História O Prazer por trás dos Contos - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza, A Bela e a Fera, A Rainha da Neve, Branca de Neve, Cinderela, Delírio
Personagens Personagens Originais
Visualizações 40
Palavras 529
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 27 - Branca de Neve - VERSÃO DA RAINHA MÁ


Fanfic / Fanfiction O Prazer por trás dos Contos - Capítulo 27 - Branca de Neve - VERSÃO DA RAINHA MÁ

Era uma vez, num reino muito conhecido pelas belas mulheres que lá viviam, um feiticeiro 
que se apaixonou por uma das donzelas do lugar. No entanto, a jovem não foi sincera com o 
feiticeiro e, depois de pouco tempo, ele morreu com o coração partido. Em seu último suspiro, 
lançou uma maldição sobre todo o reino, que, pelo que sei, perdura até hoje. 
Sob a maldição do feiticeiro desiludido, todas as mulheres do reino subitamente pareciam 
desconhecidas e desagradáveis para seus parceiros e para elas mesmas. Elas logo iniciaram 
uma batalha para se tornarem exatamente o oposto do que a natureza queria que fossem. 
Primeiro, passaram fome até quase a morte, pois a magreza era vista como mais atraente do 
que a aparência feminina saudável. As que não podiam suportar essa privação se submetiam a 
outros métodos humilhantes para se livrarem da carne indesejada. Depois, seus seios tinham 
de ser alterados em sua forma natural para um protótipo mais rijo e maior, o qual, embora 
causasse muita dor e inúmeros problemas de saúde, tinha um efeito mais atraente para todos. 
Envelhecer era a mais detestável de todas as manifestações da natureza nas mulheres, e 
precisava ser evitada a qualquer custo. Elas faziam tudo que estivesse a seu alcance para 
prevenir o envelhecimento, submetendo-se a procedimentos médicos quando tudo o mais 
falhava. 
Embora uma existência assim possa parecer improvável a muitos leitores, posso garantir 
que é bem verdadeira. Não se pode explicar muito fielmente até onde essas pobres criaturas 
estavam dispostas a ir em seu esforço para ser qualquer coisa que não o que eram. Até seus 
cabelos e os pelos de seus corpos eram incompreensíveis para elas, que os cortavam, coloriam, arrancavam, depilavam, raspavam e os eletrocutavam até que cada fio estivesse 
alterado ou destruído. 
As poucas mulheres que conseguiam se enquadrar a essasdesconfortáveis expectativas 
recebiam o status de rainha -por um período curto -, mas durante o qual se esperava que 
dessem prazer aos homens e punissem as mulheres que não correspondiam apropriadamente 
ao que se esperava que fossem. 
Resumindo, uma grande infelicidade se abateu sobre as mulheres que moravam nessa terra 
amalçoada 
Acontece que uma bela mulher, mesmo para aqueles tempos, estava chegando ao seu 
prazo de validade; ou seja, estava se aproximando da idade em que seu valor como mulher e 
rainha, segundo os padrões 
sob os quais era regida a maldição, chegaria ao fim.
A futura rainha-aposentada buscava freneticamente por livros e impressos de consultoria 
às mulheres do 
reino, mas, sem encontrar consolo ou guia suficientes, ela finalmente se viu diante de um 
espelho imenso, pendurado sobre uma parede em seu quarto. Em estado de desespero ela 
gritou: 
Espelho, espelho meu, 
Quanto tempo até eu cair? 
A minha beleza era vã? 
Ou pode a dor diminuir?

Os espelhos, junto com as publicações femininas ao redor daquela terra, estavam sob o 
feitiço da maldição; eles eram, na verdade, os próprios condutores através dos quais o feitiço 
ganhava força e poder. 
O espelho, no entanto, vinha esperando pacientemente por essa oportunidade e agora 
respondeu: 
Tua beleza, antes sem par, 
Muito em breve terá sumido, 
Alguém como fostes tens de achar, E seu coração tem de ser comido!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...