História O presente Flana - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lana Parrilla
Personagens Lana Parrilla
Tags Deena, Dolores, Emilie, Fred Di Blasio, Ginny, Jack, Jared, Jennifer, Josh, Lana Parrilla, Matt, Patt, Sam
Visualizações 78
Palavras 2.665
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Correria


   Era uma tarde de domingo dia 9 de julho. Estavam em casa Lana, Fred, Patt, Matt e Jack assistindo um filme na tv quando de repente Fred levanta, põem-se de frente os quatro ainda sentados no sofá e pronuncia:

  - Lana, sábado que vem é seu aniversário, temos que comemorar de alguma forma, nada no final de semana nem semana que vem, pois já tenho preparada uma surpresa pra você. - disse ele muito animado.

   Lana sem entender o entusiasmo de Fred, assentiu com a cabeça e disse:

   - Ok my love, vamos fazer algo durante a semana então.  - Lana o respondeu fitando seus olhos.

   Jack, Matt e Patt também se assustaram com o pai, mas sabiam que ele faria de tudo para comemorar o aniversário da madrasta de forma que a fizesse muito feliz e ficaram felizes por ver que o pai era completamente apaixonado por Lana, eles já a chamavam de mom. Afinal, já moravam juntos há 3 anos e Lana os tratava como verdadeiros filhos, mesmo que ela ainda não tivesse engravidado.

   Fred puxa Lana do sofá e a convida para subir ao quarto, Lana vai na frente já fazendo cara de quem sabia o que Fred queria. Fred, por sua vez, chama os três filhos e pede para que eles fiquem na sala assistindo tv sem interromper o casal, pois estariam tendo uma conversa séria em seu quarto, os meninos assentiram com a cabeça e aumentaram o volume da tv.

   - Claro que não vamos incomodar vocês, Dad. Sabemos que conversa série terá com a mammy! - Patt falou se jogando no sofá de tanto rir e seus irmãos embarcaram na gargalhada. Fred sentiu a vermelhidão em seu rosto, rapidamente deu um tapinha na cabeça dos filhos e subiu para o quarto.

   Fred abriu a porta do quarto, que por sua vez estava apagado, procurou por sua esposa e não a encontrou. - Lana, my love, onde você está? - perguntou Fred já excitado com o jogo que Lana estava fazendo.

   - Aqui my love - chamou Lana. Sua voz vinha do banheiro. Fred adentrou e viu Lana completamente nua sentada na beira da banheira o aguardando.

   Fred se excitou por completo ao ver aquela cena e ao caminhar até Lana, foi despindo-se. Agarrou Lana com uma pegada tão forte que a fez gemer baixinho. Ele a pegou em seu colo e entraram na banheira. Fred passava sua mão pela nuca de Lana, que estava sentada no colo de frente pra Fred. Lana soltava pequenos gemidos a cada vez que a mão de Fred tocava sua nuca. Fred não estava aguentando sua excitação e Lana percebeu a ereção abaixo de si. 

   - Ops, acho que tem alguém bem excitado hoje, não parou de me acariciar durante o filme e agora está duro embaixo de mim. Deixa eu resolver o problema do meu marido aqui em um estante! - Lana agarrou os cabelos de Fred com uma mão e com a outra arrumou seu membro de forma que ela conseguisse se ajeitar acima dele, penetrando-a devagar, mas com muita vontade.

   Lana fazia um movimento vai-e-vem devagar sobre Fred que não demorou muito para falar - My love, eu vou gozar, goza comigo? - Lana não aceitou, começou a provocar Fred com beijos por todo seu rosto e seu peito, tocava Fred de uma forma que Fred nunca a vira fazer, ela o tocava com mais do que tesão nos olhos, ela tinha também desejo, fogo, paixão e a vontade de dominá-lo. Coisa que ele não costumava a deixar fazer era, sem dúvida, ser totalmente dominado por Lana.
  
   Fred já estava desesperado com o fogo de Lana e lembrou que ele a provocou aquilo ele se rendeu a esposa e deixou que ela fizesse todo o trabalho e ele só iria a admirar fazendo seu trabalho bem feito. Depois de muito tempo no vai-e-vem, Lana também já não se aguentava mais e pediu - My love, agora é minha vez, goza comigo antes que eu não aguente meu próprio corpo - em poucos segundos os dois atingiram seu ápice, Fred gozando dentro de Lana e a mesma deixando seu líquido sair completamente.

   Os dois ficaram por mais alguns bons minutos apenas se olhando, com sorrisos estampados em ambos os rostos até ouvirem batidas fortes na porta do quarto

   - Daaaaaad, Moooooom, precisamos da ajuda de vocês, Patt está passando mal na sala - era Jack gritando desesperadamente do corredor.

   Lana e Fred saíram correndo do banheiro, Fred apenas se enrolou em uma toalha e desceu correndo até sala enquanto Lana se secava às pressas e vestia a primeira roupa que achou em seu closet. Ela desceu correndo em seguida e viu que Patt havia posto pra fora tudo o que havia comido durante o dia e ainda vomitava, mas não havia mais o que vomitar. Lana entrou em desespero, foi até o quarto dos meninos pegar uma muda de roupas limpas para Patt e seus documentos para levá-lo ao hospital.

   Ao voltar pra sala, Fred estava vestindo uma calça jeans e uma blusa azul com Patt nos braços, Lana o acompanhou até o carro, entregou as roupas e os documentos de Patt para Fred, em seguida ele deu partida no carro em direção ao hospital às pressas. Lana ficou em casa com Jack e Matt. Voltaram pra dentro de casa e os meninos resolveram ajudar Lana a limpar a sujeira que seu irmão havia feito. Lana, mesmo preocupada com Patt, ficou feliz em ver os outros dois preocupados tanto com o irmão quanto em ajudá-la na limpeza.

   Matt, Jack e Lana já tinham terminado e estavam assistindo tv novamente, mas sen prestar atenção no que se passava até o momento que se assustam com telefone de Lana que tocou alto.

********** LIGAÇÃO ON **********
   
  
- Lana, cheguei no hospital com Patt e ele já está fazendo exames. Fique despreocupada e acalme os meninos. Não sei quanto tempo vamos ficar aqui, te ligo de novo assim que o médico der o resultado. Beijo, amo vocês.

********** LIGAÇÃO OFF **********

   Fred estava tão nervoso e agitado que Lana só ouviu seu recado e ao desligar o telefone passou o recado para os meninos. Em seguida ela chamou os dois ao pé da escada e pediu para que ambos tomassem banho, escovassem os dentes e deitassem pra dormir, pois no dia seguinte ambos teriam de levantar cedo para a escola. Jack obedeceu e subiu correndo para seu banho na frente de Matt, que por sua vez abraçou Lana e começou a chorar.

   - Oh não meu príncipe, por que está chorando? - disse Lana preocupada com o pequeno, que era o filho de Fred que era mais chegado a ela.

   - Eu só quero o Patt de volta em casa e bem. - disse Matt secando as lágrimas.

   - Oh meu amor, ele vai ficar bem e já já estará de volta. Deve ter sido algo que comemos que não fez bem a ele. Agora sobe e toma banho la no meu quarto, vou preparar um chá de camomila pra mim enquanto isso, você aceita? - disse Lana, cheia de preocupação em sua voz.

   - Quero sim, Mom, obrigado. - disse Matt subindo as escadas, quando ele para, vira pra trás e diz - Ah, Mom!? - chama por Lana.

   - Sim querido? Quer mais alguma coisa? - pergunta a morena com muito carinho.

   - Depois do banho e do chá eu e você podemos conversar no seu quarto? - disse o pequeno.

   - Claro meu príncipe, como você quiser. Vou preparar o chá e subirei com eles. - disse ela com um sorriso torto no rosto.

   Enquanto os meninos estavam no banho, Lana preparava o chá calmamente sem prestar atenção no que estava fazendo, pois seu pensamento estava em Patt no hospital e Fred que não ligava com notícias.

   Quando se deu conta, terminou o chá e subiu com duas canecas e um copo de leite para Jack, ela sabia que ele não gostava de chá. Lana ouviu Jack indo deitar e o chamou no quarto, ofereceu o copo e o mesmo aceitou, tomou rápido, se despediu de Lana com um abraço, despediu-se de Matt com batidas na porta do banheiro e foi para seu quarto dormir.

   Quando Matt saiu do banho, o chá já havia esfriado o suficiente para que ambos tomassem sem se queimar. Matt sentou na cama do casal e encostou-se à cabeceira pegando sua caneca que Lana o entregou na não, a mesma estava em seu lado da cama esperando Matt falar.

   - Mom, eu sei que posso conversar com você o que não consigo falar com meu pai. - deu um gole do chá e deu um sorriso de lado - Está delicioso o chá, Mom, obrigado. - tomou mais um pouco e deixou uma lágrima escorrer pelo seu rosto

   - Ah não meu amor, não chora. Você sabe que pode falar comigo o que quiser, pode me contar, mas não pode ficar acordado até tarde porque amanhã tem aula hein mocinho! - a morena apertou as bochechas do pequeno, que imediatamente largou sua caneca de chá e se envolveu nos braços da madrasta.

   - Te amo Mom. Mas sabe o que é? - disse ele com aspecto de preocupação e de tristeza - Eu amo meus irmãos, você e Dad, me preocupo com vocês, mas eu sinto falta de uma coisa - Matt tomou o restinho de seu chá.

   - Do que você sente falta, filho? Como eu posso te ajudar? Eu também amo vocês e me preocupo com meus filhotes e com o pai de vocês. Mas me conta! - disse Lana ao perceber que Matt estava realmente precisando conversar e ela precisava ajudar seu menino.

   - Eu sei que você e  Dad se amam muito e namoram bastante (risos). Eu e meus irmãos já conversamos sobre isso, mas Jack não é carinhoso e Patt...bom, ele não ta aqui agora mas queria que eu falasse pra você. - Matt olhou pra baixo triste - O que queremos dizer é que por mais que vocês estejam em casa ou saímos todos juntos quando estão de folga, nós sentimos muita falta de ter atenção. - Matt não resistiu e começou a chorar, escondendo seu rosto no travesseiro do pai.

   Lana fica desesperada por perceber que Matt estava certo, ela e Fred quando estavam de folga ficam muito tempo "namorando" ou saíam todos juntos, mas quase não davam carinho aos meninos e isso estava magoando Matt.

   - Meu príncipe, venha aqui, me dê um abraço e pare de chorar. Olha pra mim! - ela pegou o rosto de Matt e fez ele olhar diretamente pra ela. - Meu amor, eu não tinha percebido algo que estava tão na minha cara e você está coberto de razão. Eu sinto muito por precisar que você falasse isso pra mim, eu sou uma péssima madrasta, me perdoa, meu amor? - a morena se sentiu culpada e realmente estava se sentindo a pior madrasta de todas, desabou num choro profundo.

   - Hey, Mom, não chora, por favor. Você não é uma péssima madrasta, você é melhor do mundo, é minha Mom e tenho muito orgulho disso. Eu perdoo só se você me prometer que vai parar de se trancar com papai toda hora nesse quarto ou sumirem ao mesmo tempo! - Matt falou baixinho para Lana e rindo, enquanto fazia carinho nos cabelos da madrasta.

   Em meio aos choros, Lana soltou uma risada quando Matt propôs o acordo.

   - Que isso menino!? Vocês estão espionando a gente é? - ela se livra das lágrimas e deixa que seu sorriso apareça em seu rosto branquinho.

   - Mom, não quero aprofundar esse assunto, é muito constrangedor pra todo mundo. Vai prometer ou não? - ele fica vermelho de vergonha.

   - Ta bom filho, prometo. - os dois fazem a promessa de dedinho - Meu Deus Matt, olha a hora, amanhã você tem aula, vai dormir - os dois se assustam quando o telefone de Lana toca enquanto Lana fala. - É seu pai, espera ai. - ela pega o telefone e atende.

********** LIGAÇÃO ON **********

   - Alô? My love? Como está aí no hospital? - disse a morena ansiosa.

   -
Oi my love, desculpe ligar tão tarde. Os meninos dormiram? - disse Fred preocupado com os outros filhos.

  
- Jack sim, Matt está aqui no quarto comigo, estávamos conversando sobre uma coisa que depois tenho que falar com você a respeito! Mas ele já vai dormir. - disse Lana rapidamente ansiosa para saber de Patt.

   Fred percebe pelo tom de voz de sua esposa que o assunto é sério.

   -
Ok, my love, conversamos sobre isso amanhã ta? O médico veio agora pouco no quarto e disse que Patt teve uma intoxicação alimentar e pode ter sido culpa do camarão que comemos no almoço. - disse Fred com menos nervosismo do que na primeira ligação.

  
- Ah meu Deus, ele não pode mais comer, vou me certificar de que não o deixaremos mais comer frutos do mar. - Lana fica mais tranquila ao perceber o tom mais calmo na voz de seu marido.

   
- É melhor mesmo, my love. Ele está no soro e o médico disse que amanhã na parte da manhã ele terá alta. Você pode levar os meninos na escola pra mim? Ficarei aqui com Patt. - disse Fred, mesmo sabendo a resposta de Lana.

  
- Mas é claro, my love, não precisava nem me pedir, eu iria fazer de qualquer forma. Vocês precisam de algo aí no hospital? Coberta? Roupas? - disse Lana, deixando claro o que Matt dissera há pouco, ela era uma ótima madrasta e era motivo de orgulho.

  
- Não love, muito obrigado. Coloquei em Patt a roupa que você me deu e eu estou bem, tem agasalho no carro, se eu precisar pego la. Agora a sra. minha esposa pode ir dormir tranquila ta bom? Um beijo bem gostoso na sua boca! Boa noite, my love. Te amo - Fred não conseguia conter seu amor por Lana.

   - Se precisar de alguma coisa me liga ta? Boa noite, eu também te amo, my love. Beijo - e desligou.

********** LIGAÇÃO OFF **********

   - O que papai disse, Mom? - disse Matt chamando Lana.

   - Que seu irmão teve intoxicação alimentar por conta do camarão e que já está bem, está no soro e amanhã de manhã ele terá alta. Agora o meu príncipe tem que ir dormir - da um beijo na testa de Matt, o puxa de sua cama e liga o despertador em seu celular.

   - Mom, eu te contei tudo isso porque eu realmente precisava, mas eu quero te pedir outra coisa - disse Matt ficando muito vermelho.

   - O que foi meu amor? - disse a morena abraçando o menino.

   - Eu queria te pedir se podia dormir aqui com você hoje. Eu gosto tanto quando você faz a gente dormir. - disse o pequeno cheio de vergonha.

   - Ai meu Deus, não acredito que você está com vergonha de me pedir isso! - Lana leva a mão na boca surpresa. - É claro que meu príncipe pode dormir comigo. Agora vamos dormir porque amanhã eu tenho que levar vocês pra escola cedinho.

   - Obrigado Mom - disse Matt deitando-se no lugar onde é de seu pai. - Boa noite, te amo.

   Lana deu um beijo na testa de Matt e ficou sentada ao seu lado fazendo carinho nele até que pegasse no sono. Quando ele dormiu, ela ainda estava preocupada com o desabafo que acabara de ouvir e precisava fazer alguma coisa pra se distrair. Levou as canecas de chá e o copo de leite para a cozinha, lavou toda a louça que havia na pia, voltou para seu quarto e deitou ao lado de Matt, que dormia tranquilo. Ela não conseguiu pregar os olhos a noite toda, passou a noite pensando em seu marido e um de seus meninos no hospital. 


Notas Finais


E aí gente, o que acharam?
Se gostaram, me conte.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...