História O Prazer por trás dos Contos - Capítulo 36


Escrita por: ~

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza, A Bela e a Fera, A Rainha da Neve, Branca de Neve, Cinderela, Delírio
Personagens Personagens Originais
Visualizações 28
Palavras 552
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 36 - Capitulo 2


As damas desmontaram seus cavalos avidamente, removeram as roupas empoeiradas e se 
apressaram para entrar na água. Foi uma sensação maravilhosa poder lavar o pó da estrada. 
Mas a princesa não estava acostumada a cuidar de si mesma e logo seu cabelo estava 
embaraçado e cheio de nós. Vendo a princesa em dificuldades, sua criada se apressou a ajudá- 
la. 
A água maravilhosamente fresca acarinhava-lhes os membros cansados, e a acompanhante 
lavava carinhosamente o cabelo da princesa, enquanto o balanço da corrente fazia com que 
seus corpos se tocassem, repetidamente. Em pouco tempo a coerção sutil das ondas fez efeito 
e as mulheres começaram a se encantar cada vez mais uma pela outra. 
Assim que o cabelo da princesa estava lavado e enxaguado, ela imediatamente se pôs a 
retribuir o favor, de forma que o mesmo processo se repetiu com a princesa lavando o cabelo 
de sua acompanhante. Enquanto isso, as duas mulheres foram ficando mais ousadas, 
permitindo que seus corpos se tocassem por mais tempo quando a água os aproximava, como 
se por acidente,masficandocadavezmaisexcitadaspelo toque extraordinário do corpo da outra. 
Os cabelos limpos reluziam sob o sol vespertino. 
Mas a princesa ainda não estava querendo se separar de sua charmosa dama de 
companhia, portanto, por diversão, como num sonho, começou a acariciá-la, usando o sabão que tinha nas mãos para parecer estar lavando a dama, mas, na verdade, apenas por querer 
tocá-la mais intimamente. Ela foi tomada por uma curiosidade de saber o que a outra mulher 
sentia e como isso se comparava a ela; porém, mais que isso, estava ansiando por dar e 
receber prazer. 
Não tardou para que a acompanhante fosse consumida pelos mesmos desejos que a 
princesa, e ela também começou a tocá-la suavemente, e explorar o corpo da amiga. Cada uma 
delas se maravilhou com as pequenas peculiaridades de seus charmes femininos semelhantes. 
Aos pouquinhos, elas se tornaram mais íntimas uma da outra, descobrindo -como só as 
mulheres autoindulgentes nessa forma extravagante de se amar -o quão extraordinário é tocar 
alguém como a si mesma. Oh, como é doce sentir o enrijecer do mamilo de sua amante entre 
seus dedos, enquanto ela acaricia o seio maduro, amorosamente. Como é excitante deslizar a 
mão pelo corpo da amante e acariciar suas curvas da cintura e quadris, e suas nádegas 
arredondadas. Seu coração mal podia agüentar quando, buscando no pequeno triângulo de 
pelos, na junção de duas pernas macias, ela finalmente descobre um botãozinho que leva a 
outra a tremer da mesma forma que se sente quando tocada ali. Ela não pode resistir a deslizar 
o dedo para dentro da suavidade feminina e sentir o calor e a umidade que existe lá dentro. 
Cobertas de bolhas de sabão, elas avidamente acariciavam uma a outra, descobrindo com 
deleite que,apesar de suas pequenas distinções, eles eram, de fato, muito parecidas. 
Sem ter mais a necessidade de atuar sob a desculpa do banho, a princesa e sua 
acompanhante enxaguaram o sabão e foram para a margem. Elas prazerosamente secaram uma 
à outra, rindo e provocando. Resolveram que um colchão seria o suficiente para a noite e se 
puseram a trabalhar empolgadamente. Como duas fadas numa floresta encantada, elas iam de 
um lado para outro, se divertindo com sua nudez. A cama foi finalmente arrumada, e a criada 
se deitou sobre ela timidamente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...