História O primeiro amor do Maknae (VKOOK) - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Amor, Bts, Namjin, Taekook, Vkook, Yoonseok Jihope
Exibições 1.861
Palavras 1.264
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Último cap de hoje.
Com amor, aos Vkook shippers.

Capítulo 13 - Mentiroso


Fanfic / Fanfiction O primeiro amor do Maknae (VKOOK) - Capítulo 13 - Mentiroso

" Não acredite no que a boca diz... ela não sabe falar como o coração."

                       #########

O castanho me encarou. Foram os piores 10 segundos da minha vida.

Ele franziu a testa, apertou os lábios. Era a mesma expressão de quando sua mãe lhe manda engolir o choro.

— O que você pensa que eu sou Jungkook? — Arrebenta a pulseira do seu braço — Eu não quero essa porcaria!

Antes que pudesse absorver o choque, Taehyung jogou a pulseira em direção ao mar, se perdendo em meio a escuridão.

— Hyung... Por que você..  — Eu não consigo explicar a minha expressão de susto e vergonha.

— Jungkook, vamos trabalhar juntos e deu. Ok? Só isso que somos. Já ouviu falar em fanservice? Fiz isso por mais de um ano com você. Continue assim. — diz bruscamente, me fazendo soltar a primeira lágrima.

— Eu pensei que.. — tento falar

— Pensou errado — ele faz uma pausa e eu não sou louco, tenho certeza que olhos do hyung estavam  marejados como os meus — Você quer perder o emprego Jeon? A família? Tudo pra viver um romancezinho, que só existe na sua cabeça! — Ele faz mais uma pausa respirando fundo. Nessa hora as lágrimas dele quase caíram. Eu vi! Não estou me iludindo não!  — Eu não sou muito mais velho que você, mas acabei de ver que com certeza sou mais responsável.

Ele vira as costas para ir embora.
Fico estático, e em choque,  com lágrimas escorrendo no rosto.

Taehyung me olha por cima dos ombros.

— E outra.. — me encara de longe — Eu não sou gay.

Ele se afasta, me deixando só.

Naquele momento preferi ter sido espancado por 10 pessoas ao mesmo tempo. Os ferimentos não doeriam tanto quanto agora.

                            ########

Cheguei no quarto sem rumo.

01:09  da manhã 

Me jogo na cama e caio no choro.
Abafei o choro com o travesseiro. Não podia acordar o Jimin.

Solucei como uma criança quando a mãe vai embora no primeiro dia de aula e ela se vê sozinha em um lugar estranho. Soluços, falta de ar..meu peito dói! Dói demais!

Chorei. Chorei muito. Me perdi no tempo.

( 2:12 da manhã )

Senti vontade de acordar Namjoom hyung e declarar que ia deixar de fazer parte do BTS. Queria correr, fugir, ir pra minha mãe. Pressionei o travesseiro contra a boca. O choro abafado me fazia ficar tonto.

Até que uma frase veio na minha cabeça:

" Olhos não mentem"

Dei um minuto de folga para as minhas lágrimas e tentei esquecer tudo que saia da boca de Kim Taehyung.

Coloquei a  lembrança dele no mudo.

O que eu vejo em seus olhos?

Fecho meus olhos concentrando minha atenção na lembrança do seu rosto e não da sua voz.

O que eu vejo em seus olhos?
O que eu vejo em seus olhos?

Dou um pulo na cama.

Espero não estar louco.

Pego o chinelo que está na minha frente e saio tropicando enquanto visto o casaco.

Corro em direção ao quarto dele. Meus pés se cortam com alguns galhos e pedras.

Dane-se!

Eu ia acorda-lo. Eu ia gritar.  Eu só preciso chegar lá.

Abro a porta de supetão, faço Hoseok pular da cama.

— Meu Deus Jungkook! — põe a mão no peito —  O que foi?

Ignoro ele e corro meus olhos pelo quarto.

Nada.

— Onde está o Taehyung? — Olho para Hoseok — Rápido! Onde?

O hyung me olha assustado.

— Ele saiu faz uns 30 minutos de novo. Chegou aos prantos aqui há 1 hora e meia atrás. Me assustei e perguntei se ele queria alguma coisa. Então ele ficou parado na porta e saiu correndo. Depois de uns 40 minutos ele voltou todo molhado da cabeça aos pés, dizendo que precisava de uma lanterna. Desesperado ele ficou abrindo gaveta por gaveta.

Ele aponta para o quarto. O chão onde eu estava tinha rastros e poças de água, e as roupas das gavetas estavam todas  jogadas. Hoseok continuou:

— Perguntei o que ele estava procurando, ele respondeu que tinha perdido no mar a coisa mais preciosa da vida dele. Eu nem tive tempo de oferecer ajuda e ele já saiu pela porta correndo como um louco. Ele está com problemas na família Jungkook? Porqu...

Não terminei de ouvir o Hyung. Sai correndo sem olhar para trás. Corri sem parar. Meus pulmões queimavam, meu coração estava tão acelerado que sentia meu corpo todo vibrar.

Eu preciso acha-lo.

Meus pensamentos estavam a mil. Cheguei na última trilha que me levaria ao lugar de antes.

Paro desesperado em busca de fôlego enquanto meus olhos procuravam a sua silhueta em meio aquele breu.

Meus olhos não me ajudam. Já se criava um pouco de neblina no lugar,  mas Continuava lindo, como antes.

Ouço um barulho.

Chego perto e vejo aquele que comparei ao mar, dentro da água, ele mergulhava,  olhava ao redor, procurarava de joelhos na areia. Procurava intensamente por algo. Fez isso várias e várias vezes.

Ele queria a pulseira.

O hyung saí do mar e de repente vejo o corpo dele se desfazer, sentando na areia. Com as duas mãos segurando seus cabelos, o castanho cai em um choro mais desesperador que o meu. Seu corpo balancava a cada soluço.  Era um choro sentido. Sofrido. Nunca o vi daquele jeito. Nunca mesmo.

Me aproximo. Ele estava completamente encharcado pela água do mar.

Ele me vê chegando e se apavora.

— SAÍ DAQUI JUNGKOOK ! — Grita.

Eu estava a cerca de 10 metros dele.

— MENTIROSO! — Grito apontando o dedo pra ele.

Me aproximo mais.

— Jungkook, me deixa em paz por favor...  — pede já não se preocupando em esconder as lágrimas.

— MENTIROSO! — Repito me aproximando mais.

— Jungkook, eu não quero.. — ele gagueja —  ... Você tem noção do que é guardar algo com você desde criança? Você sabe o que é viver se escondendo atrás de um sorriso?  — agora ele chora mais ainda como se estivesse relembrando algo triste — eu sou o hyung mais amigável, mais sorridente — o castanho gargalha misturando lágrimas e sorrisos — Já ouviu dizer que esse tipo de pessoa são as que mais sofrem? É sempre escondido, porque não me dou o luxo de não sorrir para vocês — ele imita a voz de outra pessoa — " Kim Taehyung é tão perfeito" " Kim Taehyung é tão simpático" " Kim Taehyung é sexy?  — ele chora sentido — Eu preciso manter essa imagem Jungkook. Nós precisamos. O que vai acontecer se eu disser que te amo também? Que eu morria de medo todos os dias de que nunca fosse se apaixonar por mim? E se eu disser que sou assim desde que me entendo por gente mas e aí? Eu nunca gostei de mulheres! Mas E a minha família? Como fica? — ele imita a voz de novo—  " Kim Taehyung é um bom filho"  " é um exemplo de Idol" — a gente vai se ferrar Jungkook — chora me fitando com pesar — eu não posso me render ao que sinto por você Jungkook,  prefiro sufocar isso aqui dentro de mim, e continuar sorrindo como um bom menino. Você devia fazer o mesmo, porque se Vo....

Em passos largos e rápidos, estou ofegante e com o coração disparado

Foda-se.

Me aproximo e agarro seus cabelos castanhos inclinando sua cabeça para trás.

— CALA ESSA MALDITA BOCA KIM TAEHYUNG!

Colei os meus lábios nos dele.

Dane-se se foi desajeitado.

Aquele seria meu primeiro beijo e deu!


Notas Finais


Vocês gostaram? A tia ta suuuuuuper cansada! Chego ta com dor nos braços eu digito no celular. Não tenho PC.
Gostaram? Diga pra mim.
indique pros amigos.
Eu te amo Vocês.
Obg pela leitura.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...