História O Poder Do Amor - Capítulo 35


Escrita por: ~

Postado
Categorias Luan Santana
Personagens Luan Santana, Personagens Originais
Tags Amor, Drama, Festa, Hot, Luan, Luan Santana, Luanete, O Poder Do Amor
Exibições 120
Palavras 687
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oii sz
* cap fofo alerts *

Boa leitura!

Capítulo 35 - Capítulo 35 - Até meu último suspiro.


Fanfic / Fanfiction O Poder Do Amor - Capítulo 35 - Capítulo 35 - Até meu último suspiro.

No camarim...

- 10 minutos, Luan. - um dos produtores do show entrou no camarim, alertando.

Luan assentiu e continuou a preparar a voz na frente do espelho. Gravei ele cantando e postei; @alicefrancoreal; coiisa linda sz.

- Boa sorte, meu anjo. - dei um beijo na testa dele.

Ele deu um sorriso de canto e seguiu para o palco, Rober me levou a um lugar em que dava pra ver tudo direitinho, ele é tão lindo... e as suas fãs são mais lindas ainda.

[...]

- Ó, eu vou chamar uma pessoa aqui que... - ele riu -  Pensa numa pessoa braba, chata e que só faz piada sem graça.

Me identifiquei. DEUS ME AJUDA QUE SEJA O ROBERVAL.

- E o, eu sei que essa pessoa se identificou e tá rindo. - continuou a falar, na hora dei um passo pra trás - Deu um passinho pra trás, tentando escapar. E agora, não sabe que a plateia inteira tá vendo ela numa live no facebook.

Eu não acredito que ele fez isso. Quando chegarmos em casa, eu vou matar o Luan.

- Calma aí que eu vou buscar ela. - alertou, vindo em direção a mim e pegando em minha mão, com um sorriso lindo que me faz derreter como manteiga.
Agora, eu estou em frente a uma plateia de umas 10 mil pessoas, morrendo de vergonha.

- Alice... - ele sorriu, se ajoelhando na minha frente, eu não acredito - Não mudei de cidade, nem de telefone. Só escolhi ser feliz. É o mesmo endereço, mesmo apartamento em frente a igreja Matriz. Por isso todo mundo passa e quem nunca passou, vai passar. Já tô dizendo aos meus amigos; calma que eu não vou pirar. Já pirei! - ele se levantou, segurando na minha mão e fez um sinal pras fãs - Me apaixonei perdidamente, e o que eu sei é que daqui pra frente... - sorriu instantaneamente - Vai ser nossa cidade, nosso telefone, nosso endereço, nosso apartamento. - as lágrimas escorriam lentamente pelo meu rosto, tô muito sentimental, meu Deus - Sabe aquela igreja? Tô aqui na frente... Imaginando chuva de arroz na gente! - as fãs cantaram em couro, realmente, elas jogavam arroz. Mas não estávamos na igreja, ainda. Luan se levantou abaixou novamente, tirando uma caixinha preta do bolso - 4 anos e 7 meses são o suficiente para perceber que, você é a mulher que eu quero do meu lado pro resto da minha vida... - sorriu, abrindo a caxinha - E como você sempre reclama que quer um anel de coco e no final das contas acaba pegando o meu... Eu mandei fazer um pra você. E aí, casa comigo?

O silêncio reinou, peguei o microfone respirei fundo e comecei a falar:

- Eu lembro que um dia eu falei a mim mesma que, amar é para os fracos... - sorri, lembrando da minha época rebelde na adolescência - Já que é assim... Eu quero ser fraca com você, até o meu último suspiro... - ele inseriu o anel no meu dedo, sorrindo.

Luan se levantou, sorrindo e me dando um beijo calmo. Senti alguém agarrar minha perna, olhei pra baixo e Rebecca e Anna agarravam minhas pernas, olhando pra cima e rindo. Peguei elas no colo e dei um beijo na testa das duas, uma das noites mais perfeitas da minha vida.

- Vão lá com a vó Mari, vão. - Luan deu um beijo na bochecha das meninas - Agora, eu encerro esse show aqui... - ele me pegou no colo, apoiando me em suas costas - Agora que já estamos casados, vem a melhor parte. - ele deu um risadinha safada.

Batia nas suas costas para que ele me soltasse, era impossível. E as fãs só sabiam rir, igual a Luan. Ele me levou até o canto do palco, me largou suavemente eu enchi seu rosto de batom de tanto beijo.

[...]

- Tem surpresa pra você no camarim... - Luan falou, rindo.

Abri a porta do camarim e lá estavam as pessoas mais especiais da minha vida, quais eu não tinha contato há anos..


Notas Finais


Queem será? ><


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...