História O poderoso Império e um amor inesperado - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Bankotsu, Inu no Taishou, Inuyasha, Izayoi, Kaede, Kanna, Kikyou, Miroku, Naraku, Personagens Originais, Sango, Sesshoumaru
Tags Inuyasha, Originais
Exibições 58
Palavras 2.626
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Hentai, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


o último capitulo, notei uma queda de comentários de uns 8 capítulos para cá o que me deixa na dúvida se você gostam ou não, de qualquer forma quero agradecer de coração a todos que favoritaram a história e que me acompanharam nessa minha primeira jornada, obrigado a todos os comentários e a todo o apoio

Capítulo 38 - O final


Todos voltam para seus lares felizes pois finalmente o invasor que tantos problemas já tinha causado tinha sido finalmente eliminado junto com os soldados que tinham traído o império.

Kagome estava voltando para o castelo, a mesma iria descansar após todo o ocorrido desse dia cansativo. Mas ao chegar no cômodo a mesma se depara com Inuyasha vestido com uma roupa de policial a mesma então fica de boca aberta e nada diz, ela entra no quarto e o rapaz então fecha e tranca a porta, após isso ele diz:

Inuyasha: hoje eu sou seu servo, pode fazer o que quiser comigo “ousado”

A mesma se surpreende com a atitude do rapaz, ele que sempre era tão tímido, estava assim tão ousado e para piorar (Kagome: mentira que estava muito melhor) ele estava irresistível naquela roupa de policial.

Ele se aproxima dela e sorriu antes de roubar os lábios da moça com um com um beijo rápido e profundo. A imperatriz coloca as mãos no peito do rapaz na tentativa de desabotoar a camisa que o jovem usava, mas ele tira as mãos dela a carrega e assenta na cama, fica de frente para ela e diz:

Inuyasha: como eu disse sou servo hoje, você não precisa se esforçar para nada “tirando a camisa”

Ele então começa lentamente a tirar a bata de policial enquanto rebola sensualmente fazendo a imperatriz quase babar pelo rapaz, após ele tirar a bata ele segura em cima da cabeça e começa a girar lentamente e após isso joga a bata na direção da rainha que aproxima do rosto enquanto cheira a mesma inalando o aroma do rapaz. Ele então começa a tirar a camiseta branca que usava por baixo da bata, após ele tirar fica só de calça se aproxima da imperatriz e pega as mãos dela e passa por todo o seu abdômen várias vezes e depois disso se afasta da mesma fazendo ela soltar um resmungo o que faz ele sorrir e dizer:

Inuyasha: calma meu amor, este servo vai te satisfazer em todos os quesitos hoje “tirando a calça”

Ele tira a calça ficando apenas de cueca boxer azul, se aproxima da rainha e diz:

Inuyasha: hoje você terá de tudo “se aproximando dela”

O jovem então começa a desabotoar a armadura de guerra que a rainha estava usando, vai tirando peça por peça e após retirar tudo inclusive a cueca azul, ele a pega nos braços e a leva para o banheiro onde uma banheira cheia de água, sabonete, espuma e pétalas de rosa já se fazia presente, o rapaz coloca a imperatriz dentro da banheira e em seguida pega o sabonete líquido e começa a passar por todo o corpo de sua amada que se arrepia com os toques do rapaz, ele começa pelos pés massageando e beijando lentamente fazendo a rainha suspirar:

Kagome: humm tão bom “suspirando”

 Massagem chegou até a barriga da rainha, onde o rapaz deu mais atenção, claro lá estava sua futura filha, o mesmo massageia o local com cuidado, beija e diz:

Inuyasha: papai te ama de mais minha princesa “beijando a barriga”

Após senta e faz a mesma sentar entre as pernas dele e retoma de onde tinha parado seguindo para uma das regiões mais sensíveis em uma mulher: os seios, ele massageia sem pressa e com leveza, fazendo a rainha soltar um gemido baixo:

Kagome: humm “de olhos fechados”

O jovem sorrir afinal estava conseguindo o que para um homem é quase uma questão de honra: dar prazer para sua amada, ela encosta a cabeça no peito dele que segue para os ombros, cabelos, mãos etc., um banho completo e após esse processo o mesmo se levanta e enxuga com cuidado sua amada e a ao termino ele coloca a rainha na cama com cuidado e ela apertou mais no seu corpo abraçando a sua cintura com as pernas. As mãos dele que estavam na cintura dela começaram a ganhar vida, uma subiu para a nuca e outra apertou a coxa dela, um gemido foi abafado pelo beijo que ainda não havia acabado.

Ele mordeu o lábio inferior dela a provocando e ela se afastou e começando a beijar o seu maxilar indo para o seu pescoço onde começou a beijar dando mordidas ocasionais.

Inuyasha: Você é linda.- “beijando o pescoço dela”

 Ele nem deu tempo para a moça falar algo, porque quando ela sentiu seus lábios macios acariciando o seu seio direito ela perdeu completamente o foco. Gemeu alto quando senti sua língua circulando o mamilo.

Inuyasha: Você é tão perfeita “Sussurrou a pele dela e beijou a barriga”

Ele parecia estar adorando sua imperatriz como um servo ou cidadão do império normalmente fazia.

Inuyasha: Tão maravilhosa “Murmurou ele passando a língua pelo umbigo dela a levando a loucura”

Ele a beijou novamente e o contado dos seios dela com o seu peito nu a fez tremer. Ele desceu uma mão pela lateral do corpo dela e depois se afastando minimamente se livrando da última peça que cobria o corpo de sua amada a deixando nua sob os seus olhos.

Kagome: Inuyasha “brava tentando tirar a sua cueca, mas ele não deixou”

Inuyasha: olha para o seu servo “finalmente se livrando da sunga “

Ele deslizou a preenchendo com calma. Ela mordeu os lábios com força fechando os olhos tentando assimilar o turbilhão de sensações que sentia. "Abre os olhos" pediu Inuyasha novamente ela os abriu e o encarou vendo os olhos dele enegrecidos pela luxúria e prazer.

Inuyasha: Você é tão perfeita “sussurrando”

Ele manteve seus movimentos lentos a fazendo apreciar cada mínimo momento. Ela o puxou para um beijo. Ele aumentou os movimentos no mesmo momento em que ela fechou as pernas na sua cintura me movimento junto com ele. Ela tentou fazer algo para mudar as posições, porém ele a deteve dizendo:

Inuyasha: hoje é o seu servo que te dar prazer “gemendo”

Ele então continua os movimentos profundos e firmes e ambos já não controlavam os gemidos, ele sussurrava declarações no ouvido dela que já sentia espasmos de prazer e chegaram ao clímax caindo exaustos na cama, ele a puxou fazendo a mesma se deitar em seu peito e ambos pegaram no sono.

Enquanto isso na Espanha

Kurama estava na biblioteca conversando com um xamã de uma tribo que queria formar uma aliança com o reino espanhol e bem como incorporar suas terras nos domínios nintendianos, mas para isso, porém ele estava propondo que sua filha se casasse com o príncipe espanhol, ela claro adorou a ideia, tanto que foi com o pai para a reunião só para ver o jovem de cabelos vermelhos.

Xamã: então o senhor aceita formar essa aliança? “sorrindo”

Kurama: sim, mas primeiro precisamos de uma reunião com a imperatriz, para ela autorizar e oficializar tudo “sério”

Xamã: claro, é só marcar

Kurama: quanto a casar com a sua filha não será possível “sorrindo”

Xamã: darei um tempo para você pensar melhor “ignorando a frase do príncipe”

Kurama: mudando de assunto, mas desde já pergunto: o senhor e os cidadãos estão dispostos a obedecer às regras do império, os costumes e acima de tudo amar e proteger a imperatriz com a própria vida? “sério”

Xamã: claro, já conversei com todos e estão todos de acordo “sorrindo”

Kurama: ótimo, vou marcar a reunião com a imperatriz e após a confirmação da data eu lhe informo “sério”

Xamã: combinado, agora se me der licença vou ao banheiro rapidinho “saindo”

Neste instante a moça aproveita para tentar se aproximar do príncipe.

Filha xamã: você é tão lindo, nem acredito que vai casar comigo “sorrindo”

Porém, do lado de fora passava pelo corredor no exato momento ninguém mais ninguém menos que Sakura, que ao escutar aquela frase chuta a porta furiosa e invade a biblioteca com tudo, assustando Kurama e a filha do xamã.

Sakura: como é que é garota? Você o que? “furiosa”

Kurama: Sakura? Mulher você surgiu de onde? Anda praticando técnicas ninjas com os moradores do reino do Japão? “assustado”

Kurama: não falei com você vermelhudo, diz garota você vai o que? “séria”

Filha xamã: vou casar com ele “assustada”

Sakura: kkkk você deve estar querendo morrer mesmo, não é? Você não vai casar coisa nenhuma, ele é meu “séria”

Kurama: eu sou o que? “sorrindo”

Sakura: você é M-E-U e sai daqui garota antes que eu quebre a sua cara “furiosa”

Nesse momento o xamã volta e diz:

Xamã: então tudo certo príncipe até a reunião, vamos filha “saindo”

A moça sai praticamente correndo atrás do pai.

Kurama: eu sou seu? “sorrindo”

Sakura: isso mesmo, admito que você me conquistou príncipe “o olhando”

Kurama: que maravilha “pegando no colo e a girando no ar”

Sakura: bobo rsrs “rindo”

Kurama: vou marcar o casamento “sorrindo”

Sakura: ok “sorrindo”

Ele então a leva para o quarto onde os dois comemoram o momento de felicidade.

De volta para a capital

Os dias foram se passando e Inuyasha estava conseguindo com muito esforço, suor e muitos cafés da manhã conquistar a rainha novamente, e falando na rainha a mesma passava agora pela típica fase da gravidez: os desejos, isso mesmo, um desejo mais estranho que o outro na opinião do jovem Inuyasha, mas o que era engraçado é que o mesmo se desesperava e saia praticamente voando em busca de atender os desejos da imperatriz, os dois estavam deitados dormindo na cama, eram duas da manhã quando a imperatriz acorda sentindo um desejo, porém como estava tarde a mesma faz de tudo para não acordar Inuyasha o que foi em vão.

Kagome: nossa que fome “falando baixinho”

Inuyasha: o que amo? “acordando”

Kagome: nada pode voltar a dormir “disfarçando”

Inuyasha: o que foi vida? Está com desejo? “com cara de sono”

Kagome: bem que eu queria um doce de cupuaçu com um pastel de queijo com caldo de cana, pena que só tem no reino de Giudecca “pensando”

Nesse momento Inuyasha levanta da cama e coloca uma calça e uma camisa e já ia sair quando a imperatriz o para e pergunta:

Kagome: onde você vai? “assustada”

Inuyasha; vou providenciar essa comida para você “agindo naturalmente”

Kagome: mas são duas da manhã “assustada”

Inuyasha: soldados vamos até o reino de Giudecca “gritando da janela”

Soldados: sim senhor “gritando do térreo”

Kagome: não posso crer nisso “perplexa”

O jovem então sai com os soldados ás duas da manhã junto com os soldados e vai até o reino de Giudecca providenciar o lanche da madrugada para a sua imperatriz.

Enquanto isso na Grécia

Rin já estava com 9 meses de gestação, isso mesmo a futura herdeira do trono de princesa da Grécia poderia nascer a qualquer momento, ela estava junto de Sesshoumaru deitada, o mesmo fazia uma massagem nos pés dela, quando a mesma sente uma dor muito forte e nota-se um líquido escorrendo entre as pernas da moça, sim a hora do nascimento tinha chegado.

Rin: aiiii amor me leva para tenda dos partos “com cara de dor”

Sesshoumaru: claro vamos “nervoso”

E após duas horas de parto um choro é ouvido anunciando assim a chegada da futura princesa da Grécia. Uma garotinha de longos cabelos pretos e olhos dourados com uma marca de meia lua na testa.

Rin: amor ela é tão linda “sorrindo”

Sesshoumaru: obrigado meu amor “beijando a testa dela”

Sesshoumaru: como ela vai se chamar? “sorrindo”

Rin: ela vai se chamar Chun-li “sorrindo”

Eles foram para casa pois as duas precisavam descansar.

Alguns meses se passaram e o império crescia bem e fortemente, mas o foco no reino era outro, daqui poucas horas iria acontecer um casamento duplo, isso mesmo o casamento da general Sakura com o príncipe Kurama e o casamento do general Dani com a princesa Peach, tínhamos dois rapazes muito nervosos principalmente o jovem Kurama, pois os rapazes não paravam de provocar o príncipe:

Inuyasha: kkk acho que a general vai fazer uma despedida de solteira antes do casamento “rindo”

Miroku: também acho kkk com aqueles caras dançando e etc. “rindo”

Kurama: parem seus idiotas “emburrado”

Os dois: kkkkk “rindo”

Nesse momento Inu no Taishou entra no quarto e diz:

Inu no Taishou: chega meninos vamos, deixe eles em paz “rindo”

Eles saem e deixam os rapazes sozinhos e do lado das meninas tudo corria bem, as noivas já estavam quase prontas. Após algumas horas todos já estavam na praia onde seria realizada a cerimônia, após os noivos se posicionarem a música cerimonial tem início anunciando a chegada das noivas são guiadas até o altar por seus pais.

Kaede: Kurama você aceita Sakura como sua legítima esposa? “sorrindo”

Kurama: sim aceito “sorrindo”

Kaede: Dani você aceita Peach como sua legítima esposa? “sorrindo”

Dani: sim aceito “sorrindo”

E ela faz a mesma pergunta para as noivas.

Noivas: sim aceitamos “sorrindo”

Após a troca de alianças e dos beijos, a cerimonia termina e todos seguem para a festa de casamento. Após o término os noivos seguem para a lua de mel.

Meses depois

Kagome já estava com 9 meses de gestação, ela estava nesse momento em trabalho de parto e após algumas horas nasce uma menina de cabelos pretos com olhos dourados cujo o nome era Joany e para a surpresa de todos nasce também um menino de cabelos brancos e olhos pretos eles deram a ele o nome de Castiel.

Inuyasha: eles são tão lindos meu amor “sorrindo”

Kagome; sim são “sorrindo”

O bebê de Sango também nasceu, era um menino cujo nome era Ryu, e passando-se vários meses Sakura e Kurama também tiveram um menino chamado Daryl e um tempo depois tiveram uma menina chamada Esmeralda ( sim foi rápido, também pense no fogo que os dois tinham kk)  e Dani e Peach tiveram uma menina e deram o nome de Daniely.

Algum tempo depois

Os gêmeos já estavam com 8 anos e aprontavam como se não tivesse amanhã, nesse momento eles tinham derrubado a grade da fazenda real onde a família passava férias, Kagome ao ver o estrago grita:

Kagome: Joany e Castiel venham aqui agora “séria”

Os dois aparecem de cabeça baixa e fingindo que não fizeram nada.

Gêmeos: sim mamãe “com cara de anjo”

Kagome: nem adianta fazer essa cara os dois estão de castigo “séria”

Joany: não mamãe eu tenho que ir brincar com Daryl “triste”

Castiel: e eu tenho que ir brincar com a Daniely “triste”

Inuyasha: obedeça sua mãe “sério”

Os dois então vão tristonhos para o quarto.

Inuyasha: ela anda muito colada no Daryl “com ciúmes”

Kagome: kk não adianta fazer essa cara, se o destino juntar os dois não poderemos fazer nada “rindo”

Inuyasha: eu sei, igual foi com a gente “sorrindo”

E de fato o destino juntou mesmo, anos mais tarde Daryl casou com Joany, Daniely com Castiel e Ryu casou com Esmeralda. Kykio e Yura foram presas por tudo o que fizeram e Julian se tornou membro do exército real.

Inuyasha e Kagome estavam sentados à beira de um lago descansando após um dia cansativo. A rainha olhava para o horizonte pensando e Inuyasha pergunta:

Inuyasha: no que tanto pensa? “abraçando ela”

Kagome: em como tudo começou “sorrindo”

Inuyasha: o destino foi bem bondoso eu amo você “beijando ela”

Kagome: eu também te amo “sorrindo”

Duas pessoas que nem se conheciam, mas o destino fez questão de dar um jeito nisso, uma rainha que precisava de um esposo e um jovem do povo que foi levado para o seu harém, sim o destino fez isso de uma forma inesperada, porém com um sentimento verdadeiro, o império logo se uniu a outros povos e conquistou novas terras tornando-se o império mais poderoso de que já se tinha ouvido falar junto com o amor dos dois que só cresceu e se multiplicou foi inesperado? Foi mais durou para sempre.


Notas Finais


é isso pessoal, obrigado mesmo e um abraço a todos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...