Obscure Steel Dragon Mode! (Modo Dragão do Aço Obscuro!) - Ele rugiu.

-Breath of the Obscure Steel Dragon! (Rugido do Dragão de Aço Obscuro!) – Gajeel urrou liberando seu poderoso rugido obliterando completamente Zancrow que não teve se quer chance de revidar já que ainda estava caindo.

(Lembrem da música.)

-Yatta! – Gritou o narrador e confetes e tudo mais caiam sobre a arena parabenizando o grande dragão de aço. – E a vitória vai para Gajeel da Fairy Tail! – A multidão berrava e gritava o nome de Gajeel... Levy chorava de emoção e seu filho sorria e se encontrava abismado pelo grande poder de seu pai... Toda a Fairy Tail sorria para ele.

Gajeel fez o sinal da guilda apontando aos céus seu indicador sorrindo para a arquibancada onde todos os membros se encontravam...

-Estou orgulhoso de você meu filho... – Sussurrava Makarov. – Nunca duvidei do quão forte aqui – Disse apontando para seu coração da mesma forma que Gajeel fez. – você se tornaria... – Terminou fazendo o sinal da guilda, apontando seu indicador aos céus.


Notas Finais


Bom é isso, como foi visto no inicio, serão 7 lutas, a grande maioria vai ser curta, mas as próximas vão ser sobre o novo grupo criado por Makarov.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...