História O Prazer da Insanidade - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~Marymaii

Postado
Categorias Kuroshitsuji
Personagens Ciel Phantomhive, Sebastian Michaelis
Tags Sebaciel, Yaoi
Exibições 581
Palavras 649
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Lemon, Mistério, Orange, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


SIM FIC NOVA
6 VAI LE SIM
BOA LEITURA
ESPERO A 6 GOSTE.

Capítulo 1 - Prólogo - Pesadelo.


Fanfic / Fanfiction O Prazer da Insanidade - Capítulo 1 - Prólogo - Pesadelo.

Prólogo - Pesadelos.

Para Ciel Phantomhive a vida não se passava de algo massante e repleta de uma monotonia inútil, da qual nem mesmo os fortes remédios que tomava poderia amenizar.

Nem mesmo os mais experientes médicos conseguiram o curar, mas ele jurava que aquilo que via não era algo de sua cabeça, aquele homem que enxergara por tantos anos era real. Essa era a sua única certeza desde que começara a ser medicado, tantos derivados químicos mexiam de tal forma com seu organismo que nem mesmo sua idade ele podia afirmar com precisão, mas aquele homem sempre voltava a aparecer.

O até então considerado louco por família e conhecidos não podia dizer ao certo o que o homem era, nem mesmo se aquele ser seria realmente um homem. Era como se aquela sombra estivesse destinada a sempre estar do lado do menor,como um anjo protetor,mas que de nada protegia e apenas males trazia. Não era de natureza anormal Ciel ter pesadelos em suas noites inacabáveis,variavam de três a seis pesadelos por noite, já se tornara algo habitual.

Certa noite gritara tanto que acabou por acordar suas irmãs mais velhas. Mayuri e Sayuri eram gêmeas e embora amassem muito seu irmãozinho, ainda assim em algumas vezes defendiam a ideia de o colocar em um "internato para crianças mentalmente instáveis" mais conhecido como sanatório. Com pesadelos tão recorrentes Ciel já se acostumara a acordar no meio da noite e não era algo em seu total ruim pois estas eram as únicas horas em que ele não tinha em seu campo de visão o demônio que o acompanhava. Pelo menos foi assim até aquela noite.

Acordou assustado pelo pesadelo um tanto diferente, mas quando abriu os olhos tudo o que estava em seu campo de visão eram dois olhos vermelhos bem perto de si, também sentia uma respiração que não era a sua, os narizes se tocando levemente. Por reflexo, empurrou o homem mas ele era mais forte e só deu um leve impulso para trás.

- Porque diabos você está em cima de mim?! -  Soltou, um pouco alto demais, claro que no momento nem pensou nisso.

O demônio sorriu ao ver certa repulsa por parte do garoto. -Se falar um tom mais alto vai acordar toda a vizinhança sabia? Crianças...nunca aprendem. Ele riu sonoramente,mais alto que Ciel, mas não se preocupava em ser ouvido afinal apenas o garoto carregava a "maldição" de poder escuta-lo,vê-lo e toca-lo.

- Eu não teria falado alto se alguém não estivesse em cima de mim! - Tentou empurrar novamente o ser em cima de si. Sebastian cravou as unas nos lençóis e o olhou com um ar de superioridade.
 

- Não adianta criança,eu sou bem mais forte,depois de tantos anos você deveria saber disso. E nem adianta me falar essas merdas de garotinho assustado, você foi desatento o bastante para nunca ter me percebido durante as noites,mesmo eu sempre estando presente.

- Mas você não estava em cima de mim ... e quase me beijando... - Sussurrou a ultima parte.

- E quem garante que não beijei antes? - O moreno se aproximou ainda mais.
 

- Mesmo assim eu não sou o motivo de seus pesadelos, sou?Você sonha com outros,se preocupa com outros. - O menor não conseguiu nem ao menos responder, estava nervoso e seu rosto totalmente corado.Sebastian revirou os olhos cor sangue ao ver a reação do pequeno. 

-Eu não deveria nem mesmo estar falando com você. É contra as regras,apenas... tenha uma boa noite de sono. - Furtivamente o maior depositou um doce beijo na testa de Ciel como se aquilo fosse o livrar de todos os pesadelos daquela noite e em um piscar de olhos desapareceu assim como um sonho some quando acordamos.

- Espera! Que regras?

Era tarde de mais, o demônio já havia se esvaído da visão do menor deixando com ele apenas a curiosidade e o beijo.
 


Notas Finais


GOSTARO?
COMENT :)
NUM MATA N :)
AMO V6
MEU FEICIBUQUI - https://www.facebook.com/ciel.akiraakihiko.9


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...