História O Poder do Amor. - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camila Cabello, Camren, Casamento Camren, Lauren Jauregui, Lgbt
Exibições 587
Palavras 6.458
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá pessoas queria da um aviso importante esse capítulo ta um pouco hot demais pra quem não gosta recomendo que aguarde o próximo ,ou pule as partes!Beijos e Boa leitura!

Capítulo 8 - CAPÍTULO 8-WORK


Fanfic / Fanfiction O Poder do Amor. - Capítulo 8 - CAPÍTULO 8-WORK

Domingo-Continuação/Lauren:

Camila colocou uma cadeira no meio da varanda e me puxou pelas mãos para que eu sentasse ,ela me olhou e depois desviou o olhar para Mani que procurava uma música no celular para iniciar o show,até que a mesma levantou o polegar dando o consentimento para Camila.

Nas caixas de som começou a tocar Britney Spice-Make me ,Camila caminhou ao meu redor,parou atras de mim e deslizou as mãos do meu ombro ate minhas pernas onde apertou e mordicou minha orelha me fazendo arrepiar,ela voltou para minha frente e passou as mãos no cabelo da maneira mais sexy possível e fechou os olhos sentindo  a batida da música.

Depois os abriu  lentamente e eles estavam carregados de luxúria fazendo pecorrer sobre o meu corpo uma eletricidade palpável,ela alternava os olhares de mim para  o seu  corpo, tocando-se sempre com as mãos.

Passou  os dedos pelo seu cabelo, pescoço e peito, depois moveu as mãos do seu  quadril e ao redor do seu bumbum. Conforme fazia isso eu ja estava toda molhada e louca pra chupa-la segurei firme na cadeira.

Camila manteve  suas mãos em contato com o corpo parecia eu acariciando e não ela,e então ela passeou as mãos pelas laterais e na direção da nuca.Ela me olhou mordendo os lábios e fez um movimento com a cabeça para frente e de volta à posição inicial, jogou seu cabelo ao mesmo tempo.

Porra aquilo era fudidamente sexy eu tive que me segurar mais forte ainda na cadeira Camila que estava um pouco longe de mim começou a rebolar movendo seu quadril na minha  direção, de modo que sua virilha tocou  no meu joelho ao seu aproximar ,depois inclinou-se como se fosse me beijar mas só o suficiente para que eu sentisse seu perfume me fazendo ficar ainda mais louca.

E então ela se afastou de mim novamente,e começou a mover seus quadris no ritmo da música e em movimentos circulares suaves,mas uma vez fechou  os olhos por alguns segundos e mordeu os lábios novamente caminhando em minha direção  lentamente, um pé na frente do outro, como um gata felina.

Quando chegou perto de mim fiz menção de toca-lá mas Camila se afastou sorrindo e depois se aproximou novamente rebolando balançando-se entre as minhas pernas , agitando e pressionando seu corpo contra minha virilha.

Virou-se e se posicionou melhor  entre as minhas pernas. Curvou-se como se fosse sentar porém não o fez, levantou rapidamente e em um movimento rápido sentou sobre o meu colo rebolando da maneira mais fodida possível mas uma vez quando ia toca-la ela curvou-se quicou duas vezes e levantou.

A música tinha parado, e as meninas aplaudiam minha esposa efusivamente eu desprendi meus lábios que eu segurava entre os dentes que eu nem havia notado  que segurava

-Porra Mila isso foi tão quente e sexy.

Disse Dinah.

-Cara até eu fiquei com tesão !Mila você aprendeu dirieitinho.

Disse Mani,levantei a sombrancelha em questionamento :

-Aprendeu dirieitinho?

-Ela vem tomado aulas de lap dancer na minha academia.

Respondeu como se fosse óbvio

-Porque você não me falou que tinha essas aulas lá ?

Perguntou Ally cruzando os braços.

-Eu pensei que você sabia.

-Então desafio foi feito com sucesso apesar de Lauren ter tido alguns momentos de deslize a Mila ajudou ela se afastando,caso contrário você tinha feito um tour no corpo dela.

Sorrir,Camila me olhava sorrindo também,não aguentei e caminhei até ela puxando para beija-lá,nossos lábios entraram em colapso nossas línguas eram um emaranhado de luxuaria puxei seu corpo para mais próximo do meu e apertei àquela bunda na qual eu era louca.

Camila gemeu em minha boca e aproveitei para morder seu lábio inferior e puxar..

-Isso é tão rude da parte de vocês.

Disse Ally,sorrir ainda na boca de Camila e afastamos olhei pras meninas que nos olhava com os braços cruzados.

-Acho que a brincadeira acabou.

Disse Mani em tom de brincadeira.

-Elas nunca sabem brincar.

-Tenho que concordar com você DJ.

-É o apocalipse a litter ponny concordando comigo.

Camila tratou de passar a tarde toda do meu lado me fazendo carinho me beijando,perguntando se eu queria algo eu ainda estava magoada pelo o que ela me escondeu mas não podia negar que ela era o meu calcanhar de Aquiles.

As meninas foram embora as 4:00 deixando eu e Camila a sós

-Precisamos conversar.

Eu disse sentando no sofá,onde ela se encontrava  deitada vendo TV.

-Pode falar meu....desculpe.

Ela disse sentando e desfazendo seu sorriso.

-Camila eu ainda estou magoada com você mas foi errado as palavras que eu te disse eu estava com raiva.

-Não tem problema Lauren eu te entendo e te peço desculpas de novo.

-Camila isso aqui e um casamento precisamos ser sinceras uma com a outra você não pode me esconder as coisas assim como eu também não.Você me esconder algo mais ?

Camila me olhou :

-Tipo?

-Como tipo?tipo do que aconteceu com ele ou com qualquer pessoa !Foi so uma vez mesmo que transaram?

-Lauren foi so uma vez e eu estava bêbada e nem me lembro de nada do ocorrido,só de acordar deitada com um lençol e Diego do meu lado.

So de pensar na cena meu sangue mais uma vez esquentou,respirei fundo e ela continuou :

-Assim que eu acordei o expulsei da minha casa e terminamos o que nem tínhamos na verdade,dois dias depois a gente conversou e voltou.

-Porque você tinha que ter dado pra ele Camila porra.

-Lauren não me culpe mas do que eu estou me sentindo culpada eu fui burra,inconsequente assumo meu erro mas infelizmente não posso voltar atrás e reparar isso.Além do mais você também beijou e trocou carícias com aquela vagabunda da Silvia.

Avancei encima dela e prendi suas mãos encima de sua cabeça.

-Você é so minha Camila ,você entende isso?

Camila me olhava totalmente inebriada.

-Sim eu sou sua,me faça sua novamente Lauren.

Ela disse manhosa,não resistir tomei sua boca e beijei,nossos lábios só se separaram para que eu pudesse rasgar sua blusa e tirar o restante da sua roupa.

Camila me ajudou a tirar a minha e quando nossos corpos se tocaram sentir um arrepio.
Desci beijando sua nuca enquanto ela apertava meus seios.Levantei com Camila no colo que cruzou as pernas sobre minha cintura enquanto nós beijavamos cambaleando entre as paredes até chegar nas escadas.

-Oh Lauren me come.

Gemeu Camila quando separamos nossa boca,nao aguentei parei no meio das escadas e a deitei ali mesmo nos meis dos degrais não tava nem ai se era confortável ou não,desci beijando seu corpo até o meio de suas pernas.

Abocanhei seu clitóris e iniciei a chupa-la forte e sem parar,Camila gemia alto e se segurava no corrimão.Juntei os lábios de sua buceta e mordi de leve.

-Porra Lauren.

Ela gemeu arqueando as costas,sorrir e voltei a concentrar minha língua no seu ponto de prazer,Camila rebolava o quadril no meu rosto até que sentir ela se derramar sobre minha boca.

Limpei ela lambendo-a novamente,e depois a olhei ela estava vermelha e com a respiração desregulada,fui até seus lábios que estavam entre-abertos e a beijei pegando novamente no colo e subindo para dentro do nosso quarto,fechei a porta com o pé e deitei ela na cama.

-Você é tão linda.

Eu disse passando meus dedos pelo o contorno dos seus lábios ela sorriu fraco.

-Abra a boca.

Pedi e ela  abriu e eu coloquei dois dedos em sua boca.

-Chupe.

Ela o fez prontamente da maneira mais sensual possível,porra eu ja estava pulsando com  tirei de sua boca e coloquei no meio de suas pernas arrancando um gemido alto dela.

-Eu vou te foder tanto hoje meu amor que vou marcar até sua alma.

Eu disse indo mais fundo dentro dela que rebolava sobre os meus dedos,Camila passou as unhas nas minhas costas me fazendo arfar alguns minutos depois suas entranhas me apertaram e sentir o líquido escorrendo.

Tirei os dedos e os chupei minha mulher tinha um gosto que me inaldava,ajudei ela a se sentar e levantei uma de suas pernas  para que minha buceta se juntasse a dela é começamos a nos movimentar me fazendo  enloquecer e gemer.

-Vai meu amor goza pra mim vai.

Disse Camila se movimentando mais para que eu atingisse o meu momento,ela apertou meus seios e com os dedos brincou com o bico dos onde comecei a entrar em transe não demorando muito para  gozar.

Deitei do seu lado, era impressão minha ou o quarto estava mais quente?!

-Te amo.

Ela disse deitando sobre meus seios.

-Eu também te amo bebê,mas não terminei com você.

Respondi tentando controlar a respiração,Camila me olhou com cara de assutada,eu levantei.

-Fica de 4 bebê.

Ela pensou um pouco mais logo fez o que pedi,e minha boca aguou,você não imagina a visão que é ver minha esposa de 4 aquela bunda maravilhosa e aquela buceta rosada ainda molhada.

-Amor eu queria tentar algo novo.

Eu disse beijando suas nadegas.

-O que seria?

-Antes quero que saiba se não quiser eu respeito.

Eu disse beijando suas costas.

-fala logo amor.

-Me dá essa bunda gostosa me dá ?

Sorrir entre os beijos que continuava a dar nas suas costas

-Amor eu tenho medo e se doer?

Parei de beija-lá e sentei na sua frente,Camila saiu da posição que estava,se sentando na minha frente.

-Se doer a gente para.

Eu disse colocando uma mecha do seu cabelo atrás da orelha,Camila suspirou com meu toque.

-Mesmo assim...

-Amor você confia em mim ?

-Claro que sim.

-Então,permita-me tentar e tudo pro seu prazer,é claro que eu também vou gostar e me exicitar mas tudo se resume a você.

-Eu to me sentindo com os meus 17 anos quando você tirou minha virgindade.

Disse Camila colocando a mão no rosto sorrindo,podia ser mais meiga ?

-Bebê olha pra mim (tirei a mão de seu rosto)eu ainda me lembro daquele dia....

Flashback On :

Estávamos nos beijando quase sem fôlego no quarto de Camila,seus pais tinham ido a uma festa da empresa da mãe dela e Camz tinha organizado uma festa do pijama só que Dinah teve uma dor de barriga e não pode ir,Normani estava em outra festa mas havia falado pra mãe que estava na casa dela,e Ally acabou indo para arquemese na igreja com sua mãe.

-Lauren acho melhor pararmos.

Disse Camila parando de me beijar e se afastando de mim,sorrir do seu jeito.

-Okay.

Eu disse recuperando o fôlego e sentando do outro lado da cama mantendo a distância necessária para não beija-la novamente.

-Eu sei que você não é mais virgem e é uma droga ta namorando esse tempo comigo e ficarmos so nos beijos e de mãos dadas....

Disse Camila quebrando o silêncio.

-Eu te espero Camz não se preocupe.

-Eu tenho tanto medo,Lauren.

Ela confessou se sentando perto de mim,sorrir.

-Baby não precisa ter medo de nada,quando for pra acontecer vai acontecer.

-Ai que está!Eu sinto que ja era pra acontecido a muito tempo meu corpo quer,meu coração quer mas a minha mente me inunda de inseguranças e medo.E se você cansar de me esperar e procurar outra?Você não é mais virgem....Lauren eu nem sei o que fazer,(ela se levantou colocando  as maos cubrindo o rosto)se eu não for boa nisso?

-Camz ninguém nasce sabendo de nada. (Eu disse tirando a mão do seu rosto)E o fato de eu não ser mais virgem não me torna expert em sexo.E eu nunca procuraria outra eu te amo.Você confia em mim ?

-Sim mas que tudo.

Respondeu Camila sem pensar,beijei ela não com pressa ou desejo mas com amor separei nossos lábios.

-A gente pode aprender juntas,tudo bem?

Camila so assentiu.

Começamos a nós beijar e logo a impolgacao de antes voltou,fui despindo ela devagar e dando beijos em sua pele,logo depois me despir e deitamos na cama,voltei a beijar cada milímetro do corpo dela até chegar no meio de suas pernas onde Camila fechou,sorrir.

-Amor,pra gente fazer isso preciso que abra as pernas.

-Eu to com vergonha.

-Você é linda da cabeça aos pés.

Camila abriu novamente as pernas e eu iniciei dando pequenos beijos em sua buceta,entre as chupadas minha Baby girl ja começava a arfar e a movimentar o quadril quase que em automático,pequenos sons saia de sua boca e logo ela gozou.

-Oh Lauren isso e tão bom.

Disse enquanto controlava a respiração,limpei a boca em suas coxas e a beijei.

-Agora você está lubrificada o bastante bebê.

Eu disse colocando uma dedo na boca e descendo até o meio de suas pernas,passei os dedos por suas dobras que estavam encharcadas e Camila arfou novamente.

-Mas acho que podemos melhorar isso.

Disse começando a mastubar Camila colocando toda minha atenção em seu clitóris enquanto ela  gemia alto,até gozar novamente.

-Uau (disse ela mole) isso é tão bom.

Sorrir.

-Okay agora você está pronta o bastante Baby,se doer me avise ta?

Camila assentiu e eu escorreguei um dedo para sua entrada a fazendo morder meu ombro,ela era tão apertada.

-Tudo bem ?

-Ta doendo amor.

-Okay.

Tirei o dedo e Camila gemeu e respirou fundo:

-Vamos tentar de novo.

Ela disse olhando nos meus olhos .

-Certeza?

-Sim

Voltei a penetra-la e Camila gemeu baixo iniciei os movimentos me sarrando nela enquanto movimentava devagar dentro dela,sentir algo se rompendo e um gemido de dor da minha pequena.

-Tá tudo bem ?

-Tá contínua e uma dor gostosa.

Sorrir e continuei os movimentos e logo sentir meu dedo sendo apertado eu também estava gozando o atrito dos nossos corpos me levou o ápice.

Eu e Camila estávamos suadas e com a respiração desregulada,sair de dentro dela e vi algumas gotas de sangue pingar do meu dedo eu oficialmente a tinha feito minha.
Limpei meu dedo na minha blusa de frio e deitei do seu lado.

-Obrigada por isso Lauren,eu te amo.

Ela disse se deitando encima de mim,acariciei seus cabelos e sorrir.

-Também te amo camz é hoje também foi a primeira vez em que fiz amor com a mulher da minha vida.

Camila levantou sorrindo e me deu um selinho longo.

-Amor você so fez comigo né?

-So com você baby.

Camila me beijou novamente e depois se afastou .

-Amor o que eu tenho que fazer agora ?

Perguntou envergonhada,robei outro selinho dela:

-Nada.

-Mas eu também preciso,você sabe...

-Hoje não Camz,hoje é tudo pra você.

-Então.....

Camila ficou vermelha.

-Fala.

-Foi tão bom.

-Que bom que gostou Baby.

-Eu adorei,e que ...

-Bebê acabamos de fazer amor pode falar não precisa ter vergonha.

Camila sorriu.

-Podemos fazer de novo ?

Gargalhei.

-Meu Deus criei um monstro.

-Amor para....

Ela disse escondendo o rosto no meu pescoço.E assim fizemos uma,duas,três vezes naquela noite.

Flashback Off.

Eu e Camila estávamos inerte aos nossos beijos calientes ja tínhamos dado chupoes em todos os lugares do corpo uma da outra.Até que ela saiu de cima de mim e ficou novamente de 4.

-Pode vim amor.

Sorrir e beijei sua bunda dando um tapa depois a fazendo  arfar ,passei os dedos em suas dobras ela estava encharcada por conta de nossas carícias anteriores.Molhei meus dedos em seus fluxos .

-Abri mais pra mim amor.

Camila se abriu mais e eu passei os dedos no seu caminho de pregas.Me abaixei e iniciei um beijo grego.

-Oh Lauren..

Ela gemeu baixo,e eu coloquei um dedo no seu orifício e fui adentrando de vagar.

-Amor ta doendo.

Gemeu Camila baixo.

-Okay,vou ir mais devagar.

Parei uns segundos e comecei a introduzir novamente mais devagar que o normal,depois de uma especie de "curva" Camila parou de choramingar e eu introduzir dois dedos dentro de sua vagina e comecei a estimular nos dois lugares e logo ela começou a gemer novamente.

-Puts isso é tão fodidamente sexy.

Eu disse já morrendo de tesão,Camila começou a movimentar os quadris e a dizer :

-Você me fode tão gostoso amor.

-Você gosta ne safada.

Eu disse dando um tapa na sua bunda e ela foi pra trás fazendo entrar mais meus dedos dentro de si.

-Quem te fode melhor em sua putinha? Quem te dá os melhores orgasmos?

-Oh,Oh.

Camila so gemia.

-Responde.

Dei outro tapa na sua bunda e depois puxei seu cabelo.

-Responde minha puta.

-Você Lauren,você!Meu corpo e seu.

Aumentei os movimentos.

-De quem é essa buceta gulosa?

-Sua amor. (Disse com uma voz manhosa)

-E de quem é esse cuzinho grande e guloso?

-Sua amor,sou toda Oh.Eu vou....

(Camila gemeu alto meus dedos foram apertados e logo sentir o liquido,ela deitou  sobre a cama depois do orgasmo de barriga pra baixo)

-Eu to acabada.

Disse Camila com a voz sonolenta,estávamos suadas e vermelhas .

Sair de dentro dela é dei um tapa na sua bunda,que estava com a marca das minhas mãos sorrir.

-Ainda não acabamos.

-Lauren eu tô morta.

Deitei encima dela e mordi sua orelha.

-Vem me chupar vem.

-Amor eu nem sei se vou conseguir andar ou sentar.

Adentrei com as mãos entres seus cabelos e puxei de leve.

-Consegue sim,vem.

Deitei e quando Camila levantou descendo entre minhas pernas a interrompir.

-Quero você me chupando com essa bunda virada pra mim quero brincar também.

Camila sorriu e se posicionou na posição 69 enquanto ela me sugava e brincava com meu piercing eu me deliciava com o seu gosto eu nunca me cansaria de me saborear ela.

Camila puxou meu piercing e sugou com força meu clitóris me penetrando com dois dedos onde gemi alto,mas não deixei de chupa-lá.

Em poucos segundos estávamos gemendo e gozando uma na boca da outra....

Tínhamos tomado um banho e agora Camila estava de pijama de pizza e eu com uma calça jeans e uma regata de alça fina marrom.

-Droga perdemos a hora era pra ter buscado a Bella a uma hora atrás.

Disse  Camila me entregando as chaves do carro.

-A Andrea deixou ela na casa de Dinah ?

-Foi ela tinha compromisso e me mandou uma mensagem avisando estou tão envergonhada,pedimos um favor pra ela é esquecemos  de buscar a nossa filha.Que espécie de mãe somos nós Lauren ?

Ela disse deitando novamente na cama sorrir.

-Somos a espécie de mães que transam e gozam muito.

Camila riu.

-Pervertida,eu estou toda dolorida.

-Imagine eu minhas costas estão ardendo por conta dos seus arranhões,minha nuca,peito tudo cheio de roxo e meu ombro tem uma mordida enorme.

Eu disse apontando para o local e Camila sorriu.

-Coloca uma jaqueta amor ta muito visível.

Entrei no closet e peguei uns dos cardigã cinza dela e vestir,me aproximei e lhe dei um selinho.

-Te amo vou pegar nossa bebê.

Camila me agarrou pela a nuca e me olhou :

-Esse foi um dos melhores sexo que ja tivemos,te amo.

Nos beijamos calmamente e eu chupei seus lábios me afstando para olha-la.

-Melhor que o dele?

-Amor.... (Ela disse revirando os olhos)eu nem me lembro,se tivesse sido bom eu me lembraria.

-Vou sentir sua falta.

-Pensei que queria um tempo de mim.

-Eu tava com raiva,eu não consigo viver sem você e a nossa pequena.

-Ai nem me fala e a primeira vez que eu vou ficar tão longe dela desde que  nasceu.

Sorrir.

-Mãe bobona.

-Só eu ne?Amor ela pode dormir aqui com a gente hoje ?

-Camz....

Não que eu não gostasse que a nossa filha dormisse conosco mas é que se Bella dormisse uma vez queria dormir sempre.

-Por favor.

Choramingou.

-Ta não vai mais rolar nada né?

Camila gargalhou.

-Você é tão insaciável,hoje não vai rolar mais nada amor eu to sem energia.

-Okay!

Dei um selinho nela e quando ia saindo do quarto advertir:

-Se quiser que Bella durma aqui troque os lençóis e coloque um bom ar aqui ta cheirando a sexo.

Camila me jogou uma almofada

-Ridícula.

Gritou enquanto eu saí sorrindo .Cheguei ao prédio de Dinah e entrei em seu apartamento,Bella e ela estavam deitadas assistindo televisão.

-Momy.

Disse Bella correndo até mim,minha filha ja estava de pijama e com os cabelos úmidos.Peguei ela no colo e a enchi de beijos.

-Oi minha princesa!Tá cheirosa.

-A dinda me banhou e agora estamos assistindo Dora Aventureira.

-Ah que legal filha,va pegar suas coisas para irmos Okay?

Bella assentiu e saiu da sala,Dinah que também ja estava de pijama desligou a TV.

-Graças a Deus não aguentava mais esse desenho e muito irritante ela pergunta as coisas e demora séculos pra responder.

Rolou os olhos e eu não tive como não rir.

-Dinah é educativo.

-É cansativo,mas é ai você é a Mila fizeram as pazes ?

-Sim.Fazer o que né? Ainda to chateada mas se eu ficar focando no passado não vou conseguir viver o presente pra quem sabe termos um futuro tranquilo.

-Oh Lolo você é uma esposa e tanto eu sei que a Camila não é tanto assim, ela e tao ingênua pra umas coisas e tao afoita pra outras....

-Verdade,você poderia conversar com ela pra que ela revesse alguns pontos como a amizade execessiva com aquele idiota que usa a filha pra ficar perto dela.

-O pior e que eu ja falei Lolo mas ela quer ser a madre de calcultar.

Sorrir.

-Hoje ela prestou mais atenção em mim,me mimou sabe e bom ser cuidada.

-Tá falando que a Mila não te da a devida atenção ?

-To falando que as vezes e bom a gente parar de cuidar pra ser cuidada.

Dinah sorriu e Bella  apareceu na sala com a mochila nas costas:

-Vamos momy?!

-Ih que ingrata!Eu fico com você é você quer sair correndo da minha casa.

-Não dinda,eu gosto muito,muito,muito,muito da senhora mas quelo ver a mamãe.

-Entedi !Venha my litter monster me dê um beijo.

Bella correu até a madrinha que  ajoelhou para ficar da mesma altura e a  abraçou e beijou.

-Te amo Dinda !

-Também te amo My litter monster.

Bella saiu correndo até a porta e encarei DJ:

-Sério Dinah?Litter Monster?Porque não escolhemos Lucy pra ser madrinha.

Rolei os olhos indo até a portar e Dinah respondeu :

-Porque Camila sabe te convencer direitinho,e além do mais ela me prometeu isso quando éramos crianças.

-Ah ta bom,de qualquer forma obrigada por ter ficado com ela.

-É pra isso que serve as madrinhas não é ?

-Sim,não se atrase, amanhã irei passar aqui pra levar vocês pro aeroporto.

-Vou fazer minha mala agora,tchau Lolo,tchau litter....

Lancei pra ela um olhar fatal e ela levantou as mãos em rendição.

-Eu ia dizer litter Angel.

-Ah ta,vamos filha.

Durante todo o tráfego Bella me contava de seu final de semana e de como tinha adorado cada minuto,ela quando ficava empolgada com algo não parava de falar.Assim que chegamos em casa ela correu para o nosso quarto,Camila estava arrumando a mala.

-Mamãe,mamãe.

Disse Bella correndo  em direção dela que a pegou e abraçou forte.

-Oi meu bebê como a mamãe sentiu sua falta.

Ela enchia a menina de beijos que sorria com todo aquele carinho.

-Mamãe foi tão bom a tia Andrea e tao legal eu falei com a abuela Sinu e com a tia Sofi ela me mostrou a nova boneca dela no computador.

Sofi tinha 10 anos e dizia com orgulho que tinha uma sobrinha apesar de quando se juntam ficam disputando a atenção minha e de Camila, principalmente a de Camila.

Sofi ficou enciumada quando descobriu que as atenções da irmã não seria mais toda pra ela é sim pra o bebê,foi então então tivemos a ideia de ela escolher o nome,ela disse que colocaria o nome mais bonito do mundo e que toda vez que chama-se a nossa filha também se lembraria dela.

Dito e feito,Sofi tinha escolhido Isabella que era seu segundo nome :Sofia Isabella Cabello Estrabao.

-Que legal filha !Nos precisamos visitá -las assim como a abuela Clara el abuelo ossito.

-Sim mamãe,mamãe  nos ja vamos ver eles?

Ela disse apontando pra mala,Bella era tão inteligente pra uma criança de 4 anos.Tá era meio óbvio mas tudo que ela falava era visto como admirável pra mim.

Camila sentou ela na cama :

-Não filha a mamãe vai ter que viajar a trabalho e vai ficar uns dias fora.

-A momy vai ?

Sentei perto dela e a puxei para meu colo.

-Não vamos ser so eu e você.

Bella olhou pra mãe e depois pra mim seus olhos ja estavam cheios de lágrimas.

-Eu não quelo que a mamãe va,quelo ela aqui.

-Meu amor e coisa de adulto ela vai ir mais vai voltar.

Eu disse afando seus cabelos.

-Não quelo.

Ela saiu do meu colo e correu pra Camila que a abraçou.

-Isabella olha pra mim

Disse Camila carinhosamente,e com as lágrimas escorrendo ela olhou.

-A mamãe precisa trabalhar pra comprar suas bonecas,pagar sua escola,comprar roupas assim como a sua momy.Eu vou mais eu volto rapidinho filha vamos poder nos falar todos os dias antes de você ir dormir pelo o computador Okay?

Bella so assentiu.

-É outra coisa eu quero que você cuide da sua momy pra mim se chegar alguma mulher perto dela você diz que ela ja tem a mamãe.

-Camila !

Repreendi,e Camila deu de ombros focando a atenção novamente na nossa filha.

-Combinado?

-Sim mamãe.

Ela secou suas lágrimas e colocou novamente na cama.

-Você ja comeu ?

-Sim momy.

-Mas eu to cheia de fome,acho que eu vou pedir pizza.

-Poderia pedir metade de banana?

-Você e sua obsessão por colocar banana em tudo.

Eu disse pegando o telefone para pedir a pizza.

Segunda-feira-07:00 AM:

Na manhã seguinte Camila acordou as 07:00 horas em ponto e começou a se arrumar,so olhei o relogio e voltei a dormir,alguns minutos depois ouvir barulho de um click e despertei,Camila estava com o celular tirando uma foto minha e de Bella que estava dormindo agarrada ao meu pescoço.

-Bom dia amor.

Ela disse se aproximando de mim e me dando um selinho.

-Bom dia.

-Desculpe amor mas vocês estavam tão fofas juntas que agora tenho um novo protetor de tela.

Ela disse me mostrando o celular com a foto que acabará de tírar,sorrir.

-Precisa acordar ela pra se arrumar.

Camila se afastou indo ao banheiro vestia uma blusa preta e uma calça jeans e uma salto alto e o cabelo estava ainda com um coque.

-Como vamos fazer?(Perguntou la do banheiro)

-Primeiro vamos levar ela na escola e depois vamos pro aeroporto.

Me aproximei  de minha filha e a beijei.

-Acordar filha,ta na hora de ir pra escola.

Bella foi abrindo os olhinhos devagar e eu não resisti beijei suas bochechas novamente.

-Bom dia filha.

-Bom dia momy,eu não quelo ir pra escola.

Segunda-feira sempre era difícil...

-Mas vai mesmo assim,levanta vai escovar os dentinhos.

Bella se sentou na cama e deitou novamente encima de mim,acariciei seus cabelos:

-Filhaaaaa.

Reprendi ela sorrindo .

-Despierta-te hermosa no sea tan vagarosa.

Disse Camila saindo do banheiro.

-Lo que querias es tu hija.

Respondi sorrindo e Camila me fitou semi cerrando os olhos.

-Mamae no me quiero ir a la escuela hoy.

-Isabella no empece Okay?Vamos ya es hora.

Respondeu Camila em tom autoritário,e então a muito contra gosto ela se levantou e foi para seu quarto se arrumar.Levantei da cama e fui para o banheiro e Camila foi ajudar nossa filha.

Deixamos Bella no Colégio e depois de Camz quase Não larga-la mais passamos no prédio de Dinah e fomos para o aeroporto,fizeram check-in e depois fomos tomar um café enquanto não chamavam o vôo delas.

-Eu to morta de sono.

Disse Dinah que escondia o mal humor debaixo dos óculos.Eu e Camila estávamos com as mãos entrelaçadas sobre a mesa.

-Mas o que me anima e que vamos poder entre uma palestra e outra da um pulinho na praia.

-Pensei que estavam indo a trabalho.

Respondi tomando um gole do meu café, Dinah olhou pra Camila.

-Mas isso não impede de irmos a praia de vez enquando  né Mila?

Camila assentiu.

-Se eu fosse você não ia a praia tão cedo.

Disse olhando pra ela que sorriu.

-Jauregui e so uma praia o que que tem ?

Indagou Dinah e eu logo tratei de responder:

-Se ela não se importar em mostrar as marcas no corpo dela nenhum.

Precisou de alguns minutos para que ela entendesse do que estávamos falando e então Camila discretamente mostrou uma marca perto do seios.

-Oh céus vocês são umas selvagens!

-Falou a santinha ne DJ?

-Okay Mila não vou nem falar mais nada.

Camila sorriu para amiga é voltou a me olhar;

-Não esquece que tem reunião de pais essa semana.

-Já coloquei na minha agenda.

- Os armários tão meios vazios então passe no supermercado pra comprar algumas coisas,mas primeiro ve o que falta,você sempre compra o que ja tem.

-Tá amor.

-Coloquei o nome e número do meu hotel na mesa do escritório de casa mas vou mandar também pro seu celular,por favor mantenha ele carregado eu vou ter ligar a cada chance que eu tiver pra ver como estão as coisas.

-Camila que drama.

Respondeu Dinah tirando os óculos e cruzando os braços.

-Não é drama eu preciso saber como ta a minha esposa e minha filha.Amor qualquer coisa me avisa, tipo qualquer coisa mesmo e eu volto correndo tudo bem?

-Tá vai ficar tudo bem.

Eu disse lhe dando um selinho longo.

-Você vai mesmo viajar no final de semana ?

-Eu ainda não me  programei.

-Me mantenha a par do que decidir sim ?

Assentir,e logo anunciaram o vôo delas e fomos até o portal de embarque.

-Tchau DJ cuide da minha garota.

Eu disse abraçando.

-Como sempre né Lolo o que seria de Camila sem mim ?

Ela disse enquanto me abraçava,e eu sorrir fui surpreendida com um beijo na bochecha

-I Love You  minha branquela.

-I love you too  DJ.

Nos separamos e Camila me olhava com os olhos com lágrimas.

-Vem cá meu bebê.

Eu disse abrindo os braços e ela correu me abraçando:

-Vou sentir sua falta Lauren.

Ela estava com o rosto na minha nuca.

-Eu também vou meu amor,mas vai dá tudo certo,olhe pra mim Karla Camila Jauregui Cabello Estrebao

Ela limpou as lágrimas e me fitou com aqueles olhos castanhos úmidos,meu coração parou,o amor e uma coisa engraçada mexe totalmente conosco nunca pensei que ia ser tão difícil me despedir nem que seja temporariamente de Camila,nem mesmo quando nós separamos eu fiquei realmente longe dela,a via todos os dias por conta da nossa filha.

-Você precisa ir trabalhar pra comprar roupas,pagar o colégio da sua filha,sapatos.

Camila sorriu por eu estar imitando ela ontem.

-Boba,eu amo você se cuide e cuide da nossa princesa.

-Pode deixar Camz.Se cuide meu amor.

Abracei novamente minha mulher e Dinah interviu.

-Parece uma novela mexicana vamos logo.

Camila revirou os olhos e suspirou.

-Então eu vou indo,tchau amor.

Normalmente evitavamos nos beijar em lugares públicos pra não gerar confusão ou murmurinhos mas dessa vez não teve como me segurar,a puxei e beijei  lentamente  desfrutando de  seu gosto e do seu jeito,Camila sugou meus lábios inferiores e os selou finalizando o beijo.

-Amo você.

-Okay é hora de dá tchau.

Dinah puxou Camila pelas as mãos e logo as duas entraram para embarcar.

Fui para o trabalho e cumprimentei Ferdinando que hoje estava todo de Branco ;

-Bom dia Ferdinando ta fazendo bico de pai de santo agora viado?

Ferdinando me olhou por cima de sua armação de óculos que sempre combinava com a cor da roupa que usava.

-Ih viada não vem não que eu te jogo uma macumba brava.

Sorrir e adentrei na minha sala com ele logo atrás de mim fazendo o mesmo ritual ligando meu ar condicionado.

-É ai como foi a festa ?

-Nem me fale dessa festa,me deu boas dores  de cabeça.

-Bebeu todas ne?!

Rolei os olhos,mal sabia ele decidir não responder.

-Porque não foi ?

Eu disse ligando meu computador.

-O que um pobre secretário como eu iria fazer naquele lugar?Só  se fossem me leiloar pra trabalhar de graça pra algum empresário ne monamuor?Pobre não vai a leilão viada,pobre vai a festa com um bom leitão e é  todo mundo se acabando de de comer.

Não tive como não rir dos comentários de Ferdinando,logo ele me colocou a par das minhas obrigações e disse que Sarah não viria hoje por esta indisposta,15:00 horas meu telefone tocou:

-Sim.

-Oh Lauren é do colégio da Isabella pode passar a ligação ?

Meu coração parou eles nunca ligavam.

-Claro,quando for da escola dela nem precisa pedir autorização Ferdinando.

-Okay.

Demorou dois segundos e ouvir a voz de uma mulher:

-Alô.

-Sim.

-A senhora é a mãe da menor Maria Isabella Cabello Jauregui?

-Sim sou uma das mães.

-Claro ,nos ligamos pro trabalho da senhora Camila e foi nos dito que não estava por isso ligamos para a senhora.

-A outra mãe está viajando.

-Ah sim ,Senhora aqui é  da escola de sua filha estamos ligando para pedir que venho busca-lá.

Levantei na mesma hora visualizando onde estava  minha bolsa e as chaves :

-Ai meu Deus o que aconteceu ?

-Bom ela está meio febril e não podemos ficar com uma criança doente nos aposentos da escola.

-Okay eu ja estou indo busca-lá,obrigada por avisar.

-De nada estamos no aguardo.

Desliguei o telefone e peguei minhas coisas.

-Ferdinando vou até a escola da minha filha não volto mais hoje,vou terminar os relatórios em casa.

-É algo grave ?

-Não sei ela ta meio febril vou levar ela na pediatra.

-Okay melhoras pra pequena.

Agradecir e fui para o meu carro,e em menos de 20 minutos eu ja estava com ela deitada no banco de trás meia sonolenta,cheguei na clínica com ela no colo e logo a doutora Lizz nos recebeu em sua sala:

-É então o que essa princesa tem ?

Ela disse olhando para Bella que estava sentada no meu colo.

-Eu não sei ela estava tão bem de manhã.

Doutora Lizz era de descendência Filipina tinha os cabelos escuros e a pele dourada,alta,magra,bonita e casada com outra mulher que também era tão linda quanto.

-Coloque ela ali na maca para que eu possa examina-la mãezinha.

Fiz o que ela pediu e ela fez todos os procedimentos de ouvir o coração a medição de temperatura.

-Está sentindo algo Bella?

-Tô com sono.

Ela disse coçando os olhos.

-Ah mas a cabeça dói?o corpo dói ?

-Minha cabecinha dói.

-Ah sim...Mãezinha teve alguma mudança brusca na rotina  dela?

-Brusca ?Não acho que não,Camila foi viajar hoje é so volta na terça pra quarta-feira.

-Ah sim,ta com saudade da sua outra mãe,Bella?

Bella so assentiu.

-Okay pode descer ela.

Peguei minha  pequena no colo e  sentei novamente na cadeira em frente a doutora que digitava algo no computador e depois sorriu para mim cruzando as mãos.

-Bom Lauren aparentemente a Isabella não tem nada muito grave e so uma leve indisposição causada pela a saudade da mãe.

-Que ?Mas ela viajou hoje,não deu nem tempo de sentir saudade.

A doutora riu.

-Lauren a Isabella ja se separou da mãe assim por longos dias ?

-Não é a primeira vez,desde que ela nasceu as duas são muito grudadas.

-Ai está a resposta,mesmo que a Isabella não tenha nenhum vínculo biológico com a Camila,o lanço afetivo sempre fala mais alto.A afetividade está ligada a nossos sistemas motores,cognitivos,físicos e dentre outros a psicologia explica muito bem isso, a evolução de um indivíduo não depende somente da capacidade intelectual garantida pelo caráter biológico, mas também do meio ambiente que também vai condicionar a evolução, permitindo ou impedindo que determinadas potencialidades sejam desenvolvidas.

-Entendi.

Menti,tinha me perdido nas palavras difíceis.A doutora percebeu e endagou:

-Resumindo,mesmo que elas não sejam ligadas pelo o sangue o amor que as une  e muito maior fazendo que mesmo inconscientemente ela fique tão triste pela a ausência de Camila que a deixou assim.

-Então podemos dizer que é psicológico também ?

-Sim a ciência explica como sendo uma reação do corpo em resposta ao cérebro que a "lembrou"  da ausência de Camila.O cérebro e uma das máquinas mais potentes do mundo ela capaz de armazenar e ativar qualquer coisa no nosso corpo,isso explica as gravidezes psicológicas.Além disso crianças são extremamente sensíveis e apegadas as pessoas que ama.

-Faz todo sentido,mas ela so vai melhorar quando a mãe voltar?

A doutora sorriu.

-Não, logo passa mas recomendo que fique de olho nela pois a imunidade dela está baixa e pode evoluir pra uma gripe ou algo do tipo,vou passar um remédio pra baixar a temperatura e pra aliviar a dorzinha de cabeça dela.

Disse Lizz imprimindo uma Folha que a carimbou  e rubricou  me entregando logo em seguida:

-Repouso de um dia pra ela,fique bem princesa.

Levantei com a pequena nos braços que logo deitou a cabeça no meu ombro.

-Obrigada doutora.

Me despedir,fomos pra casa,e quando chegamos dei um banho nela e vestir seu pijama e a deitei na minha cama com uma manta,liguei a televisão e coloquei em um filme da Disney.

-Filha toma o xarope.

-Não quelo momy.

Disse fazendo bico.

-Bebê tem gosto de morango,experimenta.

Eu disse colocando o copinho perto da boca dela que fez careta.

-Não momy,primeiro a senhora.

-Mas a momy não ta dodói !

-Então eu não vou tomar.

Disse cruzando os braços,respirei fundo:

-Tá Isabella,olha.

Tomei o remédio que era tão doce que chegava a ser enjoativo,fiz uma careta que não teve como esconder no final.

-E uma delícia.

Eu disse tentando soar normal.

-Mas a senhora fez cara feia.

-Filha você viu errado,toma o remédio.

-So tomo se a senhora fizer a sopa de dodói.

-Maria Isabella Cabello Jauregui você ta me fazendo de boba? Olha o respeito hem mocinha! Toma logo o remédio.

Dei o copinho  com o remédio e ela logo tratou te tomar fazendo a  mesma careta que eu,sorrir.

-Good Girl ! E eu vou tentar fazer a sua sopa vou ta la na cozinha quer ficar aqui encima ou na sala perto da momy?

-Perto da momy !

Respondeu manhosa.

-Okay .

Peguei ela no colo junto com a manta e desci para a sala de estar,liguei a TV colocando no mesmo canal que ela via.

Adentrei na cozinha sem saber por onde começar a fazer a sopa que Camila fazia quando Bella ficava doente,depois do que a médica me explicou começo a acreditar que esse mal estar foi ocasionado so pra ela de alguma maneira ter a lembrança da mãe por perto .Já que a mesma so era feita quando a pequena ficava doente.

Pensei em ligar pra Ally,não queria interromper Camila em suas reuniões e palestras logo no primeiro dia e estava tudo bem e em controle não tinha porque importuna-lá.

Quando peguei o celular para ligar pra Ally apareceu a foto de Camila ,tava começando a ficar assustada com todo esse lance de afetividade,respirei fundo e atendi:

-Oi bebê. ...







































Notas Finais


Obrigada por lerem,mais tarde tem mais !


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...