História O primeiro amor do Maknae (VKOOK) - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Amor, Bts, Namjin, Taekook, Vkook, Yoonseok Jihope
Exibições 1.842
Palavras 1.947
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


~Prometi dois capítulos hoje. Esta aí <3

Com amor, a todos os Vkook shippers.

Capítulo 7 - Saudades daquele tempo


Fanfic / Fanfiction O primeiro amor do Maknae (VKOOK) - Capítulo 7 - Saudades daquele tempo

"Amar pode curar

Amar pode remendar sua alma

E é a única coisa que eu sei

Nós mantemos este amor numa fotografia

Nós fizemos estas memórias para nós mesmos

E eu nunca te deixarei ir"

(Photograph - Ed Sheeran)

~" Em todos os fansings acabávamos tendo varias fotos juntos. Confesso que salvei várias delas no celular. " ~



                           ########


Sai do quarto dele tremendo.

Eu não ia mais conseguir olhar para o V hyung de tanta vergonha. Eu não sou desse jeito. Pelo contrário, acho que quando chegar meu primeiro beijo, minha primeira vez, vou me sentir completamente desajeitado. Porém,  minha vontade às vezes era tanta de explorar essas coisas novas, que parecia impossível ter controle. Isso só acontecia com ele. Ninguém mais havia me deixado assim.

Fui direto para o chuveiro. A água quente ainda era minha melhor aliada.

  - Relaxa Jungkook, relaxa. - repetia para mim mesmo.

Os próximos dias seriam complicados.

                               ######

(3 dias depois)

~Dia da gravação da mini serie.

  - Quer mais água Yoongi hyung? - perguntou Hoseok para o mais claro que estava deitado no banco dos bastidores.

  - Aham - resmungou Suga fazendo um gesto com a mão para que o mais novo lhe trouxesse a água.

Nessa hora um dos produtores gritou:

  - A gravação começa em 5 minutos

Começei a estralar os dedos em razão do nervosismo. Esses três dias foram pura tortura.

Ensaiamos muito,e durante esse período não falei com V hyung, a não ser na hora de treinar nossa cena juntos. Mas nunca sozinhos. Em cada ensaio, havia um hyung junto conosco, o que me deu segurança.

Fiz meditação, orações, e todas as coisas que me foram possíveis para aparentar normalidade em frente as câmeras, mesmo sabendo que terei os lábios dele centímetros dos meus para o mundo todo ver.

Nossas roupas colegiais eram bonitas. Calça caqui, blusa branca e um terninho cinza grafite com o emblema da escola no peito esquerdo  combinando com a gravata vermelha.

Começou.

~Luz, camêra, ação.

Início das gravações.

Finalmente! Não vejo a hora de terminar tudo isso.

                          ############

  - O jungkook parecia tenso. Tem medo de mulher Maknae? - riu Yoongi hyung enquanto me perguntava isso. Ainda estavámos nos bastidores. Já era noite, e terminamos agora de trocar de roupa, esperando para voltar ao dormitório.

  - Vocês não ficam pra trás não! -exclamei achando graça-  Lembram da pegadinha do elevador que fizeram conosco no começo do ano? Com exceção do Jin hyung, todos vocês ficaram com vergonha. -debochei

  -Ooh, verdade. -disse Hoseok - mas isso é porque Jin hyung já tem anos de experiência com mulheres.

-Mulheres..  - Jin hyung deu uma gargalhada. Sinto que aquela frase do Hoseok pareceu uma piada para ele.

  - Mas em breve o Maknae vai perder o medo. O primeiro amor marca a gente. -Yoongi falou, assustando todos nós. Ele não é de se meter nesses assuntos.

  - Não esqueça de contar pra nós quando acontecer. -disse Namjoon fazendo sinal para irmos. - seus hyungs estão aqui para isso. Mas raramente terminamos a vida com nosso primeiro amor.

  Os cinco concordaram. Exceto Taehyung que parecia dar a mínima para a conversa e estava deitado no ombro do Jimin, meio pálido, olhando para o nada.

Como eu odeio isso.

  - Espero que comigo seja diferente. -disse refletindo no que acabara de ouvir.

  - Vai ser Maknae, vai ser -Hoseok hyung disse bagunçando meus cabelos.

Estavamos na saída do estúdio de filmagens, esperando a van vir nos buscar, quando me assusto com o barulho.

  - Traz uma água pra ele! -gritou Namjoon enquando segurava Taehyung pela cintura.

O vômito tinha lavado o chão.

  - Tae.. -chamou Jin hyung, mas ele não respondeu. Continuava vomitando  e tossindo.

  - Eu falei que não era pra você comer aquele hambúrguer na geladeira ontem menino! Estava lá a cinco dias! -Namjoon o reprendia, mas a preocupação intensa na sua voz era perceptível. - vou te levar para o hospital agora mesmo.

  - Não precisa hyung. -respondeu enxaguando a boca com a água que Suga havia trazido. - eu odeio hospitais, por favor. - pediu fazendo uma expressão tão doce,  que nem o mais forte dos homens ousaria negar.

  - Tudo bem -respondeu nosso líder meio contrariado - mas você vai tomar alguns chás que vamos fazer e está proibido de ir no ensaio da coreografia amanhã.

  - Obrigado -respondeu o doente.
 
A van estacionou.

  - Eu vou na frente com o V.  -disse o líder enquando abria a porta principal da van.

Eu olhava para o Taehyung com preocupação. Queria perguntar como ele estava, cuidar da sua saúde, abraça-lo até que se sentisse melhor.

Não lembro ao certo quanto tempo levou do estúdio de gravação até o dormitório, mas vim de lá até aqui olhando para o castanho, que o percurso inteiro teve sua cabeça amparada pelo ombro do nosso líder.

Queria ser eu a fazer isso.

Namjoon deitou V na cama, e veio até a sala, onde estávamos todos quietos esperando ele voltar.

  - Jungkook,  amanhã você não vai no ensaio da coreografia. -o líder parecia aliviado-  Falei com o coreógrafo e como você praticamente sabe todos os passos com perfeição, não precisará ir amanhã, e irá ficar cuidando do V. Entendeu?

Mordi os lábios tenso. Mal sabia cuidar de mim mesmo.

  - Entendi hyung. -curvei a cabeça em consentimento.

  - Suga, você vai acordar cedo amanhã para os ensaios. -Namjoon continuou.

  - Aaashi - resmungou Yoongi.

  - Hoje você vai trocar de quarto. -apontou para o hyung resmungão - você fica com Jimin essa noite, e Jungkook -olhou para mim-  você vai para o quarto do Suga.

  - Mas o Suga hyung divide quarto com o V hyung  -disse surpreso e confuso.

  - Eu sei. Mas Yoongi acordando cedo poderia acabar fazendo barulho e acordando o Tae. Precisamos que ele descanse bastante. - nosso líder olhou pela brecha da porta avistando a figura que dormia lá no quarto -  E será só por um dia, e como V está doente, não vai haver bagunça, então está tudo bem.

  - Eu vou fazer o meu melhor. -respondi.

Estava feliz de poder cuidar dele. Eu faria qualquer coisa para o V hyung ficar bem.

Jantamos e logo depois tomei um banho. Peguei meu travesseiro e um cobertor verde que a Omma me deu de presente, e já ia saindo rumo ao quarto onde passaria a noite.

  - A palavra limpeza não é muito conhecida por você né Jungkook? -Suga hyung disse olhando para a pilha de roupas encima da cadeira.

Só o meu lado do quarto era bagunçado.

  - Desculpa hyung. -inclinei meu corpo para frente em reverência -desculpa.

  - Tudo bem. Eu durmo em qualquer lugar. -respondeu já jogando seu travesseiro na cama. Acho que só pisquei os olhos e Yoongi já estava dormindo.

Os outros cômodos do dormitório  estavam escuros.

Olhei para os outros quartos. Todos devem estar dormindo.

Jimin e eu ocupavamos um quarto.
Suga e V outro. 
Um ano atrás Hoseok dividia com Namjoon, isso até Jin oferecer o privilégio dele de hyung mais velho, que lhe concedia um quarto sozinho, para Hoseok.
Agora Jin divide com Namjoon e Hoseok tem o quarto particular.

Pé por pé caminhei até o quarto onde o adoentado estava. Deveria entrar com cuidado, não queria acorda-lo.

Girei a maçaneta o mais devagar que pude. A luz da lua que propagava da janela entreaberta,  iluminava o rosto do castanho claro,  deixando-o  facilmente de ser confundido com um anjo.

Coloquei minhas coisas na cama que costuma ser de Yoongi, e fiquei sentado, encarando aquela cena. Como pode um ser humano sentir uma paz tão grande só de olhar para uma pessoa?

Eu poderia ve-lo dormir todos os dias.

Juro.

Jamais me cansaria.

Por incrível que pareça, não consigo lembrar quando começei a me apaixonar por Kim Taehyung. Estamos agora no final de 2014, mas sinto que já me apaixonei por ele muito antes disso. Como se inconscientemente eu o tivesse amado desde a primeira vez que ouvi:

"Oi, meu nome é Kim Taehyung"

Eu estou sorrindo agora, só de lembrar como eu era tímido. Totalmente diferente dele. Esse hyung foi o último a entrar no BTS, e como um encaixe perfeito, era exatamente alguém como ele que precisavamos. Ou melhor, que eu precisava.

Sinto saudades do começo. Andávamos de mãos dadas, brincávamos o tempo todo, e Deus nos livre se no fansign não sentássemos lado a lado. Ele mexia na minha orelha, e eu adorava. Sempre que via algo engraçado, cochichava no meu ouvido para que eu olhasse também. Em todos os fansing acabávamos tendo varias fotos juntos. Confesso que salvei várias delas no celular.

Eu já estava apaixonado. Talvez a idade na época não me deixasse notar, ou simplesmente nunca me esforçei para perceber a verdade.

Não é fácil se descobrir apaixonado por um homem. Ainda mais um que nem sei se gosta disso.

Talvez eu nunca tivesse o coração de Kim Taehyung, mas enquanto eu pudesse ter ele sobre o alcançe da minha vista, eu seria o homem mais feliz da Coréia.

Peguei meu celular. Todos sabiam que eu amava tirar fotos. Principalmente tirar fotos dele.

~Menu
~Camera
~Flash off
~Night mode on

              ~Click

Sorri, passando a mão na tela do celular. Sua boca estava entreaberta o que fez seus lábios formarem um biquinho inexplicavelmente fofo.

Vou guardar essa foto pra sempre.

  - Ai...ai - ouço ele gemer, enquanto se encolhe na cama.

Me aproximo e encosto no seu ombro. Sua pele está gelada demais. Vejo V hyung tremer. Ele usava apenas uma camiseta branca bem básica e uma calça de pijama com estampa de um desenho infantil popular do nosso país.

De prontidão corro fechar a janela e vou até o guarda roupa procurando mais cobertas.

Nada.

Pego um blusa de moletom nas roupas dele.

  - V hyung -chamo balançando de leve seus ombros. -sente para vestir mais roupas. Você está tremendo.
 
Dois olhos semi abertos me encaram confusos. Coloco o castanho alto sentado na cama, ele obedece meus comandos mesmo com dificuldade.

  -Levante os braços hyung -peço com carinho. -vamos vestir uma roupa, e você vai ficar quente logo. Tudo bem?

Uma cabeça sonolenta afirma lentamente que sim e faz o que peço.

Ajeito a blusa para colocar nele. Fico um pouco desconcertado ao ver que ao erguer os braços parte do seu abdômen inocentemente apareceu.

Sorrio e abaixo sua camiseta novamente, tapando a pele antes a mostra.

  - Você vai melhorar logo hyung -digo enquanto deslizo a blusa sobre seus braços  - Mas não coma mais hambúrgueres estragados na geladeira - arrumo seu travesseiro - Não quero te ver doente de novo.. Gosto quando você anda por aí animado e sorridente e é triste para mim quando não está assim -agora ajeitava o castanho sonolento deitando-o na cama novamente - Você tem que ficar forte para nós e para as armys, como sempre faz - passei a mão nos seus cabelos. -Descanse hyung.

Peguei a coberta que eu usaria para dormir e a usei para cobrir o meu hyung favorito. Não ia precisar dela, não enquanto ele precisasse mais.

Ajeitei direitinho o cobertor sobre seu corpo, e me ajoelhei aos pés da cama ficando próximo do rosto dele, como uma mãe faz para dar um beijo de boa noite ao filho. Seus olhos já estavam fechados novamente. Parecia tão sereno dormindo.

Fitei V hyung por alguns segundos.

Tive vontade de selar sua testa com um beijo carinhoso. Mas não o fiz.

Sorri e me levantei, com a intenção de voltar a minha cama do outro lado do quarto.

Viro de costas.

Uma porção de dedos gelados agarram minha mão.


  - Jungkook... -a voz sussurra...

  - ....não vai. 
















Notas Finais


Obrigada por chegarem até aqui! 💓
Terei um recadinho a dar antes do próximo capítulo.
Gostaram?
Bjs no kokoro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...