História O Prazer por trás dos Contos - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza, A Bela e a Fera, A Rainha da Neve, Branca de Neve, Cinderela, Delírio
Personagens Personagens Originais
Visualizações 25
Palavras 490
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 31 - Capitulo 5


Sua própria excitação aumentou enquanto via cada detalhe da performance íntima que 
estava se passando diante dela. Sentiu a parte superior do corpo arquear ligeiramente à frente 
enquanto o homem do espelho gentilmente incentivava sua amante a fazer o mesmo. Seus olhos 
voltaram a se encontrar no espelho, enquanto ele a penetrava, cada vez mais forte e rápido. 
De repente, a rainha foi despertada de sua maldição e percebeu, que a mulher no espelho 
não era ninguém senão ela mesma, e que era seu belo criado quem retribuía o olhar, 
posicionado atrás dela. Por um instante, ela congelou, subitamente envergonhada por ele tê-la 
visto assim. 
Percebendo a mudança em sua rainha, o príncipe logo desviou do espelho, para que ela o 
olhasse de frente. Ele a beijou carinhosamente, tomou-lhe nos braços e a carregou até um sofá 
próximo. Mas ela olhava furtivamente para o espelho. 
O príncipe segurava a rainha se fundindo a ela novamente, sussurrando palavras doces 
durante todo o tempo. O espelho parecia dar segurança a ela, então virou o pescoço para ver o 
reflexo. E ela se viu fazendo muitas coisas extraordinárias ao longo da noite. O príncipe ficou 
encantado por sua curiosidade, e foi cuidadoso em fazer com que o acontecimento tão 
esperado durasse até que ela estivesse inteiramente satisfeita. 
Depois, ele continuou a segurar sua rainha junto de si, por toda a noite, acarinhando-lhe o 
corpo suavemente, para que, pela manhã, nem um pedacinho seu tivesse sido negligenciado a 
um carinho ou toque. A rainha sorriu ao adormecer e sonhar com um mar de rosas.
De manhã, a rainha não queria ir embora. Mas o príncipe sabia que tinha de levá-la de 
volta ao castelo, para certificar-se de que seu amor de fato havia tocado o coração dela e a 
libertado da maldição. 
A rainha arrancou uma das rosas ao passar pela soleira do chalé e a colocou na bolsa, 
para sempre se lembrar do prazer que encontrara ali. Mas, enquanto viajavam pela floresta, 
ela foi ficando desanimada e, ao chegarem ao castelo, estava tomada de ansiedade. O príncipe 
parecia relutante ao deixá-la com um beijo e a promessa de voltar mais tarde naquele dia. 
Com a partida de seu criado, a rainha não hesitou em ir até o espelho de seu quarto. Ao 
chegar lá, ela resfolegou horrorizada. Nada havia mudado desde a última vez em que vira 
aquela coisa horrenda! Ela não tinha nada de linda, ao contrário, era a mesma mulher 
envelhecida do dia anterior. Teria o espelho mentido e Branca de Neve dado a sua vida em 
vão? 
A rainha se compôs e se dirigiu ao espelho assim: 
"Espelho, espelho, não se esquive,
ou tu virás ao chão, 
Diga agora e não me irrite, 
O que disseste do coração?" 
E num instante o espelho respondeu: 
"Seu amante é um grande mentiroso. 
Branca de Neve está viva na floresta. 
Ela precisa de um veneno poderoso. Pois é só isso que lhe resta!"



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...