História O Popular - Imagine Min Yoongi - Capítulo 61


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Nerd, Popular, Você, Yoongi
Visualizações 471
Palavras 1.177
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hi per !


Nao e capítulo de continuação.

Mas espero que gostem.

Preparadas então ? Partiu !

Capítulo 61 - Especial dia dos pais.


Fanfic / Fanfiction O Popular - Imagine Min Yoongi - Capítulo 61 - Especial dia dos pais.

Yung estava em com seus dez anos quando decidi o levar pra pescar. Combinei ate mesmo com os outros pais de fazer isso. Namjoon se recusava a levar sua princesinha e Jin também.

Mas buzinamos em frente a casa deles por meia hora e então desistiram da ideia patética de nos ignorar.

Seguimos cada um em seu carro com seus lindos e perigosos filhos. Sim , eles já eram perigosos nessa época.

Lembro-me bem que dois dias antes peguei Yung tentando tacar fogo no cachorro da vizinha. Isso gerou barraco , confusão , ate mesmo a policia foi chamada e assim fomos pra delegacia.

Quando chegamos ao lugar marcado pra podermos então ter um dia de pais e filhos , a primeira desgraça aconteceu.

Max já havia sumido.

-Cadê essa garota ? - Hoseok disse olhando em volta.

Quando nos demos conta , depois de cinco minutos  rindo por nosso amigo perder sua filha , nenhum dos nossos filhos também estavam lá.

Isso e coisa de Yung.

Veio logo a minha mente já que o garoto parecia aqueles traficantes que as pessoas obedeciam.

-Ji soo deve ser o culpado - Joguei a culpa no filho de Jimin.

UE. Eu nao iria dizer que era meu filho.

-Sabemos que é Yung atrás disso - Diz Taehyung gargalhando. 

Depois de uma grande discussão resolvemos nos separar pelo local e ir a procura das crianças. Jin veio comigo e só sabia repetir que sua mulher iria o matar se nao voltasse com min hee pra casa.

-Cala a boca Jin , ela vai aparecer - Disse o dando um tapa na cabeca.

-Ela parece o cão ! - Disse fazendo bico. - Nao usa rosa , nao larga o meu celular e só sabe resmungar.

Se fosse só a filha dele que fosse o cão.

-Calma princesa - Gargalhei - Nao devem estar longe.

Na verdade acho que estavam , por que andamos por meia hora e nada desses pequenos projetos de nos aparecer.

Quando nos encontramos de novo no lugar de partida namjoon ja estava aos prantos junto a Hoseok.

Eu queria , juro que queria chorar , mas só sabia rir. Yung um dia iria me matar ou de vergonha ou de preocupação.

Eu queria o pegar e estrangular , mas ai eu seria preso e nao poderia mais assistir minhas series , por isso resolvi ficar de boa.

Discutimos onde poderiam estar e ate pensamos em cavar buracos no chão pra ver se estavam ali. 

Vocês nao podem nos julgar , essas crianças são capazes de tudo.

E de Yung nao duvido nada.

Começou a chover e entramos pra dentro em busca de capas para nos cobrir. Já estava dando nos nervos ter que os procurar sem saber onde estavam.

-Appa ? Porque demorou ? - Min Hee pergunta a Jin.

Os outros projetos de criança nos olham sorrindo com alguns doces na mão. Eu queria grudar todos pela orelha e perguntar por que fazem isso com a gente.

-Vocês.. Vocês.. Nao e possível - Jimin se manifesta - Por que nao nos avisaram ? 

-Yung , eu vou arrancar seus olhos - Disse o encarando.

Adoro o deixar com medo.

(...) 

Depois que a chuva parou e resolvemos toda essa desgraça que aconteceu fomos enfim pescar.

As garotas nos observavam com seus óculos de perua e bolsinha do lado.

Era engraçado de ver todas assim.

Era obra de Jin e max queria pular em seu pescoço. Essa nunca foi tão chegada a se enfeitar como suas duas amigas.

Nos separamos e ficamos metros longe um do outro. Mas estávamos de filhos trocados já que ninguém aguentava mais o seu.

-Tio , min Hee esta linda , nao esta ? - Jung senta ao meu lado.

-Garoto , quantos anos você tem ? - Qiestionei o encarando.

-9 - Deu de ombros - Eu vou namorar com ela - Disse sorrindo.

Esse garoto e o mais garanhão. Na verdade , ele é determinado. Seu coração sempre teve a dona que desejava , e hoje namoram como ele disse nessa época.

-Você nao limpa nem a bunda sozinho - Gargalhei.

-Velhote , nao brinque comigo - Disse relaxando na cadeira.

-O garoto , você quer que eu te afogue ? - Disse o grudando pelo pescoço - Velhote e seu pai.

Ji soo veio feliz em nossa direção e parou a frente de jung.

-Sai da frente garoto - Disse o filho de Taehyung.

Satânicos , tal pai tal filho.

Ji soo se recusou a fazer isso e ate eu engoli em seco. O garoto foi empurrado dentro da agua por seu amigo satânico.

-Misericórdia , ele vai morrer - Me levantei da cadeira pra ajudar o menino.

-Piranha volta pro mar - Jung disse rindo.

-Moleque , eu vou arrancar suas mãos - Disse a jung que ainda ria.

-Tio , você.. Esta .. Me matando - Disse ji soo que se afogava já que eu segurava sua cabeca na agua.

-O céus ! Desculpe - O puxei pra cima. - Se seu pai perguntar nada aconteceu , entendeu ?

-Nao , eu vou contar ! - Disse manhoso.

-Se contar eu te empurro de novo ! - Ameacei.

Era o jeito.

Meu filho estava com Taehyung , e já revirei meus olhos. Isso nao daria certo e com certeza voltaria mais encapetado do que já é.

-Ei pai , o que é comer garota ? - Meu filho se aproxima também.

Eu nao disse.

-Nao repita isso - Chamei sua atenção. Me enrolei pra dizer. - Comer é comer comida.

Melhor desculpa que consegui.

-Mas onde se encaixa a garota ? - Questionou.

-No peru - Ji soo disse rindo.

Que ?

-Garoto , olha que te afogo. -Disse o grudando pela orelha.

-Qual e tio , foi TaeTae que disse.

(...)

Depois de um dia cansativo e depois de me enrolar com as perguntas estranhas que os garotos fizeram decidimos ir embora.

Max estava irritada e já havia nocauteado min Hee e molly duas vezes.

A gente nao é os melhores pais do mundo. Cuidamos deles como da , ou eles cuidam da gente. Como hoje as coisas saem do controle , mas nada que uma boa espera nao resolva , nao é mesmo ? 

Ser pai é uma das dádivas da vida e só quem é sabe. Somos gratos a nossos filhos assim como o pai de vocês é por vocês. Nos sentimos orgulho , mesmo que vocês façam algo errado.

Nos chamamos a atenção , mas e pro seus bens. Ou só pra irritar mesmo.

O sorriso de um filho nao tem preço , mesmo que ele seja a nossas custas. Eu sei que estrangulo Yung quando ri de mim , mas ele sabe que o amo.

Nos orgulhamos mesmo que vocês nao saibam.

Yung e convencido então só ele Sabe disso.

De yoongi e os outros patetas , feliz dia dos país ! 

-Ei , nao somos patetas ! 

-Jiminnie agora nao ! Eu estou terminando o discurso demônio ! 

-Gente , tem algo errado.

-Namjoon , o que há ? 

-Ta um cheiro estranho , nao esta ? 

-Sim, Hoseok. Deve ser namjoon e seus gases.

-Nao , ALGUEM ESTA QUEIMANDO ALGO !

-Jin , para de gritar. Nao , espera , cadê as crianças ? 

F O D E U

Precisamos ir antes que a casa pegue fogo.

E de novo feliz dia dos pais pequenas crianças.

-Yung eu vou esfregar sua cara no chão !


Notas Finais


Feliz de doas país. Ou aqueles que nao o tem presente seja lá por qual motivo , feliz dia das mães , e digam a elas que mandei um beijo e um grande parabéns.

(vou pescar com meu pai najsndjd )

Espero que gostem.

Omma agradece.

Bye ! ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...