Hist√≥ria O prazer Eterno ūüėĪ - Cap√≠tulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Another
Personagens Personagens Originais
Tags Horor, Sedução, Terror
Visualiza√ß√Ķes 6
Palavras 596
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
G√™neros: Ação, Magia, Terror e Horror, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


😊😍😃 Espero que gostem.
Último.

Capítulo 2 - O prazer que tanto procurava.


Fanfic / Fanfiction O prazer Eterno 😱 - Cap√≠tulo 2 - O prazer que tanto procurava.

Nada. Nenhuma resposta. Do jeito que ela acordou, ela voltou a ter aquele sorriso. Fechando os olhos e voltando a um prazer que não entendia.
Uma mulher apareceu. Diferente do que eu achava que encontraria lá (uma vampira ou uma bruxa), vi apenas uma mulher com asas de anjo. Chegou perto de mim e disse que seu nome era Cristina e que eu teria o prazer que tanto procurava. Não como aquela mulher que estava lá vivendo feliz e sempre satisfeita de prazeres, sejam eles quais forem, mas que seria melhor bem melhor que aquilo.
Ela segurou meu braço e foi me levando para um lugar alto e mostrou para mim que não tinha só aquela mulher, mas muitas pessoas estavam da mesma maneira que ela.

— Sonhos, meu cavaleiro. Aqui todos eles se realizam.
— Não estou vendo nada. Estou vendo apenas muitas pessoas aprisionadas.

Cristina me abraçou e disse em voz baixa.
— Eles são felizes. Cuido bem deles. Você. Eu quero você para me ajudar e para ficar comigo. Embora aqui tenha muitas pessoas, eu me sinto só. Eles não me desejam...
Apareceu um espelho e ela olhou como se estivesse em transe como eles:

— Eu sou tão linda. Tão linda e ninguém ali embaixo sonha comigo. Uma rainha com reino e súditos, mas sem rei. Juntos, realizaremos todos os seus desejos... Eternamente.

Talvez ela não estivesse mentindo. Afinal, todos tinham seus sonhos particulares. E, mesmo assim, não deixava de pensar se ela fez essa proposta para todos que entraram no seu reino, e que a resposta seria algo como "Não quero, sua bruxa!" era uma resposta perigosa e mortal. Eu estaria em sérias complicações. Precisava pensar com calma. Precisava de tempo. Tempo para achar uma saída. Em todo o caso, o jogo estava apenas começando.
Uma cama, com várias luzes e móveis do estilo colonial apareceram ao meu redor, e aquele lugar onde estávamos se transformou em um verdadeiro paraíso. Será que tudo aquilo era real? Era minha mente que ela estava lendo? Afinal, eu estava mesmo ali?
Debatendo minhas dúvidas, as palavras dela estavam ficando mais altas. Dominar, ser Rei, teria sua companhia para sempre. Ela sabia que eu estava procurando uma saída.
Quando meus dedos passaram pelo seu cabelo, senti que uma parte parecia ter tocado meu teclado. Um calafrio correu a minha espinha. Será? Estaria meus olhos sendo enganados pela magia desta mulher?
Um computador apareceu no quarto.

— Era isso que queria, meu rei?

Ela tentava me persuadir. Estava começando a conhecer o seu jogo.
Sentei no computador... Tentei imaginar o começo de tudo... O site... The Tred... Cristina me guiando... O maldito Print-Screen, que agora eu acionava imaginando o desejo de vê-la como ela realmente é. E apertei a tecla Print-Screen novamente e finalmente a tela me mostrou a sua verdadeira forma. Um demônio apareceu... O encanto estava quebrado para mim e finalmente consegui ver a sua horrível face. Mas, e ela?
Gritando de raiva, Cristina me jogou a metros de distância. Fiquei bem no fundo do quarto. Aquela criatura monstruosa via a sua face como realmente era, quase que hipnotizada. Presa a sua própria imagem horrenda, o mundo que a cercava estava desaparecendo e com ela junto. Eu não sabia como sair disso, então corri para o túnel – para onde todos estavam correndo apavorados.
Cada um voltava para sua realidade enquanto eu corria e via tudo se destroir em minha volta.
Até que finalmente encontrei meu quarto e fui em sua direção.
Ácordei na minha cadeira. na frente do computador.
Será que foi tudo um pesadelo? Um mundo que lhe dava todo o prazer que quisesse? E o prazer eterno permanece prazer?

Essas perguntas nunca serão respondidas.


Notas Finais


Falei que era bem curtinha.
Fim😄😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usu√°rios deixam de postar por falta de coment√°rios, estimule o trabalho deles, deixando um coment√°rio.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...