História O presidiário - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Nanbaka
Personagens Personagens Originais
Visualizações 4
Palavras 270
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Bishounen, Comédia, Famí­lia, Fluffy, Luta, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Seinen, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Survival, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Se diverta se, pessoal😊

Capítulo 3 - Gótico VS Funkeiro


Em 1° ROUND, Alison disparava umas 10 balas ao direção do gótico, esquivando rápido, chacoalhava a foice negro, arranhado em braço esquerdo do oponente pingavam as  gotas do sangue escorrido. 

- Nada mal, Senhor Morte☆ Sorriu o divertido.

- Senhor Morte, belo apelido não?

Eu sorria macabra, sim, estava completamente possuído por aquele foice obscuro. As manifestações estavam aterrorizado à vista coberto de aura negra. Alison soltava uma aura amarela com sua arma, trazia uma alegria aos públicos.

Os torcedores dividiam em medades:

- MORTE!! MORTE!!MORTE!! Outro lado dizia: - FUNK!! FUNK!! FUNK!!

- Aí, gente obrigado seus viadões♡ Alison fez um pose de traveco. Aguentei para não dar risada, porque é muito zuado.

Não sei lidar com as multidões, mas digo: - Obrigado pela torcida. Fiquei corado ao público.

As manifestações reagiam os dois participantes. O funkeiro apontava a pistola nos pés do rapaz, esquivando e chacoalhando  com a foice à defesa, repeliam as balas adiante.

Cheguei perto, acertei na bochecha esquerda. Oponente desviou de lado ligeiramente, atirou se  no meu pulso esquerdo, aquela sensação de perfurar carne à osso, pingavam gotas de sangue:

- Puta Merda!!  Afastei do cara, rasguei um pedaço da camisa parte de baixo, mostrando a barriga magra, fazer o quê né. Amarrei a parte ferida continuei na posição de defesa.

- Ops, foi sem quere, querendo huehuehuehuehuehue!!!!!!!??

Alison olhava a barriga magra pensava " Quero tocar aquele pele fantasma..", iludido.

Percebi que ele estava olhando cara de safado, quanta ódio. O seu poder trevosa golpeado ao oponente, atiravam umas 15 balas, repeliam alguns, acertaram na coxa direita, barriga lateral esquerdo e ombro direito. Estava em ajoelhado no solo imundo demonstrava o sorriso sanguinário, tenho transtorno bipolar.


Notas Finais


Próximo episódio vai ter yaoi, alguns episódios vão aparecer aos poucos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...